Críticas   segunda-feira, 13 de Março de 2017

A Bela e A Fera (2017): o live-action sem animação

A recriação em live-action da animação clássica não convence como filme e padece do grande mal que é a falta de criatividade na adaptação para uma nova mídia.

A Bela e a Fera“, a clássica animação da Disney de 1991, é um dos filmes mais adorados e até idolatrados por várias gerações. A fábula popular que nos ensina que o amor não tem rosto, foi muito bem adaptada pelo estúdio na época e o longa chegou até mesmo a concorrer ao Oscar de melhor filme daquele ano. Nada mais justo então, que fosse recontada essa história, exatamente no momento em que assistimos ao sucesso das recriações dessas animações, agora realizadas com atores de carne e osso. Porém, será que era necessário repetir com tanta exatidão a história que já havíamos assistido lá nos anos 90?

A trama é exatamente a mesma da animação: Bela é uma jovem moradora de uma pequena cidade que a rejeita por sua inteligência e paixão por outros mundos. Quando seu pai se perde em uma floresta e adentra em um castelo mágico, acaba tornando-se o prisioneiro de uma besta. Bela então, vai em seu resgate e troca de lugar com ele, transformando-se ela na prisioneira no castelo e de uma Fera horrível, que na verdade trata-se de um lindo e mimado príncipe amaldiçoado, que precisa aprender que a aparência não é essencial para que o amor exista. Existem pequenas mudanças no roteiro, como um descartável prólogo mais extenso do príncipe e algumas frases e referências atualizadas aqui e ali – como a do “Romeu e Julieta” -, mas estas mostram-se muito pouco eficientes em refrescar a história requentada. Até mesmo as músicas e coreografias são quase que totalmente reaproveitadas.

A tão alardeada Bela de Emma Watson (a Hermione da saga “Harry Potter”), atriz engajada na defesa dos direitos das mulheres, é uma personagem submissa, fraca e sua interpretação vai no mesmo caminho, deixando muito a desejar. Talvez por ter atuado praticamente o filme todo em fundo verde e personagens criados em computação gráfica, a atriz criou um falso e incômodo olhar de perplexidade que permeia todo o seu tempo de tela. A situação não melhora muito quando ela, evidentemente, dubla – mal – as canções que lhe cabem. Quem se sai muito melhor em matéria de interpretação é a dupla Luke Evans (“A Garota no Trem”) e Josh Gad (“Quatro Vidas de um Cachorro”), com seus divertidos Gaston e Le Fou. Evans empresta um charme bruto ao personagem garanhão e mau caráter, mas é Gad quem rouba a cena com aquele que é o primeiro personagem gay da Disney. Apesar de estereotipado, o ator consegue dar graça e carisma a um papel que era extremamente secundário na animação, tornando-o, de longe, a melhor coisa do filme.

Em contraparte, a direção de Bill Condon (“A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2”) é simplesmente terrível. Sua obsessão por filmar a ação muito de perto, transforma a experiência de assistir ao seu filme em algo muito parecido com tortura, afinal, você não consegue entender quase nada do que está acontecendo na tela. A repetição de tomadas clássicas de musicais demonstra perfeitamente que a criatividade passa muito longe do seu trabalho. A obviedade da direção dele é tão evidente, que é possível saber muito antes de acontecer, quando, como e para onde a câmera vai se mexer.

Absolutamente imperdoável é a falta de atenção aos efeitos especiais. É inconcebível que a mesma Disney, que fez história com os efeitos digitais oscarizados de “Mogli”, tenha produzido algo tão pobre e sem carisma como o que vemos aqui. Todos os personagens digitais, com exceção do relógio talvez, são extremamente mal construídos e visualmente desinteressantes. Principalmente a Fera, que aparentemente foi criada à semelhança de sua contraparte na animação, e que desastrosamente perdeu toda a sua ferocidade. Qual é o sentido de se criar um personagem que necessita ser bestial, como um grande ursinho fofo de pelúcia?! Mas este não é o ápice da falta de qualidade dos efeitos, porque este prêmio fica para a péssima criação digital de cenários extremamente irreais e, principalmente, as inserções mal feitas da atriz nesses ambientes. Até mesmo a emblemática e tão esperada cena do baile, fica enfadonha e muito, mas muito aquém da original.

A Bela e a Fera” é um filme que não funciona como adaptação e muito menos se sustenta como uma obra única. A falta de coragem para explorar novas nuances e pontos de vista, em contrapartida ao ótimo “Malévola”, ou mesmo na inexistência de apuro visual, diferente de “Mogli”, colocam o longa em um patamar muito mais próximo de uma outra (in)adaptação da casa do Mickey, o insosso e esquecível “Cinderela” de 2015.

Rogério Montanare
@rmontanare

Compartilhe

A Bela e A Fera (2017)

Beauty and the Beast - Bill Condon

Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade do progenitor. No castelo ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é na verdade um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.

Roteiro: Stephen Chbosky

Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Kevin Kline, Josh Gad, Ewan McGregor, Stanley Tucci, Audra McDonald, Gugu Mbatha-Raw, Ian McKellen, Emma Thompson, Nathan Mack, Hattie Morahan, Adrian Schiller, Gerard Horan, Haydn Gwynne, Ray Fearon, Clive Rowe, Thomas Padden, Alexis Loizon

Compartilhe


  • Fernando Rebouças

    #eujasabia teve tanto marketing quanto Esquadrão Suicídio e pelo visto a qualidade também…..

    • Claudio Henrik

      Que comparação absurda. Em número, Esquadrão Suicida fechou com 26% de aprovação dos críticos, Bela e a Fera nem estreou ainda e já tem 67%.

  • Randômico

    Deve ser muito ruim ser roteiristas de remakes e adaptações, se você muda algo “estragou o filme nada haver com o original” se vc não muda nada “sem criatividade, mesma coisa da animação”, eu que não queria estar na pele deles kkkk.

    • Sarah Oliveira

      Pois é!! Resumindo: não importa o que você faça, sem vão reclamar.

    • Lucas Barcellos

      Nah, ele elogiou Malévola. Mas realmente esse crítico é bem chatinho, mais até do que o Siqueira. Talvez agrade mais a um público menos exigente.

      • PatrinePatinete

        Eu curti Malévola ora caramba. Achei uma melhora no roteiro o que fizeram

  • Wesley Fernando

    Não criei coragem pra ver nem a animação, quanto mais essa bomba ai.. passo..
    Rei Leão é que será foda!

  • LaDonnaBlueDiamond

    Ahh menos,né?!!!! Dizer que Malévola é melhor que Cinderela?! Nunca na vida!!!!
    E é só ver pelas críticas, Cinderela foi muito mais elogiado do que Malévola, basta entrar no rotten tomatoes e pesquisar os respectivos filmes.
    E se A Bela e a Fera se aproximar de Cinderela, já ganhou pontos comigo e com a maior parte da crítica!

    De qualquer forma minha lista de live-actions Disney fica assim:
    1º Cinderela
    2º Mogli – O Menino Lobo
    3º Alice Através do Espelho
    4º Malévola
    5º Alice no País das Maravilhas

    • PatrinePatinete

      Não é por nada não mas aquele Cinderela é ruim demais

      • LaDonnaBlueDiamond

        Respeito sua opinião, pq cada um tem um gosto.
        Mas não falo de Cinderela somente por mim. O live- action da princesa foi aplaudido de pé em sua primeira exibição em algum festival, e a crítica em sua maioria foi positiva. Já Malévola foi duramente criticado, sendo elogiado somente pela atuação de Angelina Jolie.
        E sinceramente não é que eu não goste de Malévola, gosto sim. Tanto, que até tenho o Blu-ray. Porém, para um fã da animação de 59, não é uma experiência muito animadora. Já que Malévola se tornou Benévola.

      • Claudio Henrik

        Tão ruim, que tem 83% de aprovação no Rotten Tomatoes…

  • PatrinePatinete

    Parabéns lá coragem de ser sincero.
    Malévola foi muito mais corajoso em mudar o conto original para algo mais realista no que se refere a verdadeiro amor.

    Não tinha há interesse nenhum nesse filme pelo simples fato de que não tenho interesse em nada feito pela Emma Watson e aparentemente isso não vai mudar tão cedo.

    Consegui superar meu preconceito com o Daniel Radcliffe, mas parece que com a Hermione vai demorar mais

    • Henrique

      verdadeiro amor de uma mulher que tenta te matar e fica de observando de longe a vida toda??? Se é pra forçar a barra prefiro o clichê do príncipe mesmo.

  • SdD reviver jojoba

    senti o cheiro dessa bomba de merda desde as primeiras noticias desse filme

  • Solange Klotz

    Sinto muito por você, mas a Bela e a Fera, seja um desenho ou roteiro adaptado por qualquer produtor, sempre será um clássico. Quem se dispõe a assistir ao filme, não está em busca de cenas exóticas, grandes efeitos visuais dignos de Oscar ou uma maravilhosa criação digital, está pela história, pela magia do conto. Comparar esta história a outras que foram modificadas, recontadas ou refeitas, chaga a ser lamentável.A Bela e a Fera nunca poderá ser contada de outra forma, não importam as críticas.

    • Stéfany Bicalho Fernandes

      Concordo plenamente!

    • Rodrigo Ferreira

      discordo plenamente, como filme pode ser, porém como critica deve ser visto como critica, e atuação efeitos, e criação sao as principais relações para uma crítica.

  • Claudio Henrik

    Que texto estranho. Emma Watson está sendo bem elogiada pela critica internacional, os videos que vi dela cantando, estão simplesmente lindos (já estou com a trilha sonora no iTunes). Bil Condon não é dos melhores, mas ele tem uma certa familiaridade com musicais, n acredito que esteja tãooo ruim como diz o texto. Senti um alivio quando ele li no final que ele pode ser comparado ao ”insonso e esquecível” Cinderella de 2015, que foi elogiadíssimo pela critica e público.

    • LaDonnaBlueDiamond

      Pensei que só eu tinha ficado aliviado com isso!
      Estou muito ansioso para assistir A Bela e a Fera! Torcendo muito para que seja o melhor live-action até agora, pois a animação é uma da melhores relacionada a contos de fadas!!

    • Filipe

      Eu gostei bastante do filme. a parte técnica do filme é realmente incrível (algo que não entendi na crítica acima), assim como o elenco. Não acho que a Bela seja submissa, ela é prisioneira e isso limita o que ela pode e não pode fazer. Enfim, assista e tire suas conclusões.
      PS: também gosto de Cinderella.

  • LaDonnaBlueDiamond

    Pensei que só eu tinha ficado aliviado com isso!
    Estou muito ansioso para assistir A Bela e a Fera! Espero que seja o melhor live-action até agora, pois a animação é uma da melhores relacionada a contos de fadas!!

  • Rodrigo Ferreira

    Apesar de nao ter assistido o filme ainda tenho interesse, apoio a critica em geral pois quando se faz uma critica, a vista de quem assiste tem que ser imparcial, e a todos que elogiam sem ver com esses olhos, podem ter gostado por uma nostalgia, ou encanto, mas de longe é a vista de um crítico. Eu diria que 90% da critica do site é publicada de forma correta, mesmo assim ainda assistirei para tirar minhas conclusões, de qualquer forma é um excelente trabalho fazer essas criticas com visão de critico e não como fãn club do filme ou da disney.

  • A Mãe dos Leitores

    Ainda verei, mas já achava desde muito tempo antes que o filme ia ser meio que uma cópia escarrada da animação (minando ainda mais a necessidade do live-action existir. Afinal, se a animação já é impecável, para que fazer uma adaptação aquém?). Enfim, tirando Mogli, nenhuma dessas novas empreitadas da Disney em revisitar seus clássicos está funcionando para minha pessoa.

  • Danilo

    A Emma Watson é extremamente superestimada.
    Ela é sem sal,não conseguiu de desvincular do seu primeiro trabalho,em todos os filmes parece que sempre repete a Hermione.

  • Marcos

    As novas dimensões de adaptações aparentemente criativas – como “Malévola” – assim como nas despropositadas – o novo “Fúria de Titãs” – redundam na castração de todo acervo simbólico que só uma história arquetípica e “repetitiva” traz. Os símbolos dessas histórias muito clássicas, se perdem por completo nessas alterações descartáveis.

    Melhor que exista a humildade de copiar aquilo cujo significado completo não se conhece, mas que assombra.

    Não vi a Bela e a Fera. Mas se é fiel à original, já é melhor que as adaptações mencionadas neste texto.

  • boyblue

    Nada a ver a sua crítica. O Filme é ótimo e não se parece nada com o insonso Cinderela (2015).
    Ele pode ser bem parecido com a animação original, mas explora novos elementos sim

  • Daniella

    Rogério Montanare, que crítica estranha e amargurada é essa cara?! Quanto a direção, eu até concordo um pouco, mas o filme é idêntico ao original e continua ótimo. Se mantém a originalidade, reclamam, se mudam e renovam a história, também reclamam. Nada agrada a todos…É a vida!

  • Betotruco

    Boa e acurada critica.
    E o filme foi exatamente o que imaginei que seria…
    Uma cópia sem graça e sem originalidade !
    Nunca achei Emma uma boa atriz, muito cheia de carinhas e boquinhas.
    Só foi razoável no filme Razões para Ser Invisível e Bling Bling mas neste fime que inssossa! Que sem graça!
    E o pior é que já tinha certeza que seria assim…
    O que não se faz pelos filhos hein!?

  • Paulo Silva

    Tem que me pagar muito para aceitar Emma Watson como atriz, ela é fraca e desde Harry Potter.

  • Emerson Batista

    Sem dúvida, um filme para se ver com a namorada ou se preferir, também para saudosistas. Nunca assisti a versão de 1991, apenas conferi algumas cenas e fica inegável que foi uma cópia, tentando a todo momento fazer referências com a antiga animação. O filme não veio pra mudar, criar alguma trama nova, ou implacar com um brilhante história – apesar de ter seu primeiro personagem gay, o que é uma quebra de paradigmas para a Dona Disney – a animação segue o caminho que todo espectador espera ver e com um final feliz.
    Claro que o filme não é de todo ruim, vale a pena assistir, mas também não é perfeito, alguns efeitos deixam muito a desejar, mas nem por isso estragam o filme.
    Pra quem assistiu a animação de 91, vai adorar o filme e todas as suas referências, como também, quem não assistiu, vai gostar do mesmo jeito e pode começar a gostar da história a partir daqui e quem sabe, se aprofundar no universo.

  • Diego Almeida

    Crítica um tanto qnt amargurada, por ser amargurada… Assisti o filme ontem e tirando a parte do baile, que foi somente boa, o restante do filme entrega o que ele se propôs a fazer, que é filmar a animação em Live-action… Pra quem é fã a dona Disney acertou em muitos aspectos e foi um soco no coração de saudades kkkkk… Valeu o ingresso demais

  • Rafael Poggi

    Eu realmente não entendo esse pessoal que defende essas “revivals” da Disney em live-action, por pior que sejam em termos artísticos e técnicos, apenas pelo saudosismo, como se fosse impossível rever aquela clássica animação hoje em dia. GENTE, temos DVDs, Blu-
    Rays, um canal da Disney na TV e até streaming deste e de todos os filmes clássicos! Então, não me venham com essa de que “estava com saudades” porque não cola…

  • Cara, ontem mesmo eu estava pensando exatamente nisso: “será que era necessário repetir com tanta exatidão a história que já havíamos assistido lá nos anos 90?”, mas era sobre Ghost in the Shell. Pensei: se é pra fazer idêntico ao anime, para que fazer se já existe o original que é ótimo?
    O King Kong, por exemplo, sempre tem algo de diferente nos remakes e adaptações, a versão desse ano é a mais diferente de todas, então vale muito a pena, mas quando o produto não inova fica difícil enxergar um propósito real.

  • Bruno Ochoa

    Concordo em partes, nem minha esposa q é fã do original curtiu muito.
    Emma Watson. Pela madrugada.. muito sem sal
    Não senti q o amor ama todas as caras, mas q ela queria mesmo é sair dá sua vila, ler livro e ir pra Paris..
    O Fera fez isso.. então.. casa com ele mesmo q tá bom.
    Não lembro do original, mas esse é bem chatinho.
    Melhor parte pra mim foi a música do Gaston

  • João Guilherme dos S. Nogueira

    Adoro a animação!

    Ainda assistirei ao filme só pela nostalgia…

    Mas essa mania de remakes já está cansando um pouco não é verdade?! Para que este filme?! Já não fizeram um “meia boca” em 2014? Esgotou-se o jarro da criatividade????

    Assistirei só porque sou um fã retardado, fazer o que… “Mea culpa” ><

  • dsvfds dscvdxs

    a-bela-e-a-fera HD VISITa >>>

    XMOVIES12.BLOGSPOT.CO.UK