Críticas   sábado, 04 de Fevereiro de 2012

Filha do Mal: mais um terror barato sobre exorcismo chega aos cinemas

Filme entra para a lista das piores produções já realizadas do gênero.

Logo no início de “Filha do Mal”, o público é alertado sobre a recusa do Vaticano em apoiar ou colaborar com a produção do filme, visto seu teor polêmico que envolve exorcismos e as controvérsias religiosas. Até parece que a história apresentará uma trama ousada, passível de condenações, cuja pretensão pode ir além de outros filmes do gênero, como o recente e decepcionante “O Último Exorcismo” e até mesmo clássicos como “O Exorcista” e “O Exorcismo de Emily Rose”. O que acontece durante a projeção é uma compilação de tudo que já foi visto anteriormente, mas com um tom patético inacreditável.

No enredo, conhecemos Maria Rossi (Suzan Crowley) por meio de uma ligação de emergência, onde ela afirma ter matado três pessoas. Ao chegar ao local, a polícia encontra os corpos e prende a mulher. Não demora muito para entendermos que ela participava de um ritual de exorcismo com dois padres e uma freira, que não acabou bem para os religiosos. Considerada inocente no assassinato, Maria é enviada para a Itália para ganhar cuidados médicos e ficar sob tutela da Igreja, que não expõe os casos perigosos de exorcismo. Cerca de 20 anos depois, a filha de Maria, Isabella (Fernanda Andrade), decide realizar um documentário para entender o que aconteceu com a mãe. Isabella então viaja para a Itália e conhece dois padres conhecedores do assunto e que atuam entre a ciência e a religião para salvar vidas supostamente atacadas por demônios.

Não há como apontar onde começam e terminam os erros e o mau gosto de “Filha do Mal”. É tudo tão absurdamente medonho que chega a impressionar. Filmado ao estilo de “Cloverfield: Monstro” e “Atividade Paranormal”, o prólogo muito lembra “REC”, quando a repórter Ángela Vidal, interpretada por Manuela Velasco, acompanha um chamado dos bombeiros. No caso em questão, a equipe da polícia registra as mortes ocasionadas por Maria dentro da casa. Até aí, o filme parecia estar seguro, já que existe tensão nos planos da filmagem amadora e na forma como os cadáveres são encontrados. Mas o roteiro da dupla William Brent Bell e Matthew Peterman, que em 2006 lançaram o péssimo “Stay Alive – Jogo Mortal”, decide inserir a realização de um documentário para estudar o caso.

Dentro da narrativa de “Filha do Mal”, o falso documentário poderia funcionar de forma eficiente se Bell e Peterman fizessem ideia do que fazer com esse gênero. Então além de a dupla não ter muita criatividade para amarrar a história de uma forma aceitável, eles não sabem realizar um falso documentário que é o básico para a proposta desta película. Quem opera a câmera é Michael (Ionut Grama), amigo de Isabella, mas em praticamente todos os momentos as imagens captadas exalam ficção, já que os atores não convencem e a montagem destrói a naturalidade das sequências. Chega a ser risível a forma como os personagens são postos em cena, gerando uma miscelânea de perfis que em nada dá solidez ou credibilidade à trama.

Além da falta de empatia da brasileira Fernanda Andrade como Isabella e dos diálogos constrangedores do roteiro, outro problema do engodo diz respeito aos padres David (Evan Helmuth) e Ben (Simon Quaterman). É bizarra a forma como eles aceitam dar entrevista para o documentário de Isabella, sabendo de suas funções religiosas e mesmo assim chegando a contar segredos para a câmera. Durante a maior parte do filme, eles não se preocupam com possíveis punições da Igreja por colaborar com a investigação de um caso de exorcismo. Quando eles percebem que estão “ajudando demais” e “se expondo”, não demora muito para trocarem a preocupação pelo argumento de que o documentário tem força para convencer a Igreja se cair nas mãos da imprensa.

Nesse meio tempo, vemos Isabella participando de um curso de exorcismo para padres, visitando a mãe no manicômio e sendo desafiada a descobrir a diferença de uma possessão e uma doença mental. A confiança que ela deposita nos padres David e Ben, sem ao menos conhecê-los, é primária, já que eles são apenas alunos do tal curso e suas habilidades são questionáveis. Quando o roteiro decide contar um pouco mais sobre o passado de Ben, já é tarde demais para criar empatia ou antipatia pelo personagem. Ele já se tornou ordinário para a trama.

Não tem como deixar de citar também a resolução do terceiro ato, que mais parece uma brincadeira colegial entre crianças, forçando o público a acreditar que todo e qualquer corpo é passível de possessão demoníaca e que isso pode ser divertido. E mais, a falta de competência dos criadores em fechar as pontas mais simples da trama é absurda. A sonorização do curta também atrapalha a falsa realidade das cenas, sendo pouco compreensível a captação de alguns ruídos pelo material de filmagem de David em suas instalações.

Para não dizer que o filme é um completo fracasso e para justificar a singela nota desta crítica, o longa traz alguns poucos momentos inspirados, como as contorções dos corpos possuídos e a cena de David durante o batismo que, por mais previsível que fosse, cria uma boa tensão. Na sequência final, de concepção interessantíssima, mas tola, a sensação que dá é de choque. Não pela competência da história, mas justamente pelo contrário. Tudo aquilo que foi apresentado é tão estúpido que não demora muito para dar vontade de rir. “Filha do Mal” chega aos cinemas com a única função de deixar saudade de uma época em que não era qualquer um que fazia terror no cinema.

___
Diego Benevides é editor chefe, crítico e colunista do CCR. Jornalista graduado pela Universidade de Fortaleza (Unifor), é especialista em Assessoria de Comunicação, pesquisador em Audiovisual e arte educador na linha de Artes Visuais e Cinema. Desde 2006 integra a equipe do portal, onde aprendeu a gostar de tudo um pouco. A desgostar também.

Diego Benevides
@DiegoBenevides

Compartilhe

Saiba mais sobre

()

-

Roteiro:

Elenco:

Compartilhe


  • Tô vendo uma estrela ali!? Gente, apaga!

  • Jailson Uriel Zanini

    E o mais impressionante é que já vendeu nos EUA e venderá muito no Brasil. Contudo creio que os críticos de cinema também estão tendo a “única função de deixar saudade de uma época em que não era qualquer um que fazia crítica de cinema”.E ai levar ou não o público as poltronas da telona.

    abraços

    • Então a solução é parar de ler! Ou ler após assistir ao filme. 🙂

      • Jailson Uriel Zanini

        Por supuesto…e depois fazer a crítica das críticas. rs

      • Milton Jaime Brusamarello

        Prezado Diego Benevide, se é que esse é seu nome realmente. Sua crítica deixou claro duas coisas: a) sua falta de percepção em não criticar abertamente o filme declarando que você defende veementemente as cacas da Igreja Caótica, ops digo, Católica;
        b) Ser um defensor ferrenho com unhas e dentes deste sistema sem-vergonha, que domina as massas, e por consequência, achar que todos nós leitores somos seres estúpidos sem qualquer noção da realidade. Eu sou formado em 5 faculdades e nem por isso me acho melhor do que você muito menos para fazer uma crítica boba de alguém que espera efeitos especiais a verossimilhança de “star wars, matrix, senhor dos anéis, etc.. Esse filme tal qual “stigmata” nos põe a verdadeira face da dominadora Igreja Católica e suas políticas contraditórias dentro do próprio sistema, a ponto de um papa renunciar, pois está lidando com uma verdade que você não irá conseguir distrair o público com seu comentário de padre. E sinceramente, a qualidade jornalistica deste país está cada vez mais duvidosa, lamentavelmente provado pela sua postura política desesperada. Valeu amigo…sem ressentimentos.

  • Concordo em gênero, número e cultura trash com a crítica. Agora eu só queria saber se tinha como eu reaver meus R$5,50 de volta, já que não fui informado que se tratava de um investimento de risco.

  • Nossa detonaram com o filme. Com certeza será um dos fortes concorrentes do Framboesa de Ouro.

  • Eduardo Thomazoni

    LIXO de filme. Falou tudo….

    • Teles

      É muito bom falar do que vc não produz. Eu não daria moral para que criticos brasileiros detonasse filmes de suspense. pois no Brasil eu nunca vi um filme deste genero. E vc´s ai que tambem estão detonando o filme no minimo nem gosta deste tipo.

  • MAURÃO

    Por que não olharam quem estava na frente : tintim . Eu nunca soube que nordestino entendia de filme , é como diz o título : rapadura . Nordestino só entende de rapadura . Critico de cinema é que nem critico de futebol , ou seja , se soubesse o que está errado por que não dirige . Filme tem hora para ser apreciado , não adianta sair correndo para criticar , ninguém vê direito assim.

    • Meu querido, não vou entrar no seu preconceito piegas sobre nordestino porque realmente é um debate tão antigo que não funciona mais. Não sei se você sabe qual é a função de um crítico, mas tenha certeza que esse argumento de “vai lá e faz melhor” é o pior que você pode usar. Isso te ridiculariza pela inocência com que você julga o trabalho. Sem mais.

      • Emilson

        Maurim, senta lá vai, faz favor… a gente, assim como entende de rapadura, entende o quão difícil é ter problemas como você. Vá ler as críticas do Omelete se gosta de ovo, rapaz ;´D

    • Arthur Gustavo

      Esse tal de MAUÃO solta tanta merda pela boca que o cu fica com inveja.

    • Thaís M

      Da até pena de vc Mourinha. Porque seu comentario mostra o quanto você é desprovido de inteligencia e ainda se atreve a falar. Conselho? Melhor ficar calado que falar MERDA porque merda não sai pela boca filho e não vou te dizer por onde sai porque isso agente aprende desde que nasce. #ficaadica 😉

  • Fernanda

    Eu me decepcionei com o filme, sinceramente. O cinema hoje em dia tá muito caro pra gente pagar pra ver filme ruim e o trailer que é de graça no youtube vale mais que a pena de ser assistido, em comparação ao filme, claro. Historia ruim, não fechou nenhuma das portas que abriu, tanto da personagem principal quanto da mãe e do padre. E um final ridículo! Pulando da metade do filme pro final sem explicação alguma.

  • Filme totalmente estranho, personagens desentrosados…o trailer está bacana, grande problema vender um filme pelo trailer.

  • cristiane lell

    Sinceramente concordo em gênero,numero e grau,ruim demais e o final então… sem comentários.. filmes desse gênero que tentam trazer verossimilhança nos fazer acreditar que é real,mas de todos que assití e assisti muitos,não achei ainda nenhum que satisfaça e convença,tem que saber o que está fazendo o “o ultimo exorcismo” também outra lástima igual….ambos tanto a “Filha do mal” como o “o ultimo exorcismo”ficaram meio que sem pé nem cabeça no final apenas um jogo de luzes de claro e escuro cameras caindo no chão, e relances de fugas seguidas de morte…decepcionante.

  • Thiago

    Ótima crítica!!!!
    O filme é medonho…
    Eu como bom cagão que sou fui na intenção de sofrer um pouquinho de medo!
    Mas o filme é patético…nem eu fiquei com medo e olha que sou muito medroso!
    Querem uma dica?Assistam o trailer do filme…é muito melhor!!E o trailer sem cortes do filme simplesmente apresenta a única sequência tolerável do filme!
    O rapaduracast 269 sobre exorcismos é muito mais aterrorizante…

  • HUGO

    Filme péssimo. O final causou indignação geral na sala de cinema em que eu estava. Ridiculo, nota bem dada.

    • Daragonez

      O mesmo aconteceu na sala de cinema que eu estava. Filme lixo!

  • Francisco Léo

    Rapaz, eu confesso que me empolguei um pouco para assistir, teve um cast sobre terror e o sentimento de nostalgia por um bom momento de susto me levou ao cinema. Quando assisti o filme…Infelizmente é muito ruim, o final é ridículo, apesar de previsível. É isso mesmo, um 1 e nada mais – candidatíssimo ao pior do ano!!!

  • Thiago Cosmos

    O pior filme que eu já assisti , muito ruim mesmo , uma produção péssima e um filme totalmente sem noção

  • Natália

    Também estava com grandes expectativas em relação ao filme. Tinha gostado bastante do trailer, depois escutei o cast sobre histórias de terror como tema A Filha do Mal, mas foi uma grande decepção. Até ao final do filme tinha brincado com meu namorado… na cena final eu falo “acabou o filme” mas esperando que de fato as coisas ainda se desenrolasse mas o pior é que eu estava certa…. aiai…

  • Hercules

    Esse já era esperado que fosse uma bomba …
    Filme de exorcismo só ” O Exorcista ” mesmo , é uma abordagem muito díficil , qualquer deslise e acaba virando ou um terror barato ou algo caricatural .

  • Pééééssimo! Acabei de voltar do cinema e sinceramente? Uma merda com o fim que deram. Adorei o filme ao decorrer dele, mas esperava muito mais do final, eles acabaram com toda a história com o fechamento que deram.

  • Rogério Velame

    Eu respeito a sua opinião Diego Benevides,mas nao concordo com sua nota.
    O principal objetivo de filme de terror e fazer medo e faturar alto e nunca fazer uma obra-prima,mas se tornarem cults.
    Os filmes de terror nunca vai ser levado a serio,por isso o principal objetivo desse filmes e nunca fazerem grandes roteiros ou elenco com grandes talentos.
    Esse filme fosse fraco, ele nao renderia mais 50 milhões de dolares apenas na semana de estreia,para o filme que custou apenas 1 milhão de dolares.
    Agora as pessoas criticarem o final do filme, so porque nao conclui a estoria ou sinal de uma continuação.
    Será que todo filme tem concluir uma estoria?
    Por que não termina com final aberto?
    Será que todos filmes tem que termina como todos os outros filmes?
    Eu recomendo o filme para todos aquele que são fãs de filmes de terror, minha nota 8.0

    • Rogério, o faturamento em bilheteria não comprova a qualidade do filme. As ações de marketing de “Filha do Mal” fizeram com que o público fosse assistir, não necessariamente gostar dele. É inocência achar que filme que arrecada muito dinheiro é porque é filme bom.

      Eu adoro terror e analiso dentro das propostas que o gênero pode oferecer. O objetivo de um terror é mexer com as sensações, o que não acontece com esse filme. A forma como ele é realizado impede qualquer coerência dramática da narrativa e compromete o seu resultado.

      Abraços

      • Anônimo

        Diego seu argumento da critica está ótima pois o filme é realmente uma das piores produções do genero junto com O Utimo exorcismo..Pois destes filmes de terror dos utimos tempos só se salva Atividade Paranormal….

      • Rogério Velame

        Eu sei Diego que A filha do mal tem defeitos,mas existe filmes ruins que faturam alto como a saga Crespuculo e Transformers.
        Qualidade as vezes nao é sinonimo de filmes bons.
        Eu apenas questionei a sua nota,acho pelo menos pra mim pagou ingresso certo momentos do filmes.
        Como ja disse anteriomente,dificilmente teremos filmes de terror como obra-prima.
        Mas eu acho que marketing do filme nao seria suficiente atrair o público,acho que público que assistiu deveria ter feito boca a boca para outras pessoas assistirem.
        Eu acho interessante assistir filmes de terror diretores novatos, mesmo com alguns defeitos,os caras estão aprendendo que sabe no futuro teremos filmes melhores.

        • Josué

          Cara desculpe-me mas como você pode ver no site do filme na wikipédia em inglês (http://en.wikipedia.org/wiki/The_Devil_Inside_(film)#Reception), o público respondeu muito mal ao filme.
          Parece que o filme perdeu simplesmente 76.2% de público na segunda semana de exibição o que é a maior queda desde o show do Jonas Brother em 3D.
          Acho que fica claro que depois que as pessoas viram o filme utilizaram o boca a boca para dizer o quanto não gostaram do filme e por isso a queda.

    • cacá

      Concordo com você. Acho que o que mais decepcionou as pessoas foi o fato do final não ter um final (digamos assim).
      Não achei o filme ótimo, mas pelo baixo orçamento merece uma ressalva. Claro que é clichê em quase tudo, mas o tema possessões, demônios e afins também já estão bem batidos no cinema e a tal “câmera em primeira pessoa” também está ficando clichê. Talvez seja esse o grande erro do filme, ter usado muitos elementos já conhecidos do gênero o que anula as surpresas por parte de quem assiste.

    • Thaís M

      É cada um com sua opinião. Eu particularmente detestei o final do filme. Esperava mais. Rogério você pode até da nota 8, mas OSCAR nem pensar. kkkkkkkkk nota 6 só porque tive que ligar a luz do meu quarto pra assistir.kkkkkkkkkk

  • Arthur Gustavo

    Atividade Paranormal é toscão, mas eu gostei. Não vou deixar de assistir por causa da critica, apesar de achar as criticas do Diego sempre boas.

    • Lie M

      Gosto da série Atividade Paranormal, gostei desse filme tbm, porém o final ficou sem sentido… Até inacreditavelmente sem sentido.

  • Pedro Leonardo SCCP

    Até hoje não vi filme de terror melhor q Atividade paranormal! Foi o unico q me fez perder o sono de noite!

    Embora ñ tenha visto o filme, a matéria esta muito boa, parabens ai!

    • Iguana

      Se vc quer perder realmente o sono.. Assista ”sobrenatural” só a musica do filme ja deixa vc preparado pra tomar sustos!!

      • Renan

        Iguana, sobrenatural é muito bom mesmo, na minha opinião pelo menos, bom filme pra ver sozinho no escuro, a trilha sonora é sinistra com violinos agressivos, além de ter uma história interessante tb.

  • Assisti o filme e escrevi uma crítica em meu blog.

    Também achei bastante ruim o filme. Aquela compilação de características que fizeram sucesso em outros filmes, mas que quando reunidos não prestam. Os flameguistas que me perdoem, mas é como o time das estrelas do clube!

    Ingenuidade demais dos “especialistas” em exorcismos não se tocarem que o comportamento estranho do padre David era de quem estava possuído.

    Menções honrosas vão para o contorcionismo da garota possuída; e para a cena do depoimento de Isabella que David está comendo no escuro na cozinha.

    []s

  • Arthur Gustavo

    É impressão minha ou meus comentários sumiram? O.o

    • Hercules

      Não é impressão não . O site está com algum problema com os comentários .
      Alguns somem , e quando clicamos em ” responder ” aparecem , outros aparecem depois de uma semana ou mais …
      Pessoal do rapadura , arrumem o sistema de comentários do site !

      • Arthur Gustavo

        Agora voltaram, eu tava com problemas pra acessar o site também, mas agora ta tudo normal de novo 😀

  • Emerson

    rapz foi o filme mais ridiculo q eu ja vi na minha vida doido.. kkkkkkk
    uma bosta.. foram os 7 reais mais mal gastos em toda minha viida. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    axo q o especial de terror do michey é melhor q isso dai. kk

  • Couto

    Raaaaaaaaaaaaaalado! té dodé puts grila..sem historia nenhuma

  • Juninho

    E mais uma vez somos enganados com filmes de exorcismos!
    será que um dia vamos aprender a não cair mais nessas ciladas?
    Querem assistir um filme bom sobre o tema assistam O Ritual.Anthony Hopkins dá um show de atuação.

  • Luan

    Aquele momento em que você assisti 30 segundos de trailer e acha o filme um MÁXIMO e quando vê o filme se toca que APENAS os 30 segundos são bons ¬¬”

  • JY

    O fato é: “A maior surpresa dos produtores do filme americano de terror Filha do Mal foi investir US$ 1 milhão e arrecadar 53 vezes mais em quatro semanas só nos EUA”

    Já que eles são tão ruim, simples, façam melhor.

    • Leonardo Medeiros

      O argumento mais pavoroso que alguém pode usar é “faz melhor”, lamentável encontrar esse tipo de comentário aqui ainda hahaha só mostra que você não tem um argumento bom para dizer se o filme vale ou nao a pena. Aliás, só fez sucesso pelo ótimo trailer e boa campanha de marketing e em nenhum momento isso garante que o filme seja bom, vide a trilogia Transformers que é sucesso de bilheterias e um fiasco como filmes

  • Marcus Vinicius

    Deveria ser feito um exorcismo no diretor…. ele deveria estar com o CAPETA para fazer um lixo desse!

  • Assisti o filme hoje e siceramente o filme em si é bom sim, não me importo se o critico acha o filme ruim e tbm dou meus parabens para a atriz brasileira realmente não deve ser facil fazer um filme desses com apenas duas semanas de preparação , pra mim oq decepcionou foi o final do filme que acabou sem sentido mais espero que tenha uma continuação , e realmente é facil criticar filmes de terror tanto pq não estão impresionando muito mais depois de atividade paranormal 1 esse foi oq chegou mais perto de ser terror .

  • Diego

    Eu tenho dó desses moleques que assistem filmes de merda, saem do cinema maravilhados, não gostam da crítica e vem com esses argumentos, “se fosse ruim não tinha tanta bilheteria, nhenhenhé, vai lá e faz melhor, nhenhenhé”

    Volta pro mobral desgraça!

  • Iguana

    Nao assisti o filme mas pelas criticas que vi em diversos sites promete ser o pior de todos os terrores e olha que ja vi muita merda, o filme tem o nome atrativo e com trailer atraente, mas depois das ultimas depcepoes como 11-11-11, atividade paranormal 3, ultima possessao, os estranhos, passei a verificar criticas sobre filme de terror… pelo que to vendo da certo… nao vou gastar gasolina, estacionamento, pipoca, coca-cola pra assistir um filme ruim, só ler as criticas antes… Mas no meu gosto, o melhor filme de terror que eu assisti, foi os espiritos ( a morte esta ao seu lado) aquela cena que ele ta sentado na cama e quando vira pro lado da de cara com a mocreia!! quem nao pulo na poltrona?? kkkk e o mais recente que eu gostei que deu uns sustos loco e enredo muito bom foi ” sobrenatural” porra!! terrorzao!!

  • Heitor Polidoro

    Cara, eu achei sensacional!!
    O texto, não o filme. Fiquei com mais medo antes do filme começar, quando a mocinha que pega o ingresso perguntou “Vai assistir sozinho mesmo?”, do que em qualquer parte do filme. Só me assustei com a cena do cachorro.

    O filme já me quebrou com a “escola de exorcista”. Partindo do princípio que é pra ser um documentário, tanto é que falam que o vaticano foi contra/não aprovou/não ajudou no filme. No filme mesmo mostra que a Igreja esconde sobre exorcismos (nota: não estou discutindo se existe ou não), como que existe uma escola para exorcistas no vaticano?!

    Enfim, perdi tempo e dinheiro. Valeu só pela pipoca.

    Abraços

  • Complicado… …

  • Comentarista

    Nossa, e ainda ganhou uma estrela!??! É demais 😛
    O final é tão ridículo que acaba sendo a melhor parte do filme.
    Um LIXO de filme, joguei meu dinheiro fora e ainda perdi uma hora e meia da minha vida. Poderia ter me divertindo mais arrancando meu siso sem anestesia…

  • Edu Costta

    Assisti o filme essa semana e por incrivel que pareça só estavamos em 2 na sala..Ou o filme é muito bom ou fato de estarmos sozinho na sala de cinema nos deixou bem assustados…(??)
    E lembrem se opinião é algo individual,não é pq alguem escreve que o filme é ruim que ele realmente será..Vale a pena assistir afinal filme faz muito bem pra alma e nesse caso nos deixa bem atento ao que ela esta a perigo :/ rsrsrs

    Abrçs a todos

  • Paola PGS

    Quando começa o filme, vc já percebe que num vai ser lá uma grande coisa; mas depois da cena da primeira vez dos padres no quarto da Maria Rossi(a mãe), em que o cinegrafista filma, mas na câmera do quarto ele SIMPLESMENTE SOME DA IMAGEM, num dá para aceitar mais nada…

    Na boa…acho que nem o um está justificado^^….
    Vlw Diego e toda a galera do CCR!

  • Rogério

    Preconceito, como diria o Priberam: Estado de abusão, de cegueira moral.
    O que eu posso dizer é que a MAIOR prova de regressão humana que o tal MAURÃO poderia nos dar.
    Enfim, sempre gostei desse site, principalmente por evitar a decepção de assitir um filme ruim.
    Mas acredito que mesmo esse filme tenha algo a contribuir, gostaria de sugerir uma avaliação parcial de notas: Roteiro, Trilha sonora, Fotografia, Direção, Arte… Já assisti filmes que valeram a pena só pela trilha sonora e outros pela fotografia.
    Fica aqui meu repúdio ao tal MAURÃO, e uma dica: EVOLUA!
    E aos Rapaduras… vamos fazer um upgrade no site?
    Abraço a todos e ótimos filmes.

  • Rafael

    Cara, muito boa sua análise do filme. Eu fui c minha namorada e depois de 40 minutos deixamos a sala de cinema… Nesses 40 minutos o filme não mostrou a que veio, contou histórias sem nexo e não saiu da aba de “documentário”. Nota -5!!!!!

  • Victor Rossi!

    HAHA mesmo sobrenome! Mas, o filme é horrível, sem nenhuma sena interessante, ta bom, uma cena boazinha. Mas o filme é sem graça e quando achamos que está ficando legal, simplesmente acaba. Sem nexo nenhum. Parece mais uma brincadeira com a religião.

  • Paulo Henrique

    Cara, assisti esse filme ontem, sinceramente achei horrível, sério, realmente a parte do batismo te prende, outra parte “boa” foi o mesmo se matando, agradecendo de forma irônica pelo amigo ter completado a oração, mas realmente, como uma ‘equipe’ conseguiu fazer algo horrível desses, e duas pessoas conseguiram fazer algo com que acabou sendo comprado pela Paramount e ganhado continuação?(Atividade Paranormal) pra gerar uma crítica, realmente tem que ver o filme, não adianta ir na onda dos outros e não ver, vai que um dia você irá ver e acabar gostando, mas mesmo assim, quando o filme estava pra ganhar AQUELA TENSÃO, FICANDO BOM, acaba…
    Por isso que o vaticano não quer que vejamos o filme, de tão ruim que é, saudade de quando filmes de exorcismo como O Exorcista, um grande clássico de terror, O Exorcismo de Emily Rose, clássico de suspense, que lhe gera uma confusão das boas, e até CONSTANTINE, que é ação baseada em quadrinhos consegue prender melhor que esse filme, sério…, essas produtoras querendo faturar igual Atividade Paranormal, mas não tem idéia pra isso…

  • Álvaro Xavier

    Olha galera. ùica cena do filme em que eu me assutei, foi quando eles estão passando em frente uma casa, o um cachorro aparece do nada, latindo na cerca. Odeio quando isso acontece comigo na rua. O filme tem cenas fortes de exorcismo, e nada mais. Ainda bem que fui ver no dia do desconto.

  • Sâmia

    O final um tanto quanto sem nexo foi a única coisa que me decepcionou no filme. E acho que se o filme fosse mais “bem elaborado” não teria graça, a impressão de filmezinho caseiro foi o que o tornou interessante…

  • Neurophazer

    Engraçado, o filme é tão ruim que superou em bilheteria, Missão impossível 4 com Tom Cruise e tudo mais! Acho que o problema de brasileiro é tão acostumado com macumba, capeta dos evangélicos e por aí vai, que um exorcismozinho em nada mexe com mais ninguém!

  • Minouche Arieref

    Ainda bem que não gastei grana e nem meu tempo pra assistir o filme kkkkkkkkkkkkkk, baixei e assisti no conforto do meu lar. O filme?????? A tá!!!! Eu gostei. Se tenho mau gosto????? Problema meu. Cada um com a sua opinião.

  • Já vi varios filmes de terro, em especial exorcismos ,muitas pessoas criticarao mais cada um tem sua opniao ,e cada um reage diferente no sentido do que se ouve e ver é o que chamamos de interpretar, diferente de o exorcista, exorcista o inicio e tal o grande diferencial e que ele comeca como um documentario trabalhado de uma maneira visual q te deixa fazendo parte de um daqueles documentarios. O filme nao é só uma historinha onde uma pessoa é possuida depois consseguem expulsar o demonio e depois de muito bla bla bla tudo fica bem, ”felizes para sempre” . O filme nunca foi pra ser contado como um conto de fadas ou como uma outra onde perssonagems onde tudo ocorre bem , mais e pra ser penssado ,analizado e sentido como se fosse algo real onde exite duvidas , incertezas onde nao possui controle de como deve ocorrer as coisas, podem ser inevitaveis .
    Essas coisas contraditorias deixando o filme com mais cara de realidade do que somente uma ‘HISTORIA’ com um final igual a outras historias.o filme fala de surtos ,poseçoens que é algo que prende a mente e mostra uma possivel gravidade doque ocorreria com uma pessoa apos um exorcismo e o trastorno phicicologico.
    na parte que o padre explica sobre as almas dos recen nacidos e o que acontece se eles nao sao batisados e morrem, deu a entender que ele teria por obrigacao matar a crianca ja que o demonio estava agindo por ele ja que o batismo nao foi concluido o demonio aproveitou pra levar aquela alma. pois O demonio ele nao só grita é berra, ele mexe com a cabeça de qualquer um e brica com ela fazendo a mente ser esmagada. O filme mostra os sintomas de um possuido como sinais , força e idiomas diferentes, como realmente seria uma pessoa que tivesse sido possuido , no filme ninguem realmente conssegue retirar o demonio dos perssonagems principais dando a entender q e um dos mais fotes demonios , que nao sairia facil de expulca já que ele pode transferir de corpo o final foi tragico mais quando se penssa em baseado em fatos reais precisa mostrar uma possivel realidade e nao um final feliz como todos esperao pois tragedias existem é o que faz um filme se aproximar do sentido real.

  • Carlos

    Eu gostei do filme. Abraço!

  • cris mendes

    EU ADOREI O FILME….PQP

  • Helgrim Ferreira

    Olha, eu assisti o filme neste final de semana e gostei muito do que vi!
    Achei interessante, intrigante e não vi nada do que foi descrito acima, na verdade os criticos querem comparar filmes de documentários com filmes de metragens e trilogias aonde é um outro foco.
    Levei bons sustos, e para quem gosta de terror é uma boa pedida!

  • João terror

    Um filme bom é que deixa no ar mistério. essa idéia se encaixa nesse filme. Cenas originais, convincentes, enredo adequado, uma trama boa.Para mim foi um bom filme. Uma expressão daora foi Connect the Cuts

  • Vítor Gomes

    Acho o seguinte. Tem filme para cada momento. Eu sou extremamente apaixonado por cinema, sei muito bem apreciar obras maravilhosas, como “O Senhor dos Anéis”, filmes do Tim Burton, e terrores clássicos como “O Exorcista” e “Sexta-feira 13” um exemplo apenas. Só acho que muitas pessoas se influenciam por comentários alheios. Filha do Mal é um bom filme? Não! Mas também não é tão ruim como fora dito. Em um momento para descontrair, um filme apenas para passar tempo, ele funciona muito bem. Não deixa a desejar. Muitos críticos de cinema têm mania de falar que os filmes de terror são clichês e tal! O problema é que sem esses filmes, onde está o universo do terror? Cada vez mais em baixa. As vezes é bom esquecer um pouco o 3d, os filmes Cult’s e aproveitar o momento…

  • Rafael

    Filha do Mal = LIXO + MERDA + PERDA DE TEMPO + PRODUÇÃO LIXO !!!

  • Rodrigo

    Acabei de assistir, e achei fraquíssimo, alias, todos esses filmes de exorcismo já encheram o saco, são todos iguais, desses mais atuais não existe simplesmente um que traga algum diferencial ou que realmente te deixe tenso … e ainda dão risada da minha cara quando eu digo que O Exorcista ainda é o melhor do gênero !!

  • Achei o filme ótimo. Tanto é que já recomendei a alguns amigos. Só não gostei do final.

  • Gabriel

    Cara, esse filme é incrível. Ouso dizer que é um dos melhores do gênero. Houve um detalhe no final, que o retardou bastante, mas que não tirou a credibilidade da trama.
    O filme é sensacional e além de tratar de toda a atmosfera demoníaca, bota em pauta a ascensão da Igreja em obnubilar informações para que nada fuja de seu controle pútrido. Sua crítica, brow, está totalmente voltada à um naturalismo que tu vieras perscrutando há tempos, pelo o que eu pude perceber… não sou crítico, mas usar um filme que “trata a verdade como fato” (pois os crentes sempre contestam) para enaltecer a ideia de que o filme é infundado, já demonstra uma opinião alicerçada. De qualquer forma, esse grande filme mostra possessões incríveis, cujo gênero peca em fazer, e a realidade é explícita, pois a ambiguidade dos padres em gravar é nítida do momento em que querem fazer por baixo dos panos até o momento em que após presenciarem e gravarem a realidade dos fatos, decidem mostrar como provas incontestáveis aos contestadores.

  • Carlos César MB

    Esses falsos documentários sempre corre o risco de deixar a desejar nas produções, mas no geral gostei demais de como foi levada a história, tanto que fui no site pra saber o que lá tinha de conclusão. As pessoas não podem esperar ver daimon ou espetáculos sobrenatural, assim como foi abordado, numa possessão as entidades se camuflam de varias maneira para se proteger e influenciar o meio. Vou ser chato, foi o melhor dos últimos lançados sobre a temática .