Matérias   sexta-feira, 12 de Janeiro de 2018

10 filmes e uma série para assistir no Amazon Prime Video

Uma bela lista de ótimas obras para desfrutar na plataforma de filmes e séries da Amazon.

10 filmes e uma série para assistir no Amazon Prime Video

Com o sucesso dos serviços de streaming como a Netflix e o HBO-GO, a maior loja varejista virtual do mundo, a Amazon, não perdeu tempo e também criou a sua plataforma de distribuição de filmes e séries. Tendo aportado no Brasil apenas no ano passado, o catálogo do Amazon Prime Vídeo no país ainda é uma tanto acanhado, mas repleto de pequenas pérolas cinematográficas que não são encontradas em nenhum dos outros dois serviços mais conhecidos.

Para que você não tenha que ficar garimpando estas verdadeiras joias por todo o aplicativo, o Cinema com Rapadura traz para você 10 opções fantásticas de filmes e, de bônus, uma indicação de série para você assistir e aproveitar.

“Closer – Perto Demais” (2005)

Um escritor frustrado (Jude Law) conhece uma jovem (Natalie Portman, maravilhosa!) na rua e se apaixona por ela, o que, por sorte dele, é um sentimento recíproco. Ao adquirir sucesso profissional, impulsionado pela nova namorada, ele começa a flertar com uma fotógrafa (Julia Roberts) que, por sua vez, está entrando em um novo relacionamento com um dermatologista esquentadinho (Clive Owen). Dirigido por Mike Nichols, a história do longa é uma adaptação da premiada peça de teatro escrita por Patrick Marber.

Por que assistir? Qual é o limite do amor? O quanto pode ser esticada a linha que separa o senso de individualidade humana, com a falta de empatia ao próximo? Estas e muitas outras perguntas são exploradas neste filme que possui algumas das cenas mais belas e românticas do cinema moderno, ao mesmo tempo que choca o expectador com seus diálogos cortantes e penosamente verdadeiros.

“Escola de Rock” (2003)

Jack Black é um guitarrista com ilusões de grandiosidade. Após ser expulso de sua banda, ele, sem querer querendo, vira professor substituto de uma tradicional escola americana e tenta transformar seus pequenos alunos em músicos de uma banda rock’n’roll.

Por que assistir? Dirigido por Richard Linklater, autor de obras tocantes como “Antes do Amanhecer” e “Boyhood“, este filme é uma verdadeira surpresa para quem acha que Jack Black só encabeça obras de “besteirol”. Extremamente simpático e musical, o longa dá uma aula de carisma, mostrando que ninguém é livre de algum talento nato, mesmo que ele esteja escondido. Assista e nós apostamos que você ficará vidrado na tela até mesmo nos divertidíssimos créditos finais.

“Medo da Verdade” (2007)

A estreia bem sucedida de Ben Affleck na direção, traz a história de uma garotinha de 4 anos que desparece de sua casa e a polícia faz pouco progresso em solucionar o caso. É nesse momento que sua tia, Beatrice McCready (Amy Ryan, espetacular!) contrata dois detetives particulares: Patrick Kenzie (Casey Affleck) e Angie Gennaro (Michelle Monaghan) para encontrar a menina.

Por que assistir? Este filme não é apropriado para pessoas com estômago fraco para injustiças e horror. Abstraindo o fato incômodo de que o protagonista do longa é o ator Casey Affleck, atolado até o pescoço por acusações de assédio e abuso sexual em Hollywood, esta fita é assustadora e perfeita na execução de seus objetivos. É mais uma daquelas obras em que você vai se encolhendo no sofá durante a projeção e torce, mesmo que em vão, para não testemunhar à frente o que há de pior nos seres humanos.

“O Último Grande Herói” (1993)

Jack Slater (Arnold Schwarzenegger) é um típico personagem herói brucutu de ação dos anos 80 e 90, que faz muito sucesso na séries de filmes “Jack Slater”. Quando um garoto, fã de Slater – é claro! -, acidentalmente vai parar dentro do filme, cabe ao musculoso ídolo proteger o menino do perigoso vilão “Estripador”.

Por que assistir? Este é mais um daqueles filmes subestimados que trazem uma ótima metáfora sobre o mundo do entretenimento, travestido de obra de ação descerebrada. Só pela cena em que o próprio Schwarzenegger, sem entender absolutamente nada, é compelido a lutar contra um vilão super caricato, que fugiu do filme e entrou no mundo real, já vale cada um dos míseros 120 minutos da fita.

“Filhos da Esperança” (2006)

Em um futuro distópico onde crianças não nascem mais e a pessoa mais jovem do mundo é assassinada, toda a esperança da terra praticamente se acaba. É neste momento que um homem destruído emocionalmente (Clive Owen de novo!!!!) precisa “escoltar” um verdadeiro “milagre” para um local seguro.

Por que assistir? Um dos mais importantes filmes deste século, o longa dirigido magistralmente por Alfonso Cuarón, que depois viria a dirigir outra maravilha, “Gravidade”, é um verdadeiro murro na cara! Intenso, desesperançoso e otimista ao mesmo tempo, este é um filme carregado de simbologias e sentimentos. Tente segurar o choro no momento em que uma batalha é momentaneamente paralisada em nome do futuro incerto. PS: assistindo a esta verdadeira obra prima, você ganha de brinde uma das melhores cenas em plano-sequência da história do cinema!

“Bonequinha de Luxo” (1961)

Holly (Audrey Hepburn) é uma jovem nova-iorquina que se orgulha de sua vida totalmente libertária. Ao conhecer um novo vizinho (George Peppard), ela acaba encarando a triste verdade que esconde por traz de sua bela figura.

Por que assistir? Esta que é considerada a primeira e melhor comédia romântica do mundo, também é uma obra à frente de seu tempo. Mostrando o cotidiano de uma garota de programa de luxo em plenos anos 60 e mais, glamorizando e desconstruindo o esteriótipo à ponto de muitas pessoas – até hoje, inclusive! – mal perceberem qual é a ocupação real da belíssima moça, que é interpretada com um nível de sutileza e “finesse” que só a maravilhosa Audrey Hepburn poderia entregar.

“City of Ghosts” (2017)

Documentário lançado no Festival Sundance de Cinema em janeiro de 2017, que segue as ações da organização independente síria Raqqa Is Being Slaughtered Silently e a posição ativista do grupo em meio às atitudes do Estado Islâmico.

Por que assistir? Já não bastasse este filme ter sido escrito e dirigido por Matthew Heineman, que é o responsável pelo magnífico “Cartel Land”, documentário sobre o combate ao tráfico de drogas no México que concorreu ao Oscar em 2016, este “City of Ghosts” tem sido lembrado e premiado em praticamente todas as premiações do gênero. Ele é um dos indicados ao prêmio Bafta 2018 e faz parte da lista dos 15 filmes pré-selecionados para a categoria no Oscar 2018.

“Killer Joe – Matador de Aluguel” (2011)

O jovem e mequetrefe criminoso (Emile Hirsch) contrata um perigoso assassino de aluguel (Matthew McConaughey) para matar a sua própria mãe, e assim ficar com o seguro de vida dela. Como garantia de pagamento, o pilantra oferece a sua própria irmã adolescente (Juno Temple) ao “bandidão”.

Por que assistir? Perverso, cruel e repleto de personagens idiotas e verdadeiros, este longa quebra todos os paradigmas possíveis e impossíveis de um script. A diversão transborda nos olhos de McConaughey, aqui interpretando um bandido tão asqueroso quanto sedutor, algo que só a mente doentia do mestre William Friedkin (“O Exorcista”) poderia conceber. PS: como diria um outro mestre, o jornalista Andre Barcinski:

“Nunca mais você irá olhar para uma coxa de frango frito com os mesmos olhos”

“Valerian e a Cidade dos Mil Planetas” (2017)

No século 28, Valerian (Dane DeHaan) e Laureline (Cara Delevingne) são agentes intergalácticos encarregados do ordem em todos os territórios humanos. Sob a ordem do Ministro da Defesa (Herbie Hancock), os dois embarcam juntos em uma missão para a cidade de Alpha onde uma força maligna que ameaça a existência pacífica da Cidade dos Mil Planetas. Os agentes devem correr para identificar a ameaça e proteger o futuro de todo o universo.

Por que assistir? Ok, nós sabemos que este filme não é graaaande coisa! Mas ele está aqui por dois motivos especiais: Primeiro, porque ele é o longa mais novo do catálogo do Amazon Prime. Segundo, porque as duas cenas iniciais são tão “fantasticamente” construídas, que deixam um pouquinho menos amargo o gosto das péssimas atuações do casal DeHann e Delevingne, e da história boba e desperdiçada do filme.

“Fogo Contra Fogo” (1995)

Neil McCauley (Robert De Niro) é um mega assaltante que leva uma vida solitária e não se apega a nada que não possa largar em apenas 30 segundos. Ele, seu braço direito Chris Shiherlis (Val Kilmer) e o resto da gangue estão realizando uma série de roubos altamente planejado, até que se deparam com um policial (Al Pacino) determinado a colocar um fim nessa empreitada criminosa.

Por que assistir? Se a informação de que Robert De Niro e Al Pacino, no auge de suas carreiras, atuam juntos em um mesmo filme já não te fizer correr para assistir, saiba que este longa é uma verdadeira obra prima dos filmes policiais. Dirigido com firmeza e maestria pelo cineasta Michael Mann, só a cena do assalto ao carro forte, ou mesmo a tão esperada e tensa conversa entre De Niro e Pacino em um restaurante, já valem mais do que 90 por cento dos filmes do gênero.

Agora, para coroar essa seleção incrível, porque não indicar uma ótima série exclusiva do catálogo do Amazon Prime?!

“Maravilhosa Sra. Maisel” (2017)

Em 1958, Nova York, a vida de Midge (Rachel Brosnahan) está nos eixos: marido, filhos e elegantes jantares em seu apartamento no Upper West Side. Mas quando a vida dela dá uma reviravolta, ela tem que decidir rapidamente o que mais sabe fazer. Tornar-se uma comediante é uma escolha inusitada para todos, exceto para ela. A série é escrita e dirigida por Amy Sherman-Palladino (“Gilmore Girls”).

Por que assistir? O catálogo de séries da Amazon Prime é de encher os olhos: “Mr. Robot”, “O Homem do Castelo Alto”, “Deuses Americanos”, “Parks And Recreation”, “Preacher”“O Exorcista”“Community”, “The Night Manager” e a atualíssima “This is Us”, estão apenas entre algumas das opções seriadas do serviço. Escolhemos “Maravilhosa Sra. Maisel” porque, além de ter levado o Globo de Ouro 2018 de melhor série de comédia para casa, a obra é também um importante e divertido veículo de empoderamento feminino, assunto oportuno e absolutamente atual. Assista e deixe-se levar por essa “mistura de “Seinfield” – que também está no cardápio da Amazon, vejam só!!! -, “Gilmore Girls” e “Mad Men”, uma ótima combinação segundo o nosso crítico Thiago Siqueira!

E você, quais são seus filmes e séries favoritas do catálogo atual do Amazon Prime Video? Comente e monte a sua lista. Assim, além de expressar a sua opinião, você ajuda outros leitores a conhecer novas obras inesquecíveis.

Rogério Montanare
@rmontanare

Compartilhe


Notícias Relacionadas


  • Brenda Lopes Chaves

    valeu pelas indicações, vou conferir.