Notícias   domingo, 12 de novembro de 2017

Richard Dreyfuss é acusado de assédio sexual pela escritora e roteirista Jessica Teich

Ator nega parte das acusações.

Richard Dreyfuss é acusado de assédio sexual pela escritora e roteirista Jessica Teich

O próximo nome na recente lista de acusações de assédio é Richard Dreyfuss, ganhador do Oscar por “A Garota do Adeus” em 1977 e estrela de “Tubarão“, sendo denunciado pela escritora e roteirista Jessica Teich de tê-la assediado sexualmente. Teich escreveu no Facebook que Dreyfuss e seu irmão a assediaram repetidas vezes durante a produção de um roteiro para a TV.

“Essa figura de Hollywood, que tinha minha carreira em suas mãos, disse repetidas vezes ‘quero te f*der’, e seu irmão chegou a enfiar subitamente sua língua dentro da minha orelha. Foi a pior coisa que já aconteceu comigo? Nem de longe, mas foi um abuso de poder que me sufocou. [Após convidá-la para seu trailer nas gravações de um filme] e seu pênis estava exposto, e ele tentou me empurrar em sua direção. Lembro de meu rosto sendo trazido para perto de seu pênis”, denunciou a atriz.

O caso ocorrera em outubro de 1987, enquanto o trio preparava um especial sobre o bicentenário da constituição estadunidense para o canal ABC. Teich elaborou sobre o comportamento de Dreyfuss, relatando que o ator criava um ambiente de trabalho hostil que a “sexualizava, objetificava”, deixando-a insegura, repetindo várias vezes que queria manter relações sexuais com ela.

Dreyfuss veio à público para responder à denúncia.

“Eu valorizo e respeito mulheres, e eu valorizo e respeito honestidade, então quero contar a verdade complicada. No auge da minha fama nos anos 1970 eu me tornei um babaca – o tipo de homem que meu pai me preparou para ser. Eu vivia pelo lema ‘se você não flertar, você morre’. E eu realmente flertei. Nestes anos, afundei no mundo da celebridade e das drogas – o que não são desculpas, apenas verdades. […] Mas eu não sou um agressor. Nego enfaticamente ter me ‘exposto’ a Jessica Teich, de quem sou amigo há 30 anos. Flertei com ela, e lembro de tentar beijá-la como parte de algo que eu acreditava ser um ritual de sedução consensual. Estou aterrorizado e abismado pelo fato de não ter sido consensual. Eu não notei isso, e me faz reavaliar todos os relacionamentos que eu já tive e achei que eram mútuos e divertidos”, declarou o ator.

Teich retrucou dizendo estar surpresa com o retorno, dividindo-se entre ter compaixão por Dreyfuss devido ao fato de ele lidar com a realidade de suas ações, mas entristecida porque o ator não foi totalmente honesto. A escritora afirmou que os dois não são amigos e que as investidas jamais foram mútuas.

Este caso é a adição mais recente à uma onda de denúncias de abusos e assédios sexuais perpetrados por grandes nomes de Hollywood, que iniciou com múltiplas acusações contra o produtor Harvey Weinstein. A denúncia de Teich contra Dreyfuss vem à tona uma semana depois do ator sair em defesa de seu filho, Harry Dreyfuss, após este denunciar que o ator Kevin Spacey o havia apalpado durante ensaios para uma peça em 2008.

Até o momento, o próximo filme de Richard Dreyfuss é “Book Club“, a ser lançado em 2018 nos Estados Unidos, sem título oficial e data de lançamento no Brasil.

Erik Avilez
@eriksemc_

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas