Colunas   sábado, 31 de dezembro de 2016

Especial de Ano Novo: Uma mini-lista de longas que se passam nesta data

Selecionamos alguns dos filmes mais românticos que ocorrem no Ano Novo.

E assim como foi feito no Natal, o Cinema com Rapadura preparou uma mini-lista com alguns dos filmes mais marcantes que têm como foco o Ano Novo, porém como inúmeras obras tocam nesse assunto nós decidimos apenas falar sobre os mais românticos, e que tentam passar uma mensagem positiva para as pessoas, seja esta sobre a a amizade, esperança, ou sobre o próprio amor.

Harry & Sally – Feitos um Para o Outro (When Harry Met Sally…, 1989)

Harry Burns (Billy Crystal) namora a amiga de Sally Albright (Meg Ryan), e quando os dois se formam na universidade, Harry e Sally dirigem juntos até Nova York. No caminho, os dois conversam sobre diversos assuntos, e acabam chegando a uma questão importante: homens e mulheres podem ser verdadeiramente amigos sem que um deles esteja atraído pelo outro? Sally acha que sim, mas Harry acha que isso não é possível.

Quando chegam em Nova York, os dois se despedem, mas anos depois eles se reencontram e começam a desenvolver uma grande amizade, compartilhando problemas da vida e de relacionamentos ao longos dos anos. Mas as coisas começam a ficar um pouco complicadas quando os dois percebem que se importam um com o outro muito mais do que pensavam.

Nada melhor do que começar essa coluna com um clássico maravilhoso, e que até hoje pode ser visto sem problemas, passando fácil pela regra dos 15 anos. “Harry & Sally – Feitos um Para o Outro” é uma obra cativante, divertida e com a cara dos anos 80/90, que por sinal tem uma das cenas mais memoráveis quando o assunto é Ano Novo.

“Quando você percebe que quer passar o resto da vida com alguém, você quer que o resto da vida comece o mais cedo possível.”

O Primeiro Dia (1998)

Situado no Rio de Janeiro, o longa traz a história do encontro entre João (Luiz Carlos Vasconcelos) e Maria (Fernanda Torres). Ele foge da prisão em pleno dia 31 de dezembro, enquanto ela está desesperada devido ao abandono do marido. Juntos, eles têm a chance de recomeçar a vida.

Perto da virada de 1999 para 2000, a rede de televisão francesa Arte encomendou vários longa-metragens que tivessem como tema esta passagem. A dupla Walter Salles e Daniela Thomas foi selecionada pelo projeto, pelo qual rodou “O Primeiro Dia“.

Sex and the City (2008)

O filme trata-se da adaptação (AH VÁ) da aclamada série protagonizada pelas atrizes Sarah Jessica Parker (Carrie), Kim Cattrall (Samantha), Cynthia Nixon (Mirnda) e Kristin Davis (Charlotte), que foca nas relações íntimas de quatro melhores amigas que se aventuram pela cidade de Nova York. Veja o trailer:

A história gira em torno de Carrie Bradshaw (Parker), abandonada no altar por Mr. Big (Chris Noth). A depressão é inevitável e leva Carrie a perder a vontade de sair de casa. Até que, em pleno reveillon, a amiga de todas as horas Miranda (Nixon) decide cruzar a cidade de pijama para passar a virada de ano ao lado de Carrie.

Olha a premissa desse filme, eu preciso mesmo falar mais alguma coisa? Longa mais do que recomendado, especialmente se você é fã da série.

O Amor Não Tira Férias (The Holiday, 2006)

Em “O Amor Não Tira Férias” Amanda Woods (Cameron Diaz) e Iris Simpkins (Kate Winslet) são duas mulheres que vivem completamente distante uma da outra, na verdade, elas vivem em dois pontos completamente opostos da Terra. Eis que as duas se conhecem pela Internet e resolvem colocar em prática um plano maluco: resolvem trocar de casas justamente nos feriados natalinos, ou seja, Amanda vai viver na casa de Iris, e Iris na casa de Amanda. Ao fazerem a troca, as moças encontram não só calma que necessitavam como também novos pretendentes.

O longa é uma comédia romântica escrita e dirigida por Nancy Meyers, protagonizada por Kate Winslet, Jack Black, Cameron Diaz e Jude Law, que formam os pares amorosos da obra. Outra ótima pedida que traz uma mensagem bem bacana para o público.

Diário de Bridget Jones (Bridget Jones´s Diary, 2001)

Bridget Jones (Renée Zellweger) é uma mulher de 32 anos que, em pleno Ano Novo, decide que já está mais do que na hora de tomar o controle de sua própria vida e começar a escrever um diário. Com isso, Bridget começa a escrever o mais provocativo, erótico e histérico livro que já esteve na cabeceira de sua cama, onde ela irá colocar também suas opiniões sobre os mais diversos assuntos de sua nova vida.

O “Diário de Bridget Jones” é um verdadeiro clássico que mostra que a época de Ano Novo, nem sempre, é somente regrada a felicidade. E é nessa época que a protagonista decide escrever um diário contando as desventuras da sua vida, de uma maneira divertidíssima, diga-se de passagem.

Noite de Ano Novo – (New Year’s Eve, 2011)

A obra é mais uma daquelas que conta com um elenco gigante, onde várias histórias estão entrelaças focando em diferentes tipos de casais e solteiros, em meio à pulsação e promessas da cidade de Nova York, na noite mais deslumbrante do ano.

Para muitas pessoas “Noite de Ano Novo” pode ser um filme bobo, meio água com açúcar (e é mesmo), no entanto, ele é, acima de tudo, um longa carismático, desses que tem a capacidade de deixar o espectador com aquele sorriso de canto de boca por diversas vezes.

Olha o elenco desse filme: Hilary Swank, Robert De Niro, Michelle Pfeiffer, Ashton Kutcher, Zac Efron, Jessica Biel, Katherine Heigl, Sarah Jessica Parker, Abigail Breslin, Halle Berry, Lea Michele, Sofia Vergara, John Lithgow e Jon Bon Jovi.

“Noite de Ano Novo” é uma gracinha de filme, super indicado, principalmente para quem está em busca de uma comédia romântica leve, descontraída e que tem um foco muito grande na esperança e na busca pelo melhor das pessoas, algo que todos nós devemos ter em 2017, por mais que o caminho pareça ser árduo.

Nós sabemos que nessa lista ficaram de fora inúmeros  filmes clássicos que se passam, ou tem como foco a noite de Ano Novo, desde as obras brasileiras como “Primeiro Dia de um Ano Qualquer” e “Os Penetras”, passando por obras de outros gêneros como “Rocky – Um Lutador” e “Fim dos Dias”, mas era o que tinha para hoje, meu povo.

E para compensar essa mini-lista fiquem com esse vídeo gracinha de duas pessoas lindas, que além de ótimos atores, adoram cantar:

(Muito amor envolvido nesse vídeo <3)

O Cinema com Rapadura lhes deseja um feliz 2017! E que esse ano seja o melhor de suas vidas. Também não se esqueçam de dizer nos comentários qual filme você sentiu falta nessa mini-lista, e qual é o seu longa favorito de Ano Novo?!

Clara Albuquerque
@rapadura

Compartilhe


Conteúdos Relacionados


  • Antonio Calatayud

    Nao esqueça do Destino do Poseidon..que tem o final de ano mais tragico do cinema