Notícias   quinta-feira, 11 de junho de 2015

Christopher Lee, o Saruman de O Senhor dos Anéis, morre aos 93 anos

Ator também era reconhecido pelo Drácula, Scaramanga em "007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro" e Conde Dookan em "Star Wars".

O lendário ator britânico Christopher Lee, famoso por interpretar Drácula e Saruman em “O Senhor dos Anéis” e em “O Hobbit“, morreu no domingo (7), aos 93 anos,  informa o jornal The Telegraph. De acordo com a publicação, ele estava internado havia três semanas em um hospital de Londres, na Inglaterra, para se tratar de insuficiência cardíaca e respiratória. O Telegraph diz ainda que a esposa de Lee optou por adiar o anúncio da morte porque queria, antes, avisar os familiares. O agente de Lee disse, em comunicado, que a família “não deseja fazer comentários“.

Porém, várias pessoas repercutiram a morte do ator:

David Cameron, primeiro-ministro britânico, no Twitter:Triste ao saber da morte de Sir Christopher Lee, um titã da Idade de Ouro do Cinema e distinto veterano da Segunda Guerra Mundial que vai fazer muita falta“.

Dominic Monaghan, ator de “O Senhor dos Anéis”, no Twitter:Tão tão triste em ouvir isso #christopherlee morreu. Ele era uma pessoa fascinante. Jogou uma caneta bic em uma árvore na minha frente. #lenda

Bryan Adams, cantor, no Instagram:Que dia triste para o mundo ao perder esse incrível ator e ser humano“.

Mark Gatiss, ator, no Twitter:O grande, sempre criminosamente subestimado Sir Christopher Lee nos deixou. Um titã do cinema e uma enorme parte da minha juventude. Adeus“.

Robbie Collin, crítico de cinema do Telegraph:Pelo tempo em que ele atuou (que foi um tempo muito longo, de fato, seu primeiro papel no cinema foi uma pequena participação no romance de Terence Young ‘Corridor of Mirrors’, em 1948), seus personagens muitas vezes exalavam – não imortalidade, exatamente, mas uma espécie de imortalidade enobrecida. Você sempre sentia que eles estavam por perto mais tempo do que fosse talvez normalmente natural, e seu talento vai durar mais que todos nós“.

Jonathan Ross, apresentador da TV britânica, no Twitter:Tão triste ao saber que Sir Christiphet Lee morreu. Um grande ator, um grande astro, um surpreendentemente bom cantor e um homem adorável“.

Paddy Considine, ator, no Twitter:Uma verdadeira lenda morreu. Sir Christopher Lee.

Boris Johnson, prefeito da Grande Londres, no Twitter:Realmente triste ao ouvir sobre a morte de Christopher Lee, um dos maiores atores britânicos e um mestre do macabro“.

Reece Sheersmith, ator, no Twitter:Muito chateado ao saber que Sir Christopher Lee morreu. Um cavalheiro incrível que nos trouxe tantos papéis icônicos. Ele fará falta“.

Christopher Lee nasceu em Londres em 27 de maio de 1922. Seus primeiros trabalhos como ator são dos anos 1940, mas foi na década seguinte que ele se tornou uma estrela. Do período, destacam-se “A Maldição de Frankenstein” (1957), o seu Drácula em “O Vampiro da Noite” (1958) e “A Múmia” (1959). Com a popular produtora britânica Hammer Film Productions, especializada em longas de terror, repetiu o papel de Drácula em filmes lançados nos anos 1960 e 1970.

A imagem de vilão, contudo, parecia incomodá-lo. “Por favor, não me descrevam como uma ‘lenda do horror’. Eu deixei isso para trás“, afirmou em entrevista ao Telegraph.

Outro papel marcante foi o do vilão Scaramanga em “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro” (1974). Curiosamente, Lee era primo de Ian Fleming, escritor que criou James Bond. Nos últimos 15 anos, Christopher Lee foi apresentado a uma nova geração de fãs. Além de trabalhar em “O Senhor dos Anéis”, apareceu em outra franquia que está entre as mais populares da história do cinema: “Star Wars“, como Conde Dookan. Trabalhou ainda em filmes do cultuado cineasta americano Tim Burton, como “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça” (1999), o remake de “A Fantástica Fábrica de Chocolate” (2005), na pele do pai de Johnny Depp, e “Sombras da Noite” (2012). Conhecido por sua voz muito marcante, Lee também dublou inúmeros filmes, inclusive de Tim Burton. Deu voz a personagens de “A Noiva Cadáver” (2005) e “Alice no País das Maravilhas” (2010), entre outros.

Em 2001, Christopher Lee foi nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico por seus serviços como ator. Em 2009, foi nomeado Cavaleiro por seus serviços como ator e filantropo. Em 2011, ao receber um prêmio pelo conjunto da obra no Bafta, considerado o Oscar britânico, declarou que jamais se aposentaria.

Eu odeio ser um ídolo. Como dizia o querido [ator] Boris [Karloff], não vou pendurar as chuteiras até morrer“, declarou na ocasião.

Christopher Lee também atuou da divisão de operações especiais da Grã-Bretanha na 2ª Guerra Mundial.

Eu fiz parte do Serviço Aéreo Especial [SAS, na sigla original], mas nós somos proibidos – seja no passado, no presente ou no futuro – de falar sobre quaisquer operações específicas. Vamos dizer apenas que eu estava nas Forças Especiais e deixar por isso mesmo“, lembrou certa vez.

Ao longo da carreira, Christopher Lee explorou seu lado cantor e lançou discos, EPs e singles. Gostava muito de heavy metal. O mais recente trabalho foi o EP “Metal Knight”, lançado em 2014. “Associo o heavy metal à fantasia pelo tremendo poder que transmite“, explicou em um comunicado na época do lançamento.

Christopher Lee deixa a esposa, Birgit, conhecida como Gitte, com quem era casado desde 1961, e uma filha, Christina.

Arthur Yoffe
@rapadura

Compartilhe

Saiba mais sobre


Notícias Relacionadas


  • Ronaldo Campos

    Triste demais, perdemos não só um grande ator mas um grande homem !

  • Augusto

    Acho que vale a pena fazer um rapaduracast sobre a carreira desse ator muito foda de bom! Para mim foi a notícia mais triste deste ano até agora.

  • Yuri Albuquerque

    Os maiar/istari são imortais. Lee só voltou para Valinor. Obrigado por tudo grande mestre.

  • Don Ramon

    Grande ator e subestimado em produções televisas ou de baixo orçamento por boa parte das décadas de 80 a 90. Esse cara merece realmente um podcast. Foi agente na segunda guerra e parente de Ian Fleming o criador do James Bond além de ser o Drácula definitivo. Atuou em Games, Filmes como diz aí no post, até se lançou no mundo do Heavy Metal. Merece muito respeito!

  • Mauricio Mignone

    Christopher Lee estava para Drácula assim como Sean Connery para James Bond. Perfeitos e imortais.

  • Júlio

    Quase tão triste quanto a morte do Saruman, é um site de respeito dando Ctrl + C Ctrl + V descaradamente. http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015/06/christopher-lee-lendario-ator-britanico-morre-aos-93-anos.html