Cinema com Rapadura

Críticas   quinta-feira, 27 de junho de 2019

Homem-Aranha: Longe de Casa (2019): o fim da Fase 3 da Marvel

Com Peter Parker relutante em sua missão heroica e com a aparição do novo herói Mystério, o longa fecha o terceiro ciclo do MCU de maneira divertida e - acredite - inesperada.

Sabe aquela sensação gostosa de se sentir em casa e arrancar os sapatos? É exatamente este o sentimento ao se deparar com “Homem-Aranha: Longe de Casa“, sua trama rocambolesca e o retorno do apaixonante clima adolescente e estudantil do longa anterior do herói.

Desde a divertida “homenagem” aos heróis que pereceram em “Vingadores: Ultimato”, logo na abertura do filme, até a atabalhoante segunda cena pós-créditos – isso mesmo, o filme possui duas cenas pós-créditos bem importantes e impactantes para o futuro do Universo Cinematográfico da Marvel -, o longa esbanja carisma e bom humor na medida certa.

Um ano após o blip, o termo cunhado para o período de cinco anos em que metade da população do mundo ficou “offline” por conta do estalo do Thanos, a turma da escola de Peter Parker (Tom Holland) está saindo de férias de verão para uma excursão à Europa. Peter entende que após tudo que viveu ao lado dos Vingadores, esse é o momento de tirar um tempo para si e deixar o Homem-Aranha em repouso. Apaixonado por M.J., sua maior intenção é pedi-la em namoro em um ambiente romântico como Paris. No entanto, Nick Fury (Samuel L. Jackson) atrapalha tudo quando aparece por lá e “solicita” a ajuda do herói no combate à uma ameaça de outra dimensão, juntando forças com o poderoso novo herói Mystério (Jake Gyllenhall).

Com a mesa praticamente posta pelo estouro de “Ultimato”, a missão de “Longe de Casa” nem era tão difícil assim e, mesmo assim, o resultado ultrapassa qualquer expectativa positiva sobre a obra. A produção caprichada e detalhes sobre todo o universo dos heróis nestes 11 anos de MCU estão presentes em cada frame do longa, e o roteiro, apesar de abusar da imaturidade do jovem Peter Parker – e do próprio espectador – em alguns momentos, e do excesso de cenas e diálogos expositivos, segue redondo em sua dinâmica de coesão e equilíbrio. Se por um lado temos a velha história de um herói relutante mais uma vez, do outro temos o frescor do drama de um adolescente superpoderoso em busca de sua vida própria e de amor. Se recebemos piadas com cabeças batendo em sinos – seria este um easter egg de Venom no futuro do MCU?! -, também observamos os reflexos das perdas paternais na vida do jovem.

Com a melhor atuação de Homem-Aranha/Peter Parker dos cinemas, Tom Holland é a alma de “Longe de Casa”. Seus olhos marejados não deixam dúvidas sobre a autenticidade e o amor do ator com a franquia. Zendaya ganha destaque no papel de M.J. e não desaponta, já que sua performance despojada casa perfeitamente este novo tipo de “mocinha” que não se esconde e grita na presença do perigo, pelo contrário, encara monstros com uma massa de batalha. Gyllenhall, Jackson e Jon Favreau (Happy Hogan) são os alicerces adultos precisos para a aura jovial do longa.

Com um elenco coadjuvante brilhante, ótimas sequências de ação – uma delas realmente de tirar o fôlego, onde TUDO pode acontecer! -, clima adolescente nostálgico, vilões um tanto “bocós”, bom humor, uma trama que finaliza competentemente um grande ciclo e duas cenas pós-créditos que iniciam uma nova era ao som de aplausos e espanto, “Homem-Aranha: Longe de Casa” é o filme que diverte, cativa e entretém na medida certa!

Rogério Montanare
@rmontanare

Compartilhe

Homem-Aranha: Longe de Casa (2019)

Spider-Man: Far from Home - Jon Watts

Peter Parker está de volta em Homem-Aranha: Longe de Casa, novo capítulo da série De Volta Ao Lar. Nosso amigão da vizinhança decide se unir aos seus melhores amigos para passar férias na Europa. Mas o plano de Peter de abandonar seus feitos heroicos por algumas semanas logo são mudados quando ele concorda em ajudar Nick Fury a solucionar o mistério de ataques de criaturas elementais, criando uma destruição pelo continente...

Roteiro: Chris McKenna, Erik Sommers

Elenco: Tom Holland, Jake Gyllenhaal, Zendaya, Jon Favreau, Samuel L. Jackson, Marisa Tomei, Jacob Batalon, Angourie Rice, Tony Revolori, Remy Hii, Martin Starr, J.B. Smoove, Jorge Lendeborg Jr., Cobie Smulders, Numan Acar, Dawn Michelle King, Zach Barack, Zoha Rahman, Yasmin Mwanza, Joshua Sinclair-Evans

Compartilhe