Cinema com Rapadura

Críticas   sexta-feira, 08 de março de 2019

Seu Filho (Netflix, 2019): vingança cadenciada

Nova obra espanhola da Netflix mostra até onde um pai é capaz de ir para proteger o filho.

A Espanha segue firme e forte na Netflix. Depois de estourar com “La Casa de Papel”, diversas séries e filmes espanhóis ganharam seu espaço na plataforma de streaming. E esse movimento é muito positivo – abre portas para conhecermos o que existe fora de Hollywood. Um desse longas que tiveram seu espaço foi Seu Filho, um drama familiar pesado, e que poderia ir mais longe do que foi.

A trama acompanha cada passo do médico Jaime Jiménez (Jose Coronado). Podemos até dizer que o longa é filmado em primeira pessoa; o espectador acompanha literalmente tudo o que faz o protagonista. O que acaba sendo muito criativo, visto que a própria sinopse do filme já o deixa bem previsível: após o filho ser espancado brutalmente, um médico decide buscar vingança. A primeira coisa que vem a cabeça após ler isso é “esse é um filme do Liam Neeson”. Mas não há nada de badass em Jaime, pelo contrário. É um homem comum, abalado pelo acontecido com o filho e que busca respostas.

E o charme da obra é exatamente poder sentir o que sente o pai do menino. Tudo é muito humano e verossímil. O filme de fato é previsível desde o início – exceto pelo twist final, que pode surpreender bem -, contudo o longa não é sobre uma guerra pessoal com muita ação, mas sim sobre que atitudes um pai pode tomar, e até onde ele é capaz de ir para proteger o filho. A relação de Jaime e Marcos (Pol Monen) é muito afetuosa e conquista rápido quem está assistindo, o que dá ainda mais peso para os acontecimentos seguintes.

Por vezes, “Seu Filho” pode parecer um tanto quanto lento e parado, o que acaba dando a sensação de que poderia avançar mais e ter um final mais satisfatório. Após a virada principal do filme, não há muito mais tempo até terminar, e alguns personagens poderiam ter uma presença mais importante, ainda que muito tenham impactado, e outros que foram esquecidos, voltarem para terem suas histórias resolvidas.

Se por um lado outros personagens e histórias poderiam ter mais atenção para contribuir na movimentação da narrativa, o longa ganha em nos colocar junto de Jaime para pensar suas atitudes. O filme nos dá tempo suficiente para nos colocar no lugar do médico, de um pai que teve o filho brutalmente espancado, sem saber o que aconteceu e sem ninguém para ajudá-lo no caso. E sua reação às atitudes tomadas por ele podem bem dizer como anda seu psicológico, talvez…

As surpresas com as decisões são constantes, e as consequências deixam o espectador um tanto quanto aflito. “Seu Filho” é um longa que surpreende quebrando expectativas: o que aparenta ser um bom filme de ação é, na verdade, uma obra muito bem cadenciada sobre os nossos limites e como lidamos com eles frente a um acontecimento fatal em nossas vidas.

João Victor Barros
@jotaerrebarros

Compartilhe

Saiba mais sobre

Seu Filho (Netflix, 2019)

Tu hijo - Miguel Ángel Vivas

Após o filho ser brutalmente espancado do lado de fora de uma boate, um médico decide se vingar com as próprias mãos.

Roteiro: Alberto Marini, Miguel Ángel Vivas

Elenco: José Coronado, Pol Monen, Ana Wagener, Ester Expósito, Asia Ortega, Sauce Ena

Compartilhe