Rapadura

Rapaduracast

Clock quarta-feira, 16 de outubro, 2013 - às 01h56

RapaduraCast 346 – Gravidade

Fique a vontade para participar do nosso debate, porque aqui você sabe: "Assistir é apenas o começo"!

por RapaduraCast Team
16/10/2013 - 01:56

Desde que começaram a sair os primeiros trailers de Gravidade, todo mundo ficou curioso com o filme. As primeiras críticas eram empolgadas. Algumas chamaram o filme de revolucionário, melhor do ano. Ele é tudo isso? Alfonso Cuarón conseguiu fazer outro filmaço? Como o filme consegue se sustentar apenas com Sandra Bullock e George Clooney no elenco principal?

Jurandir Filho (@jurandirfilho), Thiago Siqueira (@thiagosiqueiraf) e Fábio Barreto (@soshollywood) desvendaram os mistérios da gravidade. Como o filme foi produzido? O 3D é realmente bom? Por que James Cameron elogiou tanto a obra? Quais as interpretações que podemos ter com a história? Como é assistir em iMax? O filme vai ganhar prêmios? Discuta com a gente.

ATENÇÃO: Este programa está repleto de SPOILERS.

LINKS RELACIONADOS AO PROGRAMA
[VÍDEO] Câmera dentro do carro em Filhos da Esperança
[TEXTO] Críticas empolgadas e expectativas em cima de Gravidade
[TEXTO] Os erros e acertos científicos do filme Gravidade

Duração: 64 min

ASSINE O RAPADURACAST NO ITUNES
Acesse aqui: http://itunes.apple.com/br/podcast/rapaduracast/

QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR DE RSS?
Adicione o nosso feed: feeds.feedburner.com/rapaduracast

SUGESTÕES, CR͍TICAS, DÚVIDAS E CHUTES NO SACO
Envie e-mails para: rapaduracast@cinemacomrapadura.com.br

Saiba mais sobre: , ,

  • Luis Fernando

    Pois é, então Rapaduracast pra min só depois da segunda que vem ,porque o filme so chega nessa sexta aqui. 🙁

    • SandroMano

      Vale a pena irmão, vale muito a pena!

  • claudio gaspari

    O filme é realmente maravilhoso. Só teve uma cena que me incomodou. Vocês falaram tanto sobre o som e foi justamente o susto de som desnecessário quando o rosto de um dos cadáveres se aproxima de Sandra na nave destruída. Sempre achei sustos de som um artifício desnecessário.

    • nivaldo

      é um detalhe tão ligeiro ,que nem vale apena tirar pontos do filme por isso!!!

    • Louise

      Não vi problemas com isso. Pelo contrário, aumentou a minha tensão e desespero, o que tornou a experiência do filme ainda mais completa.

  • Opaaa, Sabia que iria ter, mas não tão rápido, rapadura é providencia. Filme 10/10 melhor filme do ano para mim, ouvindo agora.

  • claudio gaspari

    SPOILER / SPOILER / SPOILER
    SPOILER / SPOILER / SPOILER
    SPOILER / SPOILER / SPOILER

    Outra coisa interessante sobre o filme. Passamos a maior parte do tempo no espaço, lutando contra a principal ameaça: a falta de oxigênio. Quando ela chega na Terra, sua casa e temos a sensação de segurança, a primeira coisa que a recebe é exatamente essa falta de ar, dentro do lago. Isso mostra que não existe lugar seguro. Ela vai encarar adversidades onde quer que esteja.

    SPOILER / SPOILER / SPOILER
    SPOILER / SPOILER / SPOILER
    SPOILER / SPOILER / SPOILER

    • GuilhermeLed

      Boa leitura 😉

  • Sergio Castro

    Impressionante. Eu sai do cinema com a cabeça girando como se fosse uma câmera passeando pela rua. Alias o efeito da câmera entrando no capacete e saindo , p mudar o ponto de vista do espectador foi amazing e astonished . Simplesmente fantástico. Bora ouvir o cast

  • richardson

    filme ótimo, inovador e que não deixa você respirar, sempre com um ritmo tenso, e ainda tem gente com medo do ritmo rsrs.

  • francesca abreu

    É…ESSE vou ter que deixar pra depois de assistir ao filme

  • Daniel

    Pois é, Barreto, também fiquei com a mesma sensação em relação ao rádio, virei o pescoço umas três vezes só para confirmar.

    Assisti numa sala XD do Cinemark e a experiência foi sensacional! Imagino como deve ser em 4D.

    Ótimo cast!

    • Allan

      Na minha sala foi 4D, já que o ar-condicionado tava tão forte que estavamos congelando juntos com a astronauta.

  • Caroline Medeiros

    That was fast!

    • nivaldo

      assim que e´bom!!!

      • Caroline Medeiros

        Nem to reclamando! hehe
        Bão demais! 😀

  • O Neil DeGrasse Tyson publicou um post mais longo explicando como as críticas científicas ele eram na verdade elogios. Segundo ele, se o filme fosse uma porcaria científica, nem teria chamado a atenção dele.

    https://www.facebook.com/notes/neil-degrasse-tyson/on-the-critique-of-science-in-film/10151673927570869

  • Glorinha

    Será que tem Spoiler ???

    • Todos. Hehehe.

      • nivaldo

        pode mandar eu já assisti o filme,rsrsrs!

    • nivaldo

      assista o filme antes de ouvir o rapadura, vc não vai se arrempeder!!!

  • Amarildo

    …Assisti ao filme no último sábado aqui no JK IGUATEMI/SP…em IMAX 3D…ainda não havia visto nenhum filme com esta tecnologia de projeção….excelente!
    O Filme é nota 10…diverte…tem ritmo (parece que a 1h30 do filme passa em 30 minutos).

    Mas não considero um filme existencialista (como tenho ouvido)…e não se pode de forma nenhuma comparar a 2001.

    Mas é diversão nota 10.

    Ponto de observação opinativo: o momento em que o George Clooney se solta da Sandra não tem a intensidade dramatica necessária para que se acredite no momento…se um destroço o arrebatasse aí sim (a impressão que deu é que não havia motivo para ele se soltar).

    Arrematando:

    Gravidade é sobre uma situação

    2001: indaga sobre o sentido da vida…e não dá resposta (o grande mérito).

    • nivaldo

      concordo com quase tudo que vc disse Amarildo, minha única discordância é sobre a decisão de clooney se soltar, achei que ele percebeu que naquela situação só ela tinha alguma chance de escapar, sendo ele (provavelmente) o comandante da missão,racionalizou e resolveu a situação da forma mais pratica possivel,sem melodrama.
      Mas concordo muito com vc , que apesar de mais profundo e intimista que a grande maioria dos filmes de grande orçamento,Gravidade é um filme que retrata uma situação extrema em que a personagem de sandra bullock se envolve e como ela reage !!!

      • Amarildo

        Olá Nivaldo! Entendi. Concordo. A cena tem necessidade de existir e a motivação do Clooney colocada por vc esta perfeita. Mas fico contente mesmo e por vc ter entendido o que eu quis dizer. Mudando de rumo: assisti ao filme com minha esposa e 2 filhas…não teve palavrão …não teve escatologia…não teve sexo gratuito ….nao teve apologia a qualquer comportamento errado…nota 10…e nem teve violência também ..nota 10. E agradeço ao incentivo q tive para assistir ao filme mo cinema graças ao rapaduracast ….deixei de ir ao cinema por causa da falta de educação de gente q insiste em conversar …andar…esbarrar…jogar pipoca no chão ….procurei um local que teoricamente exclui isto e deu certo desta vez….mas como disse minha filha de 13 anos: dinheiro não atrela a si automaticamente + educação ….mas pode atrelar arrogância…pretendo experimentar o 4D no proximo filme q for ver….mas antes do próximo filme deixo a vc um forte abraço e o agradecimento por ter lido e replicado meu comentário.

  • André Coutinho

    Se o Clooney conseguisse voltar, cagava o filme. O filme é fantástico. Parabéns Cuarón. O filme não tem só dois atores. Ou alguém duvida que a própria GRAVIDADE, o SILÊNCIO e o ESPAÇO não são personagens vivos no filme… fodástico.

  • Tambem concordo com todos… 10/10 nao tem como fugir disso….
    Assisti em IMAX e é uma experiência única….

    Ontem pensando no filme e na beleza do silêncio no espaço… me veio uma metáfora que percebi no filme…

    Enquanto todo o filme ocorre e acontecem tantas coisas… o silêncio prevalece… talvez ninguem da terra(com exceção da Nasa e quem estivesse envolvido) pudesse perceber o horror que estava acontecendo naquele momento…
    Ao mesmo tempo vemos uma massa de tempestade na Terra em certo momento do filme… e que metáfora linda.. nós, junto com os astronautas do filme, não vemos nada do horror ocorrendo la embaixo apenas silêncio… Achei lindo isso…

    Filme excelente!

  • Evelyn

    Baixar agora pra ouvir depois que eu conseguir assistir ao filme.
    Ansiosíssima =D

    • Danny Maia

      Oi Evelyn! Não perca a oportunidade de ver este filme no cinema! Vale muito a pena! 😉

      • Evelyn

        Yo Danny =D

        Se eu pudesse, eu já teria o assistido, mas infelizmente, não tem cinema na minha cidade .cry .
        Mas espero que chegue o Blu-ray 3D, não é a mesma coisa que uma tela gigante, mas ainda vou poder experimentar um pouco da sensação do 3D que tanto falam desse filme =].

        • Danny Maia

          Lembro que você disse que realmente não tinha cinema na sua cidade. Mas como já faz um bom tempo, achei que talvez tivesse mudado esta situação. Uma pena! 🙁
          Mas não deixe de conferir, vale a experiência de qualquer jeito.

  • Marco Tulio

    Aff maria…que filmaço!

    Vi 3x já e pretendo ver mais outras.

    Cada vez que assisto fico ainda mais admirado pelo trabalho da Sandra Bullock nesse filme.

    Cuarón é maravilhoso! Espero que ele não demore tanto pra fazer outro filme.

  • LUNATIC

    É por tema desse tipo que continuo escutando o rapaduracast, muito bom cast e filme. Esse filme me lembrou a famosa cena no espaço de Final Fantasy VIII onde Rinoa fica à deriva e o Squall se joga no espaço para salvar a garota, e depois de algum tempo encontram a Ragnarok. ( sempre achei aquilo a maior prova de amor nos videogames ). Excelente filme, 9/10.

  • Rebeca

    Essa foi minha primeira experiência em 3D, amei. O filme é lindo e realmente te prende. Sou fã da Sandra Bullock, e fico feliz por ela ter conseguido ficar a altura do filme e dar uma atuação com tal qualidade. Quero ver novamente!!! :p 😀

  • nivaldo

    gravidade é um filmaço, muuito bem dirigido pelo affonso solano(brincadeira), mas o visual é embasbacante, eu assisti numa sala XD,porém quem só tiver penas a opção em 3D, não vai perder muito , o filme vai continuar excelente da mesma forma!!!

  • nivaldo

    o filme tem momentos claustrofobicos, e muito emocionantes, apesar de sandra bullock levar o filme quase todo sozinha, sua atuação é discreta , oque é bom ,o elenco todo (Sandra e Clooney)estão discretos e excelentes!!!

  • Rodrigo Garcia

    Barretão!

    Valeu pela explicação. Faz muito tempo (muito tempo mesmo) que eu procuro a tradução de “best boy grip”, “Key grip” e afins que eu sempre vejo em créditos de filmes mas não fazia ideia do que diabos era isso.

    Bom, eu assisti em uma sala 4K. O filme não tem 4K reais (vide IMDb) Mas simula muito bem, já que foi em 3D.

    Assino em baixo a discussão do Cast.

  • francesca abreu

    SPOILERRRRRRRRRRRRRR

    Do caraiiiiii
    Do caraiiiiii
    Do caraiiiiii

    Meu entiado virou pra mim e disse: “que pena que vc não consegue assistir 3D”.

    Putz!!! mas não me fez falta porque é uma coisa que nunca tive.

    Como disse o barreto: “o filme é sensorial”

    Caramba.
    Que filmaço.
    Saí do filme tentando contar o número de personagens no filme. Apesar dos outros nomes aparecerem, pra mim, foram três personagens.
    Por quê 3? Matt, Dra e a Gravidade.
    Mas no fim, foram só dois personagens. a Dra. e a Gravidade.
    Cara!!!
    a personagem estava em luta constante com a gravidade. Era incrível como a gravidade era a maior inimiga dela, mas também a maior amiga. Porque apesar de tudo que a gravidade causava, era ela que determinava “Faço isso com vc, mas não te deixo ir embora”. (lembro do discurso do Al pacino como o diabo, falando de Deus no filme Advogado do diabo: “Toque, mas não prove” Deus trata seus filhos que nem marionetes”

    A parte do “deixa ir”, o momento da libertação. OO momento do “é, tenho essa dor, ela vai existir pra sempre, mas tá na hora deu voltar à vida” O momento do adeus. O momento de dizer “olha!! vc vai encontrar uma garotinha de cachos e vcs vão se divertir”.

    putz!!!!

    O momento de ver que a reclusão, o silêncio, o isolamento é bom para quem quer curtir o luto. Mas quando vc se vê assim, sem outra alternativa, obrigado a ficar isolado, no frio, no silêncio, sem ter pra onde, vc percebe como a vida lá fora é linda e bela, e vale a pena “voltar pra casa”. Esse momento do desapego, da libertação foi lindo. Ela delirando, do Matt falando isso pra ela, era o subconsciente dela mostrando o que fdp do cara iria falar pra ela num momento desse.

    Aí vejo a gravidade dos sentimentos, não no sentido de coisa ruim, mas no sentido de força de atração mesmo.
    Gravidade é uma força que atrai dois corpos com certa massa. Nesse caso, seria a personagem da bullock atraindo uma coisa que já tinha ido embora e que gravidade alguma iria trazer de volta.

    É o momento de perceber que usar a fdp da gravidade que estava sacaneando o tempo todo para benefício e voltar para a terra. E, assim, atrair outras coisas que a vida proporciona.

    Na água, o peso do fato espacial, mostrando toda a força gravidade. E ela lutando contra. Na praia. Fazer o corpo acostumar novamente com a Gravidade, mas AGORA, numa situação em que o corpo possa determinar para onde os passos vão levar.

    Que filmaço.

    • francesca abreu

      Sabe, até o momento do Matt soltar a trava de segurança para o “deixa ir” foi um momento especial. Não foi dramático, concordo com o pessoal aí dos comentários. Eu gosto do drama. Mas me pergunto porque drama com esse personagem? Ele desde o início mostrava que drama não fazia parte da vida dele. O personagem não era dramático.
      Era de sorriso fácil.
      Até aquele momento não havia medo algum nos olhos ou expressões do personagem. Pra quê acrescentar ponta de dramaticidade na cena?

      As questões do filme eram a Gravidade e Desapego.

      • Amarildo

        …Eu sou dos que acharam “tecnicamente” falha a cena do Matt se soltando…mas é claro que eu entendo que a cena tinha que existir…e minha ideia de que se ele se soltasse ao ser atingido por 1 destroço não funcionaria porque não daria a deixa para ele se “despedir”….mas com um argumento como o seu não dá para não concordar. O cara era de não fazer drama mesmo…concordo com este ponto de vista.

    • nivaldo

      muito boa sua critica, realmente uma leitura muito legal do filme, cada vez que vejo essas leituras de GRAVIDADE, mais eu gosto desse filme!

  • richardson

    ainda fico com rush como melhor filme até agora, gravidade vem logo atrás, dois filmaços.

  • richardson

    ainda fico com rush como melhor filme até agora, gravidade vem logo atrás, dois filmaços.

  • Marco Tulio

    Muito bom o cast!

    Mas que deveria ter sido um “Biografia: Alfonso Cuarón” deveria. O cara tem poucos filmes, seria sensacional. Assim como foi o EXCELENTE cast do Aronofsky.

    Sei que ainda podem ter esses casts, acho difícil até, mas já passaram batido com o Paul Thomas Anderson e agora o Cuarón.

  • O filme estava tão badalado que quando entrei no cinema estava com medo que iria assistir…. e ele me deixou de boca aberta…. suspendam o Oscar pois já temos seus ganhadores aqui!!!!

  • Alex Damaceno

    Gravidade no IMAX….

    Nem me incomodei de estar sentado do meio pra frente. O filme é tão bonito e as imagens são tão imersivas que você não consegue prestar atenção em mais nada na sala.

    Tive a mesma sensação relatada no cast quando o rádio começou a tocar, parecia que era alguém no Nextel falando dentro do cinema.

    Esse filme MERECE ser visto no melhor cinema possível. E a venda do Blu-Ray dele deveria ser PROIBIDA. Só se for pra ver em 4K, numa TV de 60 polegadas, com a luz apagada.

  • Rui Gomes

    Melhor do filme foi ver o corpão da Sandra Bullock , mas não achei o filme tudo isso não

    • nivaldo

      sandra Bullock tá com tudo em cima, pena que ela não explore tanto seu corpo!
      desculpa isso foi meio machista?
      mas Sandra é uma das maiores estrelas do cinema sem precisar apelar para a sexualidade, infelizmente, rsrsrs!!

  • nivaldo

    gostaria de deixar uma ressalva: pra quem não sabe falar inglês,( mesmo que goste de filmes legendados),eu NÃO recomendo gravidade em IMAX 3D ou XD 3D,fui assistir numa sala XD, sim o som é maravilhoso e a imagem espetacular, porém a tela é tão grande que pra vc ler as legendas , tem que realmente deixar passar algumas partes do filme.
    Eu prefiro no cinema assistir os filmes legendados (mesmo em 3D), porém ,perdi muita coisa do visual embasbacante do filme, porque tinha que algumas vezes sair quase totalmente do foco na cena, pra poder ler as legendas , pois a tela é muito grande, e olhe que dizem que o IMAX é bem maior. Então fica a dica pra quem quiser ouvir(ler), se não sabe inglês, vá a uma sessão 3D simples, vale bem mais apena!!

    • francesca abreu

      concordo, hein!!!

  • renato motta

    É sério que vcs viram tanta filosofia nesse filme? Achei forçado grande parte das argumentações citadas sobre valor da vida e outras coisas.

    Sei que é triste qd uma pessoa não gosta de um filme que vc gostou demais (não me mate Juras. Aconteceu comigo hoje, gostei de Elysium (não é nota 10, mas achei bem legal), mas a galera do MRG não achou essa bola toda. Enfim…

    Na minha opinião, a história de Gravidade é extremamente linear a previsível. Achei que traria um drama emocional solitário comparável à Náufrago, mas nem chega perto. Claro que os efeitos especiais e a sonorização (também a falta dela em determinados pontos) são de arregalar os olhos, mas a ausência de carisma dos personagens não dão o levante necessário a ponto de me apegar ao filme e ter um apresso por ele. Acho que Sandra e George, por serem queridos do público, já levaram nota 10 de muitos antes mesmo do filme começar, eu não acho bem assim. Mesmo atores experientes tem que convencer e pra mim isso não aconteceu. George fazendo um astronauta bobo e desinteressado, parecia que queria se aposentar. E Sandra faz uma experiente (com cara de inexperiente) e fria técnica de naves ou seja lá o que for.

    A cena representando o feto que Sandra fez é EXTREMAMENTE forçada! Que isso! O amigo dela estava se distanciando cada vez mais da nave e ela era a esperança de salvá-lo! Daí ao chegar na nave depois de tanto esforço ela passa um tempo precioso flutuando na boa??! E O AMIGO MORRENDO?? Ah não! Desculpe, mas pra mim não colou.
    A cena do sonho, além de um puta Deus Ex Machina, foi muito óbvia. Até uma criança saberia que era um sonho.

    Então realmente não entendi o pq da euforia com esse filme. Como diria Izzy Nobre “é bacaninha até”, mas nada épico ou inesquecível. Achei raso. Nota 5,5.

    • nivaldo

      olha renato , eu entendo os seus argumentos, não concordo, mas realmente o filme vai numa linha muito tênue entre o sublime e o forçado, o filme não te tocou e vc achou as cenas forçadas. Eu também esperava um filme diferente, mais existêncialista e contemplativo, eu esperava um PI no espaço e melhorado, mas assisti um filme diferente do que eu esperava e mesmo assim gostei muito, pelo simples fato dele ser bom,(bom pra mim), mas se pra vc foi bacaninha , espero que pelo menos tenha valido o ingresso!!!

      • renato motta

        É até estranho, Nivaldo, alguém receber uma crítica pessoal com respeito, geralmente as pessoas apedrejam. Obrigado por isso. Vc colocou sua opinião discordante da minha com a sutileza que mais pessoas deveriam ter na internet em geral. Valeu o comentário.

  • Leonardo Monteiro

    Cara, eu também dou 10 de 10, eu não me lembro de um outro filme com um som tão impressionante e uma trilha sonora tão, aaa, sei lá, é incrível, melhor filme do ano pra mim, parabéns pelo cast, junto com o do as vantagens de ser invisível, um dos melhores pra mim!

  • nivaldo

    Graças a Deus Angelina Jolie, não aceitou o papel, ela é muito canastrona, so sabe fazer biquinho , e bancar a fodona, eu não consigo mais acreditar na Angelina pessoa comum, sinto muito!!!

  • Cesar Adr

    Finalmente posso estufar o peito e dizer:

    Eu vi um clássico da FC no cinema.

    Na minha opinião desde Matrix/1999, a FC não tinha um filme com entretenimento e reflexão nesse nivel, sendo que Gravidade é muito mais denso nas emoções.

    A cena em que a Ryan chora e as lágrimas saem flutuando é de uma beleza e tristeza absurda. Chorei com ela.

    Outro momento magistral é quando ela esta na capsula da EEI e tudo la fora começa a se destruir e o som é ASSUSTADOR, pavoroso….e ela gelada tentando raciocinar . Nessa cena tem som porque ela esta num ambiente carregado de ar.

    Até esses dias A Arvore da Vida era o melhor filme da década pra mim, agora Gravidade assumiu esse posto.

    Uma tendência que percebo e posso estar viajando é que nos últimos anos diretores de peso, que não fazem parte do cinema comercial, estão nos fornecendo obras-primas da FC de um jeito incomum, diferente, cito 3 exemplos de FC que mistura de forma brilhante o drama com o espetáculo sci fi:

    A Arvore da Vida (pra mim é FC true).

    Melancolia

    e Gravidade.

    Num espaço de 2 anos ganhamos essas perólas do cinema. A safra ta boa.

  • Marcos Quintal

    Após assistir esse ótimo filme agora eu tenho mais certeza ainda de uma ideia que eu tinha: O HOMEM NUNCA FOI NA LUA! Imagino a dificuldade de ficar na órbita, imagine há 50 anos atrás, com tecnologia medíocre, ir na lua e voltar!

    • Cesar Adr

      Marcos, por favor não faça parte desse grupo.
      Você sabia que a bomba de Hidrogênio é dos anos 50? você faz ideia da complexidade que é uma tecnologia dessa?
      Você sabia que essa enorme dificuldade de chegar na orbita da Terra os russos conseguiram no peito e na raça antes dos americanos no inicio dos anos 60?
      Você já ouviu falar do jato Blackbird? esta ai no youtube, é tecnologia dos anos 60.

      Não duvide da capacidade daquelas pessoas, muitas delas sobreviveram a 2 guerra mundial, como os cientistas da Alemanha nazista e que ajudaram russos e americanos na corrida espacial.

      A dificuldade que o filme Gravidade mostra, a luta pela sobrevivência da Ryan, é uma ficção, mas a rotina das viagens do ônibus espacial duraram anos e todos os envolvidos sabem do risco que é, tanto que duas naves e tripulação foram perdidos.

      Sugiro pesquisar mais, indico o site Projeto Ockham, que esclarece item a item essas ideias absurdas que a ida a Lua foi uma farsa.

      O homem foi SEIS vezes a Lua. Não uma, mas seis.

      • Marcos Quintal

        Não quis dizer que o filme mostra algo real, mas sim que tem por base a dificuldade real da vida na órbita da Terra. Infelizmente, aqui não é lugar p discutir sobre essa teoria e sim sobre o filme, pois argumentos também tenho muitos! Sugiro só que pesquise também antes de aceitar as coisas como verdades absolutas! Abraço!

        • Cesar Adr

          Não é questão de acreditar em qualquer coisa, é apenas reflexão, convivência com assuntos de ciência, analise de como funciona a ciência e confiança na comunidade cientifica, pois pra mim o encerramento da matéria do site Projeto Ockham, não deixa muita dúvida sobre o que tem sentido nesse mundo e o que é paranóia.

          http://www.projetoockham.org/historia_lua_6.html

          Enquanto isso, os conspiracionistas dizem que a NASA gastou bilhões de dólares em uma encenação que, a julgar pelos argumentos, estava à altura dos piores filmes B de todos os tempos (sombras nas direções erradas, decalques da Terra na janela da cabine espacial, ventos furtivos no estúdio e alguém até esqueceu de pintar as estrelas!); um filme de Ed Wood só que com um orçamento bilionário. Dizem os conspiracionistas que toda a comunidade científica do planeta foi ludibriada; todos menos eles, uns poucos leigos sem nenhuma formação científica. Algo como se alguém tivesse vestido uma fantasia de Papai Noel e enganado todos os universitários mas não as crianças do jardim da infância.

    • Márcio Alves de Lima

      Na boa… quando alguém diz com todas as letras que o homem nunca foi à Lua, está realmente pedindo para ser ZOADO!

      Marcos Quintal, vai estudar, vai…

  • Marcio

    Fiquei com vontade de ver…
    Por acaso alguem sabe que musica eh essa que encerra o podcast?

  • Louise

    Até que enfim pude ver e PUTA QUE PARIU, QUE FILMAÇO!!!!
    Eu saí do cinema extasiada e com a respiração ofegante. Pode parecer loucura, mas na hora de ir embora, já no carro, eu comecei a chorar e urrar de alegria. Até a presente data, foi a maior experiência cinematográfica que eu pude vivenciar e na minha opinião, o melhor filme de 2013.

  • Daiane Camila Bizari

    Senti uma experiência diferente e única assistindo a esse filme. Mexeu com meus sentimentos, com meu físico, pois parecia que eu estava no espaço também… saí do cinema quase zonza…
    Sandra e Clooney estavam muuuito bem, ela então, nem se fala, perfeita!!
    Não é exatamente um filme de ação, é um filme de emoção e com uma grande mensagem sobre o “viver”!

  • Eveline

    Salve Seres Rapadurianos,

    Conferi ontem, é simplesmente SENSACIONAL.
    Adorei o cast, concordo totalmente com vocês!
    Preciso ver em IMAX!

  • Rodrigo Oliveira

    Eu adorei, minha esposa não. Eu não esperava muito e saí satisfeito. Ela foi com expectativa alta e saiu esperando mais… 50/50.

  • Danny Maia

    Gravidade é uma daquelas experiências que todos os amantes da sétima arte merecem ter e nas melhores condições possíveis.
    Fotografia que encanta do começo ao fim, interpretações onde o “menos” é muito mais e uma direção que efetivamente colabora para um resultado tão coeso.
    A cena da personagem de Sandra Bullock em posição fetal, com aqueles cabos atrás dela, simulando um cordão umbilical, é simplesmente linda!

  • Jonathan Kennedy

    Gravidade é uma experiência inesquecível e que jamais vou esquecer, estou louco para ter essa OBRA-PRIMA na minha casa. Pretendo assistir novamente em I-MAX 3D O MAIS BREVE POSSÍVEL. Esse filme me levou junto com eles e me fez acreditar que tudo é possível e esse Diretor não tem pra ninguém. Vai ser indicado em 12 categorias e vai ganhar no mínimo 8 Oscars que são merecidos. É um PUTA filme, tem 97% no ROTTEN e já ta na 3 semana consecutiva na bilheteria semanal e no Brasil que estava em 2 lugar, ficou em 1 LUGAR nesse final de semana, além de ser um filme de sucesso de crítica e publico é um filme perfeito é O MELHOR FILME QUE FOI CRIADO NO ESPAÇO. Não tem para ninguém, Alfonso Cuarón é o Melhor Diretor nos últimos, jamais alguém conseguia realizar esse feito que ele fez e toda a sua equipe. Parabéns pela essa Obra-Prima e que venha outros filmes seus e com certeza será bem vindo. 😉

  • eu

    Só não concordo com a questão do 3D, que achei fraco em comparação ao que podia ter sido. Tem profundidade, mas não é lá tãão assim, até TRON teve mais profundidade. E tbm não são impressionantes as coisas que vem em nossa direção, são partes bem discretas. E não venham dizer que discrição e simplicidade é melhor, pq isso é frescura.

  • francisdavis08

    Que experiência !!! Que experiência !!! Tem que ser visto no cinema !! Parabéns aos que viram em Imax !!!

  • Kika

    Estou mais ou menos como o Siqueira. O que dizer desse filme?
    Sem sombra de dúvida é o filme do ano e desde já estou torcendo tanto pra Sandra Bullock nas premiações!
    Durante todo o filme fiquei tensa e em vários momentos segurei o choro, mas na hora que ela retorna pra terra ou “renasce” eu desabei; todo o significado e visualmente foi tão lindo!
    Sai da sala de cinema em êxtase!

  • Luis Fernando

    caramba, que filmaçooooooooo

    Nunca fiquei tão aliviado de chegar em terra igual a Gravidade. Na sala de cinema eu tava literalmente no espaço – Sentindo toda a tensão e medo igualzinho a personagem de Sandra Bullok sofria. Ao mesmo tempo deslumbrando o espaço e universo. Muito “quase choro”, êxtase e palmas no final. A melhor metáfora sobre renascimento deste ano.

  • Luis Fernando

    AHHHHHHHHHHHHH EU NÃO VI imax .raiva

  • Ricardo Nakakubo

    Finalmente consegui assistir (da maneira certa, em IMAX 3D). Aliás um dos poucos filmes em que eu achei que o 3D valeu a pena, total sensação de imersão. O único problema na minha sessão, foi uma família que ficou o tempo inteiro falando durante o filme, o que praticamente arruinou o lance do silêncio no espaço… todo o filme era o moleque perguntando alguma coisa pro pai, que em vez de ter bom senso e pedir pro moleque perguntar depois do filme, ficava respondendo as perguntas e comentando.. lembrei na hora do cast 243 dos problemas nas salas de cinema 😉

  • Renne Anderson

    Um dos melhores filmes do ano se não o MELHOR filme do ano, fiquei dislumbrado em cada cena, Cuaron se demonstrou um grande cineasta e muito fã de Ficção Cientifica, e eu que sempre fui fã desde que vi Matrix em 99 no cinema passei a ser um devorador de FC e ver essa obra prima foi maravilhoso!

    PS: Barreto sei que Solaris do Sodemberg não chega nem perto do Tarkovsky mas o filme também tem seu valor e Cloney manda bem naquele filme tambem! Eu adorei tambem!

    • Eu tmb gosto do Solaris! =D Tem a linda da Natasha e o doido do Faraday! :p

  • Oficialmente desistindo do Rapadura Cast =/

    Os pods são sempre ótimos mas o feed teme stado etrrivel. Não consigo baixar (0,1k/s) nem dar streaming.

    Minha conexão é boa (15mb) e não tenho problemas em outros casts.

    Só eu experimentoe ste problema?

  • fiz um comentario sobre o filme, tá aqui pra qm quiser ver, abraços! http://tododiablumenau.blogspot.com.br/2013/10/a-terra-e-azul.html

  • Kelly

    “Sofrível” e angustiante, mas maravilhoso!

  • Luiz Filipi Baraun

    Só eu não achei o filme uma ficção científica e sim um drama? .assustado
    O melhor filme do ano, já nasceu um clássico e dificilmente perderá esse posto…

  • É uma “viagem”, mas foi interessante escutar esse podcast e ver as metáforas de vocês, porquê eu e minha namorada acabamos tendo outra completamente diferente em certo ponto. É possível que não tenha nada a ver, mas porquê não?

    Desde a cena que ela chega na primeira estação, a cena do “feto”, que é fenomenal,até o final, eu só consegui pensar nesses acontecimentos:

    – Ela “nasce”. Cai na terra, na ÁGUA e tenta se livrar da roupa pra não morrer e começa a nadar desesperadamente pra não morrer;

    – Se enrola numas algas e nesse meio, um SAPINHO singelo passa nadando tranquilamente, a câmera foca nele;

    – Ela chega na superfície enfim e fica boiando e chega na margem;

    – Ela chega se ARRASTANDO, respirando muito fundo, o próprio jeito de andar dela é meio anfíbio;

    – Ela tenta se levantar e NÃO consegue de primeira vez, afinal estava fraca;

    – Faz um esforço e finalmente fica de PÉ e o plano da câmera, de BAIXO PRA CIMA sublinha essa cena.

    Eu pensei na hora: Porra, isso é uma analogia foda à Panspermia, que é a teoria que a VIDA não começou na terra e sim veio de fora dela.

    Claro, é uma viagem minha, mas eu que nunca atento muito pra essas coisas notei isso, imagina se você para pra discutir mais a fundo?

    Afinal, bons filmes fazem isso né? Até!

  • Excelente cast para um filme já clássico.
    Valeu, gurizada!
    Té.

  • Athos

    Excelenteeeee programa, excelenteeeeeee filme!

    Só um adendo técnico: quando ela vê o amigo imaginário na cápsula, existe uma justificativa; com o aumento da ausência de O2 no organismo, o ser humano tende a ter alucinações, logo o Matt Kowalski foi essa alucinação do subconsciente dela.

    Tem gente que achou forçação (de drama) quando a cápsula foi inundada quando ela abriu já na Terra, mas existe uma tripulação americana que morreu afogada em uma missão da apollo, justamente por esse ocorrido.

    Existem alusão a guerra fria no filme também: quem causou desastre ocorrido no filme foram os Russos, que destruíram um satélite deles e deram início a síndrome de kessler, essa informação é rapidamente passada por Houston quando eles estão na manutenção do telescópio Hubble.

    No mais, poderia citar e explicar diversos detalhes técnicos que um aficionado pela área como eu notei. Assisti esse filme super empolgado e fiquei muito feliz quando vi que as físicas e estes detalhes foram levados a sério, tal como o contexto envolvido.

    Aprecio e agradeço pelo podcast,fiquei tão preso aos detalhes do filme que deixei a parte filosófica passar desapercebida, mas aqui tive a chance de resgata-la aqui, sensacional.

    Grande abraço!
    Athos G

  • Evelyn

    Já iniciou o projeto de um cinema em um shopping que está sendo construído aqui, espero ansiosamente que a construção das salas inicie logo pra eu ter alguma garantia real rsrs E quem sabe, eu consiga assistir Vingadores 2 e a última parte de Hobbit na telona aqui na minha cidade? *_* /Sonhar é de graça =D

  • Marcelo

    Pois é… Escutei o podcast depois de já ter visto o filme… E a minha impressão inicial se confirmou… O que segura o filme é o 3d… Os elogios se resumem as dificuldades de filmagem e aos bastidores que não interessam a quem vai assistir… Eu vou para o cinema e não me interessa como o cara fez tal cena… Tem que mexer de alguma forma comigo… Agora, por eu ter visão monocular, vi o filme sem a sensação de 3d e digo : tirou o 3d, não sobra muita coisa… Aquela ceninha já batida em vários filmes de estar pendurado em um abismo e abrir mão da própria vida em benefício da vida do outro é ridídula… Já deu… Resumindo… Para mim, Apollo xiii foi um filme melhor no gênero. E os suspeitos mexeu muito mais comigo do que este que, na verdade, se resume em grande parte a apelo visual !

  • neto cardoso

    Não havia me empolgado vendo o trailer.
    Depois do cast, estou ansioso!

  • eu chorei na sala de cinema, mesmo assistindo em uma péssima sala e em 2D! Achei que seria só uma experiência sensorial como todo mundo está falando, mas o conteúdo e a profundidade tb me pegaram.

    SPOILER

    Chorei muito quando ela disse a frase: “ou eu consigo, ou morro queimada, mas não importa, vai ser uma baita de uma experiência”. E o filme nos ensina isso, como tirar o máximo que a vida tem pra dar, mesmo nos instantes finais dela, foi o que aconteceu com o personagem de Cloney, que mesmo morrendo, compartilhou em suas ultimas frases com a companheira, o quanto estava sendo lindo o nascer do sol do ponto onde estava. FANTÁAAASTICO!

    Ela, era o que tem vezes que somos: reclamona, stressada…

    Ele, o cara legal que nos ensina a viver a vida e retirar o que temos de melhor dela.

  • Arthur

    A beleza desse filme tá na simplicidade de uma metáfora tão poderosa. E digo que ele faz isso com mais competência que 2001: Uma Odisséia no Espaço.
    As cenas em que a Ryan entra na cápsula e fica em posição fetal, e a última em que ela tem que nadar para não se afogar e depois se levanta em terra firme, são lindas… hehe Não me lembro de um filme recente tão foda assim.
    Dou nota 10/10. É uma das melhores ficções científicas já feitas!

  • samuel

    eu valorizo muito historia em filmes embora seja um filme de tematica normalmente rica em historia não achei que ele realmente tivesse uma mas sim um acontecimento isolado ,gosto muito de filmes no espaço mas dormi uma 3 veses e acordava devido o ronco do meu pai e do meu irmao outras pessoas tambem nao estavam gostando do filme nao desmereço o filme acho que ele tem um publico alvo mas eu e minha familia não fazemos parte desse publico mas ainda dou parabens para o filme pelo menos nao foi como A VIAGEM o PIOR filme que vi na vida 100% do cinema odiou o filme e comemorou de pé quando ele acabou.

  • Evelyn Souza

    O filme é sensacional, tenso, esplêndido e te prende do começo ao fim no assento. A trilha sonora, os efeitos visuais, a direção, fotografia, atuações, tudo é genial. Um dos melhores filmes dos últimos tempos, um dos melhores do gênero já feitos.
    Sandra Bullock tava demais *____*
    Cuarón, você é o cara /o/

  • Samuel Varela – Crato/CE

    Sensacional esse filme… gostei muito.

  • Leonardo

    Eu achei o filme bom,mas nada demais!Acho que não consegui me identificar muito com a personagem principal…

  • JuniorOnline

    Acho melhor que interstellar