Críticas   sábado, 18 de Fevereiro de 2012

Motoqueiro Fantasma 2 (2012): um filme que só consegue constranger

Enquanto um exageradíssimo Nicolas Cage usa e abusa de um risível overacting, os diretores Neveldine e Taylor se mostram intimidados e contidos pela censura baixa a eles imposta.

O grande acerto de “Motoqueiro Fantasma – Espírito de Vingança” é o fato de ignorar completamente o filme anterior. Agora produzido pela Hyde Park, embora a gigante Sony/Columbia ainda esteja envolvida, é notável o esforço dos envolvidos na produção em fazer esquecer a péssima fita original. No entanto, o resultado – novamente – não é lá dos melhores.

Dirigido pela dupla Neveldine/Taylor, reencontramos Johnny Blaze (Nicolas Cage) escondido na Europa, tentando se livrar da maldição que o transforma no monstro sem consciência que se alimenta da alma dos malignos. Blaze é contatado pelo padre Moreau (Idris Elba), que diz ter um modo de salvá-lo de seu “problema” se ele conseguir resgatar o jovem Danny Ketch (Fergus Riordan) e sua mãe (Violante Placido) das garras do Diabo (Ciarán Hinds) e seu assecla Carrigan (Johnny Whitworth).

O roteiro, escrito pela dupla televisiva Seth Hoffman e Scott M. Grimple em cima de um texto de David S. Goyer (co-roteirista dos “Batman” de Chris Nolan), se livra de alguns problemas do filme passado, principalmente por explicar as limitações dos poderes do Diabo na Terra ou mesmo mais detalhes sobre o ser que vive dentro de Johnny Blaze, sendo ágil ao dar breves explicações da história pregressa de seu protagonista, sempre com animações simples e visualmente interessantes, em um bom ponto dos diretores.

Por outro lado, o script é extremamente pobre ao explorar as motivações de seus personagens, tremendamente previsível em seu mote (alô “Superman II – A Aventura Continua” e “Homem-Aranha 2”!) e ainda conta com diálogos que ultrapassam a barreira do ridículo. Para piorar esse último “detalhe”, os diretores se mostram incapazes de conduzir Nicolas Cage, que liga o seu modo exagerado no máximo. É impossível segurar o riso nas cenas em que vemos Johnny Blaze tentando controlar o Motoqueiro em momentos que deveriam ser sérios! O roteiro e a atuação de Cage levam a maldição de Blaze na brincadeira e tiram qualquer tensão que poderíamos ter das transformações do piloto na criatura.

Decepcionante a participação de Ciarán Hinds como o Diabo, já que tem pouco tempo de tela e quase nenhuma interação com Johnny Blaze, jamais criando qualquer química entre herói e vilão. Carrigan, o capanga do demônio, é vivido por Johnny Whitworth como o bom e velho segundo em comando genérico, com suas aparições após sua transformação sobrenatural precedidas por um escurecimento da tela jamais explicado pela narrativa. Ao menos Whitworth parece estar se divertindo em cena.

Já entre os coadjuvantes, o Padre Moreau, vivido por Idris Elba, se mostra um guerreiro bem mais interessante que Johnny Blaze. O inglês dá ao personagem o tom certo entre o humor e a fúria, e é uma pena que ele não seja o protagonista. Violante Placido surge bela em cena e só, enquanto o pequeno Fergus Riordan não incomoda. O sumido Christopher Lambert ainda tem uma participação especial, na qual podemos matar um pouco a saudade da agradável canastrice do eterno Highlander.

Mesmo os fãs dos diretores Neveldine e Taylor, especialistas em cenas de ação insanas, irão se decepcionar com as sequências concebidas aqui. Contratualmente obrigados a fazer um filme PG-13 pela primeira vez em suas carreiras, os dois se mostram bem mais contidos que em “Adrenalina” ou “Gamer”, com as stunt scenes não sendo tão impactantes como a de seus trabalhos anteriores. A sequência inicial até empolga, mas o clímax da produção é uma perseguição bem genérica simplesmente brochante.

O visual mais sujo e simplificado do Motoqueiro Fantasma está perfeitamente intimidador e, embora Cage mostre as transformações de um modo mais galhofado, os efeitos ali estão OK (embora a risada da criatura mais lembre o som dos Transformers do que qualquer outra coisa).  Já o look de Carrigan após sua metamorfose mais parece um headbanger albino do que um ser infernal.

Sem jamais impressionar em suas cenas de ação, incapaz de inspirar terror ou mesmo de acertar na medida trash, “Motoqueiro Fantasma – Espírito de Vingança” ao menos é melhor que seu antecessor por ter um ritmo mais acelerado e vilões não tão constrangedores. Ainda não foi desta vez que o Motoqueiro rodou com glória.

Thiago Siqueira
@thiagosiqueiraf

Compartilhe

Saiba mais sobre

Motoqueiro Fantasma 2 (2012)

Ghost Rider: Spirit of Vengeance - Mark Neveldine, Brian Taylor

Nove anos após se transformar no temido Motoqueiro Fantasma, Johnny Blaze (Nicolas Cage) se refugia no leste europeu para tentar controlar sua maldição ou, pelo menos, deixá-la escondida da maioria das pessoas. Ele leva uma vida solitária, até ser obrigado a entrar em ação ao ser chamado por um culto para salvar a vida de Danny (Fergus Riordan), de apenas 10 anos. O garoto está ameaçado pelo Diabo (Ciaran Hinds), que deseja encarnar em seu corpo.

Roteiro: Roy Thomas

Elenco: Nicolas Cage, Ciarán Hinds, Violante Placido, Fergus Riordan, Johnny Whitworth, Christopher Lambert, Idris Elba, Anthony Stewart Head, Spencer Wilding, Jacek Koman, Vincent Regan

Compartilhe


  • bruno

    nao é tão ruim assim. mas nao é nenhuma maravilha.
    e ao contrario de ti Tiago, as cenas com as risadas que o Cage tenta impedir que o MOtoqueiro apareça. ao meu entender os diretores queriam que a cena fosse engraçada mesmo,, nao tensa. O filme todo nao é nenhum pouco tenso.. um filme que quisesse ser serio nao teria uma cena de um ‘mijo-lança-chamas’

    O filme´e divertido..bem melhor que o 1º. Merecia 6 estrelas.

    Mas é incrivel alguem que deu 10 estrelas pro “Agentes do Destino” querer criticar o exagero do Nicolas Cage.

    • Caio

      Thiago Siqueira é o maior crítico de quintal que eu conheço, e de fato não vai muito longe com suas argumentações rasas e comentários preconceituosos, Mas “Agentes do Destino” é um filmaço, isso é inquestionável, e nem é válido comparar com isso aí, sendo de gêneros e qualidades bem diferentes.

      • hyla fabiana

        Agentes do Destino >>> Filmaço. Só pela originalidade da idéia ganhou meu respeito.
        Quanto a crítica… ficaria surpresa se Tivesse ficado um filme bom…. isso sim seria um milagre! Motoqueiro Fantasma é o maior disperdício de Tempo, trabalho e dinheiro protagonizado pelos estúdios.

  • Pedro Leonardo

    Concordo..
    foi bem melhor q o primeiro, mas podia ter sido um pouco mais sério, talves menos infantil.
    Mas enfim, ñ achei um filme ruim..
    Parabens ao site!

  • Kelvlin

    a ação tá melhor que o primeiro. o fato de ter esquecido totalmente o primeiro filme foi genial. não é o pior filme do mundo, mas deixa muito a desejar, mesmo para um filme que tentou se enquadrar no gênero trash…agora, é rezar para gente mais competente pegar o projeto da sequência ou que façam um reboot, dessa vez, por favor, sem o Cage.

  • Arthur Gustavo

    Quem for assistir filmes dessa franquia esperando um Dark Knight, pode se preparar pra decepções

  • Igor Michetti

    Aqui em BH só tem sala dublada e 3D, tem um horário legendado, 20:35, mas ainda é 3D… Bem, vou tentar assistir.

  • Fabricio

    Á grande pergunta é,vale o 3D?

    • Alberto Dutra

      Não vale não

    • É não vale o ingresso 3d

    • e existe 3d, fui assistir e achei um roubo porque o 3d e péssimo o filme em si e péssimo

  • gabriel

    Tá certinho sicas, mas prefiro o 1 e nao gostei nada dessas cenas animadas. diziam que ia ser mais serio, mas o filme e muito mais besta que o outro! e o visual achei mt paia, sai mais fumaça do que fogo dele!

  • gabriel

    e outra gente, o filme so tem 1h:35min!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Pablo

    Cage tá ficando cada vez mais louco, né? rsrsrs

  • Alerson Sousa

    Uma coisa que a crítica falou q eu fui contra é o visual do Blecaute,nos quadrinhos ele não parece infernal,ele é parecido com o q tá no filme.Olha a imagem aí:

    http://tvcinemaemusica.files.wordpress.com/2011/03/1118997-blackout_large.png

    • Israel Noren

      É, mas nem tudo que funciona nos quadrinhos funciona no cinema.

  • lucasla

    Um filme cheio de demônios não devia ter limitação PG-13, devia ser um filme do capeta mesmo, bem demoníaco e assustador. O visual do motoqueiro fantasma é tão irado, mas de nada adianta se o resto do filme é fraco…

  • Alberto Dutra

    Achei muito, muito, ruim mesmo, tenho minhas dúvidas se a coisa que mais estragou o filme foi a limitação P13 imposta pelos produtores do filme, o amigo dai de cima tem toda razão, o Cage novamente deixa a desejar, achei o roteiro fraquíssimo e não curti tanto as cenas de ação, ainda bem que não vi em 3D por que senão seria pior ainda…
    Para salvar a franquia só mesmo um rebolt ou uma grande mudança na mente dos produtores pois motoqueiro fantasma é um herói sombrio e possui uma grande chance de fazer sucesso com filmes de suspense e terror mas um terror sem limitações…

  • o 3d nao vale a pena

  • Gloria

    Comigo não, ele vai rodar sozinho.
    Brincadeiras a parte; vai ser difícil o Motoqueiro rodar com gloria algum dia, para alguém tão exigente como vc Thiago Sicas.

  • flavia

    com quantos anos pode assistir o filme.. ?? pode de um menino de 8 anos

  • Azulongmon

    E a persegisão a Nicolas Cage continua. Esse Thiago só tá querendo aparecer! Deixei de levar a sério qualquer coisa que ele escreve…

    • joao

      se vcs não importam com o que o cara escreve não deviam estar aqui comentando o que ele escreveu …na hora que visse ”thiago siqueira nem desciam a pagina !!! o cara deu a opinião dele é diferente da sua e da minha talvez mas nem por isso eu vou sair metendo o pau no cara !!!

      PS: o filme é ridiculo mesmo !!!!

  • Igor

    FOI TRISTE PAGAR O PREÇO QUE EU PAGUEI PARA ASSISTIR UM FILME DESSES 3D,
    acreditei nos diretores, mas pra mim so oq impressionou foi a aparência do Motoqueiro Fantasma.
    Cage por outro lado, interpretou e ficou mais parecendo um personagem de filme infantil e dos mais exageradamente ruins, era como se ele recebesse um eixu num terreiro de candomblé. Cage fez de tudo para incorporar o motoqueiro, mas parece q leu muito poucos as HQ e quis criar seu proprio Ghost Rider.(foi ridiculo). Nada contra o cage mas ele foi fraco. Nada contra Cage
    e ele nao suguou alma de ninguém pô, faltou um “Look in to my eyes!” agonia, cena q gostei do primeiro filme.
    Faltou ação, coisas como demônios no plural contra o motoqueiro.
    se tivesse uma classificação etária maior que 12 anos, repito 12 anos!! seria bem melhor, mais aproceitado, cheio de sangue terror e morte como deve ser

  • Rafael

    Com essas críticas estou até com medo de ver o filme, mas vou ver mesmo assim (espero!).
    Bom, nunca gostei do Nicolas Cage como Jhonny Blaze. Deveriam ter colocado um ator menos conhecido e mais jovem. Mas fazer o que, né?! Quase nunca acertam em filmes de super heróis!

    • se foce você comprava pirata e ainda e caro 3d nao existe

  • Gil Pandolfo

    Concordo com o thiago siqueira sim, quem não gostou da crítica que faça um reboot do filme então, vocês querem enaltercer um lixo de filme desse, ah! valha me deus, historinha bem meia boca essa sequência.

  • Eu gostei do filme, fui com uma expectativa baixíssima por conta do primeiro e o filme acabou se revelando uma boa surpresa.

    Não que eu deixaria de assistir qualquer outro filme por causa dele, mas sim porque do mesmo jeito que eu não estava levando o filme a sério, o próprio filme não se leva a sério em momento algum.

    Nicolas Cage continua o ator mais exagerado da atualidade, e em nenhum momento interpreta alguém além dele mesmo. Os efeitos visuais estão muito bons, nada daquele metal brilhoso do primeiro filme, aqui temos muito fogo e um motoqueiro “sujo”. Gostei também dos pequenos momentos de história que forma adicionando durante o filme, não ficou um negócio muito forçado e foi melhor do que se eles tivessem tentado contar em cena mesmo.

    Também gostei muito do Moureau e também nutria a esperança de um filme dele.

    Muito legal que nas cenas absurdamente forçadas de tentativa de criar uma relação pai/filho do Cage com o garoto o próprio Danny rechaçava e mostrava como aquilo era sem propósito.

    Um reboot com esse visual seria legal.

    Resumumindo, se você perdeu a hora da sua sessão para um filme que queria ver, vale a tarde no cinema. =)

  • Fábio Portugal

    Eu vi está Merd* em 3D, só esqueceram de me avisar onde estão o 3D!

    • você tem razão fui roubado onde estava o 3d ha era fantasma

  • Thiago Cosmos

    O Primeiro já foi ruim , é normal o no segundo piorar

  • Jonny Rodrigues

    Soh queria saber pq o Diabo mudou….de personagem e o pacto aparece o Jonny quebrando uma garrafa…??

    sendo que no 1º ele soh fura o dedo??? alguém sabe explicar?

    • gabriel

      Pessoal, este NÃO é Motoquero Fantasma 2, é um reboot. No geral, num reboot eles trocam tudo desde diretores, roteiristas, atores e a história.Nesse caso manteram o Nicolas Cage, mas esse filme de 2012 não tem absolutamente nada como com filme anterior.

      • gabriel

        na ultima frase eu quis dizer que esse filme de 2012 no tem nenhuma ligação com o filme anterior, logo, não é uma sequência

  • Rodrigo

    Acabei de voltar do cinema, um dos piores filmes que já vi no cinema…constrangedor..e que de 3D não tinha nada…

    • você voltou com a mesma opinião que eu, o filme e péssimo e o pior ainda, foi fazerem agente pagar pelo 3d

  • Thiago Barros

    Sempre que entro no cinema com rapadura e vejo que tem uma critica de algum filme do Nicolas Cage
    Antes mesmo o de ler a critica já sei que o critico que publicou vai detonar o filme.
    Tudo bem que o Nicolas Cage fez verdadeiras bombas mais o que eu vejo é uma perseguição
    pessoal dos críticos desse site com o ator.
    E não só com ele mais com outros também.
    Só acho que eles deveriam ser mais profissionais e não deixar seu descontentamento pessoal com um ator ou diretor influenciar suas criticas.

  • Max

    Super concordo com esta crítica que o Thiago Siqueira fez sobre o(s) filme(s) do Motoqueiro Fantasma. E ainda digo mais.. para ter um próximo filme do Motoqueiro Fantasma… só se fizer Reboot(já que está na moda) e escolher um ator melhor para interpretar o Motoqueiro Fantasma. Não consigo nunca ver o Cage como o Motoqueiro Fantasma.

  • Marcelo

    Gente, normalmente não comento nada em críticas de filmes por dois motivos, primeiro, existe gosto para tudo e segundo, não concordo com a opinião de muitas críticas (Lanterna Verde), mas hoje resolvi escrever aqui tamanha é minha decepção com Motoqueiro Fantasma 2! Concordo em gênero, número e grau com a crítica. A única coisa que discordo é que ainda acho o primeiro filme melhor que esse! Já faz bastante tempo que não saio tão decepcionado do cinema (Tron – O Legado) e acrescento, o roteiro é fraco, a fotografia incomoda, o som não empolga e o 3D é uma tapeação a ponto de minha esposa, que não entende nada de filmes, querer procurar o PROCON! Sem contar que o Motoqueiro é muito apático em certas cenas de ação e tem alguns movimentos muito estranhos (rodadinha deitado no ar) e uma tentativa de imitar filme de terror japonês com cortes de aproximação repentina. Espera, esqueci de falar que a transformação é um lixo! Ficou bem claro que um tique nervoso que ele tem de ficar movendo a cabeça de um lado para o outro e o fogo balançar é para dizer: “olha só como sabemos fazer um fogo com fumaça bem legal e perfeito…”. Ufa! Para finalizar, acredito que existiu uma indecisão entre fazer uma continuação ou um reboot e ficou no meio do caminho tipo o que aconteceu com os dois filmes do Hulk! Espero que, para preservar o personagem (e olha que nem sou muito fã do Motoqueiro Fantasma), não exista mais nenhuma continuação. Simplesmente não gostei!

  • este foi o pior filme que já assisti no cinema, e o que mi deixou mas revoltado foi o 3d acho que paguei só pelo trailer do filme john carter e a era do gelo,

  • O pior filme que já vie no cinema,e o 3D não existe em fim motoqueiro fantasma e muuito ruim

  • Luizinho Fanfarrão

    Realmente.. o filme naum agradou muito naum… Foi melhor que o primeiro, mas ainda deixou muito a desejar. Deu até sono!

  • Raoni Montezuma

    Não fui assistir ao motoqueiro pois sabia ser um filme “tosco” e de baixo nível, um amigo meu bem menos exigente quanto a filmes decidiu topar essa empreitada; após assistir ao filme me disse que foi um dos piores filmes que já viu, que Cage deveria se aposentar, que tudo era fraco, sem sentido, sem brilho. Mas o que se pode esperar de continuações de filmes que foram péssimos na sua primeira versão? caso do motoqueiro; assisti ao primeiro , algo para ser esquecido pelos fãs de histórias em quadrinhos como eu, de cara da pra ver que o Motoqueiro Fantasma 2 é uma xaropada só, basta ver o trailer, mas tem gosto pra tudo, até para o que é “tosco” e de gosto duvidoso.

  • Wellington

    nota 5? isso tudo? kkkk
    esse filme é vergonhoso…pior filme de 2012 até agora.

  • Nao e horrivel apenas mediocre,ainda acho melhor que o primeiro filme,mas os erros desse filme sao medonhos algumas cenas foram totalmente sem sentido,nao sei oque houve com Nicolas Cage nesses ultimos anos porque antes ele so participava de otimos filmes mas agora e um mais ruim que o outro

    Nota:5.0

  • É assim eu penso que onde estamos hoje do nível de efeitos, os filmes são bons, só precisa serem mais fieis as revistas em quadrinhos que eu lia quando criança, pois seriam bem melhor. Fora isso os efeitos são bons só pecam nas escolhas dos atores.

  • Jefferson

    Ridículo o filme. O motoqueiro fantasma mais parece um personagem recém saído de um filme estilo “a volta dos mortos-vivos”. Decepcionante. Uma das piores sequencias que já vi.

  • o filme foi 100000000000000000000000000000000000000 melhor mais sombrio e mais fiel as hqs

  • Marcos

    Senhores, não sou crítico ou algo do gênero, mas apenas posso dar um conselho verossímil (experiência própria) a todos vocês; jamais irem ao cinema assistir (ou alugar) esse filme, principalmente acompanhados (namorada, amigos, etc…) pois será a maior vergonha que passarão assistindo a um filme juntos!! Eu não consigo entender como algo assim é produzido e aprovado para ser divulgado.
    O primeiro filme não é tão bom, mas sem dúvida é “infinitamente” melhor do que este!!
    E quem acha que este ficou melhor, deve ter um gosto no mínimo peculiar.

  • Tensto2000

    O que mais pode-se dizer deste filme? Tudo já foi dito, tanto de ruim como incrivelmente de bom… Mas sinceramente quando pensei em assitir este filme, pensei “não pode ser pior que o primeiro”, mas foi… A começar pelo fato de querer ignorar o primeiro filme, fazendo com as pessoas que assistiram o primeiro filme fique procurando fatos que liuem os dois filme, o que é normal de um continuação, e os diretos erradamente tiraram este fator…
    Acredito que a plataforma que mais se encaixaria neste tipo de filme, é de BLADE ou De Anjos da Noite, ou seja muito sangue e violência excessiva e que se f… a censura mete a censura lá pros 18 anos, mas que faça um bom filme, fazer filme pra criança é isso que dá…
    Acha que o Cage sinceramente não tem culpa, pelo contrario o proprio parecer não dar tanta raça neste filme do que deu no primeiro, parecendo um pouco apricionado. Mas realmente só iremos saber se estes fracassos forem esqueçidos e os diretores começarem a fazer filmes para adultos e não super-herois para crianças bobinhas como Iron Man e Homem aranha que mais parecem copias de palhaço BOZO/Harry Potter/ super heroi…

  • Diego

    o lixo da minha casa vale mais do que essa merda de filme.

  • Sr. Ávila

    Esperava mais desse reboot.

    Acredito que se trabalhassem o lado sombrio com algumas pitadas de sarcasmo, ele ficaria mais atrativo.

    Gostei dos efeitos de fogo nos veículos, mas o Motoqueiro ainda ficou a desejar.

  • eu acho o primeiro mais legal, mas agora nas mãos da Marvel eles podem usar o roteiro de Stephen Norrington e David Goyer, mas só um porém, nada de conectar com o resto do universo marvel, pois vai fazer uma merda igual a sony