Críticas   terça-feira, 09 de julho de 2013

Meu Malvado Favorito 2 (2013): um ex-supervilão como herói e pai apaixonado

Gru, suas filhas e os Minions estão de volta, com o ex-vilão agora tendo de lidar com o crescimento das garotas, um romance acidental e um novo inimigo, em continuação que tenta reprisar o sucesso comercial do filme original.

Em 2010, a novata Illumination Entertainment tomou o mercado de filmes animados de surpresa ao lançar “Meu Malvado Favorito”, que arrecadou pouco mais de meio bilhão de dólares nas bilheterias mundiais e deixou os executivos da Universal, estúdio responsável pela distribuição do longa, sorrindo de orelha a orelha.

O potencial comercial da franquia era óbvio, especialmente pelos simpáticos e desastrados minions. Portanto, uma continuação foi encomendada, com as duplas de diretores e roteiristas do original (Pierre Coffin e Chris Renaud e Ken Daurio e Cinco Paul, respectivamente) voltando aos seus postos, buscando replicar o sucesso daquela película. Assim, nasceu este “Meu Malvado Favorito 2”.

O ex-vilão Gru, tendo abraçado seu papel de pai das garotinhas Margô, Edith e Agnes, encara agora os problemas e alegrias que vêm com a paternidade. Mas quando um novo supervilão surge, o carequinha é recrutado por uma agência secreta para encontrá-lo em meio a lojistas de um shopping na sua cidade.

Para ajudar, é trazida a agente Lucy Wild, que conquista as filhas de Gru e desperta nele um romantismo que ele mesmo havia esquecido. Claro que, em meio à trama principal, que ainda envolve um criminoso latino conhecido como El Macho, ainda temos os minions de Gru aprontando das suas trapalhadas, sendo depois trazidos para o plot central.

Continuando a evolução de Gru rumo a se tornar uma pessoa melhor graças à influência de suas filhas, a produção referencia sucessos que vão desde a série 007 (no seu antagonista extravagante e a mocinha de nome exótico) a “O Virgem de 40 Anos” (algo curioso, pois Steve Carell faz a voz de Gru na versão original). Mas, ao contrário de filmes menos cotados, tais referências à cultura pop não tomam conta da fita, que segue interessada em seus próprios personagens, algo que pode ser creditado à manutenção dos roteiristas do primeiro longa.

Com Gru tendo aceitado seu papel de figura paterna no capítulo anterior, o passo lógico para se tomar com ele seria apresentá-lo a dilemas com os quais a audiência adulta possa se identificar, fazendo isso de modo que as crianças entendam e se divirtam, algo que o filme consegue. O relacionamento de Gru com Lucy humaniza ainda mais o protagonista, não sendo algo forçado dentro da trama.

As inserções dos minions durante a projeção servem para criar momentos de pura descontração. Por mais que às vezes surjam desconexas do restante da fita, é impossível negar que as criaturinhas são realmente engraçadas e carismáticas, cumprindo sua função básica de fazer rir.

Já o plot envolvendo o vilão e seus planos malignos acaba jogado para escanteio. O antagonista principal se mostra muito desinteressante e nem sua adoração pelos trabalhos anteriores de Gru é aproveitada pelo roteiro. Até mesmo o frango que Gru e Lucy encaram no meio da fita é mais marcante.

O design de produção do filme investe em traços arredondados e em um tom adequadamente cartunesco e caricatural. No entanto, assim como o vilão não é bem aproveitado, os cenários referentes a este também não o são, se mostrando extremamente genéricos. Já o 3D só mostra ao que veio durante os créditos, impressionando nas maluquices envolvendo os minions em preparação ao futuro filme solo dos amarelinhos, mas com a tecnologia sendo pouco empregada durante o filme em si.

Leandro Hassum volta a dublar Gru e continua a acertar na dose do sotaque bizarro do careca. Maria Clara Gueiros não tem a mesma sorte, com sua voz não encaixando bem com Lucy, algo que compromete um pouco a dublagem, mas nada que prejudique a produção.

“Meu Malvado Favorito 2” vai certamente agradar a criançada e os fãs do primeiro filme. Não é um novo clássico da sétima arte e a fita poderia muito bem passar sem alguns dos seus clichês, mas garante risadas honestas e é um bom passatempo para as férias.

Thiago Siqueira
@thiagosiqueiraf

Compartilhe

Meu Malvado Favorito 2 (2013)

Despicable Me 2 - Pierre Coffin, Chris Renaud

Gru (voz de Steve Carell/Leandro Hassum) mudou radicalmente sua vida e agora seu negócio é se dedicar às filhotas Agnes (Elsie Fisher), Edith (Dana Gaier) e Margo (Miranda Cosgrove), deixando de lado os tempos de vilão. Ele só não contava que seu passado de "ladrão da Lua" pudesse falar mais alto e ser responsável pelo seu recrutamento, através da AVL (Liga Anti-Vilões), para salvar o mundo na companhia da agente Lucy (Kristen Wiig/Maria Clara Gueiros). Juntos, eles precisam localizar o criminoso que roubou a fórmula PX41, e Gru desconfia que um antigo "concorrente", chamado El Macho (Beijamin Bratt/Sidney Magal), possa ser o responsável por essa maldade. Para completar os problemas, o parceiro Dr. Nefário (Russell Brand/Luiz Carlos Persy) resolveu abandoná-lo e Margo está vivendo seu primeiro amor.

Roteiro: Cinco Paul

Elenco: Steve Carell, Kristen Wiig, Benjamin Bratt, Miranda Cosgrove, Dana Gaier, Elsie Kate Fisher, Russell Brand, Ken Jeong, Steve Coogan, Moisés Arias, Nasim Pedrad, Kristen Schaal, Pierre Coffin, Chris Renaud, Vanessa Bayer, Ava Acres, Lori Alan, Jack Angel, Eva Bella, John Cygan

Compartilhe


  • Deivid

    Bacana, Que venha o 3 então.

  • Pedro

    Só faltou comentar da dublagem do El Macho, feita pelo Sidney Magal. hahaha

  • Glaydson

    Infelizmente, aqui onde moro (fortaleza), não foi disponibilizada sequer UMA sessão com o som original, a exemplo do que vem acontecendo com outros filmes. Será mais uma constatação do crescente analfabetismo cultural da nossa população? Afinal, ler é uma atividade muito trabalhosa e difícil. Terei que aguardar o lançamento em vídeo para poder assistir o filme.

  • Renato

    Está ai uma animação que eu quero muito assistir :). Mas na minha cidade só ficou uma semana em cartaz, e infelizmente não tive como ir ver !

  • Gracyelle

    Finalmente uma crítica acerca do filme a qual me identifiquei. Por isso sou fã do Sicas haha. Para mim MMF2 foi uma decepção. Achei muito forçadas as inserções dos minios durante a trama e diálogos totalmente sem graça (seria devido à dublagem?). Não me diverti e durante alguns minutos o filme sequer prendeu minha atenção. Tenho 24 anos mas sou amante de animações, estava começando a pensar que a idade estaria tirando minha emoção, mas acho que não hahha

  • rsandrin

    Legal, assisti ontem e gostei. Uma animação realmente divertida, sem forçar.
    Quanto ao Gru, o Leandro Hassum acertou em dublá-lo como uma versão caricata do Paulo Maluf.