Rapaduracast

Clock sábado, 03 de maio, 2014 - às 04h15

RapaduraCast 372 – True Detective: o Rei de Amarelo, Carcosa e Cthulhu

Fique a vontade para participar do nosso debate, porque aqui você sabe: "Assistir é apenas o começo"

ATENÇÃO: Esse programa tem SPOILERS do seriado.

True Detective surgiu sem muito estardalhaço e em poucos episódios conseguiu chamar a atenção de todos. A série tem apenas uma 1 temporada de 8 episódios e já conseguiu ficar marcada na história da TV. Estrelada por Matthew McConaughey e Woody Harrelson, a trama policial traz detetives tendo que desafiar suas próprias habilidades para desvendar um grande mistério que envolve um Rei Amarelo, uma morada chamada Carcosa e muitas referências ao universo de H. P. Lovecraft.

Jurandir Filho (@jurandirfilho), Raphael Santos (@phsantos), Kaio Anderson (@kaioa) e Eduardo Spohr (@eduardospohr) discutiram a série da HBO. O que canal está mudando na cultura e no entretenimento? Hoje não toleramos mais roteiros pouco trabalhados? Nic Pizzolatto é um nome para ficarmos de olho? O papel de Michelle Monaghan também é importante? Qual será o futuro do seriado? True Detective está mais para um filme ou livro?

LINKS RELACIONADOS AO PROGRAMA
[SITE OFICIAL] True Detective
[VÍDEO] Paródia: Rust odeia tudo
[VÍDEO] Paródia: Interrogando Matthew ‘Rust’ McConaughey
[LINK] Explicações das tatuagens de Reggie Ledoux
[IMAGEM] Infográfico das conexões dos personagens
[IMAGEM] Infográfico circular da história

Duração: 127 min

ASSINE O RAPADURACAST NO ITUNES
Acesse aqui: http://itunes.apple.com/br/podcast/rapaduracast/

QUER O FEED PARA ADICIONAR NO SEU AGREGADOR DE RSS?
Adicione o nosso feed: feeds.feedburner.com/rapaduracast

SUGESTÕES, CR͍TICAS, DÚVIDAS E CHUTES NO SACO
Envie e-mails para: rapaduracast@cinemacomrapadura.com.br

Saiba mais sobre: , , ,

  • Joe

    Ê CARALHO, JÁ NÃO VOU MAIS DORMIR!

  • Mauro

    A única série nova que assisti dessa ultima temporada.
    Valeu muito a pena.

  • Willian

    Esse jurandir trabalha pra caramba 🙂 Obrigado pelo Podcast

  • Onireves

    Muito foda, muito esperado, uma das melhores coisas dos últimos tempos !!!

  • Lucas Callegari

    Essa serie é um quebra-cabeça que vc não viu a figura da caixa … e vai motando cada peça aos poucos, então vc não conhece a beleza por traz, então é necessario vc ir seguindo em frente para começar a ver essa maravilha, conforme vc monta o quebra cabeça vc conhece um pouco da Imagem , mas mesmo assim isso Não é suficiente … e ai com o Fim da serie vc ve a beleza que ela é montada … uma verdadeira obra de arte!

  • MP

    acho que lost até a 3 temporada foi excelente,melhor até que breaking bad…depois disso pra frente a serie perdeu o rumo,ficou intragavel na 6a temporada,tanto que eu ainda nao terminei de ve-la

  • Arthur

    Ainda é maio, e posso dizer com tranquilidade que True Detective foi e será a série mais foda do ano.
    Me surpreende a capacidade do Pizolatto em renovar num gênero já tão retratado que é o da investigação criminal, tanto é que eu esperava mais do mesmo quando comecei a ver (e fui enganado, ainda bem).
    Na minha visão ela chega no limite da realidade com a fantasia. Ela tem a “magia” do fantástico, mas não é. Isso é genial! Não há o sobrenatural, só há a sugestão do sobrenatural. Tudo ancorado pelas filosofadas do Rust, do culto ao Yellow King, e ao próprio clima soturno da série.
    E ela vai além disso. Que personagens fantásticos, virei fã do McConaughey! Que plano sequência é aquele que vimos, imagino o trabalho que deva ser filmar aquilo?! Que trabalho de fotografia e de trilha sonora foi aquele, que foram essenciais para capturar o clima desejado!

    Acho bacana esse formato da série. Quem sabe True Detective não vire uma tradição na HBO, atraindo sempre atores bem conceituados. Além do Brad Pitt, há boatos de que a Kate Mara e a Ellen Page possam vir na 2ª temporada. Tomara que se confirmem!

  • lucas

    A série foi boa, mas sinceramente, não é tããão empolgante. O caso não é assim algo tão impressionante, e eu realmente só consegui gostar e me importar com o personagem Rustin Cohle. Os outros personagens são chatos… O outro cara principal é um chato e tem os problemas familiares dele que não consegui me importar do início da série até o fim. E falando nisso, a primeira temporada tem apenas 8 episódios, mas as coisas demoram tanto pra acontecer que parece ser mais longa… Maaaas tem seus bons momentos e algumas partes empolgantes, e acabo dando pra série uma nota 7. Mas até o caso de The Killing me deixou mais intrigado e era mais empolgante de acompanhar.

    • Fernanda

      Poxa, finalmente encontrei alguém que pensa como eu!

  • Keilla

    Cast excelente pra uma série mais que excelente. Ótima a discussão de vocês.

    Um ponto de análise para contribuir. O Kaio falou desse negócio do Rust sentir o gosto e cheiro do lugar, incluindo aquele momento em Carcosa que ele vê aquela galáxia em espiral, aquela loucura toda. Do ponto de vista espiritual pode ser a manifestação da mediunidade/sensibilidade do personagem, mas do ponto de vista clínico também pode ser sintomas de sinestesia. O cara vê a paisagem da Louisiana e o cérebro associa a imagem a um cheiro ou gosto, relacionando visão e paladar ou olfato, despertando vários sentidos ao mesmo tempo. E é uma “doença” bastante relacionada à filosofia e artes, à pessoas com alto senso de percepção e capacidades cognitivas diferentes. E o Rust é um pouco assim. Claro, é um pensamento meu.

    • Excelente analise sobre a possibilidade de ele “sofrer” de sinestesia. 🙂

    • francisdavis

      “nesse lugar dá pra sentir o ar psicótico”

    • Morganna

      Keila achei fantástica a questão de sinestesia que vc falou e não crei que seja apenas uma visão sua visto que numa conversa casual do Rust quando ele está no encontro de casais com a Maggie e o Marty ele está conversando com seu par sobre sinestesia.

      Sobre as teorias levantadas no cast, primeiramente a pergunta de se realmente a fita e todo o material foi enviado, eu creio que sim, primeiramente porque há noticias na TV que vemos sobre algo que foi entregue e a ligação do Tuttle com tudo aquilo. Além disso pela lógica eles levaram horas até ser socorrido e o Rust ficou inconsciente me levando a crer que nesse meio tempo o Marty pode ou não ter ligado para o velho.

      Sobre o Marty ter visões quando ele vê a espiral de pássaros ele fala para os detetives, eu sei diferenciar o real do irreal, e aquilo era real, ou algo do gênero que ele fala. Isso me fez pensar que realmente o Rust viu uma anomalia d coincidência ou a influência do culto na biologia da cidade, uma coisa intrínseca. Além disso o Rust conta pequenas verdades, ele dá coisas bobas aos detetives para ele verdadeiramente interrogá-los e nisso ele em um momento afirma que não tem mais visões devido as drogas pois ele passou por um tratamento. Sendo assim a visão da espiral galática ou como queiram chamar que ele vê em Carcosa poderia ser mais um ponto para ele realmente ser um sensitivo

      Algumas pessoas realmente ficaram encucadas com a questão da filha do Marty ter sido abusada ou não, pelo que vi do roteiro eles não tendenciaram a colocar coisas sem função apenas para chamar sua atenção, pode não ser usado, mas tem um porque. A filha dele começa a fazer desenhos sexuais bem explícitos, coisas que apenas uma criança vendo novelinha das oito ou coisas do gênero não teria noção de como é sexo. E depois tem o fato da brincadeira que ela ta fazendo com a irmã de boneca, onde ela encena um estupro com cinco bonecos e a boneca. Depois na fase de 2002 vemos ela totalmente rebelde, rebelada sexual e em 2012 vemos Maggie e Rust conversando sobre as filhas e aparentemente uma dela toma remédio e é artista e tudo indica que seja a mais velha (preguiça de checar os nomes)

      O Rei Amarelo na minha visão é o altar que se encontra em Carcosa, com caveiras e farrapos de amarelo no que parecem braços feitos de gravetos velhos, mas a minha questão não é o Rei Amarelo e sim aonde o culto leva. Aparentemente essas coisas estão no subconsciente da cidade, a fotografia na casa da mãe da Dora Lange é um sinal, a empregada que conhecia o Scars e falando sobre carcosa, o pastor falando que sua tia o ensinou a fazer o pegador de pássaros/demônio. O projeto do culto aparentemente não começou agora, de doutrinar as pessoas naquela cultura diferenciada e a veemência que o Tuttle sempre usa para destruir o caso e acabar com as investigações mostra que sim os grandões tem ligação. Além disso o Geriacci creio que é o nome se torna xerife sendo que nunca foi um personagem notável, sendo assim é necessária muita influência, mais que só ser um governador para levar alguém a ser xerife e outra cidade.

      Achei a história muito interessante, tem diversas vertentes inclussive metafísicas, mas meu sono é tanto que depois debato mais com vcs. Ótimo cast, de excelente qualidade e vocês conseguiram imprimir bem e dizer bem O QUE É True Detective e isso me deixa muito feliz.

  • Mauro

    Guns N Roses estava tocando o tema da série como introdução dos shows que veio fazer aqui no Brasil.

    • Verdade, eu vi um vídeo da abertura do show deles 😀

  • Marco Tulio

    Excelente cast! 😉

    Depois que terminou a série eu li tudo que foi entrevista com o Pizzolato. Em uma delas ele fala sobre a criação da série.
    Ele estava desenvolvendo a série desde 2010. Fazendo uma grande pesquisa sobre o que seria tratado na série, escrevendo e reescrevendo o roteiro e etc. Lá pra 2012 o roteiro da série chegou nas mãos do McConaughey e aí só decolou, Fukunaga entrou na jogada, contatos e tal e a HBO comprou. Então, depois de 3, 4 anos de desenvolvimento a série foi ao ar, e foi o que foi.

    Falei tudo isso pq o desenvolvimento para a segunda temporada vai ser totalmente diferente, com certeza será sensacional, mas não será algo tão brilhante como essa primeira temporada. Pizzolato ja falou que tem o roteiro quase pronto, atores em mente e tal. Mas ainda não está certo que vai ter uma parceria roteirista e diretor como teve nessa primeira temporada.

    Todos os nomes boatados aí para a segunda temporada são excelentes, tô esperando o anúncio ansiosamente. Provavelmente teremos uma mulher como protagonista.

  • Marco Tulio

    Ah, e eu achei que esse ia ser o cast que o Juca gravou. =/

  • Anderson

    Sensacional esse cast, Juras! Acompanhei True Detective e realmente no primeiro episodio eu achei meio “pretensioso”, meio devagar. Como é bom estar errado nesses casos. Série muito pé no chão, atuações incríveis de todos os atores. O que foi aquele episódio 4? Que loucura!

    A tv tem o potencial de superar o cinema, heim! Anota aí!

  • Diogo cordeiro da Silva

    Muita boa discussão, não tem nem muito a acrescentar.

    Só queria falar de duas ultimas outras ótimas séries para galera, que talvez passaram despercebida pelo enorme sucesso de True Detectives.

    A primeira é a excelente Rectify. Ela aborda a história de um homem condenado a morte e após 20 anos de corredor da morte, ele é libertado pois a principal prova do caso era inconsistente. É uma série de estudo de personagem, talvez a mais profunda que já vi, a primeira temporada só tiveram 6 episódios. Já foi renovada para a segunda que sai esse ano ainda, assim espero, a qual aguardo ansiosamente.

    A outra, que só comecei a ver pelo nome da roteirista e diretora, é Top Of The Lake. Criada e dirigida pela diretora, vencedora do Oscar de melhor roteiro Jane Campion com o filme O Piano. Mais ao estilo de True Detective, uma detetive se envolve numa investigação de um caso de uma menina gravida de 12 anos de idade e que se negava a revelar o nome do pai da criança. Não sei se ambas já foram traduzidas e nem ao menos sei se serão transmitidas aqui no Brasil.

    Enfim, ano passado foram 2 séries, fora True Detective, que adorei assistir. Como disse o Spohr ai no podcast, são quase como livros vide a profundidade e o ritmo com que foram escritas.

    E sugestão para os Rapadurianos, fazer um podcast com um debate sobre como a TV vem suplantando e MUITO o cinema. Em questão de qualidade de produção e até mesmo de roteiros originais que vem sendo apresentados.

  • André

    ALELUIA!! Um rapaduracast moleque, um rapaduracast raiz.

  • Ademar Abiko Jr.

    Vocês partem muito do pressuposto de que uma boa história é feita de bons fatos e não de boas narrativas. O problema de LOST foi justamente não saber contar as respostas, não as respostas em si. Achar que não dá pra fazer algo melhor que LOST a não ser que se abra mão de elementos (como a expansão do universo pelo público) é depositar pouca fé sobre roteiristas/diretores.

    O inverso também é fato. Elogia-se True Detective por ele ser hermético, mas não é aí que está sua qualidade. Mas na forma com que a história foi entregue. Outro mérito que existe aí é que a série se manteve fiel à sua proposta, ao seu espírito, denunciado inclusive no nome da série, que era um estudo sobre aqueles personagens e sua relação com o mal e suas facetas. A resolução do crime nunca foi o espírito da série, apesar de ter sido aí que o grosso do público passou discutindo.

    Lost, ao contrário, oscilou entre dois espíritos (a fé [e as relações pessoas] e a razão), as discussões eram sobre dois espíritos, mas eles só entregaram um, enquanto o outro foi menosprezado (mesmo, como aquela cena da entrega de comida… ao invés de se elaborar uma mitologia, foi apenas citada uma resposta).

  • Jonathan Kennedy

    Eu não tenho HBO, onde posso assistir sem ser ilegalmente?

    • Eduardo M.

      A ilegalidade só existe na cabeça das pessoas… 😉

    • Marco Tulio

      esperar o blu-ray/dvd

    • Ambrose Pierce

      Espera que em 2016 a Band tem os direitos.

  • ferxnomath

    Excelente episódio, na minha opinião o Rei Amarelo é o culto em si, mas podemos ver “ele” no ultimo episódio, em torno dos 37:30 aparece um conjunto de caveiras e ossos em volta de alguns trapos amarelos, para mim este é “o” Rei Amarelo, entre muitas aspas.
    Quanto as citações da luz e trevas no último episódio, provavelmente o Pizolatto pegou da série Top 10 do Alan Moore (imho a melhor série do Moore), que pegou d eoutras fontes também.

    http://www.bleedingcool.com/2014/03/10/swipe-file-finale-of-true-detective-and-alan-moore-and-gene-has-top-ten/

    Abraços seres rapadurianos!

    • Jonathan Kennedy

      Valeu!

  • L. Caldeira

    Só eu acho ser bastante leigo citar todos os clássicos da HBO, mas nem ao menos citar e aquela que por muitos é considerada a melhor série da história, The Wire? rs

  • Eduardo M.

    Série espetacular! O segredo é, além do bom roteiro e mesmo diretor em todos os episódios (quando o normal que vemos por aí são cada episódio sendo dirigido por um diretor diferente), o cast de primeira linha, com atores premiados. Espero que a segunda temporada continue assim…

  • as duas series são muito boas a hbo cada dia se superando!

  • Arthur

    Obrigado Jurandir, só comecei a ver a série depois de você postar no twitter que ela era fod@.

  • Sem mais palavras, as palavras estão nos diálogos de Rust e Marty. Porém achei que no cast faltou citar sobre a cena de ação no quarto episódio, lá pelo minuto 49, ou 50, vejam que plano sequência sensacional!

  • ALBN

    Uma observação bastante perspicaz de um amigo meu foi de perceber que o maior inimigo de um detetive é o tempo. Um detetive sempre já começa perdendo com a morte de vítima, e isso piora ainda mais enquanto ele demora em resolver o caso, mais vítimas continuam sendo feitas pelo assassino. Mesmo que consiga pegar o culpado, o estrago já foi feito como observa aquela assustadora pilha de roupas infantis na cabana.Mesmo pegando apenas uma ponta do mal,mesmo que as trevas dominem, pequenas pontas de luz começam a brilhar, pequenas pontas de luz de esperança que cintilam no infinito desesperador das trevas.

  • dyprax

    Grande série com o Matthew McConaughey fazendo papel de Matthew McConaughey…

  • Leonel Oliveira

    Fala Jurandir beleza?
    Cara as músicas que você coloca são incríveis, gostaria de saber se não poderia por na descrição o nome?
    E meus parabéns pelo trabalho, vocês todos mandam muito bem!

  • Carol Simão

    E o Juliano Juras?!?!?!?! Sumiu!!!!!!!!! Saudades dele.

  • Emanuel Cicero

    Ótimo programa. Me diverti muito assistindo a série, quando tiver tempo irei revê-la prestando atenção nos detalhes mencionados no cast.

  • Roberto Castelo Branco

    Bom dia seres rapadurianos,
    Gostaria de parabenizar pelo podcast, baixo todos e escuto no carro, suas opiniões são muito em sintonia com as minhas, por isso vocês são uma grande fonte de entretenimento e informação cinematográfica.
    Tenho uma dúvida e peçoa a ajuda de vocês, recentemente inaugurou uma sala Imax aqui em Recife, e lembrei do cast 359 sobre estas salas… aqui já existia a sala XD do Cinemark, a qual assisti (entre outros) à “Gravidade”, e gostei muito. A minha pergunta é… qual a diferença entre a sala Imax e a sala XD?
    Grande abraço, continuem o excelente trabalho.
    Roberto

  • Guilherme

    Infelizmente tudo que é bom, dura pouco. :/

  • Mário Motta

    Série Phoda!Cast Phoda!Já tava com saudades de um cast assim,a todos os envolvidos meus parabéns e obrigado!

  • Zeroum

    Aeeeeeh!!!!! Demoro Juras, valeu!!

  • francisdavis

    Opaaaa.. só esperando esse cast !

  • francisdavis

    Essa é uma série de personagens. Tem um climão noir anos 90 mesmo. McConaughey está muito bem no papel, lembra um pouco o personagem dele no longa A Mão do Diabo, onde ele também faz um policial freak. Bons diálogos (principalmente aqueles do carro) as vezes precisam de um enredo mais arrastado para valorizar a atuação. E o final é condizente com tudo que vimos na série (muitas pessoas esperavam um final sobrenatural estilo David Lynch). Nota 10 !!!

  • Amilcar

    Muito bom o Cast, só senti muita falta de comentarem sobre os 7 minutos sem corte
    no final do episódio 4.

  • Rafael

    Tudo bem bacana e tal, mas kd a por#@ do cast do spider men, a serie e boa, mas é uma série, dar pra fazer depois, spider men é o lançamento da semana e vcs estão peidando pra ele, mas essa porcaria de divergente foi rapido ne?

    • Zeroum

      Spider Man??? kkkkkk aquele filme meia boca de super herói? Serio cara, filmes de super heróis são divertidos, porem são muito poucos os que vc tem um conteúdo bancana para discutir. Pessoalmente acho que fazia um tempinho que eu não escutava um rapaduracast bem recheado como esse, que pra mim, é muito bom, aprender, ter referencias bibliográficas e descobrir oque passou despercebido. Os caras fazem um baita cast e vc reclama… Spider Man tem tempo fera, calma aeh.

      • rafael

        Vc que não entendeu “fera”!.
        Spider men bom ou ruim é um blockbuster, e mais, o da semana, vai dizer pra mim que ele é pior que divergente??? tudo bem que esse tal de jurandir não goste, pouco me lixando, mas desprestigiar o homem aranha em prol de divergente e de uma série, que por melhor que seja é uma série – ela sim pode ser depois, burrice…

        • LUNATIC

          Não acho que a equipe do rc tenha assistido o filme a tempo de gravar o cast para esta semana.

    • Cantarzo

      Sai amanhã (quarta-feira)

  • Leonardo

    Ótimo programa, ótima série. Aguardando o cast sobre as 2 temporadas de Roma.

    Abraços

  • Pedro

    Excelente Programa!

    Fiquei pensando aqui após ouvir o cast…
    Sobre a questão da fita com a gravação do ritual: o fato dela causar tanta ojeriza em quem a assistia, levando quase à loucura… Não seria uma alusão à suposta peça escrita sobre o rei amarelo, a qual causava o mesmo efeito nas pessoas?!

    • Também fiquei com essa impressão; acho que eles não deixam explitico exatamente por isso. Mas, deixando essa referência de lado, deve ter sido estupro pra cima ;xx

  • Depois que minha filha nasceu acabei acumulando as novas temporadas das series que acompanhava e tiver que dar pause.
    Nem vou escutar agora pra não ficar com vontade e acabar acumulando mais uma na lista.

  • O podcast foi muito bom e tenho vontade de rever a série agora que tenho detalhes que não tinha percebido. Porém, esperei que vocês citassem dois pontos que acho alto (e muitos discutido em fóruns) da série: a excelente abertura, que mostra muito de um dos focos da série, que é o homem da tentativa de se entender se misturando aos símbolos do mundo e da incrível cena sem cortes de cerca de 6 minutos do quarto episódio, que fui obrigado a rever algumas vezes. rsrs

    No mais, obrigado! 🙂

  • Zeroum

    Mais ou menos aos 1:47:00 de cast o Jurandir pergunta se as “fitas com as denuncias foram envidas?” e o time do rapaduracast não soube dizer se essa questão foi resolvida. Agora pergunto a vcs, não se lembram que no final do ultimo episódio, quando aparece o Rust deitado na cama de hospital, tem uma tv ligada passando um noticiario local, onde conta que a historia foi a púbico. Peguei o texto a seguir da legenda do episodio:

    “E agora as ultimas notícias
    do caso do assassino em série
    Errol William Childress.

    … uma história que foi a público
    ha duas semanas,
    quando dois ex-policiais,
    agora detetives particulares,
    emitiram informações a imprensa
    e agencias de polícia.

    Foram encontradas provas físicas
    na casa do suspeito, provando ligações
    com dezenas de desaparecimentos.

    Enquanto isso, a promotoria e o FBI
    negaram os rumores de que o acusado
    era relacionado familia do senador
    de Louisiana, Edwin Tuttle.”

    Então, se o FBI esta envolvido nisso, maluco, é até melhor nossos amigos detetives terem parado por aí…. E Parabéns pelo cast pessoal, tá muito bom.

    • Ótima lembrança. De fato, isso indica pra onde vai toda essa história após o fim da série.

    • Eu assisti ontem e fui ouvir o episódio e essa memória também estava fresca pra mim…ia comentar a respeito, mas vim procurar se alguém tivesse comentado.

  • Ze das Couves

    Seriado excelente, pena que desandou no final. Curti pacas os primeiros 5 episodios mas depois que terminou aquela dinamica passado/presente a serie deu uma caida. Sem contar a idiotice da resolucao-orelhas-verdes e o ultimo capitulo cliche mega-master. True Detective estava com a bola na marca do penalti pra entrar para a historia mas chutou pra fora. Nao sei o que acontece com os roteiristas que nao conseguem encerrar de forma decente as historias. Nesse caso acho que faltou culhoes.

    PS: A direcao e as atuacoes da serie foram nota 10 … e a Daddario eh nota 11. 😀

    • Cantarzo

      Tbm tive essa sensação justamente a partir do mesmo episodio que você citou…

    • Ótima lembrança.De fato, isso indica pra onde vai toda essa história após o fim da série.

  • Cesar Adr

    A tv precisa com urgência de series que valorizem mais a nobreza do ser humano, sua curiosidade científica e o desejo de um mundo melhor, de uma vida melhor.

    Pra que acompanhar detetives tentando decifrar a mente doentia de criminosos se basta ligar a tv e assistir uma mulher ser linchada ate a morte por boatos de internet. Uma legitima cena da idade média.

    Quer ato mais insano que em pleno século 21 jovens serem sequestradas para serem vendidas como escravas? e por motivos religiosos?

    Sei la… também gosto de algumas series policiais tipo The Killing.

  • Rafael Mathias

    Ótima série, ótimos atores, enredo expetacular, fotografia intimista. Nota 10 para a série True Detective. Agora falta um cast para o Breaking Bad. No aguardo.

  • Danny Maia

    Muito bacana o papo sobre esta, que foi uma agradável surpresa da HBO, logo no começo do ano. Espero de uma segunda temporada apenas o mesmo cuidado com a produção e a história da dupla principal.
    Já cogitaram que seria uma dupla feminina e até o nome da Gillian Anderson foi citado como uma das protagonistas.

  • Raphael

    Excelente cast, como sempre. Mas fiquei na expectativa do Juras falar sobre a Alexandra Daddario e da Lili Simmons. Estava esperando ele dizer: “Mah, que mulher linda!” risos…

  • Enry

    Qual é o nome da música que toca na cena da rave?
    Saber o significado das tatuagens das personagens é fácil, mas descobrir de quem é a referida música parece ser missão impossível.

    Youtube – True Detective – Rave Scene – Who Goes There
    https://www.youtube.com/watch?v=5RaBdipah6E

    • francisdavis

      Tem muita gente procurando essa música. Mas na verdade esse som de fundo faz parte da trilha incidental, ou seja, não é uma música de um artista/banda específico. Pode-se notar que tem adições de efeitos de suspense: gritos, grunhidos para ambientalizar a cena onde a galera tá dançando. Ela foi criada para o episódio, mas não sei se está na soundtrack oficial do episódio.

      http://www.what-song.com/Tvshow/9/True-Detective/e/64

  • Felipe Vianna

    Acho que no final a redenção do Cohle não é encontrar sua filha em Carcosa, mas encontrar o amor. Como ele diz ter sentido: seu pai e sua filha se esvaem, mas o amor de sua filha, o que mais importava para ele, permanece. Assim ele sente vontade de viver de novo, sabendo que mesmo após as pessoas partirem, o amor fica, assim como é na vida real: se alguma pessoa que você amou morre, a raiva vai embora, as brigas são postas de lado e os momentos bons ficam na memória.

  • Ouvi o podcast antes de ver a série… fiquei tão pilhado que assisti aos episódios em 2 dias :). Ótimas participações do Dudu e do Kaio, sem falar na mediação sempre porreta do “elenco fixo” Juras e PH. Vou tentar conseguir o Rei de Amarelo, quero ler esse negócio!

  • saru

    ADOREI O CAST! depois de ouvi eu baixei e assisti com a minha namnorada, ficamos assistindo dois dias e adoramos!
    recomendadissimo.

  • RICARDO DARIO STROWITZKI

    Segundo o PH, “Tru Detéti”

  • Daniel Perugini

    ÓTIMA SÉRIE.

  • Caras! Não tenho como agradecer pela ótima recomendação!
    Direção, elenco, interpretação, fotografia. Tudo é demais nessa série sensacional!
    Excelente cast para uma excelente série.
    Valeu!
    Té.

  • Lucas da Silva Biava

    Excelente programa. Me fez assistir a série.

  • dei play, escutei quatro minutos e antes de prosseguir eu quero deixar uma impressão: os trechos de diálogos da obra comentada sempre quebraram o ritmo do podcast.

  • Renato Arleo

    Que cast!!!
    Falaram tudo o que eu pensava, só que de forma melhor. Excelente. Um dos melhores que já vi.
    Parabéns

  • Alvaro Volkhadan

    Façam um Vídeocast, é mais fácil colocar as referências. Colocar um pedaço do áudio original em um podcast é foda, nem todo mundo tem um inglês nível expert, não é? Mas tá bom, tô ouvindo.

  • Vanessa

    Acho que o Juras e o PH deviam deixar os convidados expressarem mais as suas opiniões,
    sem cortar.
    Soa muito mal educado.
    Deixei de ouvir o podcast a um tempo pelo conteúdo ter tomado uma forma rasa e superficial.
    Principalmente depois da saída do Mau.
    Opinar com um conhecimento raso é tão ruim para um portal formador de opinião que fala de cinema.

    É triste. Pois era um dos meus podcasts preferidos.
    Só ouvi esse por causa dos convidados, que eu adoro.

    • Mike Martin

      Concordo plenamente com vc, Vanessa! Gostava muito, mas tem tempo que deixou de ser cinema, pra mera opinião pessoal! Cinema, assim como a música tem regras, tem sua “matemática”… eu “achar” que tal filme foi bom não quer dizer nada, agora eu afirmar que tal filme foi bom por causa disso ou daquilo, por causa daquela técnica ou outra, ae sim vale a argumentação e review!

  • Derley

    Bacana o podcast. Particularmente achei o final fraco, pois vejo Rusty como um niilista e ateu convicto, logo, seria interessante e inédito explorar um personagem assim que não abandona suas convicções

    Quanto ao livro rei amarelo segue link para o mesmo em português, para e-readers.

    http://lelivros.club/book/download-o-rei-de-amarelo-richard-w-chambers-em-epub-mobi-e-pdf/

  • Aline

    Meses depois…sobre o que o Rust fala e ninguém entender. Na verdade o discurso do Rust é bem conhecido por quem é ateu (atéia no meu caso) é uma corrente filosófica recorrente ao ”Eterno retorno” formulado por Nietzsche.

  • Mp.

    gostei do cast, to ouvindo agora…
    um comentário sobre o ‘2 episodios e desisti’: comigo foi assim tambem… demorei pra engrenar, mas quando engrenei valeu a pena.

  • Guest

    O Rei Amarelo Hastur e Carcosa na verdade são do Ambrose Bierce e Robert W. Chambers que inspiraram lovecraft e ele acabou incorporado no Mythos pelo mesmo

    • Guest

      Carcosa de um conto do Ambrose, e o Rei Amarelo de uma serie do Robert W. Chambers que usou carcosa do Ambrose.

  • Gabriel

    A série da minha VIDAAAA!

  • Caíque Black

    Amigos, por favor: os senhores pretendem fazer um podcast sobre a série Demolidor/Netflix?

    Abraços.

  • Luciano

    Gostei do podcast pois voces abordaram muito detalhadamente a série, não sabia que voces tinham feito esse podcast pois mesmo antes já decidi adicionar mais essa na minha estante. Matthew se despertou e começou impactando realmente como um ótimo ator em Clube de Compras Dallas e agora True Detective, gosto muito também de Woody Harrelson mas tenho impressão que tem poucos trabalhos e verdadeiramente vamos se dizer outros no mesmo patamar desta série que ele fez agora. Será que tem ainda prospecção de mais outros filmes ou series, o futuro dele voces podem dizer alguma coisa? Obrigado

    • vs geração idiota marvel

      Matthew despertou antes de Clube de Compras Dallas.Em Killer Joe ele teve uma atuação monstruosa e digna de oscar,Magic Mike ele foi bem,Mud ele foi bem,Interstellar foi bem e seus 5 minutos em O Lobo de Wall Street foram fodas.

  • Alejandra Álvarez

    A primeira temporada de True Detective pensei que era muito bom e eu esperar para a segunda temporada, embora eu tenha minhas dúvidas 2 com Vince Vaughn, o novo elenco vai lhe dar uma chance e ver como ele vai.

  • Carolina Gómez

    Verdadeiro Detective é uma das séries mais interessante e profunda que eu já vi em muitos anos. Tudo é impecável: os atores, o roteiro, história, música, fotografia. Uma série altamente recomendado, vale a pena ver, agarra-lo a partir do primeiro capítulo.