Críticas   sábado, 28 de julho de 2012

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012): uma conclusão épica

Christopher Nolan pode não ter entregue um filme irrepreensível, mas é impossível não aplaudir de pé seu último trabalho com o homem-morcego.

Vejo que tenho um santuário em seus corações, e nos corações de seus descendentes, por várias gerações”.  Charles Dickens, em “Um Conto de Duas Cidades”.

Christopher Nolan declarou que sua inspiração para este “Batman – O Cavaleiro das Trevs Ressurge” foi o livro “Um Conto de Duas Cidades”, de Charles Dickens. Tal obra literária abre com a frase “Era o melhor dos tempos. Era o pior dos tempos”. Certamente, ela serve para descrever muito bem o estado de Gotham City e do personagem-título da fita.

Aqui, percebemos finalmente a verdadeira natureza da trilogia do cruzado de capa, iniciada em 2005 com “Batman Begins”. Fundem-se de maneira monumental os temas daquele primeiro filme e de sua continuação, “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, nos trazendo a este clímax para o drama vivido por seus personagens, sempre buscando criar um desfecho para os arcos iniciados sete anos antes.

Após Batman (Christian Bale) assumir a culpa pelos crimes de Harvey Dent, este se tornou um proscrito e sumiu na noite, não sendo visto em Gotham há quase uma década. Seu alter-ego, Bruce Wayne, se fechou em um exílio voluntário em sua mansão, tendo a companhia apenas de seu fiel mordomo, Alfred (Michael Caine), suscitando até mesmo pequenos rumores sobre sua condição física e sanidade.

As mentiras de Batman e de Jim Gordon (Gary Oldman) criaram uma paz falaciosa, fadada a não durar. Wayne é rechamado à vida quando é roubado pela linda gatuna Selina Kyle (Anne Hathaway) e com o aparecimento da bela filantropa Miranda Tate (Marion Cotillard) e do idealista policial John Blake (Joseph Gordon-Levitt), que investiga um mal que parece ter se instalado no coração de Gotham.

Surge então Bane (Tom Hardy), terrorista mascarado treinado pelo antigo mentor de Bruce, Ra’s Al Ghul (Liam Neeson), que busca completar a obra de seu antigo mestre com a ruína de Gotham e Batman. Cercado por todos os lados, Bruce Wayne deverá abraçar sua outra persona mais uma vez, ressurgindo para o seu maior triunfo ou para sua queda final.

O roteiro de Christopher e Jonathan Nolan para a trilogia é deveras operístico, fazendo com que tomadas e diálogos-chave dos filmes anteriores formem fascinantes rimas narrativas com este terceiro capítulo, tornando quase que obrigatória uma nova visita àqueles longas, que acabam fortalecidos por esta nova empreitada cinematográfica.

Vários momentos da produção parecem arrancados das páginas de algumas HQs. Durante as quase três horas de projeção do longa, os fãs reconhecerão tomadas que remetem diretamente às sagas “A Queda do Morcego”, “O Messias” e “Terra de Ninguém”, diálogos tirados de “O Cavaleiro das Trevas” e até mesmo alguns temas da fita ecoam em obras que não pertencem à franquia Batman como “Watchmen” e “V de Vingança”.

Nolan não se vê limitado pelas obras originais, mas não se furta a homenageá-las. Paradoxalmente, o cineasta não nega sua visão própria do personagem, afinal trata-se da conclusão de uma história que ele vem contando. De todo modo “Ressurge” é seu trabalho mais próximo às origens quadrinísticas do Homem-Morcego. Tal mistura funciona, com a película dialogando com os fãs de longa data, mas jamais alienando a plateia que nunca abriu uma revista sequer.

A profecia do Coringa no segundo filme de que a presença de Batman mudou tudo se mostra verdadeira. O surgimento de elementos mais fantásticos naquele mundo criado por Nolan tão próximo do nosso é uma decorrência lógica do surgimento do Cavaleiro das Trevas. Mesmo os momentos mais fantasiosos são mesmo que parcialmente ancorados na realidade.

Muito disso se deve à preferência de Nolan por efeitos práticos, só lançando mão de computação gráfica em último caso. Some-se isso à miríade de cenários espetaculares e completamente diferentes entre si que vemos e à direção de arte espetacular do longa, que chega a dar certa vazão até mesmo à paixão do cineasta pelo expressionismo alemão, quando nos mostra uma corte pervertida.

Tudo isso é fotografado de maneira fantástica por Wally Pfeister, colaborador habitual de Nolan. Há um belo contraste na paleta de cores de Pfeister que espelha muito bem a amplitude do espectro emocional do filme, desde a sombria tristeza de Bruce, a frieza de uma morte iminente e até uma idílica – e talvez impossível – possibilidade de alegria.

Depois do destaque dado ao Coringa no capítulo anterior da saga, esperava-se que Batman ganhasse mais tempo de tela nesta conclusão. Em verdade, o surgimento de tantos novos personagens fez com que as aparições do morcego fossem relativamente econômicas. Os holofotes se voltam para Bruce Wayne, mesmo com o protagonista sendo tirado de cena durante parte do segundo ato para ser reconstruído, sendo essa queda e ascensão o ponto focal da fita.

Psicologicamente, mergulhamos a fundo nas motivações dos atos de Bruce, com Christian Bale fazendo um magnífico trabalho, especialmente quando surge ao lado de Michael Caine, cujo afetuoso e paternal Alfred pode lhe render uma justa indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante.

Enquanto, com sua habitual competência, Gary Oldman nos expõe o conflito que o honesto Gordon sente ao ocultar o terrível segredo de Harvey Dent e Morgan Freeman esbanja carisma com seu Lucius Fox, três novatos na franquia surpreendem. Anne Hathaway torna fácil cair de quatro por sua Selina Kyle, que se mostra tão boa atriz quanto a própria Hathaway, além de tremendamente perigosa, quase como uma versão femme fatale de Diabolique, possuindo um código moral deveras peculiar.

Joseph Gordon-Levitt também chega com bastante força através de seu John Blake. Levitt compõe este obstinado policial com uma energia impactante, sendo ele um dos motores que tira Bruce de sua inércia. Interessante notar como o personagem foi montado com características de figuras bastante conhecidas dos fãs, que se divertirão bastante ao reconhecer tais traços.

Tom Hardy caiu como uma luva para o papel de Bane. Tendo boa parte de seu rosto oculta pela máscara do personagem, Hardy foi obrigado a explorar o lado físico de sua interpretação, desde o seu olhar até a sua postura, sempre intimidadora. Essa presença física maciça, ressaltada pelo modo como é fotografado, traz de volta a figura imponente que o ator já havia nos apresentado em filmes como “Bronson” e “Guerreiro”.

Mas Bane não é apenas força bruta, possuindo um discurso perigosamente populista, visando seduzir os desamparados. Isso somado à tenebrosa e deveras eloquente voz do terrorista, apropriadamente lembrando a de Liam Neeson, e certamente o público verá um pouco de Darth Vader no vilão, criando uma figura poderosa física e mentalmente.

Quando Batman, Bane e Selina aparecem em combate, fica óbvio que Nolan fora influenciado pelos games “Arkham Asylum” e “Arkham City”, principalmente quando há uma multiplicidade de oponentes. Em momentos mais ambiciosos, como na cena de abertura, a amplitude da ação chega a impressionar, mesmo que a busca pela censura PG-13 prejudique um pouco em momentos que deveriam ter mais peso, como no derradeiro embate entre as forças de Bane e da polícia, que sofreu muito pela assepsia imposta à produção.

Certas falas excessivamente forçadas chegam sim a incomodar (algo que acontece muito com a personagem de Marion Cotillard, por exemplo), uma consequência do já citado tom operístico imposto pelos realizadores. Tal ritmo reverbera na magnífica trilha sonora de Hans Zimmer, que é um dos grandes trunfos da produção, sendo impossível conceber este longa sem a colaboração de Zimmer.

A montagem de Lee Smith funciona como um todo, existem alguns soluços pontuais no trabalho. Certos diálogos no primeiro ato são muito entrecortados e a cronologia da luta final é um pouco atrapalhada, mas Smith compensa esses tropeços em belas montagens paralelas, como na explosiva sequência que nos revela o plano de Bane.

A despeito de suas imperfeições, “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge” cumpre com seus intentos ambiciosos, entregando uma poderosíssima conclusão para a saga de seu herói. Recomendado.

___
Thiago Siqueira
 é crítico de cinema do CCR e participante fixo do RapaduraCast. Advogado por profissão e cinéfilo por natureza, é membro do CCR desde 2007. Formou-se em cursos de Crítica Cinematográfica e História e Estética do Cinema.

Thiago Siqueira
@thiagosiqueiraf

Compartilhe

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012)

-

Roteiro:

Elenco:

Compartilhe


  • Assisti hoje e só posso dizer o mesmo que o Barreto: Tô surtado!
    Como disse o Mau Saldanha no vídeo dele, a cena final é melhor que qualquer cena pós-créditos dos filmes da Marvel.
    Estou ansioso pelo cast de segunda.

    • lucassouza24
      • Felipe

        Bilheteria não significa NADA. Vide Transformers e Titanic: DUAS MERDAS, mas estão nos mais vistos. Isso é argumento de gente ACÉFALA o suficiente para achar Vingadores melhor que Batman. Os filmes do Cavaleiro das Trevas trazem diálogos INTELIGENTES, com vários tipos de questionamentos. Enquanto os filmecos da Marvel apelam para ação barata, com piadinhas infantis. “Chupa morceguinho” o caralho! The Dark Knight>>>>>>>>>>>>>>>>>> vingadores.

        • Cinemoide

          Mimimimi. Engraçado, quando The Dark Knight atingiu uma bilheteria de 1 bilhão de dólares os DCnéticos ficaram zoando os filmes da Marvel…. agora VISTAM A CARAPUÇA. Hehehehe!

          Vingadores >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> The Dark Knight (2008).

          Fato!

          Batman Begins e The Dark Knight Rises são ótimos filmes, mas The Dark Knight (2008) = LIXO! rsrs

          • Johnny Serafim

            Concordo com quase tudo, só achei o melhor da trilogia o que vc disse ser o pior!! mas Vigadores chutou todos os traseiros!! kkkkkkkk

          • mariana

            Esse filme, “Vingadores” é péssimo! horrível! e com um elenco muito fraquinho, com exceção do Downey JR. Não existe comparação entre trilogia Batman e esse filme. Vingadores, um filme que trata de lutas no sentido literal da palavra e nada mais já o Batman, meu queridos, é um show de boas atuações, enredo extremamente realista que chega a cortar com a lâmina mais afiada nosso âmago, muito mais drama do que ação pura. Um show de filme!!

        • Gustavo Lovatto

          Na boa, se você esperava diálogos inteligentes do HULK, você tem sérios problemas…

          Aliás… a coisa que mais irrita é esse mimimi de comparar Vingadores x Dark Knight Rises. Os dois são igualmente fodas por méritos diferentes e próprios. Tentassem fazer os Vingadores ao estilo Batman do Nolan que ia ser um lixo. Mesma coisa se o Dark Knight Rises fosse um Homem de Ferro.

        • Johnny Serafim

          Transformers, concordo, com um pouco de cérebro, vc percebe que é um lixo, mas daí vc incluir Titanic aí, kkk, mostra seu grande conhecimento e gosto sobre a 7ª arte!!

      • Johnny Serafim

        LOL, chupa 2, Avengersrock!

    • Cinemoide

      Mas num é melhor que a cena em que aparece o Thanos NEM FODENDO!

      A cena final de The Dark Knight Rises é exatamente IGUAL a de MILHARES de filmes com finais surpresas. Ou seja, falta de originalidade TOTAL.

      A cena pós-créditos dos Vingadores SÓ QUEM CONHECE QUADRINHOS é que vai entender. Isso sim é genial, pois foi pensado NA OBRA ORIGINAL, e não uma adaptação na “visão do diretor” (que aliás, é o que Hollywood mais faz desde os anos 30) só pra ganhar público.

      • Os Vingadores é um filme excelente. É um dos grandes filmes desse ano. Divertido pra caramba e super bem executado. Eu tinha receio de que um filme com tantos heróis não focasse apenas no Homem de Ferro e Capitão América. Não tô criticando Vingadores, até porque não são dois filmes pra se comparar. Vingadores é um filme pra família inteira. The Dark Knight Rises é um filme mais tenso e sombrio, é um filme de ação com um herói encapuzado.

        O fato de eu achar a sequência final (e falo não somente da cena com o Michael Caine, mas desde a cena do Gordon-Levitt) melhor que qualquer cena pós-créditos dos filmes da Marvel é porque foi tudo construído pra esse momento final, e não por eu não gostar dos filmes da companhia do Stan Lee (até porque gosto muito). Essa cena final é o anel sendo destruído em O Retorno do Rei e o Frodo pegando aquele barco com os elfos.

        Acho que a discussão Marvel x DC não leva a lugar algum. A Marvel tem nos apresentado excelentes filmes e nos preparou por 10 anos pra nos divertir pra caramba com Avengers. Mas minha questão é que The Dark Knight Rises é a conclusão de trilogia. E uma conclusão com chave de ouro.

        Eu sabia desde o início que The Dark Knight Rises jamais ultrapassaria a bilheteria de Avengers. Não só por causa do 3D (que também influencia muito nos valores), mas porque o filme da Marvel – repito – é pra família. E isso não é um demérito.

        The Dark Knight Rises é um filmaço e o Nolan nos entregou uma obra-prima. Palmas para todo o elenco e a equipe (Jonathan Nolan, Emma Stone, David Goyer e Hans Zimmer). Filmaço fantástico e que encerra a trilogia nos deixando um gostinho de “Poxa, tem que ter mais uns 3!”.

        • *Emma Thomas

          • Boa noite vi o filme ontem e realmente FANTASTICO,CRISTIAN BALE realmente vingou no papel do BATMAN,vale lembrar que a historia desse filme para quem é fã do homem morcego a quase 30 anos igual eu e acompanho os gibis do HOMEM MORCEGO,e de outros herois da dc comics e marvel,esse ultimo filme foi a adaptação dos quadrinhos da QUEDA DE MURDOCK,DO DEMOLIDOR O HOMEM SEM MEDO,a historia é igual quem le vera, porem os personagens sao outros, publicado por FRANK MILLER e DAVID MASSUCHELI na decada de 80,os mesmos autores da maior saga do homem morcego nos quadrinhos,BATMAN ANO 1,que tenho em minha casa essas coleçoes todas.enfim PARABENS,BOM DEMAIS,FANTASTICO, BATMAN,O CAVALEIRO DAS TREVAS RESURGE!!!!

  • Suliver

    Vi o filme ontem e concordo com a crítica,o filme realmente é muito bom,vale cada centavo do ingresso!

  • Ótimo critica Sicas!
    Vi ontem e é sensacional! Sabia que o Nolan não ia decepcionar ninguém.
    Trilogia foda. (:

  • Rogis

    Ótima crítica. Ótimo filme. Um final épico. Eu tiraria 2 ou 3 cenas desnecessárias e sem lógica que estaria intocável. Me senti homenageado por Nolan. Percebe-se o envolvimento obviamente profissional, mas também emocional do diretor. A trilogia definitiva por gerações.

  • rodrigo souza

    muito boa a critica, o meu maior problema foi ter visto os outros filmes antes, esperava algo ao nivel de Batman – Cavaleiros das Trevas e o filme e muito mais Batman – Begins …. como filme e muito bom, mas não foi o que eu esperava :/ .

  • Rodrigo de sousa

    Melhor filme de herói já feito, melhor filme do nolan.
    OBRA PRIMA.
    uma pena que será ofuscado pelo Hobit$.

    • Raul

      O filme é muito bom. Nolan encerrou bem a trilogia. Mas se somarmos a quantidade de tempo que o Batman aparece na tela, não ultrapassa 30 minutos, 30 de 120. Batman era apenas uma participação especial, quando era para ser o personagem principal

      • Cinemoide

        Curioso você dizer isso… porque o personagem principal de The Dark Knight (2008) foi praticamente O CORINGA. E é o filme mais cultuado dessa trilogia pelos fãs. E é de longe O PIOR DOS 3 FILMES. Aliás, eu nem devia comparar aos outros dois, pois os outros dois tem roteiro bem elaborado e uma história pra contar. Já O Cavaleiro Das Trevas de 2008 só tem cenas de ação, pancadaria, atuações patéticas (exceto o Gary Oldman que manda bem nos 3 filmes, mas a do Christian Bale é horrorosa, e a do Heath Ledger é como o Alan Moore costuma falar “apagável”, rsrs).

        Já vi que The Dark Knight (2008) é um daqueles filmes feito pra fanboys, estilo as HQs do LOEB. Não tem história, não tem roteiro, não tem climax, não tem porra nenhuma a não ser explosões, perseguições, explosões, pancadaria, explosões, corre corre, explosões, Christian Bale fazendo força pra cagar quando tá com o manto do morcego, explosões, tiros…. eu já falei explosões???? Não lembro! rsrs

        • Rafael

          Putz cara, tu só fala besteira, seja menos ignorante.

  • Alex

    Melhor filme do Nolan,e o melhor filme do herói.Um filme incrível,uma pena q não vai ganhar muitos prêmios,pq o filme merece muito.

  • Obra prima! Deixa Vingadores no chinelo!
    Não vai ganhar Oscar porque Nolan é britânico, e americanos tem inveja do talento superior dos britânicos (vide o que fizeram com Inception, e as injustiças com Hitchcock e Chaplin no passado) … e além disso este prêmio não possui seriedade alguma…

    • Kleiton

      Perfeito, você falou tudo Rafael. Vingadores é um filme muito bom mas chega a ser infantil perto do Batman de Nolan e o Oscar é um prêmio da indústria americana bem diferente do Globo de ouro. A prova disso é o filme “Guerreiro” com Tom Hardy, o Osca não iria premiar mais uma vez um filme de luta.

      • Fernando

        OS Vingadores é infantil por si só. Não precisa comparar com nada.

      • LUNATIC

        Gostei mais dos Vingadores do que este Batman lol

        • Helton Magno

          Cara, respeito a sua opinião, mas talvez o fato de você ter gostado mais dos Vingadores (que não deixa de ser um exelente filme) justifique o seu pseudônimo “LUNATIC”.
          Foi mal, mas o trocadilho foi inevitável.

    • Anderson

      Pô, cara menos, né? Nada a ver isso do Nolan ser britânico. Ou vc esquece q o Tom Hooper, penúltimo vencedor do oscar de melhor diretor, é britânico? E outra esse foi o mais fraco dos três e além de prêmios técnicos, ñ merece ganhar nada.

    • lucassouza24

      Pare de dizer tolices, o Oscar é um premio clássico. Que da preferencia a filmes clássicos, e vamos combinar que o filme foi bom, mas esta longe de ganhar um oscar. Inveja dos britanicos??? Os americanos tem os melhores diretores, e é dono da maior industria cinematográfica, porque teria inveja dos britânicos em???

      • Cinemoide

        Ledo engano:

        Os MELHORES DIRETORES DA HISTÓRIA SÃO:

        1º Sergei Eisenstein (Soviético/Russo): Autor de O Encouraçado Potemkin, o filme MAIS REVOLUCIONÁRIO DA HISTÓRIA. Sem esse filme não existiria NADA do que vemos hoje no cinema de Hollywood em termos de montagem, efeitos visuais, fotografia, etc… Esse filme DEFINIU o cinema como ele é HOJE. Einsenstein é de longe o diretor mais vanguardista da história. Sua obra cinematográfica está em OUTRO PATAMAR.

        2º George Méliès (Francês): O PAI do cinema fantástico. Se O Encouraçado Potemkin definiu o cinema como ele é hoje, o filme Viagem à Lua de Méliès foi o filme que transformou o cinema documentado em cinema ficcional. Méliès foi o primeiro a ver que o cinema tinha um potencial teatral enorme.

        3º Orson Welles (Americano): O filme Cidadão Kane definiu o jeito definitivo de se escrever roteiros (claro, não é regra obedecer esse padrão, mas é o padrão mais utilizado NO MUNDO).

        4º Fritz Lang (Alemão): Metrópolis é DE LONGE a obra de ficção científica que mudou o rumo do cinema NESSE GÊNERO. E foi fonte de inspiração para George Lucas nos filmes Star Wars.

        5º Ingmar Bergman (Sueco): Ele levou o cinema arte a OUTRO PATAMAR. Ele fez filmes que faziam as pessoas olharem pra si mesmas e questionarem sua existêncialidade. ELE era de fato um ARTISTA…. diferente de James Camerons e Nolans da vida que só pensam em cinema entretenimento.

        6º D.W. Griffith (Americano): O diretor mais polêmico de TODOS OS TEMPOS. Considerado RACISTA pra muitos devido ao fato de usar atores brancos pintados de pretos para interpretarem personagens negros em seus filmes. Mas ele foi lá, deu a cara a tapa pra fazer obras que DERAM A LUZ À HOLLYWOOD. Sim, Griffith é O PAI de HOLLYWOOD como centro cinematográfico.

        7º F.W. Murnau (Alemão): Dentro do cinema macabro, expressionista, e sombrio, ele foi sem sombra de dúvidas o diretor MAIS INFLUÊNTE da história. E ainda CONSEGUIU fazer uma brilhante carreira EM HOLLYWOOD (e sendo alemão, mesmo depois da 1ª Guerra Mundial já ter sujado o nome dos alemães nos EUA).

        8º Alfred Hitchcock (Britânico): Não preciso falar nada, né? rsrs Aliás, se os filmes do Batman de Nolan são thrillers como os fanzocas sem noção gostam de dizer, então os filmes do Hitchcock são SNUFF MOVIES. A propósito, o filme dele Psicose, apesar de não inventar o gênero, é o filme mais influênte para os Slasher Movies, ao lado de O Massacre da Serra Elétrica e Halloween. Hitchcock também fez carreira em Hollywood.

        9º Luis Buñuel (Espanhol): Levou o surrealismo no cinema a outro nível. É impossível falar de cinema surrealista sem citar o nome desse sujeito, que TAMBÉM conseguiu fazer uma brilhante carreira em Hollywood.

        10º Charles Chaplin (Britânico): O maior cineasta da história. Além de ator, era também roteirista, diretor e compositor. Seus filmes pastelões continham sérias CRÍTICAS aos EUA, país que ele AMAVA apesar de ser britânico. Seus filmes tiveram críticas tão fortes contra os americanos que Chaplin foi acusado de ser comunista e foi EXPULSO dos EUA. Sendo que ele é um dos maiores responsáveis por Hollywood ser o que é hoje, a maior indústria de entretenimento cinematográfico do mundo. Anos depois os americanos repararam o erro de ter-lo expulsado do país presenteando-o com um oscar honorário. Chaplin cansou de dizer: “faço críticas aos EUA nos meus filmes porque eu AMO esse país, e quero ver-lo melhor”.

        Se repararem, só há 2 diretores americanos na lista, o resto são compostos de diretores de outros países. E a maioria deles fez carreira em Hollywood, mostrando que estrangeiros podem dar certo no cinema americano.

        • Johnny Serafim

          Cara, tu deve ser muito chato, ninguem deve te aguentar!! kkkk

        • Marcos Souza

          Cara, tu fala cada merda, mesmo!

          Primeiro, que Orson Welles revolucionou quase tudo em termos de cinema, ângulos de câmera, sacadas de mestre na direção para ‘brincar’ com quem está assistindo o filme, além de um roteiro genial.

          Segundo, tu fala de ficção e não cita Kubrick?

          Terceiro, tu fala de gênios, e não cita nomes como Sam Peckinpah, John Ford, Elia Kazan, Frank Capra, Milos Forman ou nomes vistos hoje ainda, como Clint Eastwood, Martin Scorcese ou nomes atuais, como Darren Aronofsky, David Fincher…

          Fala de revolucionar, sem falar em Tarantino ou Ridley Scott?

          Fala de ser bem sucedido em Hollywood, e não cita Coppola?

          Fala de polêmica, e não cita Oliver Stone no auge?

          Fala de terror, sem citar O BEBÊ DE ROSEMARY, do Polanski?

          Não cita Fellini, David Lean ou um cara que concorreu em varias categorias diferentes, como Warren Beatty?

          Fala de estrangeiros, e não cita Akira Kurosawa ou Ang Lee?

          Está precisando estudar mais garotinho, antes de se achar um grande conhecedor de cinema e ficar julgando os outros por aí!!!

    • Cinemoide

      OS DOIS FILMES SÃO PRA ADOLESCENTES!

      OS DOIS SÃO PG-13.

      Puta merda, ainda tem gente que realmente acredita que os filmes do Nolan são para adultos????????? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

      Só rindo! rsrs

  • Bruno Nóbrega

    O MELHOR FILME DO ANO, DISPARADO!! Olha se esse filme não concorrer e não ganhar nenhuma estatueta no Oscar: mostrará o descrédito que essa premiação chegou! Filmaçooooo… Muuuuuuuuuito bom mesmo!! As pessoas citam muito o final, que foi genial, de arrepiar e quantos mais adjetivos fomos encontrar, mas o filme todo foi excepcional. Com todo o respeito aos filmes da Marvel (muita fantasia, bobeira, coisas até factóides), a DC faz filmes em que adultos se sentem à-vontades em vê! Quanto eu tiver um filho e for levá-lo ao cinema e para tomar sorvete… Talvez eu o compre uns ingressos para os filmes da Marvel tbm. rsrs… Não falando sério: Não tem nem comparação os filmes do Batman feitos pelo Nolan, com esses filminhos que a Marvel vem lançando ultimamente (entre eles o tal dos vingadores)! Outro nível… Até mesmo comparado ao superman, da própria DC. A magia está no personagem, é o Batman o gerador de fascínio. Sua história é maravilhosa, capaz de reviravoltas inimagináveis… Batman é o único “super-herói” que permite reinventações dele mesmo! Nolan (fantástico) captou isso, com maestria! O que falar da atuação de Christhian Bale?! O Melhor interprete do Batman na história! Já está sendo difícil para nos fãs do morcegão, nos despedimos dessa turma! “com todo respeito aos demais… Mas o Batman é fod@!!”

    • Mozart Neto

      “a DC faz filmes em que adultos se sentem à-vontades em vê!”

      Menos, cara… não é a DC que faz filmes pra adultos e blablabla, o CHRISTOPHER NOLAN fez isso com o Batman. De resto, qual filme da DC tem uma abordagem semelhante? Superman Returns? Lanterna Verde?

      Mas concordo com você que o Batman permite “reinventações (sic)” dele mesmo, vide o seriado com Adam West, os pseudo-sombrios filmes do Burton, os toscos e ridículos filmes do Joel Schumacher e os do Nolan. São produções totalmente diferentes.

      Não há o que comparar, no contexto geral de filmes baseados em quadrinhos de super-heróis, a Marvel HUMILHA a DC, cujo único mérito são os filmes do Batman do Nolan, que são, sim, geniais, pois o Batman é praticamente o único personagem da DC que permite esse tipo de abordagem.

      Sem contar que a Marvel já tem um universo COERENTE estabelecido TAMBÉM no cinema, coisa que a DC, mesmo tendo um grande estúdio a disposição nunca teve capacidade de fazer.

      Quer dizer, a menos que a aquele suco verde que o Alfred leva para o Bruce seja feito a base de kriptonita, numa referencia ao Superman e o Flash tenha aparecido tão rápido que não foi possível a nós, expectadores, perceber. kkkkkkkkkkkkkkkkk!

  • Sheldon

    Po… o povo gosta de comparar com os filmes anteriores. Não precisa disso. Pra mim os três filmes fazem parte de uma única história, é uma saga. Essa saga do Nolan foi épica, sem mais. Eu achei o filme fantástico. Não vi cenas desnecessárias, mas tinha muita cena cortada lá, claro. Não iriam querer um filme de 4 horas de duração.
    Pois bem, o filme foi épico, a saga foi épica, sentirei saudades do morcego de Nolan. Mas valeu. Vida longa ao mestre Chris.

    • Gui Oliveira

      Achei algumas cenas meio estranhas como aquela que o Gordon entra no esgoto, como a do “conserto” da coluna do Bruce e mais algumas outras, mas nada que me faça achar o filme ruim, como alguns radicais que vi pela internet.

      • Diego

        estranho,mas ele não chegou a quebrar a coluna, foi apenas uma vertebra.

        • Gui Oliveira

          É porque fiquei com a impressão que houve uma “quebra” mais complicada ali, achei esquisita a tal cena na hora, mas quando revê-lo futuramente pode ser que isso mude.

    • Ananda

      disse tudo!

  • Gui Oliveira

    O filme é muito bom, mas creio que o Sicas deu 10 não pelo filme em si, mas para a saga como um todo, e com isso eu concordo plenamente. Só mudaria o texto ali embaixo para “altamente recomendado”, principalmente se você gostou dos filmes anteriores, não vejo como não gostar desse terceiro.

  • Marcelo

    Putz, vi o filme ontem, fraco. Primeiro de tudo excesso de personagens fez com q o filme ficasse lento demais, Nolan teve q contar a história de cada um, ficou muito demorado e chato. Ao meu ver não precisava da mulher gato e nem do Comissário Foley no filme, totalmente dispensáveis.A ação do filme ficou por conta da trilha sonora, nota 10! Pontos positivos para Joseph Gordon-Levitt trabalho sólido!! Tom Hardy muito bem também só aquele problema na voz que tiveram que aumentar o audio pq não estavam conseguindo entender o que ele falava que achei q ficou estranho, acho q uma voz mais grave deixaria o Bane mais amedrontador. Acho que Marion Cotillard foi mal utilizada no filme justamente por causa da Hathaway que teve um papel mais em destaque no filme que achei errado. Resumindo, Batman The Dark Knight Rise é como um gol de canela, feio, mas é um gol..

    • Z3hr0_C00l

      Concordo em relação ao Comissário Folley (INUTIL) e no excesso de personagens…. COMENTÁRIO EDITADO POR CONTA DE SPOILERS.

    • Mauricio

      Cala a boca, vc no minimo n conhece uma revista do Batman e muito menos a essência do personagem. Então n venha aqui falar besteira!!

  • Que este é o melhor filme do ano, sem dúvida nenhuma. Que eu não consigo me lembrar de um terceiro filme de uma trilogia que tenha sido pelo menos “decente”, isso é fato. Nolan conseguiu quebrar até mesmo a maldição do terceiro filme. Todos os atores estavam incríveis e isto foi uma bela surpresa. Tinha medo da Selina Kyle, mas a Anne foi simplesmente fantástica. Tom Hardy me deu muito medo com o seu Bane, que atuação. E o que dizer do Batman? Aliás, esse foi um filme do Bruce Wayne.
    Sai do cinema emocionada demais, nunca sai de um filme desse jeito. No final eu estava xingando o Nolan de tanta emoção. Cada cena eu só pensava “que filme é esse, que foda”, isso por quase três horas. Sem tempo pra pensar direito, sem tempo pra respirar. E o que foi esse final? O final mais surpreendente e fantástico de todos. Fico muito feliz de não ter lido nenhum spoiler antes. Na minha seção, o filme foi aplaudido. E é isso aí. Vou ao cinema assistir de novo, sem dúvidas. Vou rever os dois primeiros e conferir mais uma vez essa obra-prima, enquanto ainda está no cinema.

    • Alisson

      Dani Molica, O terceiro filme da trilogia “De volta para o futuro” é espetacular. Na minha opinião é umas das melhores trilogias de todos os tempos.

      • Gui Oliveira

        Sem esquecer da primeira trilogia de Star Wars e do Senhor dos Anéis.
        Colocaria Indiana Jones nessa conta, mas não sei se ele foi concebido inicialmente como trilogia, o que até acho difícil.

  • Jr

    Pelo visto a galera é bem pouco exigente. Achei o filme fraco, cheio de furos e final patético.

    Filme nota 10? Só aos olhos de uma criança. Uma nota 5 estaria de bom tamanho, talvez um pouco mais, por conta da trilha sonora e carisma do herói e vilão.

    • Z3hr0_C00l

      Forçou, nota 5? Não merece menos que 8…

    • Gui Oliveira

      Engraçado que o final foi um dos pontos que achei mais alto no filme, e não vi tantos furos assim, mas reparei que há bem mais do que nos filmes anteriores.
      Mas mesmo que ache que o filme não é digno de um 10, tampouco acho que valha um 5, tá com cara de alguém foi ver o filme com muita expectativa…

    • Kaio Cesar

      Tbm não acho que o filme valha 10, mas 5 tbm não neh!? É sim um filmaço, mas tem suas falhas e ficou excessivo na minha opinião…tem mtos diálogos chatos que poderiam ter sido tirados e o final do herói que se sacrifica por todos ficou meio clichê na minha opinião (acho que se tivessem inserido uma cena em que ele conserta o piloto automático teria ficado mais criativo)…um herói como batman, sem super-poderes, merece ser aclamado e ovacionado pelo povo de gotham e faltou isso pra mim.

    • julio

      Nota 5 ???????? da essa nota pro filme de justin bieber que vc deve ta assistindo… LOL cara fala q este filme merece nota 5 só pode ter MERDA na cabeça.!!!!!!!!!

    • Anderson

      Fnalmente alguém com juízo por aqui.

    • Cinemoide

      Não, The Dark Knight Rises merece um 10 sim. Tem furos, mas se falarmos de furos até mesmo O Poderoso Chefão do Coppola tem furos (bem disfarçados, diga-se de passagem).

      Filme que merece 5, aliás, ZERO, é The Dark Knight (2008). Filme LIXO em todos os sentidos!

      Só criança e fanboy que acha que ação = qualidade gosta daquela desgraça!

      Nenhuma trilogia é perfeita:

      Poderoso Chefão = o terceiro filme deixa a desejar se comparado aos dois primeiros.

      De Volta Para o Futuro = o segundo filme tem tantos furos, mas tantos furos, que The Dark Knight Rises parece um filme perfeito nesse aspecto. De Volta Para O Futuro 2 é um Queijo Suíço cinematográfico.

      Robocop = O terceiro filme é completamente dispensável.

      Star Wars, primeira trilogia = Até agora é a trilogia mais consistente feita pro cinema… mas o Retorno De Jedi tem um final bem piegas e clichê.

      Star Wars, segunda trilogia = O primeiro filme é um lixo, o segundo é bom, e o terceiro é ótimo. Trilogia instável.

      Senhor Dos Anéis = Os dois primeiros filmes são ótimos…. o terceiro é um lixo piegas e medíocre. Quer dizer, o terceiro filme tem muito mais cenas de sentimentalismo do que os outros dois… e os termos “Peter Jackson” e “sentimentalismo” não combinam. A não ser que seja uma cena ou outra, mas como os 3 filmes foram filmados juntos, Jackson deixou as cenas mais piegas pro desfecho, o que fodeu com a obra. Não sei se a obra é fiel aos livros, eu nunca li os livros, mas como filme o 3º deixou a desejar. Mas já digo, se nos livros tiver um final tão piegas como o do filme, aí mesmo é que eu nunca vou querer ler a obra de Tolkien.

      • Jorge

        Se interna, Dark Knight é uma obra prima e o MELHOR FILME DE SUPER HERÓIS JA FEITO!É sim , melhor q qualquer Marvel e aliais os unicos da marvel q prestam são homem aranha e s men e por pouco homem de ferro , capitão américa é ultrapassado e idiota e Tjor foi o pior filme de super heróis que eu ja vi, e os Vingadores por melhor que tenha sido não passa de “piadas e efeitos especiais” então aprende a entender de cinema e quem sabe eu o veja falar alguma coisa preste na próxima noticia , T+

  • Israel Noren

    Adorei o filme e a crítica está muito boa, mas acho que notei um erro:

    “A profecia do Coringa no segundo filme de que a presença de Batman mudou tudo transforma se mostra verdadeira.”
    É impressão minha ou aquele “transforma” tá sobrando?
    E outra, não era nesse filme que o Nolan tinha prometido uma surpresa de CGI no final, não vi isso no filme.

  • Gustavo

    Sinto cheiro de possível indicação de Michael Caine ao oscar.

    • Keilla

      Michael Caine merece muito que sua atuação seja lembrada com algum prêmio, não apenas por esse filme, mas por toda trilogia. É impossível não criar um vínculo de carinho e admiração pelo seu Alfred. Pra mim , o melhor personagem da saga.

      • Kaio Cesar

        Axo que a trilha também merece muito um oscar, o filme não seria nunca a mesma coisa sem a trilha genial de Hans Zimmer…

    • André Coutinho

      “Cheiro de Michael Caine” ficou engraçado…

  • lucasla

    Filme excelente, nota 9 com certeza!
    Só não dou 10 por pequenas falhas ou coisas que senti falta na minha opinião:

    [SPOILERS]
    – o batman não dá uma planada, um vôo sequer com sua capa, como teve nos outros filmes, senti falta de algumas “habilidades” do batman. Teve porradeiro, veículos voadores e tal, mas senti falta de ver algumas habilidades a mais.
    – Senti falta de morcegos! Estava torcendo pra ele chamar “Reforços” novamente, como fez no primeiro filme naquela cena onde ativa um dispositivo que atrai milhares de morcegos. No segundo filme tbm não teve, então esperava que nesse tivesse alguma cena assim novamente…
    – o fim do Bane foi muito repentino, merecia uma finalização mais trabalhada.

    Mas independente disso, o filme foi excelente, com certeza, achei superior ao anterior.. não, não sei… é.. não.. bom, pior não é, então ou é equivalente ou superior!

    • Alisson

      Concordo Lucas, O Bane merecia um final com mais requintes de vingança!

      • Kaio Cesar

        Concordo tbm, axo que ficou mto comum, tipo em outros filmes onde o herói apanha, apanha do vilão e dpois volta e o derrota com apenas um soco, como se tivesse tomado a poção do Asterix e Obelix…e concordo com o Lucas tbm, dava pra ter dado uma incrementada nas habilidades do Batman nesse filme tbm. Por fim, é um filme excelente e grandioso, mas não supera “Cavaleiro das Trevas” na minha humilde opinião.

  • Z3hr0_C00l

    Sinto uma pena tão grande em não podermos ver a FACE do Tom Hardy. A interpretação dele, apenas pela voz, perceber-se que é algo primoroso e proximo ao nivel de Heath Ledger. Infelizmente aquela mascara atrapalhou tudo.

    PS: Porra Ledger, porque diabos tu foi morrer? =/

    • dc-batman

      PS: Porra Ledger, porque diabos tu foi morrer? =/

      concordo plenamente

    • Giordano Bruno

      Concordo!
      O filme é show de bola mas não supera o Cavaleiro das Trevas.
      Achei o Batman “bonzinho” demais e meio tapado, por assim dizer…O Batman que conheci nos quadrinhos era mais gótico e inteligente, frio e manipulador…mas, ainda assim, um bom filme. Esperava mais, enfim.

  • jonathas marques

    Boa critica Sicas, um ótimo filme, o melhor filme de heroi para ser mais exato… redondo, fechando de uma forma que só Nolan poderia fazer…
    Os Vingadores não chega aos pés deste filme. o final perfeito, a não ser pela morte do Bane que foi muito rápida, e por terem mostrado o Bruce e Selina no final, aquele sorriso do Alfred já bastava… mas o fim, sim, os minutos finais na caverna, puta que pariu, perfeito….

  • Mauricio

    Só podemos agradecer ao Nolan pelo ecelente trabalho. O que ele fez pelo Batman no cinema ninguem mais foi capaz de fazer. Li Terra de Niguém na minha adolescência e pude presenciar isso se tornar realidade. Foram quase três horas intensas, sensacionais, foram adaptações incriveis de cada personagem . Simplismente Fatástico………….

    • Rogers

      os caras da rocksteady fizeram tambem o melhor game da historia de um superheroi que foi batman;arkam city ou seja os ultimos anos foram os melhores na historia do batman

  • Primeira trilogia da história do cinema em que as sequências são melhores que os antecessores…

    • João Paulo

      Discordo, o Senhor dos anéis já tem esse feito!

      • Senhor dos Anéis o 1º é melhor que o 2º, então quebrou a regra… pelo menos na minha opinião.

        Se bem que, repensando melhor minha opinião sobre esse batman, acho que TDK empata com TDKR… portanto, desconsidere o meu 1º comentário.
        Então, não consigo lembrar de alguma trilogia em que o 3º é melhor que o 2º e o 2º é melhor que o 1º.

  • LUNATIC

    Nota alta demais. Apesar de ser algo fiel aos quadrinhos o final é muito ruim. ( isso sem falar de um ou outro furo e da falta de ritmo ). Mesma qualidade do Begins. Nota 7/10

    • Anderson

      Um 6 já tá de bom tamanho

  • Alex Pereira

    Conclusão épica de uma trilogia mais que excelente. Foi a primeira vez que me empolguei tanto durante um filme, que sofri com os personagens, que senti realmente tudo aquilo que acontecia na tela.

    Pela primeira vez na minha vida eu aplaudi um filme em sua conclusão e chorei junto com o Alfred naquela cena final, chorando depois de alegria com aquela bela cena de final feliz.

    11/10 para esse filme épico.

  • Carlos Adão

    Filme muito, mas muito bom mesmo. E com cara de fim de ciclo, remetendo a coisas dos anteriores mas avançando ao mesmo tempo. E concordo com quem disse que esta é uma das poucas trilogias que vem em um crescendo. Apesar do Coringa do Ledger ser o personagem/vilão mais marcante/melhor de toda a trilogia, esse filme se tomado como um todo concegue superar o TDK.
    Mas a voz do Bane…podia ter sido feita melhor, hein. A mulher gato convence, apesar de não ter achado espetacular. Enfim, todos os personagens são interessantes mas se mantém dentro de uma média boa, ninguém se destaca muito dos demais como aconteceu no TDK e que incomodou alguns aqui do Cinema com Rapadura.
    Nunca fiquei tão ansioso por um Rapaduracast antes!

  • Leandroid

    Siqueira, admiro muito suas críticas! Parabéns pelo trabalho, gostaria de saber escrever sobre as coisas como você escreve e diz. Admiro muito sua inteligência! A crítica está perfeita e achei o filme excelente.

  • “Em momentos mais ambiciosos, como na cena de abertura, a amplitude da ação chega a impressionar, mesmo que a busca pela censura PG-13 prejudique um pouco em momentos que deveriam ter mais peso, como no derradeiro embate entre as forças de Bane e da polícia, que sofreu muito pela assepsia imposta à produção.”

    Eu simplesmente odiei essa cena, agora faz tudo mais sentido !

  • Emerson Ribeiro

    Eu não queria ser o chato que vem só para criticar mas… assisti o filme ontem e achei muito ruim. Nota cinco de dez no máximo. Não vou comentar agora, para não dar spoilers, mas saí bastante decepcionado e até p. da vida com algumas coisas… mas deixa pra depois quando todo mundo tiver assistido. 🙁

    • Arthur

      Realmente, gosto é igual a c*…

  • Felipe

    Toma essa, Vingadores! Qual é o melhor filme do ano? BATMAN, OBVIAMENTE. Não é uma ação barata que apela pra piadinhas, mas sim o fechamento de uma grande trilogia que elevou o genero super-heróis para outro patamar. Uma história INTELIGENTE. Chupa Marvel!

    • luis

      Dá pra ver que vc não ler quadrinhos, vingadores e batman são completamente diferentes, só retardados comparam. Aliás, a abertura do batman não superou vingadores

    • lucasla

      Brigar pq? Vingadores é o filme mais divertido do ano, que é justamente o que ele pretendia ser, e Batman é o filme de super herói mais sério desse ano, que também é justamente o que pretendia ser. Os dois filmes atingiram seus objetivos, a questão de melhor/pior agora é individual, pelo gosto de cada um. Os dois filmes são excelentes no que pretendem.

    • Felipe

      Leio quadrinhos sim. Mas leio os quadrinhos DECENTES, que foram um verdadeiro marco para a indústria. E esses estão na DC, com Alan Moore (Piada Mortal, Watchmen). Mas você, pseudo fã de quadrinhos, nem sabe quem esse cara é.
      E outra, estou falando de cinema! Parece aquelas crepusculetes que pedem pra você ler a merda do livro (marvetes não são muito diferentes). A diferença entre Batman e Vingadores, é que o último é um filme ACÉFALO. Não tem como pensar naquela merda. E dá sim pra comparar, pois são filmes de heróis, e isso é desculpinha de fanzoca da Marvel para o tão adorado filme dele, não sair perdendo. Retardado é quem toma aquela merda como marco cinematográfico, coisa que está longe de ser. Nunca chegará no nível Nolan.

    • Felipe

      E repito: CHUPA MARVEL! TDKR>>>>>>>>>>>vingadores.
      Dizer que Vingadores é melhor que Batman é a mesma coisa que dizer que Transformers é melhor que Poderoso Chefão: UMA BELA PIADA MORTAL (para o seu cérebro)!

      • Anderson

        “Nível Nolan”? Eu não acredito q li isso.

    • Felipe

      Excelente argumento, Anderson! “Não acredito que li isso”. Parabéns, você deveria fazer criticas cinematográficas, sabia?

  • homer

    Perfeito!o melhor filme do ano!a unica coisa que parte o coração é saber que acabou uma das ou a melhor trilogia que eu já vi.Merece mais do que nota maxima.

  • Cavaleiro

    “Já vi 2 vezes o filme, e tenho total certeza que Nolan terminou a trilogia do modo que para mim foi surpreendente.
    Sai do cinema realmente feliz, por ter apreciado o modo digno com que essa trilogia foi tratada por Nolan. Como ele elevou um herói da vergonha(Sim! Estou falando de Joel Schumacher)ao triunfo.
    Sempre fui fã do Batman, por crer que ele é o herói ou (anti-herói) mais próximo de nós. Que sua, sangra, se questiona e até se suja por algo maior. Por isto creio que
    as comparações com “Os Vingadores” só devem ser feitas a nível de ganhos em bilheteria. Chega ser injusto, devido a tamanha consistência que a trilogia Batman de Nolan apresenta. É um outro nível. É um patamar acima. É de um hiperrealismo fantástico jamais visto em qualquer adaptação de HQ’s no cinema. Com um final apoteótico e desafiador. Desafiador, por que a forma como Nolan terminou a trilogia é como se dissesse:
    “Tentem continuar daqui. Tentem fazer Melhor.”. É preciso ser no mínimo um diretor audaz e genial para a realização de um reboot sem a presença de Nolan.
    É com tamanha gratificação a Nolan, espero que este desafio demore a ser alcançado.”

  • kelvlin

    Não. Sinceramente, o filme não superou seu antecessor. Mas, ao invés de tentar se comparar com o TDK, o Nolan entregou mais um filme épico. Não merecem ser jamais comparados, embora seja uma sequência. Ambos devem ser aplaudidos e reverenciados. Ambos são fortes. Ambos ficaram pra história. O filme em si é suficiente para nos fazer esquecer do massacre do Colorado(exceto para familiares das vítimas e sobreviventes) e a arrecadação de bilheteria acabou por ficar em segundo plano pra nós, que até agora esperamos ver o quanto Os Vingadores vai apurar…

  • Cavaleiro

    Já vi 2 vezes o filme, e tenho total certeza que Nolan terminou a trilogia do modo que para mim foi surpreendente.
    Sai do cinema realmente feliz, por ter apreciado o modo digno com que essa trilogia foi tratada por Nolan. Um herói fadado a vergonha (Sim! estou falando de Joel Schumacher), ao ressurgimento triunfante.
    Sempre fui fã do Batman, por crer que ele é o herói ou (anti-herói) mais próximo de nós. Que sua, sangra, se questiona e até se suja por algo maior. Por isto creio que
    as comparações com “Os Vingadores” só devem ser feitas a nível de ganhos em bilheteria. Chega ser injusto, devido a tamanha consistência que a trilogia Batman de Nolan apresenta. É um outro nível. É um patamar acima. É de um hiperrealismo fantástico jamais visto em qualquer adaptação de HQ’s no cinema. Com um final apoteótico e desafiador. Desafiador, por que a forma como Nolan terminou a trilogia é como dissesse:
    “Tentem continuar daqui. Tentem fazer Melhor.”. É preciso ser no mínimo um diretor audaz e genial para a realização de um reboot sem a presença de Nolan.
    E em gratificação total a Nolan espero que este desafio demore a ser alcançado.”

  • Rogers

    essa trailogia do nolan assim como os games ja citados “btaman:arkham asylum” e “arkham city” criaram elementos que vão influenciar o batman e varios outros personagens durante muito tempo

  • Rafael monteiro

    Filme fraco, nota 5.
    Realmente as pessoas parecem bem cegas de amor ao personagem, erros imperdoáveis são completamente ignorados, tudo pela anestesia que esse amor cego por um personagem de quadrinhos causa.

    • Viuva Negra

      É verdade!
      Estamos todos cegos por um personagem de hq´s, fazer o que? cada um faz escolhas.

    • Gui Oliveira

      Quais erros ali são imperdoáveis? Há alguns furos, mas o saldo final me pareceu mais positivo do que negativo, pelo menos na opinião de vários.

  • Rafael

    Bando de retardados que comparam Batman com Vingadores. Eles são COMPLETAMENTE diferentes, otários. Batman é bom, Os Vingadores também é. Ponto final. Não vi nada de “infantil” no filme Os Vingadores, como muita gente disse. Só por que o filme é divertido significa ser infantil?! Ah, fala sério!

    • Marcos Davi

      Na verdade acho q os vingadores foi mais adulto – ou menos “criança” – do que devia. Pra mim a tentativa de tornar um filme mais adulto falhou. Tinha q ter infantilizado.

  • A única coisa que estragou foram as porcarias dos trailers!
    Todas as cenas de ação do filme estão nos trailers!!!
    Isto tirou a emoção em várias cenas que eu já sabia o que ia acontecer!!

    A partir de agora estou com o Maurício, NUNCA MAIS ASSISTO TRAILER!!!

    • hyla Fabiana

      Rafael, eu agradeço a mim mesma por duas coisas : Não ter visto nenhum trailer do filme ou spoilers depois da estreia nos EUA e ter revisto batman Begins antes…. ( TDK ainda estava fresco na memoria)

      Também saí emocionada da sala…. como tantos.

      Assisti ao filme na pre estreia e vou reassisti=lo hoje

  • Até hoje essa briguinha de ‘Os Vingadores’ X ‘O Cavaleiro das Trevas Ressurge’!?
    Até quando? Os dois filmes nunca disputaram nada oficialmente. Por mais que até um ator de ‘Batman’ tenha motivado um pouco a briga, isso é uma coisa dele. Os dois filmes são excelentes e diferentes.

  • Rodrigo

    O que posso dizer sobre “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge”?
    NADA…
    Um filme de final épico como Harry Potter 7 – Parte 2, emocionante, revelador, e quem não viu corre, pq esse não é dos filmes q vc vai ver no último dia, é merecedor de ser assistido todos os meses, semanas e dias
    A Warner Bros. (a melhor distribuidora) faz um ÉPICO com excelente produção, direção, fotografia, efeitos visuais, trilha sonora e mais importante, ELENCO (Christian Bale, Michael Caine, Gary Oldman, Anne Hathaway, Tom Hardy, Marion Cotillard, Joseph Gordon-Levitt e Morgan Freeman)
    Qualquer um que não tenha lido a HQ se surpreendera ainda mais com o filme.
    Recomendado, melhor filme de heróis das HQs

    • Felipe

      Concordo! A Warner realmente está EXCELENTE nesses últimos anos, trazendo genios como Nolan, Yates e Peter Jackson. Tanto Batman, como Harry Potter e Senhor dos Anéis foram ÉPICOS!

  • Viuva Negra

    Parabéns pela critica! Esse filme foi disparado o melhor do ano até agora, sai tão satisfeita da sessão, chorei, rir, senti raiva. Enfim agradeço o Nolan, a equipe, o elenco, por ter dado ao meu personagem preferido uma trilogia epica.

    P.S: Só senti falta do Coringa!

  • Assisti no sábado e só tenho uma palavra para descrever, ÉPICO.
    O filme é de arrepiar do inicio ao fim.

    Cenas de ação, dialogos bem montados e muitas surpresas.
    Adorei o Bane como vilão do filme. Ele assusta mais por ser compenetrado, focado do que por ser forte ou bruto.

    Anne Hattway mostrou que definitivamente é uma grande atriz, realizando um papel impecável durante o filme.

    O destaque pra mim fica pro Christian Bale e Michael Cane. Os dialogos entre eles e a conclusão me deixaram com nó na garganta, e minha esposa chorando copiosamente a meu lado.

    O filme é um espetaculo, e como o Jurandir fala , você ao ver esse filme DEVE se emocionar com ele. O filme leva você numa jornada de esperança e descrença sobre os fatos praticamente o tempo todo. E faz você vibrar quando os protagonistas que você gosta ou torce conseguem se superar.

    Verei novamente Dublado, por causa do Guilherme Brigs e sua equipe.

    E Mauricio, obrigado pelo conselho de não assistir trailers, só assisti apenas um, onde neste aparece o menino cantando no estadio. Foi a unica coisa previsivel para mim. Mas não fez diferença, o filme é excelente e não ver os trailers apenas aumentou minhas surpresas.

    Adorei, adorei ! Nolan é mestre, e fechou a trilogia magistralmente.
    Simplesmente visceral o filme.

  • Lucaspiove

    Minha opinião sobre o filme “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge”

    Esse já é o oitavo filme sobre o homem-morcego, que teve sua estreia no cinema em 1966, com uma história baseada na série e com os mesmos atores, onde temos uma comédia…/aventura. Só em 1989 que o personagem voltou as telas, gerando 2 filmes feitos pelo Tim Burton, desta vez de uma forma mais sombria e muito mais estilizada. Logo depois, em 1995, surgiu a versão do Joel Schummacher, que gerou 2 bombas carnavalescas…e ai “Batman” foi parar no fundo do poço.

    Em 2005, quando todo mundo pensava que o personagem do “Batman” estava morto no cinema…surgi um diretor chamado Christopher Nolan, que consegue dar vida ao personagem como nunca, desta vez…mostrando suas origens, seu treinamento com a “Liga das Sombras”, e nos entregando uma história muito mais profunda, realista e madura que as anteriores, humanizando “Bruce Wayne” da melhor forma possível. E o ritmo foi mantido com uma continuação de arrepiar, desta vez com um vilão que mexeu com todo o público, o “Coringa”, um psicopata que só quer ver o circo pegar fogo, neste filme vemos mais o talento de Nolan de criar tensão e situações complexas, vemos além de uma história de quadrinhos um verdadeiro thriller.

    Agora chega o ano de Nolan fechar sua trilogia, e o resultado é espetacular! A trama se passa 8 anos depois do seu antecessor, e é mostrado um “Bruce” isolado e com sua condição física deteriorada, Gotham está em tempos de paz, mas tudo muda com a chegada de “Bane”, que pretende aterrorizar e comandar a cidade, fazendo com que “Bruce” volte a vestir o manto de “Batman”.

    O roteiro, escrito por Nolan e seu irmão, é novamente de se admirar, conseguindo construir pontes com os filmes anteriores, uma trama densa, inteligente e surpreendente, chegando até ter referencias a crise econômica e ao socialismo. Chega a ser difícil trabalhar com tantos personagens, as vezes até sentimos falta de umas coisas, mas no final das contas o roteiro consegue deixa claro o objetivo e valor de cada um na trama.

    As atuações são todas boas, Christian Bale faz a sua melhor atuação na trilogia, entregando um “Bruce” perturbado, frágil e cheio de dores, junto com Michael Caine (Alfred) ele faz uma das cenas mais emocionantes, Caine é um ator fantástico, além dessa cena citada…ele faz uma outra que é de arrasar o coração. Voltando a falar sobre a atuação do Bale, desta vez no seu lado de “Batman”, mais uma vez ele compõe uma voz rouca sensacional, fazendo questão de transformar o alter-ego numa criatura totalmente separada da de “Bruce”, Bale é um dos melhores atores de sua geração. O vilão “Bane”, feito por Tom Hardy, é ótimo, chega a ser medonho, o ator com grande parte do rosto coberto pela máscara, consegue se expressar perfeitamente pelos olhos intimidadores e pela sua voz estranha. O “Coringa” é inesquecível, e continua sendo o melhor vilão da trilogia, mas “Bane” em nenhum momento deixa a desejar, sendo o adversário mais perigoso e monstruoso do “Batman” em toda trilogia. “Selina Kyle”, interpretada por Anne Hathaway, em nenhum momento é citada como “Mulher-Gato” no filme, achei isso muito interessante por parte do Nolan, e é bem interpretado pela atriz, se diferenciando bastante da antiga, mas mantendo o toque sensual.

    O climax do filme é impecável, com cenas de luta e ação de tirar o fôlego, principalmente as de “Batman”contra “Bane”, o diretor Christopher Nolan é mestre em criar cenas de tensão, principalmente em lhe dar com situações paralelas ao mesmo tempo sem perde o fôlego e ritmo. A um momento do filme que sentimos a falta de “Bruce/Batman”, isso poderia ser amenizado, mas o diretor optou por mostrar mais detalhadamente outras situações, mas ai quando chega os minutos finais ninguém se segura, é super empolgante e épico, com direito a reviravoltas de arrepiar!

    A escolha por filmar em 2D, foi totalmente certa, que essas bobagens fiquem para animações e James Cameron, na minha opinião só atrapalha na fotografia, talvez seja por causa do cinema podre, mas é assim…faze o que!

    Nolan novamente fazendo uma ótima direção e mostrando ser um dos melhores que surgiu atualmente, seus planos e sequências são magníficos, momentos em que filma “Bane” de baixo para cima, mostrando a superioridade dele perante aos outros, e vários detalhes são fantásticos. Trilha sonora de Hanz Zimmer é mais uma vez inspiradora e tocante, um compositor que veio pra ficar na história do cinema.

    Não vou dizer qual é o melhor da trilogia, todos tem sua importância, qualidade e erros, só sei que tudo se fechou com chave de ouro, foi um final sensacional, e quando tudo acaba você olha para trás e vê uma história toda construída e unida em 3 filmes distintos…poucos conseguem fazer isso. Não percam, recomendo todos a assistirem, e que não vejam sem ver os antecessores, na minha opinião já é um dos melhores do ano…se não o melhor!

  • Thiago

    Para mim o melhor filme que assisti , épico , perfeito , só me pergunto o porque nos EUA despencou ?! Será que foi com incidente ocorrido ?

    • Carlos

      O filme não despencou, uma queda de 60% de bilheteria na segunda semana não é anormal para estreia muito grandes. HP 7.2 caiu 72% no segundo final de semana. Vingadores caiu 50%. Cavaleiro das Trevas caiu 52%. Jogos Vorazes caiu 61%. Homem-Aranha 3 caiu 62%. Lua Nova caiu 70%. Piratas do Caribe 3 caiu 55%.

      Isso se explica pq a grande maioria dos fãs foram ver logo na estreia, não esperam para ver depois.

      Meios de comunicação que dizem que o filme despencou estão fazendo sencionalismo para tentar embutir à tragédia do maluco do cinema alguma correlação com o filme e aplicar a ela uma importância maior do que tem.

    • Anderson

      O melhor???? SE vc ñ tiver 12 anos de idade, isso quer dizer q tá precisando assistir mais filmes

  • O que dizer desse filme? Talvez possamos começar dizendo que Christopher Nolan encerra sua bathistória de uma maneira impressionante. O filme tem uma dimensão gigantesca; uma trama envolvente e cheia de reviravoltas; personagens cativantes e convincentes; vilões poderosos; uma ameaça catastrófica; e o fim da trilogia.

    Neste ponto, um parêntese: Assim, como X-Men e Homem-Aranha, o Batman encerra sua trilogia recente; mas diferente daquelas, o cavaleiro das trevas encerra de verdade sua história, de maneira mais convincente e melhor do que as outras. Sim, Homem-Aranha 3 sofreu muita intervenção do estúdio e isso prejudicou a qualidade do filme; enquanto X-Men 3 mudou de diretor e equipe criativa, o que quebra o direcionamento da trama.

    Batman, ainda bem, não sofre desse mal. Nolan e sua equipe terminam sua história como queriam, sem interferências do estúdio. Se por um lado, Ressurge funciona menos como um filme isolado do que Begins e O Cavaleiro das Trevas – já que recorre a muitos elementos dos filmes anteriores, inclusive, com reprises de cenas que ajudam a explicar algumas subtramas – por outro, o novo filme é, dito assim de imediato após assisti-lo, o melhor da trilogia.

    A trama é, surpreendentemente, mais simples do que a de O Cavaleiro das Trevas, que tinha uma miríade de subtramas que iam se complementando. Ressurge não é linear, mas suas subtramas estão mais interligadas, o que facilita seu acompanhamento. Os personagens são muito bem apresentados e são eles quem movem o filme e a trama.

    Como é de se esperar de Nolan, os personagens são muitos – Bruce Wayne, Alfred Pennyworth (seu sobrenome, salvo engano, é citado pela primeira vez na trilogia), Comissário Gordon, Selina Kyle, Bane, John Blake, Miranda Tate, Vice-Comissário Foley, Lucius Fox, John Daggett – mas nenhum é gratuito e cada um tem uma função muito específica na trama e acrescentam camadas.

    Ressurge começa oito anos após o fim do anterior: Harvey Dent (Aaron Eckhart, o Duas Caras) é adorado como um herói porque Batman e o Comissário Gordon armaram um plano no qual o próprio homem-morcego foi culpabilizado pelos crimes do Duas Caras e é perseguido pela polícia; o prefeito sancionou a Lei Harvey Dent que deu mais poderes à polícia e transferiu os criminosos do Asilo Arkham para a Prisão Blackgate; Gotham City tem índices baixíssimos de criminalidade; Bruce Wayne vive como um ermitão, afastado de sua vida social e correm boatos de que sofreu um acidente e está deformado; mas nem tudo são flores.

    Nos subterrâneos, literalmente, ameaças são forjadas, o passado do Batman virá para bater à sua porta e, sem querer, as ações de Selina Kyle levarão a um grande caos. Talvez seja o momento de Batman voltar…

    • Não se pode ir além disso sem começar a revelar segredos, mas o espectador irá perceber que a trama se desenvolve bem (às vezes rápido) amarrando pontas-soltas e trazendo algumas surpresas. Os fãs dos filmes anteriores adoraram ver as referências ao passado, enquanto os fãs dos quadrinhos são premiados com inúmeras referências, inclusive, com o personagem John Daggett, advindo diretamente de Batman – A Série Animada e também com algumas aparições nos quadrinhos do fim dos anos 1990.

      Esse fã também perceberá que toda a trama do filme é, na verdade, toda baseada nos quadrinhos, usando arcos como A Queda do Morcego e Terra de Ninguém.

      O fã pode perguntar: há a cena em que Bane “quebra” Batman? O que você acha?

      Ressurge traz um retrato impressionante do Batman como personagem. Como ele seria na vida real? O que alguém como ele faria após tantos anos de combate ao crime? Que decisões tomaria? Christian Bale está em seu melhor momento na série. Seu trabalho é impressionante.

      Os atores em sua maioria estão excelentes. Michael Caine poderia ganhar um Oscar por sua participação como Alfred

      Tom Hady está assustador como Bane, com seus olhos fazendo todo o trabalho (e sim, a voz foi corrigida para ficar audível). Anne Hathaway surpreende como a Mulher-Gato. E preste atenção no John Blake de Joseph Gordon-Levitt, que traz o grande elemento humano do filme e é fundamental à trama.

      O aspecto visual do filme é impressionante. As filmagens em IMAX deixam as imagens lindas, vivas e em altíssima resolução. Ao contrário dos anteriores, a maior parte de Ressurge se passa durante o dia, o que permite vermos detalhes dos cenários, dos figurinos e do Batman. Pela primeira vez, vemos a armadura, o rosto, os olhos e a expressão do Batman de perto às claras, o que é uma grata surpresa.

      Gotham City é mostrada o tempo todo, com filmagens aéreas mostrando seus prédios, pontes, a ilha e o continente. Ela é formada pela junção de Londres, Pittsburgh, Los
      Angeles, Nova York e Nova Jersey, e todas parecem mesmo ser uma só no filme. A grande quantidade de cenas externas faz parecer uma cidade de verdade. Mas uma Gotham de verdade, não apenas uma Nova York com outro nome.

      Como nos outros, Nolan carregou o filme de humor e ironia, nunca de maneira excessiva. Principalmente no início, é ótimo observar tais qualidades nos diálogos com Alfred, Lucius Fox e, especialmente, entre Bruce Wayne e Selina Kyle. O humor desaparece no segundo ato e daí para frente é só adrenalina crescente até um clímax final que deixa as pessoas sem saber o que pensar.

      E a penúltima cena do filme – aquela que o roteirista David S. Goyer disse em entrevista que foi a primeira que ele e Christopher Nolan escreveram há quatro anos e que permaneceu intocável – arrancou aplausos do cinema lotado em que assisti.

      A última cena é o fim. E o começo.

      Nota:1000

  • Alisson

    Dani Molica, O terceiro filme da trilogia “De volta para o futuro” é espetacular. Na minha opinião é umas das melhores trilogias de todos os tempos.

  • Léo Campos

    Gente, como assim? O filme não é essa genialidade toda!O-O
    Contém Spoilers abaixo******

    Como Bruce consegue voltar para Gothan? Ele não tinha dinheiro, e mesmo que tivesse, a cidade estava sitiada!
    A ligação do Bane com a Talia é muito fraca!
    O filme é previsível, as duas únicas cenas que me pegaram de surpresa (não vi vídeos com cenas do filme, nem nada) foram: a explicação da Talia com o Bane; e o Robin chamado Robin.
    O grande vilão morre como um capanga, e de certa forma vence o Batman no duelo corpo-a-corpo.
    O Batman é só mais um personagem, digo, os outros tem até mais importância que ele.
    Aquele Bane nem lembra o das HQs, nem é o das HQs.
    Sem contar que passaram oito anos e só o Bruce parecia mais velho.

    **************************

    O ponto forte é que ele segue bem os dois primeiros e tem uma excelente trilha sonora.

    • Tu é maluco??? se a Thalia tivesse mais ligação com Bane, qual a graça teria o final???
      Bruce, era membro da liga das sombras, é essa a diferença de superioridade dele entre os outros vilões e os meios de tá sempre a frente. Batman, foi a trilogia mais bem elaborada dos quadrinhos, ela é elaborada pra trazer o passado incluso,foi feita pra ser o começo, foi feita pra nunca ninguém tentar superar,foi feita pra se emocionar, adquirir valores reais.

      • Anderson

        Ai, meu Deus qnt babação. Ô, cara vc prestou realente atenção no q acabou de dizer? Prestou, mesmo? Todos os pontos citados, ali (ou furo de roteiro, mesmo) são extremamente válidos e ainda tem muitos outros, mas muitos, mesmo.

        • Felipe

          Furos de roteiro??????? Putz, preste atenção no filme, e depois venha comentar direito. No Cavaleiro das Trevas, Harvey não sabia se a mansão do Bruce ficava nos limites da cidade, lembra?????????????????????????????????????//
          Procure prestar mais atenção, ou ter um pouco mais de inteligencia (se você está acostumado com filmes mastigados como Vingadores) para poder assistir um filme.
          Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge: o melhor filme do ano! o melhor filme de herói! Genial!

  • Nadio

    O primeiro ruim o segundo Ótimo e o terceiro regular, sinceramente nada de mais nem chega aos pés do segundo, em termo de diversão os vingadores é bem melhor e como filme o cavaleiro das trevas da um banho na conclusão…

    • Como assim primeiro ruim?voce e debil mental ou oque?o segundo e excelente,e o terceiro e epico bem melhor que os vingadores,seu babaca retardado.

      • Giordano Bruno

        Concordo. Também não gostei muito do primeiro filme e idolatrei o segundo!
        Mas esse último me decepciono…como se diz, esperava mais.

  • Raphaell

    No final o Robin John Blake acha a batcaverna, isso poderia significar que ele seria um provável batman para a liga da justiça.

  • Para quem viu e reviu várias vezes os filmes 1 e 2, com certeza esperava mais do 3. Na minha opinião, o 2 é o melhor disparado e depois o 1 e 3 empatam. Mas isso não desmerece este grande filme. Apesar de extenso, o filme necessitaria de mais cenas para que o deixasse completo. O Blane mostrou ser o todo poderoso na primeira luta com o Batman, depois, no segundo encontro, estava pau a pau como se o Batman tivesse ganhado super poderes. De repente este filme mostrou o batman mais fácil de ser batido. A grande diferença é que nesse filme eram os músculos do Blane contra o batman, ja no segundo filme era a inteligência perversa do coringa contra o batman. Neste conceito, a inteligência supera a força, na minha opinião.

  • Daniel

    Galera, o nome verdadeiro daquele policial é Robin, vcs não viram no final?? Uma mulher até diz pra ele que o nome é bonito! Ai ele achou a caverna! Ele pode ser o Robin em um filme futuro!

    • Serio????

    • Pedro Leonardo SCCP

      Sério???[2]

    • Victor Hugo

      Caramba…como vc descobriu isso??

    • Johnny Serafim

      Genial!!

  • Cavaleiro

    “Não poderia de deixar de comentar…
    O que é a Anne Hathaway? Que atriz maravilhosa!
    A mulher-gato que ela apresenta dentro do universo de Nollan,
    é tão perfeita quanto a de Michelle Pfeiffer no universo de Tim Burton.
    Uma grata surpresa!”

  • 10 estrelas?????? aumente mais!!!

  • Anderson

    Nota alta demais, caro Siqueira. O filme nem tem esses brios todos q você citou e tem mto mais defeitos além do PG 13. O filme está muito longe de ser perfeito ou genial, como dizem por aí, inclusive você. Acho q vc poderia ter enfocado as (grandes) falhas no roteiro. Ñ vou soltar apoiler, mas ambos sabemos q aquela conversa q motivou o Bruce a voltar a ser o Batman parte de um fato muito mas muito forçado. Outra coisa forçada foi o Bruce ter se exilado apenas pela morte da Rachael e aquela cena final onde o Nolan apenas jogou na tela o q todo mundo queria ver, pois parece até q ele se esqueceu de como fazer uma decupagem.
    Enfim, são pontos e mais pontos fracos q qnd somados à grandiosidade do filme (é muita pompa q ele tem, convenhamos) o tornam apenas meia-boca.

    • Felipe

      Procure prestar mais atenção, ou ter um pouco mais de inteligencia (se você está acostumado com filmes mastigados como Vingadores) para poder assistir um filme.
      A morte de Rachael é SIM um grande motivo para sua exilação. Sem contar que tiveram que mentir para a esperança e ainda estavam caçando ele.
      O motivo dele ter voltado a ativa é que ele viu que Gotham estava de volta no perigo, por causa de Bane.
      Não, o filme não tem furos de roteiro, é VOCÊ que precisa prestar mais atenção!

      • Anderson

        Ah, amigo, faça-me o favor, né? O q motivou o Bruce a voltar à ativa foi a conversa dele com o Blake, onde o mesmo revela q descobriu sua identidade secreta por causa do “seu sorriso”. Sinceramente, se vc comprou isso, eu ñ sei o q dizer. E se vc acha q TDKR foi um filme complexo tbm deve achar a mesma coisa de Inception. Tsc, tsc vai ver alguma coisa de David Lynch antes de dizer q Nolan faz filmes complexos 😉

        • Felipe

          Anderson: os filmes do Nolan não precisam chegar ao nível de complexidade dos de Lynch. Ninguém está comparando com os filmes dele. E Inception É SIM complexo, assim como TDKR, para OS PADRÕES ATUAIS. Hoje em dia só vemos filmes mastigados, e Nolan recupera um pouco da “fórmula antiga”. E REVEJA o filme, e você vera o diálogo dele com Alfred, onde ele diz que irá voltar por causa do BANE. PRESTE ATENÇÃO!
          Rodrigo: A mansão Wayne não fica nos limites da cidade, por tanto, não estava sitiada. A localização não é dada, e ele levava suplementos. Não sabemos se a cidade era perto ou longe de Gotham

      • Rodrigo

        Atenção? O filme prende sua atenção com tambores e nada mais. Completamente sem graça, com pelo menos 1h inútil, personagens inúteis, subtramas abigobais. Francamente, o roteiro não tem nada de inteligente, as coisas simplesmente acontecem. [SPOILER] Você que é tão inteligente, me explica como que Bruce Wayne volta pra uma Gotham SITIADA estando FALIDO, saído de uma prisão no meio de um DESERTO em um país que ele NÃO CONHECE? Esse é um dos furos, e dá para passar pelo menos 2h45 falando dos demais defeitos, mas é atenção demais para uma porcaria dessas. Ainda não vi Insônia, mas tirando ele da conta, The Dark Knight Rises é o PIOR que ele já fez (sim, até Batman Begins é melhor). Toda essa hype irritante… Filme fraco do início ao fim.

        • Felipe

          Reveja o filme, por favor. Quais personagens inúteis? Todos foram importantes para o desfecho. O meio do filme pode até ter problemas de ritmo, isso eu admito, porém, não é completamente descartável, pois serviu para desenvolver os milhões de personagens na trama, e isso fez muito bem. O final é espetacular. Ninguém aqui (pelo menos eu) está dizendo que é o melhor filme de todos os tempos. Esse ano, O Cavaleiro das Trevas Ressurge domina!

    • Everton Rodrigues

      “Ñ vou soltar apoiler” Hahahahahaha!
      “morte da Rachael” Haahaahaahaahaahaaa!

  • “Como Bruce consegue voltar para Gothan? Ele não tinha dinheiro, e mesmo que tivesse, a cidade estava sitiada!” (Comentário do Léo Campos)
    Resposta: Ele guardou dinheiro na cueca e voltou para Gothan de submarino!

    Concordo com todos os furos citados, mas eles não estragam a obra. Se eu quiser ver realidade, então basta ligar a TV em um noticiário. Se vou ao cinema ver um filme de super herói de quadrinhos, quero diversão, não realismo extremo.

    • Felipe

      Lembra que a mansão Wayne não ficava nos limites da cidade? Lembra que ele pegou um monte de suporte e comida. Sem contar que não é dada a localização da prisão. Não sabemos se é distante de Gotham. E outra: a bomba ia estourar em 5 meses,e o Bane o colocou no inferno bem antes de aparecer em público. Não são furos de roteiro, é um filme complexo que requisita ATENÇÃO.
      Batman: o melhor filme do ano!

      • Anderson

        Ah, vc mais uma vez 🙁
        Cara ela é, sim distante de Gotham, pois é a mesma prisão q a Thalia escapou e onde o Ra’s Al Ghul conheceu sua esposa. E no próprio filme dizem q aquilo é em outro país. Ñ citam a localização, mas o lugar é o mesmo. Acho q é vc quem deveria ter prestado mais um pouco de atenção. E ao brother q postou o comentário, poxa eu tbm ñ esperava realismo extremo mas era isso q a trilogia se propôs a fazer e o próprio Nolan largou esse conceito por terra nessa terceira parte 🙂

        • Felipe

          Sim, óbvio que é outro país. Porém, não sabia que EUA é uma ilha isolada que não fica perto de nenhum outro país! E outra: ele tinha 5 MESES para chegar lá! É uma falta de atenção que eu nunca vi…

          • Anderson

            Bom, é óbvio q vc é um caso perdido. Ele ñ teve 5 meses p/ voltar, já q ele passou uma boa parte desse tempo trabalhando na sua recuperação e fuga. Qnd ele saiu do poço faltava m uma semana ou alguns dias p/ q a bommba detonasse, ñ lembro bem. Mas o filme deixa bem claro o prazo q ainda restava qnd ele conseguiu fugir e ñ, ñ restavam 5 meses 🙂
            Repito: É vc quem deve prestar mais atenção.

          • Felipe

            Eu já vi o filme 3 VEZES, e quando ele sai da prisão NADA deixa claro que falta uma semana! Eu disse que ele tinha 5 meses pra fugir e ir pra Gotham! E repito: PRESTE ATENÇÃO! Mas, obviamente, você é um caso perdido…

          • Felipe

            E outra, o Bane anunciou a bomba DEPOIS de ter colocado o Batman na prisão. O vilão volta, planeja a explosão no estádio e anuncia a bomba. Ou seja: Bruce tinha mais de 5 meses para sair e voltar. Se ele levasse mais tempo do que isso (sendo ele um treinado da Liga das Sombras) isso sim seria um furo de roteiro.
            Além de usar atenção, é preciso usar lógica 😉

          • Gui Oliveira

            Felipe, desculpa meter o bedelho no papo de vocês, mas enquanto o Bruce está preso, em um telejornal que passa na tv informa que a cidade de Gotham está sitiada há 84 dias, quase 3 meses, não tenho certeza se ele já está em recuperação, mas como ele quebra a tv jogando alguma coisa nela, tenho impressão que ele já até havia tentado até a escalada. Fora isso, não há mais em momento algum, qualquer referência a tempo no filme. Só voltam a falar em tempo novemente, quando o Bruce vai conversar com a Selina dizendo que a bomba vai estourar em algumas horas. Após a fuga dele da prisão, é impossível determinar quanto tempo ele realmente tinha para chegar a Gotham, assim como não há como definir que ele chegou a Gotham exatamente naquele momento que ele conversou com a Selina, ele pode ter chegado bem antes, preparou tudo e só depois colocou em ação.
            O filme tem alguns furos de roteiros, possui algumas situações bem fora da proposta do Nolan de trazer o Batman mais próximo a nossa “realidade”, mas isso não muda que é um dos melhores filmes do ano até agora.

          • Felipe

            Então, ele tinha 2 meses para chegar em Gotham. Obrigado Gui, isso foi esclarecedor 🙂

  • Quem reviu os filmes antes de assistir ao ultimo,provavelmente(como eu)deve ter amado o filme,e viu que ele amarra perfeitamente a triologia,esse filme e excelente dane-se se o filme tem furos no roteiro,ate vingadoes tem,para mim e o melhor filme do ano e ponto final.

    Quem nao gostou:Escolha,Morte? ou Exilio?

  • HYla Fabiana

    Engraçado que nnguém aqui comentou algo que, pelo menos EU não posso deixar de comentar.

    NINGUÉM MAIS ALÉM DE MIM ACHOU A “MULHER GATO” TOTALMENTE DESCONSTRUÍDA?
    Afinal de contas, o que tinha de gato ali?
    Poderia ser qualquer outra pessoa, uma mulher qualquer, uma ladra qualquer… não há mesmo nem referencias sobre “mulher gato” no filme, só uma leve, referndo-se a mesma como gatuna.

    Bom, esse é mais um desabafo para mim. NUNCA CONSEGUI ENXERGAR a Anne como mulher gato. Mas não podia dizer nada antes de assistir o filme…. E agora, depois que assiti, ESTOU LIVRE para dizer com todas as letras: NÃO VI A MULHER GATO NESSE FILME. Não digo que a interpretação foi ruim…. somente não foi mulher gato. Embora creia que era essa a intenção do Nolan.

    No mais. Filme épico.

    • Você não viu pq ela não lambeu o Batman? rsrsrs.

      Seria necessário o Batman falar o já clássico “I’m the Batman” pra você saber quem ele é???

      Imagino que não, assim como não há necessidade alguma de ser explicitado que aquela era a mulher-gato, visto que já estava bem claro, inclusive pelo nome, Selina Kyle.

  • Batman Begins5/5
    Batman The Dark Knight5/5
    Batman The Dark Knight Rises5/5

    Triologia epica.

  • Caros,

    Parabéns pelos comentários sobre o filme. Assino embaixo. Pena que não vi o filme na sessão do Cinema com Rapadura no Shopping Aldeota, e sim no Iguatemi.

    Gostaria de comentar sobre a atuação do Cristian Bale, já que geralmente muitas pessoas comentam como os outros atores da franquia são bons e roubam a cena do Batman.

    Isto é natural porque o cast da trilogia só tem fera na arte de atuar (ex: Gary Oldman), mas ser o personagem principal e carregar uma franquia deste porte é para quem faz muito bem feito.

    Aquela cena que o Alfred pede demissão ao Bruce Wayne é emocionante pela entrega do Michael Caine que o Christian Bale devolve na mesma intensidade. Indicações para os dois por favor!

    Acredito que ele faz perfeitamente as três faces do personagem: Caveleiro das Trevas (Heroi / Justiceiro), Bruce Wayne (Playboy) e o verdadeiro Bruce (Homem Morcego Atormentado, Culpado e Debilitado).

    Os filmes (ex: American Psycho, Rescue Dawn, 3:10 to Yuma, The Fighter) e prêmios falam pela sua carreira e talento. Porém, acho que a atuação do ator em todos os filmes da franquia deveria ser mais elogiada.

  • Nunca fui fã de Batman. Tinha medo daquele homem estranho no alto dos prédios. Homem que mais parecia uma gárgula! Fora a estória desinteressante e sem humor. E os filmes? Só coisa bizarra, irreal. Isso pra camuflar a chatice. Nem Tim Burton conseguiu atrair dignidade mundial ao herói. Bem, isso até 2005 quando um tal de Christopher Nolan ganhava notoriedade.
    “Batman Begins” trouxe um Morcegão mais interessante! Não idolatrei o filme, mas achei a produção bonita, um contexto mais real, um ator que mais condissesse com o papel e, na flor dos meus 18/19 aninhos, também achei o final incrivelmente interessante: a carta do Coringa. Bem, detestava toda a mitologia “batmiana“, mas se tivesse que selecionar algo bom na mitologia do herói, isso seria este vilão. De alguma forma eu gostava da loucura e, dentre os vilões de todas as histórias, ele seria um dos mais insanos e perturbadores!
    Anos passaram e foram chegando as imagens do Heath Ledger caracterizado como o personagem. Heath Ledger? Aquele ator teen de “10 Coisas Que Eu Odeio em Você”!? Apesar da estranheza, gostei da caracterização! Quando os trailers foram lançados, eu já começava a ficar ansioso para a estréia!
    Então, a tragédia! Seis meses antes do lançamento do filme, Heath Ledger faleceu, levantando teorias sobre até que ponto ele fora envolvido sombriamente pelo personagem. Não foi dito, mas a curiosidade em torno do filme, especificamente sobre o vilão, aumentou. “Batman – O Cavaleiro das Trevas” foi um estrondoso sucesso de bilheteria, além de ganhar respeito do público em geral, levando o filme de herói a outro patamar, o que já tinha sido iniciado por seu antecessor. Natural que se esperasse uma continuação. Mas, juntamente com a vontade, ficou a sensação de dúvida a respeito de uma sequência! Após o estrondoso sucesso, antecedido pela morte de Ledger – logo, a impossibilidade do seguimento do personagem -, o publico ficou com medo do que esperar. Os capítulos finais de sagas veem fazendo muito diretores consagrados perderem um pouco do prestígio!
    Quatro anos depois e o público já pode dar sua sentença: a conclusão do Universo Batman criado por Nolan chega ao fim. “Batman – O cavaleiro das Trevas Ressurge” fez barulho, muito barulho! Mesmo antes das exibições prévias a sortudos críticos nos EUA, os mais ansiosos acompanhavam fotos, vídeos, entrevistas, elenco. Cada detalhe da cada coisa envolvendo o projeto. Então, após as exibições especiais, as opiniões daqueles considerados super conhecedores de cinema foram publicadas. Sucesso: mais de 90% das críticas exaltavam o capítulo final, colocando seu mestre num patamar de altíssimo respeito! Christopher Johnathan James Nolan afirma-se como diretor de grande respeito de sua geração e grava seu nome para sempre na história de adaptações!
    Embora o filme vá dividir opiniões, não há de se negar a excelência, minúcia e cuidado do diretor! Uma vida é contada ao longo de três filmes. Batman Inicia, Cai e Ressurge, convidando o telespectador a mergulhar na escuridão própria, conhecendo-se melhor a fim de ressurgir sempre melhor e altivo! Sempre se dedicando ao que há de melhor sobre você, sempre se doando por completo mesmo que não seja justo!
    E pra segurar um roteiro de 164 minutos, nada mais apropriado pra afundar ainda mais o alter ego de Bruce Wayne (Christian Bale) do que o terror, a ferida americana! Na linha do tempo da estória, a conclusão inicia-se oito anos após o termino do capítulo do meio. A mansão Wayne já está reconstruída e o bilionário isola-se após a morte de seu amor, Rachel Dawes (Katie Holmes/Maggie Gyllenhaal) e a excomunhão do seu herói, tornando-se um sedentário, descuidado e solitário homem rico. Tamanho desinteresse por qualquer assunto o faz pôr sua cidade, fortuna e integridade física em risco já que o terror socialista representado por Bane (Tom Hardy) o desafia a voltar a ativa.
    Qualquer um que tenha visto pelo menos um trailer do filme sabe que o homem morcego encontraria seu maior desafio. Bane é tão inteligente quanto Bruce, mas mais forte fisicamente e qualificadamente acompanhado! Bruce precisa ir até o fundo do poço (mesmo) para ser páreo a ameaça!
    Embora o filme seja entendível por si só, sempre bom elevar a experiência assistindo (novamente ou não) os dois capítulos anteriores para um maior entendimento e fechamento. Gotham City esteve extremamente corrupta e perigosa por dois longas, mas após acreditarem não mais precisar de um vigilante mascarado, os cidadãos – e telespectadores – poderiam interpretar que a paz é utópica e que não há nada que não possa piorar. Mas há alguma situação irreparável?
    Nolan, diretor, produtor e roteirista – juntamente com seu irmão, Jonathan Nolan -, orquestra uma saga sobre a humanidade e o lado negro da mesma. Quando assumiu o projeto disse trazer a mitologia o mais próximo possível da realidade. Bem, dizer que a execução majestosa dessa promessa não foi fator relevante pro grande sucesso de suas obras seria mentira. Mesmo os maiores haters a escolha duvidada de Anne Hathaway como Selina Kyle/Mulher-Gato hão de se deixar levar pela classe, sensualidade e destreza da personagem. Incrível adição ao elenco além de Tom Hardy, que recebeu elogios unânimes de toda a equipe. Marion Cotillard (Miranda) e Joseph Gordon-Levitt (Blake) completam as novas adições ao núcleo principal do elenco.
    Mesmo tendo o diretor afirmado que jamais voltará a uma continuação de Batman do jeito que ele concebeu, tudo na produção cheira a continuação. Dar detalhes estragaria a surpresa, mas conhecendo a ambição dos grandes estúdios, sabe-se que a deixa para uma possível sequência fica. Em entrevista, o diretor afirmou que para por aqui, caso contrário viraria uma série e essa não é sua intenção!
    Caso cumpra com a promessa, o diretor ganha mais pontos com os fãs de cinema em geral que geralmente vêem-se indignados com a falta de respeito e descuido às suas estórias favoritas e suas origens, reclamando desde os roteiros com pontas soltas até a escolha dos atores. Tragédias à parte, hoje Nolan pode despedir-se tranquilamente de seu maior sucesso e dormir em paz por nesse momento estar sendo exaltado mundialmente.

    • Victor Hugo

      Bom texto, xará!!

    • Hyla Fabiana

      Excelente o seu texto!!!!!! Parabéns!! É o texto que eu encaminharia a qualquer pessoa para descrever, da forma como merece, a minha trilogia predileta de todos os tempos…

  • Barbara

    Olha, eu achei o filme essa coca-cola toda tb! E pensei que só eu que tinha sentido os ecos com “V de Vingana”. Q bom q não foi só piração minha. XD

  • Paulo

    Assisti ontem… tem muitas boas cenas…. mas pra um ”universo” que dizem ser tão sério tem muitos momentos de canastrice boba(até entendo que seja uma forma de homenagear as séries antigas, mas…) não que seja um filme ruim, mas os outros dois são melhores.

  • lucasla

    Ninguém sentiu falta do Batman chamar “reforços” no filme também? Só eu estava torcendo pra ele chamar um exército de morcegos como fez no primeiro filme? É verdade que talvez o filme tenha tantas cenas iradas que ninguem nem lembrou que ele podia fazer isso, mas se fizesse… se fizesse, seria algo mais irado ainda.

  • Vagner

    Excelente filme! Fecha a trilogia do Nolan de forma incrível e fascinante. A única maneira de dizer que esse filme é fraco, é compara-lo com o TDK do Coringa! TDK-R não deve ser comparado com seu antecessor, mas sim levar em conta que se trata de um conclusão dos “seus” antecessores! Se TDK foi o ápice da saga, esse ultimo filme é a conclusão de algo fantástico!
    Não vi tantos furos no roteiro como dizem e claro, achei que houve mais diálogos do que o necessário. Mas nada que maltrate esse final. E que FINAL!

  • Não é melhor que o anterior, mas é tão bom quanto, a maior surpresa do filme foi a performance de Anne Hathaway, quando anunciaram que ela seria a Mulher-Gato, eu torci o nariz,pois tinha aquela imagem da Michelle Pfeiffer, mas Anne surpreendeu e rouba cena diversas vezes(testoteronamente falando a posição dela pilotando a moto é o mundo), enquanto ao filme mesmo pra quem não curti Batman ou filmes de HQs, vale a pena ver o filme!

  • Everton Rodrigues

    Eu vi um erro no filme…
    AVISO DE SPOILER (eu sempre quis fazer isso!)
    Quando o Bruce tá na prisão o outro prisioneiro diz que ele está com uma vértebra exposta por que o Bane tinha quebrado muito ele. Depois, em outra cena aparece as costas dele sem nenhum arranhão…

  • Só digo uma coisa: preciso assistir esse filme contigo! rs
    Ótima crítica Thi! <3

  • Thiago

    Vendo sua nota Siqueira,lembrei do 10 para o fim da Trilogia Homem Aranha e que em um cast vc se explicou dizendo que foi por causa de uma empolgação inicial e que agora esperaria um pouco mais antes de escrever a crítica…a única coisa que eu posso te dizer é que vc poderia esperar um mês que sua nota não teria como ser diferente!!!!!O filme é SENSACIONAL!!!!!Sua crítica ficou a altura,texto muito bem escrito…parabéns!
    Não quero aqui comparar os filmes da trilogia Batman pois cada um teve seu valor…e esse fechou com chave de ouro!Tem os seus defeitos como qualquer filme,mas nada que desmereça o produto final.Ainda prefiro o filme anterior,mas fico agradecido por poder acompanhar um desfecho tão bem produzido.Como fã de quadrinhos fiquei feliz pelas citações feitas durante o filme e como fã de um bom cinema fiquei agradecido pelo modo que a obra foi conduzida.Para mim sem dúvida nenhuma o melhor filme do ano JUNTO com os Vingadores…
    E para os que não gostaram,eu só posso LAMENTAR por não estarem compartilhando dessa euforia e ficarem apenas tentando desmerecer o filme!(Que dó!)
    Já vi o filme duas vezes e nas duas vezes o filme foi aplaudido no final da sessão…se o filme é tão ruim como alguns dizem,eu só posso dizer:”A ignorância é uma benção mesmo!”

  • Roberto

    Ok, primeira vez que comento aqui no Rapadura.

    Para quem gostou incondicionalmente do filme, nota 10, das duas uma, ou é super fã boy ou não se incomoda com furos no roteiro jogados na sua cara toda hora, e eu digo tooooda hora!

    Não se iludam, tambem gosto de HQs, e não, não comparo Marvel com DC, isso eu deixo pra quem é fã boy fazer… Afinal, o meu é melhor que o seu, sempre!

    Gostei do filme como um todo, principalmente com a ajuda da trilha sonora e da fotografia, e tambem por gostar de quadrinhos (ja mencionei isso?) mas tem coisas que não dá pra passar..

    ——SPOILERS——-

    Óbvio que não vou lembrar de tudo, pra isso teria que ver mais algumas vezes, com uma caneta na mão, mas lá vai..

    *Qual a importância do Foley pro filme? Ir na frente dos policias pra confrontar o Bane?

    *Não sabia que armas desintegravam depois de presas nos esgotos, afinal, depois que os policiais sairam pra confrontar os capangas, NENHUM portava arma..

    *Por falar nessa cena, baita má pontaria desses capangas heim! (maldito PG-13)

    *Gotham sitiada, Bane pregando a distribuição das riquezas, uma cacetada de bandidos nas ruas (fora os que iriam se aproveitar da situação de não ter policiais), e o único “infrator” que vemos realmente é um menino que roubou uma maçã.. WTF?

    *Por falar nisso, o Bat (helicoptero do batman) sobrevive durante quase 5 meses no topo de um prédio, sem nem um vandalozinho passar que seja pra pichar o negócio?

    *Como o Bruce voltou pra casa depois da prisão? Sei não, mas acho que uma área semi deserta deve ser meio longe da cidade de Gotham, com seus 12 milhões de habitantes.

    *Batman vem do exílio sem cair no gelo, isso pq tinha mais meia dúzia de pessoas ali perto pra fazer mais um pesinho.. Strange

    *As shurikens do Batman atingem a nuca dos capangas, mas como, se ele estava no exílio e portanto, na frente deles?

    *Gordon acha o flare e ao jogar atinge exatameeente onde o Batman tinha deixado uma linha de combustível, coincidencia, não?

    *A julgar por aquela cara de dor na facada que recebeu, o Batman mal estaria caminhando depois, mas já já estava ele, como se nada tivesse acontecido.

    *Bruce chegando, faltando poucas horas pra detonar a bomba, chegando andando, fazendo mistério pra conversar com a mulher gato, haja paciência.

    *Por falar em paciência, todo mundo tem que escutar com a maior calma a vilã morrer (e que morte bem feita! soquenao), faltando o que? Uns 5 minutos pra estourar a bomba atômica? Só reiterar aqui, atômica!

    *Oops, ainda temos tempo pra um beijinho né, afinal, faltam forças pro espírito do Batman pra levar aquele trombolho embora.

    Ok, listei algumas coisas aqui, claro que existem várias outras, umas provavelmente não me lembro, outras estou com preguiça de digitar! =p
    Senti falta também dos apetrechos que o heroi consegue e gosta de usar, afinal estes são quase que um super poder pra ele.

    Não me venham falar que por ser filme de herói ele comportaria “chutes”. Chute é chute, furo de roteiro é furo de roteiro.

    E parabéns pra vc que consegue curtir um filme sem prestar atenção nesses “pequenos detalhes”, deve ter assistido um filmaço, pq eu realmente não sou incapaz de fazê-lo.

    • Paulo

      sem contar que depois de forçar a barra para ele movimentar o joelho(ate podemos dar um descontinho… dinheiro ilimitado e tals) agora curar um desvia de vértebra com uma cordinha foi o Ó!

    • Anderson

      Aleluia, senhor! mais por aqui com bom senso.

      • Anderson

        Mais um*

  • 10????

    Vou nem falar porque sou supeito, odeio filmes do Morcegão

    • Deivid

      Se você não curte Batman, Não comente. Você não gosta de um filme e só entra no site pra critica-lo, Isso é muita burrice de sua parte. Comente apenas o que gosta. Babaca…

  • Kleiton

    Quem vem aqui falar mal do filme do Batman só quer aparecer , chamar atenção puramente ou é retardado mesmo.

    • Hyla Fabiana

      Realmente Kleiton, temos aqui uma meia dúzia de hiper intelectuais do cinema afoitos e até alegres por acharem “erros” e “furos” no filme…. Estão atingindo um nível nolan de crítica rsrsrsrsrs
      Nenhum filme é perfeito.
      Mas agora, criticar tão negativamente um filme EXCELENTE como muitos estão fazendo aqui, chega a ser PATÉTICO.
      SE forem criticar comedias romanticas então…. meu deus, vão escrever LIVROS INTEIROS DE 50 PÁGINAS COM CRÍTICAS a respeito dos filmes comuns…. como vemos a duzias por aí. Fico até curiosa por ver esses suprasumos críticos inteligentíssimos relatando todos os furos de QUALQUER OUTRO FILME, QUALQUER UM.

      Meus queridos, Imbecis, vão fazer algo de útil na vida de vocês pois vocês estão fazendo um papel ridículo aqui.

      • Kleiton

        Hyla Fabiana me respondeu, Cara, ela ta tão na sua… quero dizer, na minha.

  • Arthur

    Foda para caraleo, muito foda

    Vingadores – Foda
    TDKR – Foda

    Quem compara os dois = looser

    • MoisésNeto

      dificil nao comparar os filmes,os dois sao demais,mas o do batman é mais sombrio,mais brutal esse nolan é demais,entre os dois filmes o batmam foi melhor elaborado

  • alonso

    Essas pessoas que criticam foram vê o filme só para encontrar falhas hahahahaha. Os verdadeiros críticos de cinema só elogiam a qualidade do filme. Agora uma coisa é certa Vingadores é para a familia. Batman é um filme mais maduro, serio.Porem se comparamos cada um dos personagens em seu filme solo, o Batman em bilheteria ganhou mais q todos. Utilizaram o assassinato do cinema para culpar ou rebaixar o filme, a mídia é foda. Até agora, comparado com os filmes deste ano, Batman tem grandes possibilidades de levar Oscars em diversas funçoes, isso é fato. E o q mais assombra são os poucos recursos de efeitos especiais e q, um excelente filme nao precisa ser somente em 3D ou só efeitos. NOLAN É O CARA. Deixou seu legado. mas é triste ve-lo partir.

  • Pablo

    Cara, eu sou fã do homem-morcego (e do Nolan) e eu vou expõr minha opinião aqui, podem gostar ou não. Achei o filme mediano e um tanto cansativo até. Subtramas e muitos personagens desnecessários que contribuíram para o filme ser cansativo. Aquela tensão urbana, aquela sensação incômoda de imprevisibilidade das coisas que estavam prestes a acontecer que Nolan construiu e transmitiu muitíssimo bem em TDK… eu senti falta! E, claro, sem mencionar os buracos inexplicáveis no roteiro, como por exemplo, Bruce Wayne, que, saiu lá do escambau, só com a roupa do corpo e voltou para Gotham… bom… talvez pelo fato de… ser fácil mudar de um set para outro… mas é assim mesmo.
    Foi um bom filme, sim. Não foi uma grande decepção, mas podia ter sido um filme melhor. Tinha tudo pra ser melhor, ainda mais se tratando de conclusão. Não superou O Cavaleiro das Trevas…

    • MoisésNeto

      em relaçao esse buracos,caso vc nao saiba esse filme foi de 5 horas de duraçao e ele teve que fazer cortes,por isso deve ter tido tais buracos

      • Pablo

        Sim, eu sei. Espero que essa versão integral ao menos tape os buracos do roteiro..
        Abraço.

  • Alex

    Salve galera do CCR numa boa vi o filme ontem e numa boa o filme brochante, para min a maior decepção do ano como expectativa.

    Abraços

  • Essa relação feita com ‘Batman Begins’ realmente me impressionou e concordo com o que você disse: A reutilização de certos elementos realmente deu muita força ao primeiro longa. Nolan ensinou a se fazer uma excelente trilogia sem necessariamente abrir mão de ideias em algum dos filmes. Apesar de seus enredos originais e estilo próprios, os filmes remetem às HQs justamente por que a essência do personagem foi mantida. Além do que, Goyer, um dos roteiristas, é um grande fã do personagem.
    Bem ressaltado: Os cenários estão realmente espetaculares. Gotham, além de crível, apresentou desta vez até mesmo as pontes e túneis dos quadrinhos, para a felicidade dos fãs.
    Só não acho que Bane lembre Vader, já que o último ambicionava a manutenção do poder centralizado, enquanto o primeiro, como vc mesmo disse, é perigosamente populista.
    Também reparei em algo que você colocou: devido à grandiosidade do longa o início do filme aparenta estar picotado. Uma consequência que pode ser facilmente relevada, se considerado o apropriado desfecho de Nolan.
    Ao meu ver, o filme destaca-se principalmente por representar o caráter lendário dos super-heróis,imortalizando a lenda por meio do símbolo. Fantástico!

    Boa crítica! Aproveito para compartilhar a minha:
    http://dimensaocinema.blogspot.com.br/2012/08/batman-o-cavaleiro-das-trevas-ressurge.html#more

    Abç!

  • Hilquias

    Concerteza Batman o cavaleiro das trevas fechou com chave de ouro a trilogia…Todos os batmans estão de parabens e para ser sincero eu não vi nenhum filme de super heroi ser tão serio e adulto como a trilogia batman!!!

  • vi ontem no cinema o filme do BATMAN,realmente CRISTIAN BALE vingou no papel de BATMAN desde conan o barbaro com arnold swhuhasnegger,um ator nao se identificava tanto com um heroi igual CRISTIAN BALE.vale lembrar que quem leu A QUEDA DE MURDOCK DE FRANK MILLER E MASSUCHELI,saga dos quadrinhos sobre o DEMOLIDOR O HOMEM SEM MEDO, da decada de 80 vera que o filme foi readaptado dessa historia dos quadrinhos o msm roteiro,lembrando que FRANK MILLER E MASSUCHELI tambem escreveu a maior saga sobre o homem morcego na decada de 80 BATMAN ANO 1,que tenho em minhas varias coleçoes de gibis do BATMAN e de outros grandes super herois.ENFIM,PARABENS A ESSE GRANDE FILME SEM DUVIDA UM DOS MELHORES DO GENERO DOS ULTIMOS 20 ANOS!!

  • Achei o filme excelente.

    Discutir bilheteria é pra idiota. Não ganhamos 1 centavo com isso.

  • Deivid

    O Filme é ótimo, Tem uma ótima história e excelentes personagens. o Bane foi um excelente vilão e o Batman novamente triunfou nas telas do cinema, Embora seria legal ver o Coringa em um último flashback. O Filme foi bom em todos os sentidos, Foi uma conclusão épica.

  • osmar

    Bom…depois de zilhoes de elogios.. é Oscar então né…?? kkkkkk
    quantos ou n minimo o de melhor diretor…ta doido.. academia do oscar deve ta que ta impovorosa com tamanhas épicas criticas.

  • ‘Batman Ressurge’ é um épico recheado de cenas de ação, diálogos inteligentes, referências aos quadrinhos, história bem encadeada com os filmes anteriores, atuações excepcionais (onde destoa apenas a caricata Marion Cotillard que interpreta Miranda Tate), várias respostas e algumas perguntas. Superior a quase totalidade de filmes baseados em quadrinhos que desde o começo da década de 90, e com mais vigor na década passada, invadem os cinemas. Deixa o bom, ‘Vingadores’ envergonhado. Ensina a Zack Snyder (‘Watchmen’) a como dar tons reais a um mundo de fantasia e lobotomiza das nossas mentes o estupro praticado por Joel Schumacher e Gorge Clooney e sua armadura com mamilos e o batcartão de crédito.

  • Greybat

    Batman do Nolan foi um lixo atrás do outro esse ultimo cagou de vez, claro que quem não segue as hqs não sabe bosta nehhuma e vai pelas pessoas na net acha epico, bom servem de piada os comentarios dessas pessoas.

  • Muito da hora. Um filme inteligente que faz o público ficar pensando no cinema, pra tentar descobrir mistérios antes que a resposta apareça. Bom, eu fiz isso kkk. Huummm… nota… 9… é, acho que 9. É um filme excelente. Nossa quando o Bane disse a sua primeira frase achei que era o Darth Vader sentado na cadeira ao meu lado, mas que voz diabólica. Gente, vocês acham que aquele policial que descobriu a bat-caverna vai se tornar o Robin ou um Batman novo?

  • Caraca, pra fazer esse comentário tive que descer meio metro de palavras. Fiquei até com sono. E concordo com o osmar sobre “bom… depois de zilhões de elogios… é Oscar então né?”

  • Frango

    Filmaço,muito bom,mesmo!… Acho que os furos citados pela galera aí são aceitáveis,o que deixou a desejar (para mim) foram combates corpo a corpo mais bem elaborados/coreografados.As trocas de soco entre o Bane e o Batman parecem de filmes dos anos 80! Poderiam ter pego uma inspiração nos games Arkham Asylum e City,sei lá…talvez,o excesso de cenas diurnas tenham prejudicado essa desenvoltura do Batman,ele não combina mesmo com a luz do dia!…Acho também que focaram demais nas cenas do bat-jato…que não me empolgaram muito.Destaque para a mulher-gato-lindinha da Anne Hattaway,que delícia…ela,sim,tem cenas de luta caprichadas!
    Mas o filme,em todo,é um espetáculo,com ótimas atuações e uma conclusão ducarái!… Assistam sem medo!

  • André L. Zilz

    O mais tedioso da trilogia. O desfecho desta trilogia possui um enredo cansativo, durante suas mais de duas horas de duração. O vilão principal esta muito aquém do Coringa, Duas caras, espantalho…Aquela máscara tirada de Mortal Kombat tem a intenção de provocar um ar misterioso no personagem, mas ainda assim não conquista o espectador.

  • R. Ewaldo Filho

    Finalmente pude assistir este filme , em sua versão Blu-ray , alias , qualidade de audio e vídeo de referência !

    Quanto ao filme em si , me decepcionei , apesar do clima de tensão e urgência o tempo todo , tem muitos buracos no roteiro , a maioria provocados pela personagem da ” mulher-gato ” que aparece do nada , já com poderes além de um ser humano comum , sem explicações , e ainda sempre aparece em cenas absurdas e sem nexo o tempo todo …

    Esses personagens extras já estragaram a outra série do Batman no cinema , e quase estragou este , Batman para ser crível tem que agir sozinho , querer colocar algum ” parceiro ” só torna tudo inverossímil e ridículo …
    O Cavaleiro das Trevas Ressurge é um bom filme , mas não se compara com o anterior e nem mesmo com o ” Begins ” , é com certeza o mais fraco da trilogia .

    ***

  • Mauricio

    Na minha opniao esse filme e um filme fudidex mas eu acho que quando o cara faz um projeto da hora ele tem que ver a parte ruim e a boa
    boa:guanhar muito dinheiro ruim:ter que continuar ou como posso dizer sei lá na minha opniao
    na moral o cara era para continuar ele fez uma historia fudidex era para ele desfrutar mais dessa historia.bem oque eu falo e se ele só queria fazer uma triologia pq coloca no final que a nave atualiza o alfred ve ele e o robim acha a batcaverna??
    eu ainda acho que ele vai continuar mas nao que falar ou ta procurando a espiracao
    ele deixou tanta coisa obvia que parece que ele ainda ta se decidindo se vai ou nao fazer o filme vc concorda?

  • Rogerio Araujo

    Sou fã de filmes, não importa se DC ou Marvel. Mas é impossível a Marvel fazer um trilogia que ao menos chegue aos pés de O Cavaleiro das Trevas. #FATO.