Cinema com Rapadura

Entrevistas   segunda-feira, 02 de dezembro de 2019

[ENTREVISTA] Wasp Network | “Quando li o material original, achei a história muito forte e bem montada”, afirma Olivier Assayas

Olivier Assayas dirige e escreve “Wasp Network”, filme sobre a luta contra a ditadura em Cuba e as consequências para as diferentes realidades de seus habitantes.

[ENTREVISTA] Wasp Network | “Quando li o material original, achei a história muito forte e bem montada”, afirma Olivier Assayas

Olivier Assayas (“Personal Shopper”) veio ao Brasil para divulgar seu novo longa-metragem, “Wasp Network”, na 43ª Mostra de Cinema Internacional de São Paulo. Com elenco estelar, o filme insere o espectador em uma Cuba dividida politicamente: parte de sua população defendia o governo de Fidel Castro, enquanto a outra buscava refúgio através de uma revolução, muitas vezes, silenciosa. 

Com a presença do diretor, do produtor (Rodrigo Teixeira) e parte do elenco (Edgar Ramírez e Leonardo Sbaraglia), o Cinema com Rapadura participou de coletiva de imprensa do filme, que ainda não tem data de estreia prevista. Confira, abaixo, os melhores trechos:

Rodrigo Teixeira (Produtor): Com a adaptação do livro do Fernando Morais em mãos, eu precisava de um diretor que soubesse trazer a essência da obra, com isso, perder sua assinatura. Por isso, ao conversar com o Assayas (Olivier), fiquei honrado em saber que ele dirigiria porque acredito firmemente em sua visão como diretor. Porém, por enquanto, estamos dando os últimos retoques no filme, por isso, ainda estamos avaliando possíveis nomes em português para o seu lançamento no Brasil.

Olivier Assayas (Diretor): Quando li o material original, achei a história muito forte e bem montada, com personagens construídos com base em uma realidade aterradora, mas que, ainda assim, têm seus respectivos valores e importâncias para o contexto daquela história. Eu tenho um forte interesse no indivíduo, em suas idiossincrasias e como tudo isso faz parte de seu dia a dia. Por isso, achei de suma importância focar nos personagens, que representam muito bem suas vidas através do talento de cada um dos atores. Imagine um agente cubano que é obrigado a deixar sua família para trás e mudar sua realidade, em prol do que acredita ser o melhor para o seu país. Veja o sacrifício e o quanto esse personagem é rico de detalhes. 

Edgar Ramírez (Ator): Trabalhar com Assayas (Olivier) é uma grande oportunidade porque o seu talento como diretor e sua visão como artista faz toda a diferença para o filme, que conta com uma sensibilidade ímpar. Além disso, estar em um filme com uma temática tão importante e, infelizmente, ainda tão atual é artisticamente inesquecível. Além de conhecer mais sobre a cultura de diferentes companheiros latinos, também pude me identificar com a realidade de um país que tem a dor dentro de um sistema ditatorial.

Leonardo Sbaraglia (Ator): Agradeço ao Rodrigo (Teixeira) por mais uma oportunidade. É a quinta vez que trabalhamos juntos, com projetos bem diferentes, que nos deram não só o prazer de nos conhecer, mas também de explorarmos variadas formas de arte. Nesse filme, tive a oportunidade de trabalhar ao lado de um elenco muito empenhado, que representa a multiculturalidade dos latinos de forma brilhante. E o resultado não poderia ser diferente do que mais uma obra com a assinatura do Assayas.

“Wasp Network” ainda não tem previsão de estreia no Brasil.

Denis Le Senechal Klimiuc
@rapadura

Compartilhe


Notícias Relacionadas