Notícias   domingo, 12 de novembro de 2017

Louis C.K é acusado de assédio sexual por cinco mulheres

Em comunicado o comediante confirmou as acusações e pediu desculpas a todos os envolvidos.

Louis C.K é acusado de assédio sexual por cinco mulheres

De acordo com uma nova reportagem publicada pelo New York Times, o ator e comediante Louis C. K. (“Pets: A Vida Secreta dos Bichos”), foi acusado de assediar sexualmente cinco mulheres. A acusação se junta aos recentes casos de denúncias de assédio envolvendo nomes de Hollywood como Jeffrey Tambor, Dustin Hoffman, Brett Ratner, James Toback, Kevin Spacey e Harvey Weinstein.

Segundo os relatos das comediantes Dana Min Goodman e Julia Wolov, o comediante as convidou para uma uma comemoração após uma apresentação em um festival de comédia em Aspen, em 2002. Após chegarem ao hotel de C.K., ele perguntou se poderia colocar o pênis para fora da calça e elas riram, pensando que era uma piada.

“E aí ele realmente o fez. Ele tirou totalmente a roupa, ficou completamente nu e começou a se masturbar”, contou Goodman.

A comediante Rebeca Corry, conta que em 2005, durante a gravação de um piloto de um programa com Louis C. K., ele perguntou se eles poderiam ir para o camarim para ele se masturbar na frente dela.

“Ele se aproximou do meu rosto e perguntou: ‘Posso te perguntar uma coisa?’. Eu disse que sim e ele perguntou se poderíamos ir ao meu camarim para que ele se masturbasse na minha frente”.

Corry diz ter recusado, irritada, e o lembrado de que tinha uma esposa grávida e filha.

“A cara dele ficou vermelha e ele me disse que tinha problemas”, concluiu.

O comediante divulgou um comunicado confirmando que as acusações são verdadeiras e pediu desculpas à todos os envolvidos:

”Essas histórias são verdadeiras. Todos esses anos eu disse a mim mesmo que o que eu fiz era OK porque eu nunca tinha mostrado meu pênis para uma mulher sem perguntar antes, o que também é verdade. Mas o que eu aprendi mais tarde na vida, tarde demais, é que quando você tem poder sobre outra pessoa, pedir para ela olhar seu pênis não é uma questão, é uma ordem para elas. O poder que eu tinha sobre elas está no fato de que elas me admiravam. E eu usei esse poder de forma irresponsável. Eu me arrependi do que fiz e tentei aprender com isso. E correr disso. Agora eu sei o tamanho do dano que causei.  Se eu soubesse o dano que causaria a essas mulheres, que elas se sentiriam mal consigo mesmas e cautelosas perto de outros homens, eu nunca teria colocado elas nessa posição. […]

Eu causei dor na minha família, amigos, filhas e na mãe delas. Eu passei a minha longa e sortuda carreira falando qualquer coisa que eu queria. Agora darei um passo para trás e tomarei um tempo para ouvir”.

O próximo filme do comediante, “I Love You, Daddy”, tinha a estreia prevista para 17 de novembro de 2017, nos Estados Unidos, mas foi cancelada devido às acusações.

Silas Guedes
@silas_P8

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas


  • Deivid

    Um ano atrás essa mesma classe de Hollywood acusava o Trump de assédio sexual, e veja agora quantos já foram acusados até agora, bem hipócritas estes caras não?!