quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

RapaduraCast 492
La La Land: Cantando Estações

O musical faz por merecer tantos elogios?

Aperte o Play para começar o RapaduraCast Aperte o para começar o RapaduraCast

1x 1.5x 2x
0:00:00

Musical é um gênero que divide opiniões. Muita gente ama, muita gente odeia. Porém, existem filmes musicais que são unanimidades. “La La Land” é esse caso? Damien Chazelle, que dirigiu outro filme unanimidade, “Whiplash“, é novo prodígio de Hollywood?

Jurandir Filho, Thiago Siqueira e Raphael Draccon conversaram sobre esta obra que encantou multidões por onde passou. O que explicar o talento e química da dupla  Ryan Gosling e Emma Stone? Por que o filme é uma declaração de amor a Los Angeles?

|| LINKS COMENTADOS NO PROGRAMA
[VÍDEO] Filmando a cena do Another Day of Sun. Olha essa câmera!
[VÍDEO] Por que Damien Chazelle merece o Oscar de todo mundo do RapaduraCast?

|| ASSINE O RAPADURACAST
iTunes: Tem iPhone/iPad/Mac? Adiciona aí!
Android/WindowsPhone: Esse link é o do feed/rss do sucesso!

|| NOSSOS CONTATOS
WhatsApp: (85) 999 335 662
Youtube: RapaduraTV
Instagram
@cinemacomrapadura
Twitter: @rapadura
Facebook/cinemacomrapadura
Telegram/cinemacomrapadura

Compartilhe

Participantes

Jurandir Filho
Jurandir Filho
@jurandirfilho
Raphael Draccon
Raphael Draccon
@raphaeldraccon
Thiago Siqueira
Thiago Siqueira
@ThiagoSiQueiraF

Ouça Também


  • Lucas de Souza

    F5

  • Guida

    Adorei o filme, fotografia linda, a trilha sonora maravilhosa e Emma Stone dando um show, eu vi no cinema e gostaria de dizer que valeu cada centavo, mas na minha cidade só tinha opção de assistir na sala vip que o ingresso é absurdo de caro, mas pelo menos foi legendado, detestaria de ver dublado. Espero que o filme ganhe alguns Oscar, mas ainda não vi quase nenhum filme dos indicados, só esse e a A Chegada, que gostei muito também.

    • Guida

      Esse foi um dos meus casts preferidos aqui do rapadura, Jurandir, Siqueira e Draccon realmente estavam inspirados pelo filme, mas sentir falta do Ph, porque seria interessante ouvir a opinião de uma pessoa que não curti musicais, mas curtiu o filme (vi no canal dele), eu acho que incentivaria as pessoas, que estão torcendo o nariz para o filme por ser um musical, a irem ver o filme.
      Draccon dando um show no final do cast, lindo o que ele falou, tão inspirador quanto o filme.

  • Anonimo

    Poxa… chorei com esse final… Draccon é foda!

  • Robson Brando

    Acho que pra quem manja de verdade da técnica cinematográfica o filme pode ser essa perfeição toda. Todavia, para um simples apreciador como eu, é uma história simples e bem contada. Não curti muito as músicas(gosto pessoal), enfim, sai do cinema pensando: Os miseráveis, Moulin Rouge, Sweeney Todd eu curti mais.

    • Sauro

      Sim em Os Miseráveis as músicas desenvolviam a história, os atores deram tudo de si em cantar, e tinham que atuar em movimentos da história e expressões enquanto cantavam. E eram vários atores que tiveram que cantar, em várias situações. Perto de Os Miseráveis esse é só água com açúcar.

  • Tiago Andrade

    Um dos melhores rapaduracast que tive a oportunidade de escutar. Acho que devia ser entregue um “mp3” do cast na saída do cinema, pq é quase indispensável essa aprofundada no filme.

    O filme é um espetáculo do início ao fim. A trama é muito bem contada, a trilha maravilhosa, edição e produção muito bem feitas, fotografia linda e com muitos planos sequência. Difícil apontar pontos negativos dele.

  • LeeEdwards2 Reverso

    Escutei o cast porque gosto do Rapadura e por curiosidade sobre o filme mas eu sou um dos que não gostam de filmes musicais, e mesmo o cast falando tão bem do filme eu não fui convencido. Pra quem gosta desse gênero realmente deve ser um excelente filme mas não me pegou.

  • Maicon

    achei um filme bom… mas pra mim que não sou fã do gênero, as músicas funcionaram mais sozinhas… se separasse em clipes algumas delas, eu curtiria assistir mais do que o filme como um todo…
    é um lance de se identificar mesmo, a história em si é boa também, o que não funciona na minha cabeça é a união da história em si com as apresentações musicais

    no fim das contas eu to é meio chateado com todo esse hype que pelo visto vai trazer o oscar de melhor filme e diretor, que na minha opinião deveria ir pra “A chegada”

    eu vou ficar mais chateado ainda se realmente ganhar 11 ou mais oscars… não acho que é um filme que mereça ser comparado a Senhor dos aneis, titanic, a malvada ou ben hurr

  • Bruna Silva Ribeiro

    Amei, mesmo ainda nao tendo olhado filme, pensa numa vontade de olhar… Adorei os spoilers, assim nao me decepciono(haha).

  • Sauro

    Não gosto dessa ideia de que todo mundo tem que ter um sonho, viver a vida em função disso ou morrer tentando.

    não gosto disso que vendem em La La Land, gosto da real que mandaram em Whiplash: Nem sempre vale a pena.

  • Júnior Souza

    Vou escutar pq gosto muito do rapaduracast mas o filme mesmo, eu achei fraco. Tudo muito clichê. Dá pra vc antecipar toda a história.
    Agora a parte técnica do filme é excelente.

  • Aline M Santos

    O filme é bom, mas não acho que seja para ter 14 indicações ao Oscar… eu vi o trailer do Denzel por exemplo e já dei o Oscar para ele no trailer kkkkkkkkkk acho que está super estimado… =/

  • Betotruco

    É um filme muito bom! Adoro musicais!
    Mas 14 indicações e muuuuita coisa!!
    Roteiro batido, ELE incentiva ELA que termina bem sucedida e ELE não tão bem… Esse plot existe desde Nasce uma Estrela da Barbra Streisand…
    Gosling melhor ator? Emma melhor atriz??
    Cade a Amy Adams por A Chegada ou Animais Noturnos??
    Muita badalação que na minha opinião não se justifica!
    Como escrevi no começo, adoro musicais mas essa foi demais…
    Nem ouvi o cast mas já baixei e sei que vou gostar muuuito! Como sempre!!

    • Maicon

      só discordo da parte que ele não se saiu tão bem… acho que ele se saiu até melhor do que ela com esse bar que ele abriu… era o sonho dele desde criança, ele não apenas conseguiu abrir o bar como também conseguiu manter as músicas old school que ele adorava tanto tocar, visto que eles colocam uma critica sobre a evolução do jazz… isso ai é sucesso…
      sobre o resto que tu disse, concordo em gênero, número e grau… eu to é desapontado com esse hype pro oscar em relação a esse filmes

      • Betotruco

        Pois é Maicon, tanto filme bom como A Chegada , o do Mel Gibson e 14 (!!) para La land??
        Muita coisa.

    • Tiago Andrade

      Roteiro batido? Achei o roteiro bem peculiar em alguns pontos, ainda mais com o final. Tb achei eficiente em contar a história alí.

      Conforme o Maicon respondeu, ele atingiu sim o sucesso que queria. Ele não queria nada mais que aquilo.

      Acho até questionável a indicação do Ryan Gosling, mas ela está ótima nesse filme. Só a cena da audição com o telefone já valia a indicação. Agora, tb não entendi s ausência da Amy Adams. Isso foi mancada.

      Acho que essas 14 indicações vão gerar um hype no filme que acaba atrapalhando quem está indo assistir. Pessoal está esperando um novo Poderoso Chefão, Casablanca, etc e não é.

      • Betotruco

        A questão não é essa.
        O filme realmente tem a estrutura já vista DIVERSAS vezes!
        Não acrescenta NADA de novo como o MOULIN ROUGE por exemplo.
        A história é batida sim, e do meio já dá pra saber o final do filme…
        Que os 2 vão triunfar e vão se separar…

      • SIm o hype das indicações vai atrapalhar bastante quem criar expectativas,

  • Luiza Martins

    deu até vontade de ver o filme novamente, obra-prima, pra mim já virou cult, LaLaLand é daqueles filmes que a gente precisa ver pelo menos uma vez por ano.

  • Diogo Maia

    Filme fantástico. As chances de estar no meu top 10 de 2017 é enorme!

  • silas.

    Os dois links disponibilizados que mostram vídeos de bastidores publicados no Instagram são ótimos. Obrigado!

    Muito legal o programa e o filme é muito bonito.

  • Paulo Lima

    Registrando o parabéns aos 3, Jurandir Filho, Thiago Siqueira e Raphael Draccon, belo episódio de Podcast. Sempre acompanho vocês. AbraçO!!

  • Ronald Nascimento

    Que excelente cast! E no final o Draccon ainda me levou as lágrimas, me emocionando mais que o filme, que gostei, dei nota 8,0/10,0, mas me incomoda essa badalação toda em torno do filme… Segue meus comentários:
    http://renovoblog.blogspot.com.br/2017/01/la-la-land-cantando-estacoes.html

  • Joyce Matias

    Eu adoro esses rapaduracasts que começam falando do filme e terminam com toda a filosofia e ensinamentos que ele tem sobre a vida, universo e tudo mais.
    Filme incrivel, ainda amo mais Whiplash, mas esse com certeza é imperdivel (faltou o Juliano e o Fabio Barreto para ficar mais filosofal)

    Ainda bem que deu Emma Stone e Ryan , eita casal carismatico

    http://br.web.img2.acsta.net/newsv7/17/01/18/22/34/484483.gif

  • Arthur

    Filme espetacular! Sinto que a Emma Watson perdeu o papel da vida dela (a menos que A Bela e A Fera surpreenda muito)!
    É mais do que um musical, mais do que um filme romântico, é um espetacular drama sobre a vida. A maneira como ele trata a busca da realização de sonhos e seu confronto com a realidade vai muito além do universo de Los Angeles, é aplicável a qualquer sonhador em qualquer canto do mundo.
    Boto fé nesse “moleque” de 32 anos chamado Damien Chazelle. Whiplash foi fantástico quando lançado, e assume uma conotação ainda mais espetacular quando descobrimos que aquele filme foi uma provação para que ele pudesse fazer La La Land.
    Nota 10 é o mínimo que eu posso dar!

    Obs.: Ótima participação do Draccon!

    • Paulo Silva

      O papel da vida dela já foi em Harry Potter.

      • Arthur

        Harry Potter sem dúvidas foi importantíssimo. Se não fosse HP, talvez nem conheceríamos a Emma Watson.
        Mas quando falo em papel da vida, falo pós-HP. Ela vem fazendo bons papéis, mas em filmes pequenos. Imagina atuar como protagonista em um grande filme com 14 indicações ao Oscar! Seria um salto pra carreira dela!

        • Paulo Silva

          Vamos ver, ela precisa fazer cena de sexo e nudez, só umas 3 nunca fizeram isso e ganharam.

    • Não consigo enxergar a Watson fazendo esse filme rs, ainda bem que ela foi para A Bela e A Fera e será outro filme lindo! Eu não vi a Emma Watson num papel que tivesse a leveza, otimismo e carisma da Mia então por isso tenho lá minhas dúvidas de que teria sido bom…

  • Costa

    Ótimo cast. Só esqueceram de mencionar que o Gosling tem uma banda, né. Kkkkk. (E ele é o vocalista)

  • Costa

    Pesquisem: Lose your soul de Dead Man’s Bones. Até que a voz dele funciona.

  • Sauro

    Esse filme tá ganhando aquele embalo que “O Regresso” (ruim) ganhou por ser favorito ao Oscar.

    Sejamos honestos, qual é o momento que esse filme que vai nos marcar p sempre?

    Algo como os músicos afundando com o Titanic? ñ
    “Põe na conta do Papa” – Tropa de Elite
    “N sei se a amo ou a odeio” Coração de Cavaleiro
    O Django matando geral?
    A Cosete morrendo em Os Miseráveis?
    O rugido do T-Rex em Jurassic Park?
    A sirene em Alien 8 passageiro?
    A música da cena da bicicleta em ET?
    Hakuna Matata em rei leão?
    O menino se pintando de negro em A Menina Q Roubava Livros?

    Fala sério, nada vai nos marcar nesse filme, nada vai mudar no cinema. É só uma bolha isso. Esse filme é só bem feito.

    • João Marcos Silva

      O Regresso, filme ruim. Parei por aqui de ler

      • Sauro

        É importante ler opiniões contrárias a sua, especialmente as impopulares!

  • Paulo Silva

    Eu já esqueci o filme, como sou pragmático, talvez a história não tenha me impactado como deve ter sido para as pessoas mais sensíveis e com problemas de confrontar a realidade.

  • Washi Castro

    Hollywood chupando o próprio pinto: o filme.

    • Sauro

      exato, é um filme sobre as pessoas que votam no Oscar e o lugar onde elas votam…

  • Fábio Di Castro

    Parabéns pelo podcast, estava procurando um podcast que tenha uma boa analise do filme e realmente o time conseguiu fazer ótimas observações. Pode ser impressão mas vi muitas cenas que se tornarão clássicas: o sapateado dos dois na rua e a dança no observatório por exemplo.

  • AmadeusMacedo

    Filme da minha vida, podcast a altura, me arrepiei todinho ouvindo. Pra completar acho que vale esse texto do Bukowski:

    Se vai tentar
    siga em frente.

    Senão, nem começe!
    Isso pode significar perder namoradas
    esposas, família, trabalho…e talvez a cabeça.

    Pode significar ficar sem comer por dias,
    Pode significar congelar em um parque,
    Pode significar cadeia,
    Pode significar caçoadas, desolação…

    A desolação é o presente
    O resto é uma prova de sua paciência,
    do quanto realmente quis fazer
    E farei, apesar do menosprezo
    E será melhor que qualquer coisa que possa imaginar.

    Se vai tentar,
    Vá em frente.
    Não há outro sentimento como este
    Ficará sozinho com os Deuses
    E as noites serão quentes
    Levará a vida com um sorriso perfeito
    É a única coisa que vale a pena.

  • Lucia Ganga

    Justamente porque La La Land ending nos desacomoda é que faz merecer todos os prêmios do ano. É poesia, drama, vida, onde poderia ser só love story.
    A simplicidade da música e as vozes de cantores de banheiro? Não é a nossa cara vivendo no rascunho? Totalmente jazz.

    • Filipe

      Concordo com tudo o que você disse.

  • Lucia Ganga

    A discussão do jantar é recorrente entre casais apaixonados quando um deles abre mãos de seus sonhos pelo outro. Veja a tristeza dos olhos de Sebastian e como ele abre os braços desajeitado (ainda que feliz em fazer a surpresa para a amada), sem vigor… “Vamos aproveitar o momento” meio vamos fingir que está tudo bem… que peso para a Mia se ele estava naquele frenético BBB (o fotógrafo pedindo caras e bocas…omg) também para que ela pudesse deixar o café, ficar sem trabalhar para se dedicar a seu sonho. Que triste se Mia tivesse ficado e tudo acabasse com uma cena de amor.

  • 0-Drix

    Alguém ainda se lembra de “O Artista”? Pois é! Nem ganhando um Oscar ficou na história ou na memória.
    Com este La La Land será a mesma coisa.Bem realizado, bonitinho, mas mero escapismo conjuntural. Mas esses filminhos com temática pós-adolescente são bons para renovar o público de cinema, Tá valendo.

  • gandralf

    Ah, não! A imaginação de Eistein não é escapista ou motivacional! É sobre pensar em hipóteses “fora da casinha” e imaginar seus desdobramentos em situações malucas. Diversos dos seus trabalhos usam estas situações imaginadas para descrever suas idéias. Talvez a mais famosa seja do sujeito preso num elevador, que não tem como saber se este está acelerando ou sob a influência gravitacional.

    Alguém chama o Izzy para segurar a onda de Bel Pesce desta turma!

  • Leonardo Godinho

    E ai, pessoal, Segue abaixo meu textão sobre La La Land em minha vida. O que significou… Sou ouvinte a alguns anos, mas ouço passivamente. Mas resolvi soltar o que penso e o quão um filme pode ser importante pra cada um.

    Após ver o filme, corri pra ouvir o podcast sobre La La Land. E, ao ouvir, me veio a mente todo o filme. O filme é maravilhoso… Eu tinha até escrito sobre o filme, após assistir, em meu perfil do Facebook (colocarei no final).
    Eu acredito que temos o filme de nossas vidas e ele pode mudar, de acordo com o que nos acontece, mudamos e nossa música da vida muda, nosso filme da vida muda, a quem nosso coração pertence muda.
    Hoje eu posso dizer que La La Land é o filme de minha vida hoje. Porque?!? Por tudo o que tem me acontecido por esses dias.
    Eu estava em um relacionamento de quase 1 ano. Uma pessoa super maravilhosa e que realmente gosto muito. Mas temos plano de futuro divergentes e, somente isso, faz com que nos afastemos. É como seguirmos uma estrada e na frente tem uma bifurcação e cada um precisa seguir seu caminho. Infelizmente.
    Após ver o filme, me veio um flash de tudo que aconteceu até aqui (bom e nem tão bom) e sobre o caminho que cada um irá seguir.
    Conversamos. Terminamos. A 2 semanas uma amiga me disse: ” Às vezes estamos com uma pessoa legal, mas que não é a pessoa certa. Acabamos nos privando de achar a pessoa certa por forçar a estar com essa pessoa assim mesmo. E privamos a outra pessoa que gostamos de achar a pessoa certa dela também.”

    La La Land fala de música, fala de amor, fala de seguir em frente, seguir seus sonhos, mesmo que o caminho não seja perfeito. Tenhamos foco no que queremos pra nossa vida.
    É o que pretendo agora…

    Desculpe o textão (odeio isso, mas não consigo evitar).

    Abaixo o que escrevi na rede social após o filme:
    Finalmente vi La La Land e só tenho uma palavra: IMPACTADO. Confesso que sai do cinema, peguei o metrô e fui direto pro hotel. A vontade foi de chorar. Juro.
    Achei lindo demais o filme. O casal descompromissado inicialmente se tornou essencial e com muita química. As músicas foram muito bem aplicadas e diversos momentos os olhos marejavam (não sinto vergonha de falar que choro sim em vários filmes), mas me contive.
    O ato final foi um surpreendente e, ao mesmo tempo, avassalador e a parte impactante, pra mim. Não esperava. Achei que seria o final típico e manjado que estamos acostumados. Não foi! Me senti tão mal com o pseudo Flash/alternativo… Não consegui chorar, não consegui digerir, não consegui assimilar. Confesso que foi demais pra mim. Inesperado.
    Filme realmente muito bom e espero que consiga todos os prêmios, pois merece mesmo. É musical, mas dos mais belos.

    Um filme pode impactar sua vida? Sim.
    Um filme pode te marcar? Sim!
    Um filme pode mudar sua vida? SIM!!!

    • Sauro

      Respeito sua experiência e entendo a sua opinião, mas identificação pessoal não faz o filme bom para todo mundo, nem as idéias dele corretas… =/

      Tive esse nível de identificação com O Lado Bom da Vida, mas eu sei que foi pessoal.

      • Leonardo Godinho

        Sim, concordo. Mas… Opinião não é, também, algo pessoal?!? De certo que um filme que funciona pra mim pode não fazer o mesmo efeito pra outras pessoas e vice versa.
        Claro que eu preferiria muito mais um final clichê, pois é o esperado sempre e o que nos faz sentir melhor, mas gostei da ousadia.

  • nerd natal

    Filme excelente que emociona, assim como a mensagem de Dracon no final desse cast. Estou tão emocionado que eu só posso dizer obrigado a vida! Obrigado por existir cinema, obrigado por um dia eu ter conhecido o nerdcast, e lá ouvir a recomendação do JN para ouvir o rapaduracast, e dai conhecer o jurandir e essa galera competente que faz esse podcast maravilhoso.

    Só de imaginar que eu poderia não ter assistido esse filme e ter vivenciado uma experiência fantástica, ou de imaginar que eu poderia não ter conhecido esse podcast e deixado de ouvir esse cast sensacional, eu me sinto um sortudo. Espero que o rapaduracast continue nos proporcionando essas emoções juntamente com esses excelentes filmes. Que venham mais 11 anos, e mais, e mais, por favor, nunca percam o animo! Saibam que assim como Emma e Ryan fizeram uma diferença na vida de cada um deles no filme, VOCÊS também fazem uma diferença enorme na vida de muita gente. Obrigado galera do rapadura, e é uma honra ouvir: “Bem vindo ao mundo espetacular do cinema…”

  • Sauro
  • Felipe Miranda

    Filme épico.

  • Ramon Gonzalez

    Caramba só de ouvir as musicas do filme no inicio do cast ja fiquei com uma baita vontade de ver novamente. Filmaço!!

  • Ramon Gonzalez

    Caramba o Draccon é apelação… Aquela fala dele no final foi “sacanagem” (como diz o Juras). Terminei com lagrimas nos olhos

  • Arlindo Oliveira

    Gostaria de parabenizar pelo excelente cast e o trabalho de cada um! Melhor episodio, senti toda a emoção que havia experimentado ao ver o filme. Me emocionei ainda mais com os comentários de vocês e as experiências que cada um conseguiu retirar e passar para todos! Mensagem magnífica do Draccon no final! Mais uma vez parabéns! Grande abraço de um fã!

  • Robson Vieira

    Quem diria que um podcast de um filme me emocionaria mesmo sem antes ver o filme! Continuem fazendo as pessoas morrerem de vontade de ir ao cinema caras! Vcs são foda!

  • Isis

    Eu não consigo ver esse encantamento todo.. ou a fadinha do cinema não me abençoou ou eu sou crítica de mais pra cair nessa homenagem/formulinha-pra-ganhar-oscar….. lembro q O Artista teve um apelo muito parecido. Eu estou cansando de tanta homenagem, tanta referencia (q tá mais pra um copy/paste)….

    Apesar disso tudo, eu gostei do filme, talvez um dia eu veja d novo, adoro musicais, to ouvindo a trilha no spotify… AMEI ver o Ryan Gosling dançando pra valer…
    Mas é um filme bem esquecível, na minha opinião
    7/10

  • NÃO FALA DE 10 COISAS NÃO HEIN a muié mostra os peito pro menino sair da detenção! HAHAHAHAHAH

  • Ray

    Voltando para as metáforas do filme, quando o personagem do John Legend fala pro Sebastian que ele não vai conseguir revolucionar fazendo o que os caras fizeram antes, aquilo é também o Damien Chazzelle falando pros roteiristas, produtores e diretores de musicais falando que, os musicais podem ser diferentes e ainda assim chamar a atenção dessa galera mais nova – tendo em vista que atualmente os musicais estão em baixa e La La Land foi algo que surpreendeu exatamente pelo novo formato de musical.

    Uma parte dessa questão de “abrir novos caminhos” que tem uma base dentro filme é uma cena em que a Mia tá andando e no muro tem figuras de grandes ícones da cultura pop meio que observando ela, meio que no sentido de que eles estão dando caminho pra ela, o novo, passar. Sensacional!

  • Grazi Kazuma

    Gente, acho que vocês não entenderam direito a cena do jantar.

    Quando Sebatian vai encontrar a Mia no café a primeira vez, a Mia está fazendo várias audições que ninguém dá bola. Ela parece como várias outras pessoas que vão pra LA que acreditam que a fama e o sucesso. Talvez ela não tivesse parado direito no que ela realmente queria. Quando ela encontra com o Sebastian, ele é quem a faz pensar sobre a própria carreira, sobre o real sonho dela. Ele mostra a paixão que ele tem pelo Jazz, conta o significado do Jazz e porque ele quer lutar pro Jazz não morrer. Depois ele conversa com ela, e mostra pra ela que ela é uma contadora de histórias desde criança, que ela quer ser atriz porque ela quer contar as suas histórias para as pessoas. Ele ensina pra ela a separar o sonho e o sucesso da fama. E é por isso que ela larga o trabalho e investe na própria peça, ele ensina a ela a ter confiança, propósito.

    Ao mesmo tempo que ela vai ficando forte, ele vai se perdendo pelo caminho atropelado pela vida, e pelo que os outros pensam. O que a princípio é para pagar as contas, acaba se tornando uma zona de conforto, e ele esquece do caminho pro sonho dele. Ele se acomoda com a fama e o dinheiro. Mas você vê que o que ele faz na banda qualquer pessoa poderia fazer.

    Quando chega a cena do jantar, o Sebastian mostra que ele está acomodado com o dinheiro e o sucesso, e que pretende ficar mais 2, 3 anos em turnê, e ela percebe que eles estão em caminhos opostos, ou que ele se perdeu no caminho dele, que ele deixado fazer aquilo que ele tinha ensinado pra ela, e talvez aquilo que tinha feito ela se apaixonar por ele. Ela tenta abrir os olhos dele, e ele não enxerga. E ele fala que ela está com inveja e aquele monte coisas tristes….

    • Yugenk

      Entendi nesse sentido também a discussão dos dois, e não concordo com o Jurandir sobre o Sebastian sempre ser o mais disposto a fazer outras coisas pra realizar o sonho, na cena do restaurante com as musiquinhas de natal mostra claramente que ele tem dificuldade em fazer coisas só pelo dinheiro, não conseguindo nem se controlar ao tocar os jingles de natal.

  • Grazi Kazuma

    Quanto a cena final, ela percebe sobre o bar quando ela vê a logomarca que ela desenhou, e que ele aceitou o conselho dela pra mudar o nome do bar, quando começa a cena em que eles se vêm e ele começa a tocar a primeira música dos dois, tanto um quanto o outro volta em suas memórias e ficam imaginando tudo que poderiam ter feito diferente, mínimas ações que pudesse mudar o futuro e eles pudessem ter ficado juntos. Até que eles tem que voltar pra realidade.

    O olhar final é o de felicidade pelas conquistas do outro, de melancolia por a vida ter empurrado os dois para caminhos diferentes, de gratidão or saber que os dois tiveram importância no crescimento um do outro, e de amor de quem torce pela felicidade do outro mesmo a distância..

    Eu não consegui separar o choque de eles não terem ficado juntos. acho que eu demorei uns três dias pra me recuperar do final desse filme, se é que eu me recuperei. Mas o filme é lindo. Daqueles que ultrapassam a nota 10….

  • Jobson Bronson

    Quando é que o programa vai voltar a falar sobre filmes sérios? Ultimamente, tem sido somente sobre filmes infantis e idiotas.

  • Sauro

    Quando é que vem programa novo, 2 semanas olhando p esses dois dançando, o dedo do F5 inchado já

  • Valdir Andrade

    La La Land é simplesmente o melhor filme que eu assisti na vida.

  • Francesca A

    La La Land chegou, chegando!!!!!

  • Francesca A

    É impressinonate como é gostoso ouvir o programa de vocês quando falam de bons filmes good vibe….porque vocês passam essa vibe pra mim.

  • Thiago Costa

    Excelente Cast,

    Concordo com o Siqueira e fiquei um pouco incomodado com o Filme exatamente pelo momento do jantar. Pq pra mim o relacionamento foi tão bem construído, que não consigo acreditar que aquele momento seria suficiente para a ruptura, principalmente após o Ryan Gosling voltar e ajuda-la na audição.

    Fica parecendo um pouco forçado.

    Fora isso, EXCELENTE !!! E a trilha Sonora inesquecível, estou ouvindo quase todos os dias

  • Bruno Ribeiro-76ers

    Gostei do filme e achei um filme OK, nota 8/10, mas realmente não vi o filme que tava todo mundo falando, fui com uma expectativa muito grande e me decepcionei um pouco por não ter achado tudo aquilo… Talvez o fato de ter assistido logo após ter visto “Até o último homem” (Mais um filme de guerra, blá, blá, blá) e “A Chegada” não tenha ajudado muito, pois achei dois filmes bem superiores à esse… Em relação as indicações ao Oscar, duas pelo menos, acho que não tem razão de estar ali: Fotografia (Em GTA já temos Los Santos que nos mostrou LA daquela forma…hehehehe) e Figurino que não vi nada demais…. Não estou querendo desmerecer o filme, só não achei “isso tudo” que estão dizendo… Mesmo tendo minhas ressalvas em relação ao filme, achei o cast muito bom, parabéns

    • Jose Carlos Junior

      Tive a mesma impressão. Gosto de musicais, e fui ver La La Land cheio de hype, mas não consegui captar no filme toda essa magia que o time do Rapaduracast captou…

      Se bem que fui justamente no dia em que o ar-condicionado do cinema estava quebrado, hehehehe

      De qualquer maneira, gostei do filme. Só não consegui enxergar a obra-prima que dizem ser.

  • Paulo

    Acabei de ouir o podcast do X-Men Apocalipse, e o senhor Raphael Santos estava simplesmente insuportável, ainda bem que nesse ele não tá. Siqueira come PH no café da manhã. Draccon podia ficar no lugar PH pra sempre.

  • Erikson Andrade

    Faz um “Forever” com Matrix !!!

    • Sauro

      Nossa plmdds, se não fizeram ainda é obrigação

  • Clayton Miranda

    Saudade da época q o Rapaduracast saia toda semana…

  • Leonardo Kami

    Foi um dos melhorias (se não, o melhor) cast que ouvi até agora. Incrível, parabéns para todos vocês. Filme para vida

  • Luis Fernando Mendes

    Adorei la la land, com certeza uma linda homenagem ao cinema! Até aki meu favorito ao Oscar. infelizmente os cinemas mega comerciais daki que inclusive exibem Minha Mãe é uma Peça 2 já faz quase 2 meses, fora os filmes comerciais de sempre não deram oportunidade pra um ótimo filme desse ser passado por aki, então infelizmente tive que ver na “loja Pirata”. Enfim, otimo cast, já esta entre os melhores. Até o proximo!

    • Filipe

      Nem me fale. Por sorte, um cinema que sempre vou está passando o filme há 3 semanas. E sempre tem um público bacana. Sei disso porque já assisti 5 vezes. rs

  • sabioiagui

    Bora lá ouvir o podcast sobre esse filme de dancinha superestimado.

  • Roberta Christie

    Já ouço o Rapaduracast há bastante tempo, todavia esse é meu primeiro comentário. Acabei de ouvir esse cast incrível sobre La la land! Vocês conseguiram captar a essência e o sentido da obra. A mensagem final foi inspiradora e conectada com o filme e a vida. Parabéns meninos!! Vida longa ao Rapadura.

  • Sauro

    3 SEMANAS OU MAIS

    WHY U DO THIS TO ME
    STOP I’M ALREADY DEAD

  • Naldo Colella

    O link do “[VÍDEO] Filmando a cena do Another Day of Sun. Olha essa câmera!” Está offline por direitos autorais 🙁

  • gandralf
  • Jose Carlos Junior

    Curti mais o cast do que o filme, rsrsrs…
    Não entendo bulhufas de cinema, então é só uma minha humilde opinião.

    Mas acho que o fato do ar-condicionado do Cinemark estar quebrado no dia ajudou estragar minha experiência…

  • Anna Paula Rodrigues

    Assistir o filme e ouvi este cast no domingo do Oscar, pq La La Land não estava disponível nos cinemas próximos a minha casa, então fiquei na esperança de conseguir assistir e tal no cinema acabei não conseguindo. Bom, baixei o filme e meu Deus que filme Majestoso, Maravilhoso, Inspirador, que arrependimento de não ter assistido no cinema!!! Chorei bastante ao final do filme, depois baixei o rapaduracast e pra que? Chorar de novo!!! Senhores vcs são os melhores, Só tenho uma coisa a dizer: Parabéns vida longa ao Rapaducast! Abraços

  • Mateus Foca

    Chorei com o monólogo do Draccon no final… além de um filme lindo e espetacular, um episódio espetacular! Obrigado a todos, e em especial ao Draccon por esse discurso maravilhoso!

    • Simplesmente tive que segurar o choro. Mas não as palavras nos comentários. Um dos melhores episódios de todos (lado à lado com o do Rei Leão). Tão apaixonante quanto o próprio filme. E me lembrou o episódio do Canal 42 sobre O Fim.

  • Wladson Araújo
  • Jobson Bronson

    Na boa, mas que filme bobo!

  • Ricardo

    Eu odeio musicais, odeio essas baboseiras clichês tentando copiar a velha guarda … mas esse filme foi uma das coisas mais fantasticas que eu vi o ano passado .. meu terceiro filme preferido de 2016.. e o “Danien Chaseum” .. 31 anos … esse cara vai ser absurdo… seu próximo filme sobre “Neil Amstron” vai mostrar se ele é o próximo Kubrick ou apenas domina esse tipo de filme..

  • Vittor Augusto

    eu gosto desses podcasts pra caramba, principalmente quando eles apresentam algo que pra mim, não era muito bem visto, sempre olhei filmes musicais com um “nhem musical…” nunca me interessei, mas depois desse podcast estou muito afim de ver dezenas de filmes musicais, obg rapadura.

  • Raul

    Excelente rapaduracast para um excelente filme. Amei La La Land e amei Moinlight também. Só um ponto que permito-me discordar dos nobres colegas do Rapadura. Não acho que o Ryan Gosling cante mal como vocês vem comentando sempre que se referem a La La Land. Ele faz o papel de um pianista de jazz e não de um cantor performático pop como John Legend faz. Acredito que Ryan tenha se inspirado em estilo de cantores como Chet Baker, talvez até a pedido do Damien. Eu gosto mto de cantores de jazz nesse estilo e acho que não caberia no papel que ele desempenha algo mais performático e menos contidos jazzístico. Continuem fazendo esse belo trabalho. Sou fã de vcs! ABS!

  • Fabiano Novaes Ferreira

    Definitivamente não tenho coração. Não me lembro de ter chorado ao assistir um filme, não gosto de musicais, e não gosto e não tenho memórias afetivas com filmes da disney justamente por conta das partes musicais. acho chato. não gosto de dança.

    Filmes nacionais eu gosto (desde que não sejam comédias da globo filmes).

    Mas não deixaria de ouvir o cast por conta disso. Adoro vocês

  • Rodrigo Moura

    Só posso dizer: Excelente.
    Continuem com esse belo trabalho.

  • marcus

    Rei leão não é um musical (não o ofenda) ele simplismente tem musicas em alguns momentos, musicais são musicas o tempo todo, não falo inglês por isso acho chato e essas musicas nada significam para mim a não ser em alguns casos que mesmo independente da lingua a musica toca a pessoa, o que não é o caso.

  • Acabei de escutar esse cast e as palavras do Jurandir e do Rhapael no final, me fizeram chorar…

  • Adriano Leal Secafim

    Acompanho essa joça a um tempão e curto muito, parabéns.
    Mas pela primeira vez repito escutar um podcast.
    Que filme fantástico.