Notícias   quinta-feira, 02 de Fevereiro de 2017

Diretor iraniano diz que não irá ao Oscar mesmo que lhe permitam viajar para os EUA

Asghar Farhadi condena condições impostas pelas medidas de Trump contra a imigração.

Diretor iraniano diz que não irá ao Oscar mesmo que lhe permitam viajar para os EUA

O diretor de “O Apartamento”, longa iraniano indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Asghar Farhadi, disse que não comparecerá à cerimônia de premiação nem mesmo se Donald Trump lhe abrir uma exceção.

“Decidi que, assim como meus colegas da comunidade cinematográfica iraniana, eu não irei à cerimônia do Oscar”, disse Farhadi em um comunicado publicado no New York Times.

“Sei que muitos da Academia e da indústria são contra o fanatismo e o extremismo, que hoje está mais forte do que nunca”, analisou o diretor. “Mas ainda que abram uma exceção para que eu possa viajar, ir aos Estados Unidos sob mil e uma condições não me parece algo aceitável.”

O diretor ressaltou que o que está acontecendo nos Estados Unidos não é um fenômeno novo, muito menos uma exclusividade daquele país.

“No meu país, os ‘linha-duras’ também são assim. Durante anos, vários grupos tentam apresentar as pessoas imagens não-realísticas e temerosas sobre diferentes nações e culturas com o objetivos de transformar diferenças em desavenças, desavenças em inimizades e inimizades em medo. Humilhar uma nação sob o pretexto de guardar a segurança de outra não é um fenômeno novo na história e sempre preparou o terreno para criar um futuro de diferenças e inimizades”.

Sobre o pretexto de proteger os americanos do terrorismo, o novo presidente dos Estados Unidos assinou na sexta-feira (27) um decreto que restringe a entrada de cidadãos de sete países de maioria islâmica. Vários famosos saíram em defesa dos imigrantes, se posicionando contra o decreto.

Por conta da canetada de Trump, nenhum envolvido na produção de “O Apartamento” poderia comparecer à cerimônia do Oscar, já que o filme é iraniano. Protagonista do longa, a atriz Taraneh Alidoosti anunciou antes mesmo de Trump assinar o tal decreto que, em protesto, ela não iria ao Oscar.

Carlos Alberto Jr
@caazalberto

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas