Notícias   quarta-feira, 10 de Janeiro de 2018

Warner Bros anuncia grande reestruturação no seu quadro de lideranças

A restruturação acontece às sombras de uma possível fusão com outra enorme empresa de telecomunicação, a AT&T.

Warner Bros anuncia grande reestruturação no seu quadro de lideranças

Os estúdios Warner Bros anunciaram uma enorme reestruturação em seu quadro de lideranças – segundo o site The Wrap, a maior dos últimos anos. Toby Emmerich foi promovido à presidente do grupo de Filmagens, enquanto Sue Kroll é transferida para o Departamento de Produção. Com isso, Emmerich passa a liderar o maior estúdio, e Kroll assume sua nova função em abril, com um contrato inicial de três anos.

Blair Rich se torna presidente mundial de Marketing, respondendo à Emmerich. Ron Sanders, que até então coordenava a área de entretenimento para TV e streaming, torna-se responsável mundial pela área de distribuição, respondendo tanto à Emmerich quanto à Tsujihara.

“Nós precisamos adaptar constantemente nossas operações para permanecermos à frente de mudanças, enquanto preservamos nossa excelência criativa”, disse Tsujihara, presidente e CEO do Warner Bros Studios. “Unindo o marketing e a distribuição de filmes e de produções para a TV e streaming, poderemos gerenciar nossos títulos durante todo o seu ciclo de vida. Seremos mais capazes de responder às demandas dos consumidores, enquanto continuaremos criando experiências únicas, tanto cinematográficas quanto para TV e streaming, além de oferecer melhores benefícios para nossos parceiros de filmagem, exibição e distribuição”.

A reestruturação acontece às sombras de uma iminente fusão com a AT&T, uma gigante da telecomunicação. Essa fusão está sendo questionada, no entanto, por uma ação movida pelo Departamento de Justiça que visa evitar a formação de trustes. Ainda assim, um teste é esperado para março.

Kroll, que é uma das mais experientes executivas de Hollywood, continuará responsável pela supervisão das campanhas de premiação e lançamento de “Jogador Nº 1“, de Steven Spielberg, que será lançado em março, além de prosseguir com as obrigações ligadas à duas grandes produções, “Nasce uma Estrela” e “Motherless Brooklyn“.

Tsujihara tem mais um ano de contrato, e seu futuro na empresa depende da fusão com a AT&T. Jeff Bewkes, CEO da Time Warner, deve se afastar quando e se a fusão acontecer. De qualquer forma, Tsujihara se afastará das operações diárias de funcionamento do estúdio em favor de Emmerich.

Warner Bros. ficou em segundo lugar na Quota de Mercado de estúdios de filmes em 2017, isso graças ao sucesso de “Mulher Maravilha” e da nova versão do terror “It“.

Karina Constancio
@rapadura

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas