Rapadura

Rapaduracast

Clock quinta-feira, 24 de novembro, 2016 - às 01h39

RapaduraCast 487 – Animais Fantásticos e Onde Habitam

Analisamos o novo filme do Universo Harry Potter.

por RapaduraCast Team
24/11/2016 - 01:39

Aperte o PLAY ▶ acima!
Download | MP3 ||| Download | ZIP

Finalmente voltamos ao mundo bruxo após o fim da saga Harry Potter. Escrita por J.K. Rowling, essa nova franquia conta a história prévia do universo mágico sob o olhar do magizoologista Newt Scamander. Assim como “A Pedra Filosofal“, esse primeiro filme é infantil? Ou o tom é diferente? David Yates nasceu para dirigir esse universo?

Jurandir Filho, Raphael Santos e Jujuba conversaram sobre “Animais Fantásticos e Onde Habitam“. Quem é Gellert Grindelwald? Como surgiu a MACUSA? Qual a diferença dessa franquia para a outra de 8 filmes? O que esperar dos futuros longas?


|| PODCAST RELACIONADO
RapaduraCast 244 – Harry Potter, o fim da saga


|| ASSINE O RAPADURACAST
iTunes: Tem iPhone/iPad/Mac? Adiciona aí!
Android/WindowsPhone: Esse link é o do feed/rss do sucesso!


|| NOSSOS CONTATOS
WhatsApp: (85) 999 335 662
Youtube: RapaduraTV
Instagram
@cinemacomrapadura
Twitter: @rapadura
Facebook/cinemacomrapadura
Telegram/cinemacomrapadura

Saiba mais sobre: , , , , ,

  • Filipe Bortoletto

    AMEI! 20 estrelas

  • Filme bom pra caramba!

  • Filipe Bortoletto

    Aliás quero um Pelúcio para mim que bichinho fofo mds precisam fazer um bichinho de pelúcia do Pelúcio :3

  • Filipe Bortoletto

    Achei incrível o final mostrando eles apagando as lembranças do Kowalski (que era a representação nossa ali dentro) ele entrando na chuva para esquecer de tudo, para deixar aquele mundo fantástico éramos nós saindo do cinema, deixando aquele mundo ali dentro, mas no final mostra que mesmo a gente sabendo que ele não existe ele está ai em algum lugar para gente sempre revisitar <3

    • gandralf

      Achei incrível que ele teve que entrar na chuva para esquecer enquanto a IMENSA maioria da população continuava sequinha, sequinha.

      Mas o que é uma, duas ou um caminhão de inconsistências se I do believe in fairies. I do!, I do!

  • Juliana Vilela França

    Canelada pra mim, a Luna é da Corvinal! XD eu cresci com Harry Potter, tinha a mesma idade que ele na época que os livros chegaram no Brasil, e pra mim foi muito especial conhecer um mundo mágico diferente da Terra Média, era mais inocente no início, e foi tomando um teor mais denso coincidindo com o passar da minha infância pra adolescência, foi bem significativo na época. E é extremamente emocionante voltar ao cinema e revisitar todos esses sentimentos. E como o Filipe falou, a chuva no fim pra nos trazer de volta à realidade, não tinha pensado nisso e é genial! Adorei. Que venha mais ❤️

    • Arthur

      Curioso… Eu tinha certeza absoluta que a Luna era da Lufa-Lufa também! haha
      Orgulho de fazer parte dessa geração que cresceu com HP! 😀

    • Marcelo SEP

      Sério? Caramba, eu jurava que era Lufa Lufa também.

  • To feliz pra caramba de ter ido ver o filme e não ter sido só um caça níquel. Gostei de tudo, só não curti muito o Johnny Depp hahahaha E não é pelos motivos obvios, mas pq eu achei o Collin Farrell como Percival muito mais interessante e ameaçador que o JD como Grindelwald.

    • Junior Silva

      Po, mas o cara tem o quê? Três minutos de cena?

      • Sim, mas independente do tempo em tela, foi a impressão que eu tive, não estou julgando que o ator foi ou vai ser ruim.

        • Junior Silva

          O visual dele ficou meio estranho.

  • nerd natal

    Não tô querendo defender ou criticar ninguém, mas quando vou assistir um filme, não dou a mínima para o que o ator tá fazendo na vida real. Associar o que o ator faz na vida real com o que ele vai fazer no filme para mim é um tanto sem lógica. Eu não quero saber se ele espanca a ex mulher dele ou não. Cabe as autoridades investigarem e julgarem. Se a gente deixar tudo que os atores fazem na vida real influenciar negativamente/positivamente no personagem que esse ator faz no filme, já começa a experiência de assistir um filme de forma errada. Claro que sei da importância do tema. Se for comprovado que ele espancou, que seja punido, se não, que ele seja absorvido. Para mim, ali no filme é um personagem, não associo e nem me importo com o que aquela pessoa que está interpretando esse personagem faz na vida. Gostei demais desse filme, desse universo. Espero que os próximos filmes não demorem a sair. Não gosto quando falam “ah, fulaninho só tá ali para ser o alivio cômico”, falaram isso de Finn em O despertar da força e agora de Jacob. Eu quero é me divertir, dar risadas, apreciar tanto drama como o suspense, comédia e o terror. Tudo junto faz parte da experiência. Quando falam isso parece que estão querendo desmerecer o personagem e sua importância.
    Enfim, excelente cast! Falaram tudo! VALEU JURAS!

  • Arthur

    Harry Potter se mistura à história da minha vida. Vi o primeiro filme ainda criança, com 11 anos. Dalí em diante passei a acompanhar essa história e a crescer juntos dos personagens e dos atores. Foi uma experiência realmente mágica, que ajudou a formar o meu caráter e me fez tomar gosto pela leitura.

    E que filme foi Animais Fantásticos! Superou minhas expectativas ao reinventar o universo de HP, trazer uma nova história e criar personagens cativantes.
    E é nos personagens que a gente sente a força da J K Rowling, que sabe criá-los como ninguém . Animais Fantásticos é um alívio num 2016 com tantos blockbusters com personagens mal aproveitados.

    O filme pode até ter alguns problemas isolados (como o ritmo do começo), mas é algo que é superado pela qualidade do que tem de bom. Saí com um sorriso no rosto e quero ver as sequências logo!

    Nota 9/10! Um dos melhores blockbusters do ano até aqui.

  • Em um twitt esses tempos atrás JK fez um comentário contando até cinco e cada número ela falava um idioma sendo que o primeiro era One o que se deu o primeiro filme em Nova Iorque, e dentro entre os números tem um que é em português. Boas chances de terem um filme no Brasil.

    • Jonathan Kennedy

      qual numero que era em português?

      • 4 ou 5 se não me engano

        • Jonathan Kennedy

          tomara que seja o 5, seria muito FODA.

  • Ítalo Dos A. Santos

    Eu curti o filme com fã de Hp, fiquei recesso com essa nova empreeitada.. e essa nova forma da warner tentar arrancar dinheiro do universo harry potter.. talvez o maior trufo desse filme, seja o universo que a J.k expandiu e deu uma cara nova.. novos elementos.. novas personagem.. .Eu curti o Newt .. mais acho que como heroi ele ainda tem muito a evoluir.. e eu gostei da atuação do Eddie mais karalho tem vezes que quando ele fala que não da para ouvir direito.. o ricardorente numa critica valou isso, eu achei brincadeira.. eu vi o filme legendado.. e cara tem horas que ele fala baixinho .. Em relação ao Gridewald.. eu achei uma escolha preguiçosa.. não acho que o Johny depp vá fazer bem esse vilão.. eu acho que ele esta atuando meio no auto.. sabe fazendo a mesma merda.. personagem caricatos.. sem um pingo de emoção ou vontade.. e o visual dele.. pqp péssimo.. com aquela cor.. o bigode .. enfim vamos ver a sequencia

    • Cara nem deu pra avaliar o Jonny no filme mano..

      • Ítalo Dos A. Santos

        Mas deu pra tirar uma primeira impressão… eu não curti muito o visual.. achei algo bem ” whaaaam” algo meio exagero..

        • Filipe Bortoletto

          Loiro com bigodinho loiro, não é exagerado o.O

        • Henrique Tavares

          Concordo, aquele corte de cabelo bem arrojado (e um tanto 2016), e aqueles olhos com heterocromia… pode não ser o que ele vai se tornar, mas tá 100% na direção de um vilão extravagante.

  • Soymara Ribas

    Não vi o filme sei que o cast ta ótimo pois, tem a jujuba

    • Fernando Malta

      S2

  • Michael Pereira

    Tenho dois problemas com o filme, A trilha do James newton Howard que não apresentou um tema forte, e o David Yates que não sabe dirigir os duelos dos bruxos. A galera só balança a varinha e sai luzinhas, ele poderia ser mais criativo e utilizar mais o cenário, aparatando e etc.

  • Marcelo SEP

    Filme tem vários problemas, mas no geral é muito bom. O personagem principal, Newt Scamander, lembrou-me um pouco do Mad Max.

    E Dragões e quadribol! Por favor.

  • Guilherme Oliveira

    Vocês falaram sobre expansão de universos e eu só consegui pensar que já passou da hora de ter um “Arkham Asylum” Ou “Sombras de Mordor” do mundo de HP. A divisão de jogos da Warner está acertando bastante, ela expandiu o universo da DC, LoTR e até Mad Max ganhou um bom jogo.
    Eles tem aproveitar o hype do novos filmes/livros e o fato da J.K Rowling estar on fire com HP de novo! Tem tanta coisa para explorar neste mundo e já passou da hora de HP ter um jogaço!

    • Henrique Tavares

      E até aí cadê a Marvel também??

      • Guilherme Oliveira

        Mas a Marvel não tem nada a ver com o exemplo que eu citei.
        A Warner vem acertando também nos jogos do Lego, só acho estranho eles deixarem uma franquia como HP parada.

        • Henrique Tavares

          Acho que tem tudo a ver, até mais que HP, porque a Marvel é a concorrente direta da DC e não tem nada nem perto da altura de um Arkham. É incrível ser uma franquia tão transmidiática e os jogos serem completamente ignorados (exceto por aqueles de celular).

          Pelo menos quando rolavam os filmes de HP teve jogos de todos os filmes, e alguns eram muito bons. Até aquele de Quadribol foi uma boa expansão ao universo, na época. Mas concordo que um jogo novo, principalmente algum que se sobressaia na mídia, poderia ser ótimo pra marca. Pelo que tô vendo aqui, a franquia até vendeu bem nos jogos.

  • Henrique Tavares

    Maduro é uma palavra que eu nunca usaria pra descrever o Newt. Achei um péssimo personagem, ele é completamente inconsequente e irresponsável. Nem o Hagrid conseguia ser tão iludido sobre a inocência dos animais.

    E de onde veio essa de Império Turco-Otomano em 1935? Ph tava só deixando a língua rolar mesmo.

    • Tarciso Sampson

      Então ele é um péssimo personagem por ter defeitos?
      lul

      • Junior Silva

        Eu ia falar isso.

      • Henrique Tavares

        Ué, sim. Eu não achei que são defeitos que tornam ele interessante. São defeitos que só criam os problemas do filme. E ele não me criou carisma necessário pra contrabalançar isso. Todo esse background de “ai, animais são incompreendidos, eles não oferecem perigo algum”, e dez minutos depois tem que falar pra criatura poupar o cérebro de uma pessoa inconsciente gera o tipo de contradição que me incomoda.

  • Roberto Leal

    Senti falta da opinião de vcs sobre o uso de 100% de CGI e nada de animatronicos.
    Achei desnecessário fazer até os duendes computadorizados.

    • Tarciso Sampson

      Eu devo concordar com você. Essa mescla de cgi e efeitos práticos sempre foi um trunfo dos filmes desde os primeiros, como por exemplo a cozinha da senhora Weasley se arrumando sozinha n’A Câmara Secreta, Bicuço.. O “boneco” Dobby que o Harry carrega em Relíquias da Morte etc.

      • Roberto Leal

        O quem mais me incomodou foi a cena do bar em que todos os personagens são CGI. Já em A Pedra Filosofal temos essa cena fantástica dos duendes de Gringotes. https://www.youtube.com/watch?v=DwC6IFi6RuU

  • Tarciso Sampson

    Um filme honestíssimo, diria que re-entramos nesse mundo da melhor maneira possível. Os personagens são a melhor coisa. Mas o roteiro é ótimo, nada de pontas soltas, só vi ali uma conveniênciazinha, mas é perdoável. Uma canelada: vocês bateram na tecla mais de uma vez que a Luna é da Lufa-Lufa, mas ela é da Corvinal. Taí um negócio que sempre me incomodou um pouco nos livros, o fato de que nunca fomos apresentados ou incitados a gostar de um Lufano foda! Newt chegou pra mudar essa história. Filmaço, quem não assistiu, assista. E o melhor conselho que posso dar pra vc que não sabe nada de HP é: Leia a Pedra Filosofal, e desfrute o prazer de consumir essa maravilha pela primeira vez.

  • Marcelo Aguiar Duarte Filho

    Excelente cast, mantendo o alto nível habitual.
    Sobre a pena de morte aplicada em Newt e Tina, vale lembrar que ela foi decretada por Grindelwald para cumprimento imediato, talvez tentando evitar que a decisão fosse revista. Ou seja, não deveria ser o padrão para a MACUSA em situações semelhantes.
    Precisamos de um cast de A Chegada! Por favor!

  • Priscila

    Juras, parabéns pelo cast! Adorei o filme e o cast e acho que vou ver de novo em breve! haha

    Só queria falar de uma coisa que vcs esqueceram de mencionar: que a segregação é tão forte nos Estados Unidos que lá os bruxos não podem casar com não-majs.

    E tbm não queria o Johnny Depp no filme, mas só porque depois que ele fez o papel do Jack Sparrow, fiquei com a impressão de que ele é o Jack em todos os outros filmes.

  • Jean Baldaia

    Nossa pessoal.. foi um cast patrocinado? Sou fã da franquia e o que posso falar é que a fotografia foi sensacional. Só. Sobre o cast, praticamente nenhuma crítica relevante ao filme, perderam um tempão falando do nome do filme, comentarios vazios sobre os animais bonitinhos, 3d e imax, conseguiram elogiar até o colin farrell que não convence ninguém. A Porpentina entrega o Newt para a pena de morte e na cena seguinte os 2 estão rindo como se nada tivesse acontecido, nada é falado. Roteiro fraco, os protagonistas não têm carisma nenhum, o que salva são os 2 alívios cômicos. O que ouvi nesse cast foram fãs querendo acreditar que isso ai foi bom. E o Juras ainda termina com “consigo analisar criticamente o filme” e crava um 9. Decepcionante.

    • Diego Miguel
    • Kuroro Lucifer

      Achei engraçado também que quando comentaram sobre o Depp a unica mulher no cast não argumentou sobre aoifgaoiuhfoiahofi os caras ganharam um dinheiro nesse cast gente.

    • The One

      Cara. Analisar criticamente? O cara elogia filme da dc e dos x men.

    • Gp

      Puxação de saco ta complicada nesse cast mesmo.
      Pelo menos o juras ainda colocou que o ritmo do filme é meio fraco. Ai junta a uma ameaçã fraca que da um climax meia boca e filme como um todo fica sem “pegada”.
      Vale mesmo pela fotografia e pela visita do universo hp nessa nova york anos 20-30. E o pessoal do cast surpreso pela revelação final? serio?
      Acho que até nos trailers já tinha telegrafado isso

  • Fernanda Pederiva

    Uma coisa que entendi do filme, que vocês não comentaram, foi a analogia feita entre: a relação dos não-maj com os bruxos e a relação entre negros e brancos na época. Acho que a JK se preocupou em trazer um pouco disso, aquele sociedade com mais preconceitos, buscando não se relacionar com que julgasse diferente.

    • Victor Hugo

      Pensei na mesma coisa ao assistir o filme.

  • Douglas Brito

    Curti o filme, muito divertido, com um bom tempo de duração, poucas mas boas referências ao universo de Harry Potter.
    Agora o podcast realmente parece ser quase um ep. patrocinado.

    Vocês realmente são fãs de Harry Potter hein, a piração dos filmes serem como “drogas” para os espectadores foi algo meio forçado.

    Abraço

    • Kuroro Lucifer

      Comentários longoooos demais sobre IMAX, wtf

  • Ric

    Na minha teoria… a irmã do Dumbledore ou Brian, é um Obscuro… Leiam a descrição dela… Muito possivelmente será Brian quem a Matará, em um golpe de misericórdia… assim como ele pediu ao Severo anos depois para fazer o mesmo.

  • César Lira

    Cara sei lá não vi o clima Harry Potter no filme…

    Aquele sentimento deles chegando em Hogwarts com o tema de fundo nunca voltará pelo jeito.

  • The One

    Filme lixo. Que venha logo Rogue One com os míseros 6 minutos de participação do Darth Vader

  • Herbert Parasio

    Correçao.
    Luna = Corvinal.

  • Rene Augusto Parpinelli

    Vcs são feras demais…. parabéns pelo trabalho

  • Diogo Maia

    Não sou chegado no universo Potter. Parei no penúltimo livro e nunca tive saco para ler o último. Os filmes também nunca me cativaram tanto, por isso fiquei tão surpreso com esse Fantastic Beasts, que pra mim é disparado o melhor da série até agora. Vou ver a sequência, certamente.

  • Aline M Santos

    Como é bom voltar para este mundo de magia… encantador e nostálgico!!! Pirei mais ainda quando o PH disse sobre segunda guerra mundial!!!! =D vamos esperar!!!

  • Pedro Rodrigues

    Toda vez que o Credence aparecia na tela começava a tocar Fortunate Son na minha cabeça

  • Dill Teles

    Luna é da corvinal.
    A briga que culmina na morte de Ariana, foi entre Grindelwald, Alvo e Aberforth.
    Provavelmente Ariana era um obscurus, devido ao ataque que sofreu quando criança por 03 crianças trouxas ao vê-la fazendo magia.

    O Crendence me lembrou o Kevin, então não achei uma interpretação inovadora do Ezra Miller.

    Mas adorei o filme, é sempre bom voltar ao mundo criado por J K Rowling.