Cinema com Rapadura

Críticas

Crítica | Bom Comportamento (2017): intenso, cru e impecável

Bons atores podem conseguir se destacar num filme ruim. Mas, mesmo quando o início da carreira é marcado por papeis e atuações fracas, quando esses atores encontram um projeto que une um bom roteiro com uma boa direção, vemos uma espécie de renascimento. Ao longo dos anos já vimos diversos atores que passaram por essa situação, Robert Pattinson parece ser o mais novo nome da lista.

  sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Crítica | Doentes de Amor (2017): fofura na saúde e na doença

Uma comédia romântica, ou dramática, sobre um homem que precisa deixar a sua inércia de lado para assumir um amor.

  sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Crítica | Os Meyerowitz – Família Não Se Escolhe (2017): conjunto de lições enobrecedoras

Em termos de conteúdo, o filme é riquíssimo. Porém, revela-se narratologicamente problemático e com uma montagem muito mal feita.

  terça-feira, 24 de outubro de 2017

Crítica | Tempestade – Planeta em Fúria (2017): ambicionou ser grande

Como se fosse uma tempestade em um copo de água, o filme é grandioso apenas no nome, no elenco e no planejamento, mas certamente não na execução.

  sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Crítica | Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (2017): o perigo é a mensagem

Baseada no livro de Danilo Gentili, esta comédia juvenil vêm recheada de cenas polêmicas, nostalgia e uma mensagem pra lá de contraditória.

  sábado, 14 de outubro de 2017

Crítica | Detroit em Rebelião (2017): o retrato de um chocante evento real

Impactante, o longa tem uma narrativa cultural e historicamente enriquecedora e ótimas atuações. Há um grave problema de ritmo que, associado à duração exagerada, prejudica bastante o produto final. Porém, a transcendência social da temática faz com que ele mereça atenção.

  sábado, 14 de outubro de 2017

Crítica | Jogo Perigoso (2017): nosso passado pode ser nosso pior inimigo

A crueza que habita o filme e a forma como temas sensíveis são tratados são os principais destaques do longa. Não suavizar o pai pedófilo ou o marido machista, mostram o quanto o diretor soube levar esses assuntos a sério, focando nos traumas pessoais e usando a ambientação como refúgio.

  sábado, 14 de outubro de 2017

Crítica | A Morte Te Dá Parabéns! (2017): O primeiro dia do resto de sua vida

Nem sempre se levar a sério é a melhor opção para filmes. Principalmente para aqueles que querem flertar com gêneros distintos, como comédia e horror. Saber ser um piada é tão importante quanto saber contar uma piada.

  quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Crítica | Blade Runner, o Caçador de Androides (1982): para onde a humanidade caminha?

“Eu vi coisas que vocês nunca acreditariam. Naves de ataques em chamas perto da borda de Orion. Vi a luz do farol cintilar no escuro, na Comporta Tannhauser. Todos esses momentos se perderão no tempo como lágrimas na chuva. É hora de morrer”.

  domingo, 08 de outubro de 2017

Crítica | Pica-Pau: O Filme (2017): nem a Thaila Ayala salva!

O desastroso filme do pássaro maluco de topete vermelho que ninguém pediu e que ele não merecia.

  sexta-feira, 06 de outubro de 2017

Crítica | Churchill (2017): docudrama insatisfatório aceitável

O roteiro, dentro da sua proposta, se revela aquém do que deveria ser. A direção é, no mínimo, modesta. Entretanto, a atuação de Brian Cox é exemplar.

  quinta-feira, 05 de outubro de 2017

Crítica | Blade Runner 2049 (2017): não apenas uma sequência, uma evolução

Visualmente deslumbrante, encontrando beleza inclusive na decadência de seu mundo, "Blade Runner 2049" consegue dois feitos incríveis: não apenas é uma continuação a altura do cultuado filme original, como também evolui as ainda contemporâneas discussões iniciadas pelo longa de Ridley Scott em 1982.

  quinta-feira, 05 de outubro de 2017

Crítica | O Melhor Professor da Minha Vida (2017): pouco cômica e suavemente dramática

Em razão de um plot exageradamente ameno, o resultado também o é, apesar da reflexão de maior calibre proposta pelo roteiro, referente ao sistema de ensino, que muitas vezes é desagregador.

  terça-feira, 03 de outubro de 2017

Crítica | Uma Mulher Fantástica (2017): entre quimeras e realidades

Com uma história sem grandes momentos que aposta na potência de sua excelente protagonista, o filme nos leva a refletir sobre a emergência do respeito às diferenças.

  terça-feira, 03 de outubro de 2017

Crítica | First They Killed My Father (2017): Jolie sobre os horrores do regime comunista no Camboja

Em parceria com a Netflix, estrela norte-americana dá continuidade à sua carreira por trás das câmeras com mais um drama humano que se passa em um ambiente opressor. "Guerra de fundo" dessa vez é a do Vietnã

  quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Crítica | LEGO Ninjago: O Filme (2017): Um encaixe imperfeito de peças

Enquanto as animações anteriores conseguiram dar uma passo à frente e tornar as peças de Lego divertidas para o cinema também, este filme pode ser encarado como um passo para trás. É como uma peça mau encaixada que faz a montagem toda parecer estranha.

  quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Crítica | Kingsman: O Círculo Dourado (2017): quando estreia o terceiro filme?

Criativo, divertido, empolgante e fiel às próprias premissas, o segundo capítulo da franquia Kingsman já cria o anseio pela continuação.

  segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Crítica | Corpo Elétrico (2017): potência de vida

Filme com temática gay se insere num conjunto de filmes nacionais contemporâneos, que tem abordado de forma direta e eficiente as questões mais presentes da realidade brasileira.

  segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Crítica | O Assassino: O Primeiro Alvo (2017): genérico até no nome

O roteiro do filme é uma somatória de mais do mesmo dos filmes de ação. São poucos os seus atrativos.

  sábado, 23 de setembro de 2017

Crítica | O Sequestro (2017): ação descerebrada e suspense vazio

O filme não tem roteiro, mas um projeto de roteiro, que é ruim, como quase todos os demais atributos. Porém, Halle Berry é convincente como a mãe desesperada.

  quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Crítica | Mãe! (2017): a meta metáfora de Darren Aronofsky

Em um longa totalmente apoiado em suas alegorias e metáforas, o diretor pretende recontar, à sua maneira, a história mais conhecida do mundo.

  segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Crítica | Feito na América (2017): Tom Cruise não alcançou o estrelato à toa

Sem Tom Cruise, o filme seria muito inferior. A ele se somam virtudes e defeitos, resultando em um filme meramente razoável.

  sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Crítica | Amityville – O Despertar (2017): A fórmula que precisa ser renovada

O susto nem sempre é a forma mais inteligente para criar uma atmosfera de tensão, mas é a mais fácil. Quando um roteiro se prende demais nesse conceito de susto, perde a oportunidade de criar uma trama envolvente. É nesse que o terror do filme começa a cansar mais do que assustar.

  quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Crítica | A Mulher Mais Odiada dos Estados Unidos (2017): Estado laico já!

Ideologicamente, é passada uma noção do significado do Estado laico, do espaço para a fé alheia (e para o ateísmo) e da necessidade de lutar por um objetivo. Entretanto, na proposta de estudo de personagem, o filme é falho.

  quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Crítica | O Jantar (2017): sobre queijos e vermes

Com uma trama centrada num denso dilema moral e quatro protagonistas fortes e entrosados, o diretor israelense reforça sua presença em Hollywood como um investigador psicológico de seus personagens

  segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Crítica | Polícia Federal: A Lei é Para Todos (2017): um erro não justifica o outro

Será que precisávamos de um longa sobre a Operação Lava-jato enquanto ela ainda acontece?! O filme escolhe rapidamente o seu lado.

  segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Crítica | It: A Coisa (2017): O terror a partir do drama

Focado na construção de personagens e criando uma atmosfera tensa, o filme consegue ser uma das melhores adaptações de Stephen King para o cinema.

  quarta-feira, 06 de setembro de 2017

Crítica | Como Nossos Pais (2017): Uma emocionante história sobre autoconhecimento

Um drama que se foca na libertação de uma personagem presa ao seu próprio cotidiano e que mesmo não tendo o mais original dos enredos, é executado de forma suave e cativante. Um filme que procura responder o "como?" e não o "por que?"

  terça-feira, 05 de setembro de 2017