Rapadura

Rapaduracast

Clock segunda-feira, 25 de abril, 2016 - às 01h47

RapaduraCast 464 – Cloverfield e Rua Cloverfield, 10

Fique a vontade para participar do nosso debate, porque aqui você sabe: "Assistir é apenas o começo"!

por RapaduraCast Team
25/04/2016 - 01:47

J.J. Abrams e suas surpresas. Em meio a grandes produções, o diretor desenvolveu junto com a equipe da sua produtora (Bad Robot) um novo filme do universo “Cloverfield“. Lembra daquele filme lançado em 2008 feito com câmera de mão sobre um ataque que acontece em Nova York? Ainda nesse universo, chegou aos cinemas “Rua Cloverfield, 10“.

Jurandir FilhoThiago Siqueira e Wilker Medeiros discutiram o universo Cloverfield que está sendo desenvolvido nos cinemas. É um universo compartilhado mesmo ou é apenas uma antologia de histórias baseado no mesmo fenômeno?  Qual o envolvimento do próprio J.J. Abrams nisso? Qual a relação dessa franquia com a série Lost?

Ouça o nosso papo e deixe seu comentário.

➕ Timeline do Podcast

SEM SPOILERS | Até 36min
COM SPOILERS | A partir de 36min5seg

➕ Links comentados no programa

[VÍDEO] Curta do jogo Portal, dirigido por Dan Trachtenberg
[VÍDEO] Cena do final de Cloverfield, mostrando algo caindo

➕ Assine o RapaduraCast

iTunes: Tem iPhone/iPad/Mac? Adiciona aí!
Android/WindowsPhone: Esse link é o do feed/rss do sucesso!

➕ Nossos contatos

Youtube: RapaduraTV
Instagram
@cinemacomrapadura
Twitter: @rapadura
Facebook/cinemacomrapadura
E-mailrapaduracast@cinemacomrapadura.com.br

Saiba mais sobre: , , , ,

  • Monk

    Cloverfield tem ligação total com Lost, são do mesmo universo, é uma excelente sacada

  • Marcus Lopes

    Queria muito assistir, infelizmente moro longe do Cinema, por conta disso, tenho que ser muito seletivo com os filmes que pretendo assistir, sem contar o valor dos ingressos. Só vai dar pra assistir Guerra Civil mesmo, esse mês. : /

  • Junior Pessoa

    Assisti Cloverfield nos cinemas três vezes e no DVD incontáveis vezes, é um dos meus filmes preferidos e Rua Cloverfield 10 foi uma grande surpresa boa! Defendo o final e creio em uma sequência (talvez com retcon) costurando ambas histórias e realmente dando início à um universo Cloverfield. Ouvir o Cinema com Rapadura aclamando RC10 foi uma excelente forma de começar a semana! Ansioso pelo lançamento do blu-ray para poder aproveitar o filme cena a cena, corte a corte!

    • Um blu-ray com as entrevistas com os envolvidos vai ser show!

  • Diego Cirino

    Quero deixar essa matéria excelente do Site Judão em que contam toda campanha de marketing viral que Cloverfield está envolvido. Seria até legal vc’s fazerem uma matéria depois de saber que é realmente um universo gigante com ainda mais mistérios rolando.
    http://judao.com.br/virais-rua-cloverfield-10/

  • HAHAHAHAHAHA, Achei muito engraçado!
    https://www.youtube.com/watch?v=FUqPnHd55gU

  • Augusto Ganzert

    Espero muito que aconteça um rapaduracast sobre o filme/livro O Escaravelho do Diabo. 🙂

  • Monk

    Programa demais, um sobre a bruxa seria demais https://goo.gl/7mPiJu

    • gandralf

      Spam demais, um fake que fosse já seria demais.

  • Gabriel PS

    Interessante que no vídeo da cena que mostra “algo” caindo, diz ser um satélite.
    E o personagem do John Goodman diz ter trabalhado para o exercito… com satélites, não?

    ¯_(ツ)_/¯

  • Cleiton Lopes

    Comentário com Spoilers

    Tem uma coisa que reparei e não ouvi vcs comentando é que tem um momento em que o Howard fala de alguns passos de uma estratégia militar e que ele acredita que os alienígenas (ou quem quer que fosse) podem estar empregando para ocupar a terra. O primeiro passo é tipo “assustar” a população local (não lembro direito o termo que ele usa), causar um caos e desestabilizar as pessoas. Que pra mim seria o que acontece no primeiro filme. Os alienígenas lançam aquele monstro gigante para destruir algumas cidades e amedrontar a população e conhecer suas táticas.
    Já no segundo filme estaríamos numa fase avançada (não lembro se é a segunda ou a terceira fase que ele explica) em que os alienígenas já tem uma base na terra e ficam patrulhando para encontrar os possíveis sobreviventes / resistências que possam existir. É por isso que quando a Michelle sai do bunker tem aquela nave gigante mais aquele “cachorro” fazendo uma ronda tentando localizar pessoas.
    Só fiquei em dúvida em quanto tempo, dentro do universo do filme, se passou entre um filme e outro. Visto que se ela tem um IPhone ela já está na era da informação e mesmo se os ataques foram em curto espaço de tempo, não tinha como ela não saber dos primeiros mesmo se eles fossem muito distantes de onde ela vivia. O que vocês acham?

    • Principio de onda, isso basicamente a tecnica que os guerrilheiros usam.
      Destroem a moral, minimiza a resistência cortando os contatos internos ou externamente e por fim, se tornam o governo (força dominante)…
      Dependendo do grau tecnologico do alvo, (no caso de nossa raça humana, acho que em 6 meses os aliens já tomariam o poder) não demoraria muito entre uma etapa e outra… 😀

    • O Howard é doido, meu fi… heh

  • Felipe Filartiga

    Esperando a versão reduzida do filme.
    Sem os últimos 10 min.

  • Monk

    Ótimo programa, a ligação com Lost é correta, mas a série em si foi um fenômeno, porque não usar isso?! https://goo.gl/8qtfk5

  • Diogo Maia

    Como vocês conseguem gostar daquele filme O Segredo Da Cabana? Ele é terrível!

  • Marciômega Red

    Apesar de preferir a ideia de que o Howard é obcecado com a figura da filha, acho que não dá pra descartar a questão sexual. Vale lembrar que logo depois de matar o Emmet, quando ele ressurge ele está arrumado e barbeado. Não parece um esforço para aparecer como pai de família, mas mais como homem.

    Alguém comentou que o filme poderia acabar com ela descobrindo que o mundo está dominado por alienígenas. Isso teria sido um erro; faria com que parecesse que a moral da história é que num mundo caótico, faz sentido ceder à figura autoritária que oferece segurança. Seria uma escolha bem ruim num ano em que o Trump está concorrendo à presidência…

    Essa é a importância da cena final, apesar dela ser talvez exageradamente épica. É encerrar a trajetória de fugas da protagonista. O filme é sobre essa mudança. da inação pra ação.

  • Ewerton Carlos ☕

    Gostei pra caramba desse filme, há momentos que ocorre uma lentidão. Mas é algo que é necessário pra historia do filme e gera uma tensão a cada momento. As relaçoes entre os personagens enganam em certos momentos e gera duvidas que são resolvidas rapidamente. Bom demais

  • JuniorOnline

    Uma surpresa agradável esse filme!