Notícias   quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Diretor explica por que filme de Bioshock não saiu do papel

Projeto foi cancelado pela Universal devido ao alto orçamento.

Muitos não sabem, mas uma das mais aclamadas franquias dos videogames quase foi para os cinemas. Em 2008, o diretor do terror “A Cura“, Gore Verbinski, seria o diretor do filme da franquia de games “Bioshock“. Porém quando tudo parecia estar encaminhado, a Universal cancelou o projeto, preocupada com o altíssimo orçamento. Em 2009 o diretor abandonou a adaptação.

Os fãs, no entanto, sempre se perguntaram como teria sido o filme e por que tudo foi por água abaixo. Recentemente Verbinski explicou o que aconteceu exatamente e se ele pretende voltar a uma possível versão cinematográfica inspirada nos jogos.

Durante uma sessão de perguntas no fórum Reddit,  o diretor explicou.

“Faltavam oito semanas para as filmagens quando cortaram o projeto. O filme tinha que ter classificação para maiores (“R Rated”) e também tinha de ser caro. É um universo muito rico e caro de se reproduzir em tela. Foi uma combinação desses fatores”, revelou. 

Segundo Verbinski, o sucesso recente de filmes com essa mesma classificação de faixa etária podem deixar uma possível adaptação de “Bioshock” mais atraente para executivos do estúdio. Se isso acontecesse, ele consideraria voltar ao projeto?

“As coisas mudaram e talvez haja uma nova chance, mas quando você esteve tão perto de fazer o filme, emocionalmente você já completou a transição de arquiteto para executor e seria difícil voltar a este ponto”, explicou.

Então para os fãs da franquia nos jogos, resta ter esperança de que a Universal se convença da ideia.

O primeiro jogo da franquia se passa nos anos 60 em uma cidade no fundo do oceano chamada Rapture, planejada para abrigar uma sociedade utópica onde todos viveriam em paz, mas que no fim acabou tomando outro rumo. O protagonista Jack chega ao local após se envolver em um acidente aquático e aos poucos desvenda os segredos da cidade.

Romulo Sousa
@romulodesousa

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas