quarta-feira, 05 de Abril de 2017

RapaduraCast 499
Biografia: M. Night Shyamalan

O que aconteceu com a carreira de um dos maiores diretores dos anos 2000?

Aperte o Play para começar o RapaduraCast Aperte o para começar o RapaduraCast

1x 1.5x 2x
0:00:00

No longínquo ano de 2008 fizemos uma edição sobre M. Night Shyamalan, onde analisamos a sua carreira até aquele ponto. Na época estava sendo lançado “Fim dos Tempos”, um dos filmes mais criticados do diretor. Agora, 9 anos depois, retornamos para falar sobre a filmografia do cineasta. Podemos dizer que ele está de volta? O mestre do suspense dos anos 2000 retornou de vez? Fizemos uma análise de todos os seus filmes, desde “O Sexto Sentido” até “Fragmentado“.

Estamos de volta com a série Biografia aqui no RapaduraCast.

|| PARTICIPANTES
Jurandir FilhoThiago SiqueiraWilker Medeiros e Raphael Draccon

|| FALAMOS SOBRE FRAGMENTANDO NO CANAL
Acesse agora! Vídeos todos os dias no canal do Rapadura!

|| ASSINE O RAPADURACAST
iTunes: Tem iPhone/iPad/Mac? Adiciona aí!
Android/WindowsPhone: Esse link é o do feed/rss do sucesso!

|| NOSSOS CONTATOS
WhatsApp: (85) 999 335 662
Youtube: RapaduraTV
Instagram
@cinemacomrapadura
Twitter: @rapadura
Facebook/cinemacomrapadura

Compartilhe

Participantes

Jurandir Filho
Jurandir Filho
@jurandirfilho
Raphael Draccon
Raphael Draccon
@raphaeldraccon
Thiago Siqueira
Thiago Siqueira
@ThiagoSiQueiraF
Wilker Medeiros
Wilker Medeiros
@willtage


  • Ítalo Dos A. Santos

    Cara eu sou um admirador como muitos da carreira do Shaymalan , adoro a vila e sinais ( meu filme preferido dele ).. Mas e fato que a partir do de corpo fechado ele começou a entrar , em manias.. principalmente a do famigerado plot-twist.. todo filme tinha que ter.. ai depois ele lançou filmes completamente esquecíveis ou simplesmente ruins.. e tudo numa sequência ( aquele filme do contagio pelo ar que tem o mark walbergh .. depois a pior adaptação possivel de avatar no lugar de coreanos,chineses ou até japoneses colocam indianos e por último depois da terra que e um filme miserável ).. Fico feliz dele ter retomado a carreira direito e ter voltado , a fazer filmes bons.. E esse último Split e simplesmente sensacional .. o final do filme cara.. e digno dos melhores filmes de suspense.. e tem uma homenagem a um filme antigo dele que eu demorei pra pegar na hora.. Enfim cara e um puta diretor, que tem pessoas que acham que ele só dirigiu um único filme bom ( O sexto sentido ) que pra mim está super batido.. vai ver a vila , o corpo fechado , sinais ou até o split.. mil vezes melhor

    • Michael Pereira

      O penúltimo dele já foi bem legal, o A Visita. Outro desses de baixo orçamento que tem uma história bem interessante.

  • Marcos Silva

    SPOILER sobre Fragmentado (Split) abaixo.

    Sobre o que o Dracon falou dos nomes dos filmes em inglês e da identidade visual dos pôsteres; colocando um ao lado do outro até as fissuras parecem se conectar.

    http://images.moviepilot.com/images/c_limit,q_auto,w_710/tnrgq2i2ndsg9mysfsga/split-credit-universal-pictures-unbreakable-credit-buena-vista-pictures.jpg

  • ( JF )

    Sem ph 🙁

  • Ricardo Rocha

    Acho que essa é a segunda vez que escrevo para vocês… Foi com o Rapaduracast que aprendi a ouvir podcast e um pouco mais sobre cinema, que hoje é minha grande paixão. Finalmente uma biografia completa, bem detalhada e cheia de referências. Parabéns Jurandir e todos que participaram deste cast sensacional, com direito a um plot twister. Ouvir sobre Shyamalan pelas vozes de vocês foi o melhor presente da minha noite, depois de um dia cansativo de trabalho. Estou ansioso pela continuação de Corpo Fechado e que venha mais filmes deste diretor que só esteve fora da curva por um tempo, mas que pra mim continua um gênio naquilo que sabe fazer de melhor, contar excelentes e extraordinárias histórias com estilo e técnica beirando a perfeição. Abraços a todos vocês, e vou indicar este podcast na minha página de cinema.

  • Maicon

    porra coloquem zipado, peloamordedeus… ;-;

  • Alex Ferreira

    Esperava que falassem do twist de A Visita. No mais ótimo programa.

  • Filipe Bortoletto

    30 minutos só de Fragmentado?

  • Filipe Bortoletto

    O tio, não o pai…

  • Michael Pereira

    Poxa, um cast do Shyamalan e o James Newton Howard não foi citado uma vez… SHAME!

  • El Luchador

    O Sexto Sentido
    Sinais
    Corpo Fechado

    Nessa ordem.
    E apenas estes.

  • James Maia

    O M Night é um melhor diretor, os problemas dos filmes dele são sempre os roteiros e não a direção. Sinais e A Vila são os grandes exemplos disso, filmes bem dirigidos, mas que em Sinais a grande revelação é ridicula e em A Vila o plot twist é revelado cedo e em seguida tem uma cena que perde toda a tensão por causa disso, e o publico fica desaminado. Isso não é problema de direção é problema de roteiro.

    Obs: Não terminei de ouvir o cast, só vi o Juras comentando sobre esse assunto e não vou consegui esperar pra comentar.

  • Paulo

    Eu, com sinceridade, adoro descobrir que o PH e o Barretão não estão participando do cast. Continue assim.

  • Dr. Unusual

    Pra quem entende inglês tá aqui um ótimo vídeo sobre Signs. O Stuckmann conta a visão dele sobre o final e os alienígenas. Achei aceitável.

    youtube.com/watch?v=V3Ju05PuiyQ

    • Luisqe5

      Pro Stuckmann seria: “Eu cresci com Sinais,galera”.kkkkkk (piadinha interna do canal)

      • Dr. Unusual

        kkkkkk Pois é, ele cresceu acompanhando tudo kkkk

  • Lou Bloom

    Muito bom o podcast.

    Eu acho que o Shyamalan tem 2 grandes filmes (O Sexto Sentido e Corpo Fechado), mas o resto de sua filmografia é muito inconstante.

    Sinais é um ótimo filme até o 3º ato, e o plot twist é de uma imbecilidade que impressiona. Contudo, ainda acho um bom filme, apesar de já ser um declínio em comparação às duas obras anteriores e todas que vieram em seguida passaram longe de atingir o mesmo nível (A Visita é bom, A Vila é medíocre e o resto varia entre ruim e péssimo).

    Quanto a Fragmentado, eu acho um filme ruim que tem algumas boas cenas. De positivo tem as atuações Anya Taylor-Joy e do James McAvoy, a fotografia e a trilha sonora. As atuações de todo o resto do elenco são horríveis, a psiquiatra só está na trama para fins de exposição (a quantidade de diálogos expositivos nesse filme é irritante), a montagem mal feita e os personagens desinteressantes deixam o filme arrastado, os flashbacks são mal introduzidos durante a trama e são de muito mal gosto, o roteiro tem conveniências e furos, ele usa o abuso sexual infantil como plot device para resolver uma trama mal escrita e fetichista (uma das personalidades convenientemente tem uma tara em adolescentes dançando nuas)… Não apenas é um roteiro preguiçoso, como é repugnante também. A última cena é maneira? Sim, mas não compensa por toda merda que ele fez nas duas horas anteriores.

    PS: o cameo do Shymalan foi um dos piores diálogos que eu vi em um filme desde Esquadrão Suicida, pareceu uma tentativa patética de emular o estilo do Tarantino de “conversas mundanas” junto com o humor esquisito dele

  • Luiza Ayres
  • adjonas lima gomes

    Muito bom. Amo quando vcs fazem um cast falando de vários filme assim

  • Felipe Miranda

    Só gostei de sexto sentido e increbavel. mas é um direto bom.

    ps: prefiro o podcast antigo dele como o chatonildo favorito mauricio saldanha. rá

    • Caio Tavares

      increbavel
      increbavel
      increbavel
      increbavel
      increbavelincrebavelincrebavelincrebavel
      increbavelincrebavel
      increbavelincrebavel
      increbavelincrebavel
      increbavel

      • Felipe Miranda

        caraca. mentira que escrevi errado. inquebrável ? hehehe

  • Manndy Hyuuga

    Eu sou das raras pessoas q gostam de dama d´agua kkk,, mas pq me rendo ao absurdo, e acho os personagens, msm estereotipados, fascinantes
    Depois da Terra… eu esqueço desse filme, sério, eu vou assistir por causa desse cast, msm q seja ruim, pq quando me perguntam se eu assisti TODOS os filmes do M. Night eu digo q sim, mas depois da terra é tão esquecível q tiro da lista, chega a ser engraçado ^^

  • silas.

    Sobre Fragmentado: bom filme, no geral, apesar de não ter me cativado o quanto eu acharia excelente, devido a ritmo, principalmente, durante o segundo ato – e o que senti foi que prejudicou a manutenção da tensão e do suspense -, e, no desfecho, por causa de alguns desalinhos no roteiro. Boas atuações principais, seja na fisicalidade ou nos monólogos e diálogos; bom design de produção e boa fotografia a fim de apresentar ou reforçar questões psicológicas; etc (risos).

    Acho que M. Night Shyamalan ESTÁ voltando.

    SPOILER

    Conversando sobre o filme com minha mãe, hoje de manhã, eu disse a ela que os primeiros momentos de flashback da personagem de Anya Tayor-Joy (Ah, essa atriz que eu admiro desde A Bruxa! ❤) me fizeram entender que ela tinha sido criada por um casal de gays. Seria essa sensação que eu tive exatamente o que o diretor quis provocar no público? Se sim, um desejo de Shyamalan alfinetar receios e críticas frequentes contra a adoção de crianças por gays – mostrando que a questão da violência contra crianças envolve mais do que preconceitos permitem enxergar – me parece certeiro.

    • silas.

      Só pra deixar clara uma coisa: eu sei que os dois eram tio e pai da garota. Eu achei que era uma casal de gays apenas nos primeiros momentos, antes de saber a verdade. Quando comentei “alfinetar receios e críticas frequentes” falei sobre tantas pessoas focarem na adoção de crianças por gays como O Grande Perigo e não enxergarem ou saberem que o alto índice de abusos que crianças sofrem costuma vir do núcleo familiar tradicional, através de agressões de um pai, um padrasto, um tio, uma mãe, etc.

      Senti que, através de uma primeira impressão de que o tio e o pai da garota formassem um casal gay, o diretor tentou fazer o público refletir um pouco sobre aa questões que envolvem o abuso infantil e sobre a falsa aura de segurança plena que a tal “família de verdade” diz tanto representar.

  • Jorge F

    Pelo oque eu me lembro, existe uma razão dos alienigenas virem para cá mesmo eles sabendo que a aguá os causará danos. Há uma cena especifíca para essa questão, a cena no porão logo após o ataque de asma ,eles dormem e acordam com um cara no rádio falando de como os aliens estavam agindo durante a invasão, tentem rever essa cena prestando atenção no que o cara do rádio fala.

  • silas.

    Sobre Fragmentado: bom filme, no geral, apesar de não ter me cativado o quanto eu acharia excelente, devido a ritmo, principalmente, durante o segundo ato – e o que senti foi que prejudicou a manutenção da tensão e do suspense -, e, no desfecho, por causa de alguns desalinhos no roteiro. Boas atuações principais, seja na fisicalidade ou nos monólogos e diálogos; bom design de produção e boa fotografia a fim de apresentar ou reforçar questões psicológicas; etc (risos).

    Acho que M. Night Shyamalan ESTÁ voltando.

  • Renato Martins Chaves

    Por favor amigos… me ajudem entender todo essa “festa” em relação ao final de Fragmentado.
    Eu, sinceramente, me senti irritado quando vi que era apenas aquilo !!

    Acho que nem deveria ser considerado plot-twist:
    1) é uma cena pós-crédito. Nem faz realmente parte do filme
    2) não altera em NADA toda a história que foi mostrada
    3) é uma cena que só funciona pra quem assistiu “Corpo Fechado”.

    Admito que foi interessante a idéia de se fazer uma filme no mesmo universo de surpresa mas… no fim das contas é só isso: uma cena pós-crédito e um universo compartilhado, coisas mais batidas no cinema atualmente !!

  • Shyamalan é um dos meus cineastas preferidos. Nada como um bom plot twist

    Rafael F. Camarda
    Podcaster no > http://www.geekslab.com.br

  • Luis Fernando Mendes

    Olha não vou mentir, Shyalaman é um dos meus diretores favoritos, apesar de ter caído por um bom tempo do meu gosto, porque ele simplismente fez um dos filmes que mais me deixou quase ter um ataque com o Plot Twist que é Corpo Fechado, filme que inclusive na época não pude assistir por eu pensar ser um filme de terror. Claro que após um certo “Depois da Terra” eu esqueci um pouco do diretor, na minha opinião ele se vendeu a Hollywood demais por mais que ele tenha tentado trazer coisas novas – inclusive neste filme ELE TINHA TUDO PRA FAZER UM ÓTIMO FILME – não sei se era Ego demais por parte do diretor mas é exatamente o que o jurandir disse, ele não soube esperar e analisar melhor suas idéias, e bem, que ÓTIMO que ele se recuperou com A Visita (sim, eu acho um bom filme) e claro Fragmentado.

    Eu realmente espero que ele recupere a ótima confiança que muitos dos seus fãs tinham e que por favor…não só continuações de Corpo Fechado (Não significa que eu não tenha pulado da cadeira com o final de Split), mas filmes originais também.

    ótimo Rapaduracast, que venha o especial de 500

    • Ismael Pini Gonzales

      Não é questão “de se vender para Hollywood”…
      Ele precisa de dinheiro para financiar os filmes!

  • Felipe Miranda

    SPOILER ALERT!

    vi fragmentado e achei bem mediano. minha namorada detestou. e enfiar goela abaixo um filme que nem todo mundo viu para justificar a besta foi bem tosco. eminaite nao voltou ficou em 1999.

    • Ismael Pini Gonzales

      ???

  • Jonidf

    Esse episódio do RapaduraCast foi massa, o difícil foi aguentar os comentaristas falarem nas duas horas o nome do diretor errado. Triste. Não se pronuncia o Y de Shyamalan. Fica a dica.

  • Jhonatan Ferreira

    Só uma opinião:
    Eu entendo os puristas, eu entendo os poliglotas, eu entendo os mimimizentos, eu adoro filme legendado também, as emoções do ator, o áudio… respeito todos os pontos de vista… e adoro filme dublado também. Seja qual filme for, tem espaço, mercado, gostos, ofertas para todo mundo.
    Agora eu nunca aceitei um programa de áudio tocar trechos de filmes somente em inglês.
    A voz do rei Théoden é bacana no original?? É, mas a do dublador é espetacular também, eu seguiria aquele rei.
    Parabéns por colocar os áudios dos trechos em português nesse rapaduracast. Ou coloque os dois, tanto em português quanto inglês. O programa já tá com mais de duas horas, alguns minutos a mais não serão problema e sempre enriquecerão o conteúdo do programa. Gostos e preferências a parte, da forma como sempre foi feito, uma parte do público é filtrada e se desinteressa pelo programa que é espetacular.

    A paixão que vcs demonstram por cinema, que nós vemos na cor da voz de vocês, é sentida por muita gente. Mantenham os áudios de filmes em português e permitam que novos amantes dessa arte se interessem cada vez mais. Mesmo se forem ignorantes em idiomas como eu.

    Até hoje não me conformo do programa sobre grandes discursos. Pelo menos os dos filmes podiam ser colocados dublados e os restantes traduzidos na íntegra.

  • Demien Stein Maran Buono

    Putz, que bizarro: ouvindo este programa hoje, chorei dentro do ônibus lotado quando relembraram a cena do garoto revelando seu segredo para a mãe do filme Sexto Sentido!