Cinema com Rapadura

Críticas

Crítica | Colette (2018): uma história sobre identidade e transformação

Keira Knightley mostra o melhor trabalho da sua carreira no drama biográfico sobre a escritora francesa Sidonie-Gabrielle Colette.

  sexta-feira, 09 de novembro de 2018

Crítica | Operação Overlord (2018): entretenimento molhado de sangue

A obra é um filme de guerra que flerta com o horror e satisfaz fãs de ação que estejam dispostos a saborear cenas de gore e eventuais sustos em nome da diversão.

  quinta-feira, 08 de novembro de 2018

Crítica | O Grinch (2018): bonitinho, mas limitado

Simples na proposta, mediano no resultado: esta adaptação do livro de Dr. Seuss dificilmente deve aparecer entre as mais marcantes, soando como um filme bonito e nada mais.

  quinta-feira, 08 de novembro de 2018

Crítica | Em Chamas (2018): a experiência de ler um surpreendente mistério

Repleto de metáforas visuais e literárias, o filme sul-coreano é um intrigante estudo de personagens enfrentando crises existenciais com dramas e segredos que pouco a pouco se tornam verdadeiros incêndios.

  quinta-feira, 08 de novembro de 2018

Crítica | Roma (Netflix, 2018): com amor, Alfonso Cuarón

Depois de vencer o Oscar em 2013, o diretor mexicano retorna com uma obra prima emocionalmente poderosa e de abordagem intimista.

  quinta-feira, 08 de novembro de 2018

Crítica | Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível (2018): a brincadeira como solução para a vida adulta

Com um cenário sombrio pouco visto na Disney, live-action faz um retorno à infância criando um paralelo entre a nostalgia e a melancolia.

  quarta-feira, 07 de novembro de 2018

Crítica | O Feitiço do Natal (Netflix, 2018): magia previsível, mas gostosa

Previsível e cheio de clichês, filme deve agradar aqueles que apenas procuram um programa familiar com uma pitada de magia natalina.

  quarta-feira, 07 de novembro de 2018

Crítica | Alfa (2018): muita beleza e pouca história

A aventura se inspira em vários filmes sobre sobrevivência e tenta criar um grande espetáculo visual. Porém, apenas belas imagens não tornam o filme um sucesso.

  quarta-feira, 07 de novembro de 2018

Crítica | Felicidade por Um Fio (Netflix, 2018): uma ode à libertação dos cabelos como essência da alma

A poderosa mensagem sobre a força de uma mulher que mudou os padrões de beleza partindo de seus cabelos

  terça-feira, 06 de novembro de 2018

Crítica | O Outro Lado do Vento (Netflix, 2018): um espelho para Orson Welles

Décadas após seu falecimento, Orson Welles entrega uma obra pessoal difícil de agradar o grande público, mas com muito a dizer sobre Hollywood.

  terça-feira, 06 de novembro de 2018

Crítica | Eu Só Posso Imaginar (2018): o poder inspirador do perdão

A história por trás do hit gospel “I Can Only Imagine” toma forma num filme expositivo, mas que emociona apoiado na interessante e conflituosa dinâmica entre um pai problemático e seu filho.

  segunda-feira, 05 de novembro de 2018

Crítica | Next Gen (Netflix, 2018): potencial desperdiçado

Longa tem potencial, mas se perde no desenvolvimento e termina como uma animação genérica.

  segunda-feira, 05 de novembro de 2018

Crítica | 15h17 – Trem Para Paris (2018): um ato heroico real que virou um terror na telona

Três heróis sem entrosamento com a câmera, somado a desastrosa montagem do longa, transforma uma belíssima narrativa em uma obra de terror para quem a assiste.

  segunda-feira, 05 de novembro de 2018

Crítica | 7 Dias em Entebbe (2018): cinema político com técnica, mas sem emoção

Uma ótima equipe, uma história interessante, elenco acima da média... o longa tinha todos os ingredientes para ser um grande filme. Mas no geral não atinge seu potencial, e deixa a sensação de que poderia ter sido mais.

  domingo, 04 de novembro de 2018

Crítica | Noite de Lobos (2018): um thriller violento e melancólico que não atinge seu potencial

Com um roteiro que entrega muito pouco, o filme tenta contar uma história complexa sem se aprofundar nela e acaba afastando o espectador.

  domingo, 04 de novembro de 2018

Crítica | 12 Heróis (2018): salvadores do mundo em sua primeira missão no Afeganistão

Produção ganha em cenas de guerra e ao mostrar contexto político no Afeganistão, mas peca pela tradicional visão dos americanos como os heróis do Ocidente e da democracia.

  sábado, 03 de novembro de 2018

Crítica | Sexy por Acidente (2018): sexy sem ser atraente

Comédia com Amy Schumer é repleta de boas intenções, mas não é inventiva o bastante para escapar dos clichês.

  sábado, 03 de novembro de 2018

Crítica | Johnny English 3.0 (2018): o brilhante Rowan Atkinson em ação… e nada mais

O terceiro filme da série formulaica quase se confunde com uma regravação ao repetir as mesmas batidas dos anteriores. Ainda assim, é uma oportunidade para os fãs reverem Rowan Atkinson como protagonista nos cinemas.

  sexta-feira, 02 de novembro de 2018

Crítica | Te Peguei! (2018): uma comédia para a criança interior

A comédia preocupada com a criança que existe no interior de cada adulto derrapa nas passagens mais dramáticas, porém acerta na ode à amizade e no nonsense.

  sexta-feira, 02 de novembro de 2018

Crítica | O Doutrinador (2018): um filme de justiceiro que tenta se isentar

Adaptação da HQ de 2013 se aproveita do momento tenso no Brasil para vender a história do justiceiro que mata políticos e reforçar a máxima de que "somos todos corruptos", mas perde a chance de sair do campo da lição de moral.

  quinta-feira, 01 de novembro de 2018

Crítica | Próxima Parada: Apocalipse (2018): vendo o fim do mundo através do para-brisa

A atuação intensa de Forest Whitaker prende a atenção, mas o desenrolar do filme, limitado pelo orçamento, revela uma narrativa previsível e sem desfecho.

  quinta-feira, 01 de novembro de 2018

Crítica | Quebra-Nozes e os Quatro Reinos (2018): Disney cumprindo tabela

Era uma vez uma história que transformou um clássico da animação em personagens de pele e osso - e nada mais.

  quinta-feira, 01 de novembro de 2018

Crítica | Bohemian Rhapsody (2018): um presente para os fãs da majestade do rock

Do início ao fim de uma das maiores bandas do rock. Essa é a proposta deste filme, que acerta e falha ao mesmo tempo nesta missão. Para quem for fã da banda, deve se emocionar em diversos momentos. Porém, o restante do público não deve sentir o mesmo impacto.

  quinta-feira, 01 de novembro de 2018

Crítica | Quando Nos Conhecemos (Netflix, 2018): a viagem no tempo genérica

Com personagens com frases prontas, um casal sem química, coadjuvantes sem desenvolvimento e uma trilha sonora esquecível, o longa é uma comédia que não é engraçada.

  quinta-feira, 01 de novembro de 2018

Crítica | Bleach (2018): uma adaptação no caminho certo

Mesmo sem o equilíbrio ideal entre a estética de anime e de live-action, o filme acerta com o roteiro enxuto, focado em seus personagens principais.

  quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Crítica | Tully (2018): um mergulho na vida gestacional

O novo espetáculo sobre gravidez de Jason Reitman e Diablo Cody coloca o espectador dentro da realidade do dia a dia de uma gestante.

  quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Crítica | Podres de Ricos (2018): um autêntico retrato romântico do poder ásio-americano

Um marco de representatividade no cinema, a produção comprova que um filme sem clichês sobre a cultura oriental contemporânea pode ser lucrativo e orgulhar espectadores pelo mundo.

  quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Crítica | Halloween (2018): uma ode aos filmes slasher

O longa é um belíssimo presente aos fãs de uma franquia que há anos não via um capítulo decente. O retorno de Myers oferece uma necessária revigorada ao slasher e Laurie Strode demonstra uma presença tão imponente quanto à do vilão

  segunda-feira, 22 de outubro de 2018