Notícias   domingo, 12 de fevereiro de 2017

Denis Villeneuve diz que Duna será o projeto da sua vida

Diretor também fala sobre a pressão de dirigir a sequência do clássico Blade Runner.

Denis Villeneuve diz que Duna será o projeto da sua vida

Denis Villeneuve, que nos presenteou com uma obra magnífica em “A Chegada“, está trabalhando em mais dois filmes: a sequência “Blade Runner 2049” e o reboot do clássico sci-fiDuna“. O diretor falou com a Variety sobre o sentimento de poder adaptar para as telonas “Duna”, o seu livro preferido, que originalmente foi dirigido por David Lynch:

“Eu comecei a trabalhar em ‘Blade Runner’ com a certeza de que não iria fazer nada depois, eu estava em um ritmo frenético nos últimos anos que foram muito incríveis e eu aprendi muito como diretor. Mas fiquei esgotado fisicamente. Eu estava fazendo ‘Blade Runner’, que teve uma filmagem bem longa e sempre pensava: ‘Esse vai ser meu último filme e eu vou dormir por três anos’. Agora que estou editando, encontrei minha energia de volta. Desde que tinha 12 anos teve um livro que eu li chamado ‘Duna’, que junto com ‘1984’, é o meu livro favorito. Depois de fazer ‘Os Suspeitos’, um produtor da Alcon Entertainment me perguntou o que eu gostaria de fazer depois. Disse espontaneamente, ‘Duna’, se alguém conseguir os direitos – sabia que isso era muito difícil. Para mim era apenas um sonho, e eu acho que fui muito sortudo quando me convidaram para fazer o filme. Não pude dizer não. Esse será o projeto da minha vida”.

Projetos grandes demandam uma grande pressão por entregar um filme no nível das obras originais, Villeneuve contou como está lidando com tudo isso em “Blade Runner 2049“:

“Eu sinto a pressão todo dia… Ao mesmo tempo eu nunca me senti tão animado e inspirado. Eu amo correr riscos. Todos os meus projetos tiverem um risco artístico, ou o risco de retratar a realidade. Eu fiz um filme sobre um massacre em uma escola e tive uma enorme responsabilidade em relação as vítimas. Fiz um filme sobre o conflito no Líbano, novamente, você tem uma enorme responsabilidade pela realidade. Quando fiz ‘Sicario’, me senti responsável sobre como retrataria a sociedade mexicana. Então estou acostumado a pressão. Com ‘Blade Runner’, é uma pressão artística, a maior que eu já passei”.

Resta segurar a ansiedade e esperar por “Blade Runner 2049” que chega às telonas em 6 de outubro de 2017 e mais novidades sobre “Duna”.

Lely Thais
@rapadura

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas