sexta-feira, 09 de setembro de 2016

RapaduraCast 480
50 Anos de Star Trek (Jornada nas Estrelas)

Fique a vontade para participar do nosso debate, porque aqui você sabe: "Assistir é apenas o começo"!

Aperte o Play para começar o RapaduraCast Aperte o para começar o RapaduraCast

1x 1.5x 2x
0:00:00

2016 é um ano muito especial para ficção cientifica, principalmente porque comemoramos os 50 anos de Jornada nas Estrelas, ou melhor dizendo, Star Trek. Criada por Gene Roddenberry lá nos anos 60 e com objetivo de levar a tripulação da USS Enterprise em sua missão de cinco anos para “audaciosamente ir onde ninguém jamais esteve”, a franquia sempre teve um tom otimista para o futuro da humanidade. Afinal, o que aprendemos com essa jornada? Que lições tiramos com todas essas missões?

Jurandir Filho, Raphael SantosThiago Siqueira e Giovane Araújo revisitaram as séries clássicas/filmes que fazem parte da cultura pop por mais de meio século. A franquia sempre esteve à frente do seu tempo? Qual a importância da trilogia nova encabeçada por J.J. Abrams (dirigindo os dois primeiros e produzindo o terceiro)?

|| ESSE PODCAST É UM OFERECIMENTO

banner_rapadura

|| TIMELINE DO PODCAST
>> [Filmes e Séries Clássicas] até 1h7min
>> [Star Trek] A partir de 1h8min até 1h21min45seg
>> [Além da Escuridão: Star Trek] A partir de 1h21min46seg até 1h28min10seg
>> [Star Trek: Sem Fronteiras] A partir de 1h28min11seg

|| OUTROS ESPECIAIS DE 50 ANOS
RapaduraCast 301 – 50 Anos de James Bond
RapaduraCast 352 – 50 Anos de Doctor Who

|| ASSINE O RAPADURACAST
iTunes: Tem iPhone/iPad/Mac? Adiciona aí!
Android/WindowsPhone: Esse link é o do feed/rss do sucesso!

|| NOSSOS CONTATOS
Youtube: RapaduraTV
Instagram
@cinemacomrapadura
Twitter: @rapadura
Facebook/cinemacomrapadura
Telegram: /cinemacomrapadura

Compartilhe

Participantes

Giovane Araújo
Giovane Araújo
@giovanearaujoj
Jurandir Filho
Jurandir Filho
@jurandirfilho
Raphael Santos
Raphael Santos
@phsantos
Thiago Siqueira
Thiago Siqueira
@ThiagoSiQueiraF


  • Gleyson Cardoso

    ADOREI O FILME, DOU NOTA 10, AGORA VAMOS AO RAPADURACAST O MELHOR PODCAST DE CINEMA.

  • Tom

    Mega rapaduracast de Star trek!!!!! Eita cumpadi!!!!!

  • Presidente Exumador

    Interessante, vou ouvir o Cast, que com certeza será divertido mas vou deixar pra ver no cinema um filme maior, no final do ano. Star Trek dá pra ver na TV mesmo…

  • Carlos Baptista

    Eu consigo ver os filmes antigos de boa sem ver a série?

    • LUNATIC

      Sim, até é recomendável ver os filmes antes pois a serie é um pouco datada.

      • Carlos Baptista

        Sinceramente perguntei pq ja tentei ver a série e simplesmente não da pra mim.

    • Eu recomendo, aliás, assistir só os filmes 😀

      • DS9/BSG

        Pô Jurandir, só os filmes? herege kkkk
        Da pra assistir alguns episódios avulsos da série clássica de boa…é só respirar, pegar um dia tranquilo e aproveitar.
        A cidade a beira da eternidade
        Onde nenhum homem jamais esteve

        As outras séries tem episódios que não devem nada as series de hoje. Deep Space 9 e Voyager tem episódios de ação puro quase padrão Star Wars…

  • silas.

    No final das contas, eu considero os três filmes da renovação no mesmo nível. O que falta de roteiro mais ajustado ou encantador e melhor trabalhado em X é muito bem compensado parcialmente com belos momentos de ação ou aventura ou diálogos emocionantes ou pela própria qualidade técnica de uma boa fotografia, por exemplo, e o contrário em Y, etc.

    “Sem Fronteiras” está ótimo, isolado ou como parte de uma franquia com 50 anos de história. Bastante satisfatório assistir no cinema e numa sessão com som potente e tela bem grande. Pretendo rever o quanto antes, talvez em IMAX.

    Dou 4 estrelas e meia para a trilogia.

  • Lucas

    Muito bom o cast, mas eu ainda gostaria de saber a opinião de vcs a respeito da bilheteria desses novos filmes. Não que importe é claro, pois acho todos muito bons de qualquer maneira, mas esses novos filmes não creio que podem ser considerados grandes sucessos de bilheteria, o que pode ser algo preocupante para sequências. O primeiro fez 385 milhões, o segundo foi o melhor com 467 milhões, e o terceiro tá bem fraquinho, com apenas 294 milhões até o momento, e não parece que vai aumentar muito mais que isso. Acredito que com esses números dá pra perceber que o pessoal gostou muito do primeiro filme e foi ver o segundo mas acabou não gostando tanto, e isso impactou na bilheteria desse terceiro. O que é uma pena pois esse terceiro filme é muito superior ao segundo. E quando comparamos ainda essas bilheterias com de outros filmes como o novo Star Wars ou com a maioria de filmes de super heróis, vemos que está abaixo da média. O que garante que teremos sequências de Star Trek no cinema mesmo com números de bilheteria não tão altos como de outros blockbusters ?

  • Lucas

    Muito bom o cast, mas eu ainda gostaria de saber a opinião de vcs a respeito da bilheteria desses novos filmes. Não que importe é claro, pois acho todos muito bons de qualquer maneira, mas esses novos filmes não creio que podem ser considerados grandes sucessos de bilheteria, o que pode ser algo preocupante para sequências. O primeiro fez 385 milhões, o segundo foi o melhor com 467 milhões, e o terceiro tá bem fraquinho, com apenas 294 milhões até o momento, e não parece que vai aumentar muito mais que isso. Acredito que com esses números dá pra perceber que o pessoal gostou muito do primeiro filme e foi ver o segundo mas acabou não gostando tanto, e isso impactou na bilheteria desse terceiro. O que é uma pena pois esse terceiro filme é muito superior ao segundo. E quando comparamos ainda essas bilheterias com de outros filmes como o novo Star Wars ou com a maioria de filmes de super heróis, vemos que está abaixo da média. O que garante que teremos sequências de Star Trek no cinema mesmo com números de bilheteria não tão altos como de outros blockbusters? E porque a série parece não estar conseguindo atrair tantos seguidores quanto outras?

    • Cara, a bilheteria de Star Trek não ajuda :///
      Esse terceiro vai ser o que menos vai arrecadar dos 3.
      Vai ser bem dificil sair um 4º. Talvez se a série de TV render e fizer sucesso…

      • dpaya

        Fala isso não, Jurandir…Saí do cinema fazendo as contas de quanto tempo vou ter que esperar para voltar a esse universo fantástico!

  • Gabriel

    Essa é a beleza de Star Trek,acreditar que a humanidade ainda tem
    futuro, mesmo com tudo de ruim que acontece hoje, que no caso geram os
    Krall do futuro, que devem ser devidamente descartados com o tempo.

    https://www.youtube.com/watch?v=c3SqYg6dYMM

  • Michael Pereira

    Discordo completamente sobre as cenas de ação do JJ serem inferiores ou Justin. No Beyond as cenas de ação são basicamente em closes e borrões e difícil de se localizar durante as cenas.
    É só comparar as cenas da queda da Enterprise nos dois filmes, a do JJ é muito mais emocionante e olha que deveria ser mais impactante no Beyond devido as consequências no roteiro.

    • Rapaz, os “lens flare” do J.J. não ficam longe não viu…

      • Michael Pereira

        Eu gosto bastante dos Lens flare, ai vai de gosto msm.

        • Lucas

          Eu também gosto dos lens flare, mas tem momentos assistindo Star Trek 1 e 2 em que parece que tem alguém apontando uma lanterna no seu olho. De tanto que tem chega a incomodar. Podia ter uns 40% a menos e ainda seria bonito.

  • San Ramon

    grande cast. O primeiro do JJ é o meu favorito, não que eu não conhecesse ou gostasse dos anteriores, mas ali eu vi o maravilhamento que a série precisar dar.

    Star Trek é sem dúvida uma utopia que vale a pena ter, e, talvez, o nosso futuro.

  • Maicon

    eu to ouvindo esse podcast igual o jurandir… acenando a cabeça e sorrindo

    auhauhuhauha…

    parece que tão falando grego, troçentos nomes de roteiristas, diretores, produtores, personagens, termos tecnicos do filme… fora o fato do giovane e do siqueira se emocionarem e falarem rapido demais, atropelando as palavras…

    • DS9/BSG

      Desculpe o texto longo, mas quando chegar às séries na Netflix em janeiro, se possível de uma chance, são muito boas, segue um resumo:

      A série Enterprise de 2001/2005, é focada no inicio da Federação, nos anos 2150.
      No universo de Star Trek quando uma civilização atinge um certo nível de conhecimento, essa civilização passa a ser importante para as demais raças da região e isso é determinado pela tecnologia de dobra, portanto quando os humanos desenvolvem a tecnologia (mostrada no filme Primeiro Contato/1996), os Vulcanos se interessam pelos humanos e passam a ajudar os humanos nessa transição para o cosmo, mas os Vulcanos tratam os humanos com desdém, como uma raça inferior e é dai que vem a ideia da Primeira Diretriz que a Federação vai usar no futuro, observar as raças em desenvolvimento e quando elas atingem esse estágio de evolução, a Federação entra em contato e faz esse intercâmbio com novos povos que passam a “frequentar” o espaço e com isso traz esses povos para a Federação e evita que eles saiam por ai se metendo em confusão, pois a ideia principal é que todos os povos seguem o mesmo principio de evolução e um dia chegam a tecnologia de dobra.

      A série clássica de 66/69 já acontece uns 70 anos depois da série Enterprise, quando a Federação já existe e é focada na missão de 5 anos da Enterprise com Kirk, Spock, Mckoy e apesar de datada, tem episódios clássicos da FC.

      Se alguém preferir, pode assistir as 3 séries a seguir, pois elas acontecem dentro de uma mesma linha de tempo e são mais modernas, são dos anos 90.

      A Nova Geração de 1987 a 1994, acontece 80 anos após o Kirk e segue outra tripulação de uma nova Enterprise, com o Capitão Picard no comando em missões cientificas e politicas da Federação. A série fala de tudo, ciência, politica, guerra…e do ser humano.
      Nessa série é apresentado a raça dos Cardassianos. Quem tinham um Império próximo da Federação.
      Quando os Cardassianos assinam um tratado com a Federação, alguns planetas são trocados e um desses planetas que era ocupado por humanos a gerações acaba ficando com os Cardassianos, que desejam a desocupação do planeta e isso acaba levando a um conflito, nascendo dai os Maquis, que seriam explorados na série e depois muito em Deep Space Nine, como um conflito parecido com israelenses e palestinos.

      Deep Space Nine, de 1993 a 1999. Quando o Capitão Picard é abduzido pela raça dos Borgs, ele ajuda essa raça a atacar a Federação e numa dessas batalhas, morre a esposa do Capitão Sisko. Alguns anos depois Sisko é colocado pela Federação pra comandar uma estação espacial numa região distante da Federação.
      A estação espacial pertencia à raça dos Cardassianos, que durante anos impuseram uma força de ocupação violenta ao planeta Bajor e agora se retiram do cenário e a Federação passa a fazer essa transição para que Bajor passe a integrar a Federação.
      O povo de Bajor tem como deuses uns seres espaciais que habitam um buraco de minhoca e acreditam num tal de emissário, que seria alguém enviado pelos deuses para ajudar o povo e veem no Capitão Sisko esse “profeta”. A série tem 7 temporadas e as 3 últimas são focadas numa guerra contra uma raça transmorfa de outro quadrante, o Dominium.
      O povo alienígena que são deuses para Bajor, são uma raça de seres que não conhecem o tempo linear, algo como apresentado em Interestelar, talvez seriam seres de uma quinta dimensão.

      Voyager, de 1995 a 2001.
      A nave da Capitã Janeway vai parar num outro quadrante da galáxia, do outro lado, e para retornar precisa manter a tripulação unida e nunca perder a esperança. A série tem personagens muito bons, em especial a Capitã, o doutor e é muito episódica, mas tem belos cenários, efeitos especiais ótimos e excelentes episódios de ficção cientifica e na quarta temporada é incluída no elenco a personagem da sete de nove, uma humana meio borg, que traz novo “vigor” a série.
      Meu episódio preferido é “num piscar de olhos”, quando a Voyager fica presa na orbita de um planeta que o tempo no planeta passa muito rápido, portanto da nave eles acompanham a evolução da raça do planeta. Sensacional.

      • Maicon

        confesso ter um tanto de medo, pois com certeza dataram bastante… mas vou fazer um esforço sim, valeu!

  • Francesca A

    ouvindo

  • Renan Conveniencia Macedo

    TUDO CAGADO ..GOSTEI NÃO CONFUSÃO DA PORRA.E AINDA TEM$$ NADA CONTRA.

  • Marco Minadeo

    Interessante a discussão sobre a Marinha, mas é difícil ter alguma coisa mais diferente de navegar no mar do que pilotar uma espaçonave. Devia ser uma força armada diferente das outras 3, não tem comparação…

  • Rodrigo DeAraujo

    Nunca tinha curtido Star Trek, ate ve o novo do JJ na semana que saiu nos cinemas lá nos EUA. Me tornei fã, mas ainda tenho que assistir os seriados antigos e os filmes antigos. Esse cast me deu água na boca de correr atrás do atraso e ve isso tudo. Valeu equipe rapadura.

    • Eduardo Tenório

      Para não ter o choque, recomendo começar pelo The Next Generation (Patrick Stewart como Capitão Pickard).

  • JuniorOnline

    Muito bom!

  • Roberto Santos

    Star Trek é a série da minha infância. Na época não sabia que havia influenciado tantas pessoas. Foi influência pra mim muito antes de Star Wars!!

  • Júnior Souza

    Jurandir, só passei pra perguntar sobre o podcast de “Onde Vivem os Monstros.”

  • Luis Fernando Mendes

    Opa soa gora que escutei o cast. na verdade to bem sumido daki mas agora eu tneho tempo de sobra pra desfrutar os cast perdidos.

    Star trek eu sou fã dos novos filmes, então não sou fã da serie classica ou dos antigos filmes. Quando eu tiver mais tempo eu assisto todos com certeza.

    Quanto aos novos filmes acho que já falei que me fez esquecer o pre conceito que eu tinha com os trekkers e se interessar ainda mais com o universo de Star Trek.

    Todos os filmes pelo menos para min são otimos, todos eu adorei poder desfrutar no cinema e todos eu aprovo com a minha nota acima de 9/10

    Ambos muito bem atuados, excelentes efeitos especiais e uma ótima composição sonora.

    Espero realmente que venham mais outros filmes e a homenagem ao Leonard Nimoy foi linda e aos fãs da série classica. Nem precisei ser fã da antiga série pra entender a alma desta cena em Star trek: Beyond e o Checov via fazer muita falta.

    Excelente cast. até os próximos e bora recuperar alguns cast perdidos

  • Diogo Maia

    Me surpreendi muito com esse terceiro filme, o melhor da trilogia reboot, com certeza.

  • Kyle

    Vi hoje, nossa que filme!!!
    Star Trek se supera a cada filme, merecia muito mais reconhecimento, mas enfim. Espero que venha mais, pois to amando essa saga.
    https://www.youtube.com/watch?v=c3SqYg6dYMM